quinta-feira, abril 14, 2011

Tombini assustado



Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

A capa do jornal Valor desta quinta-feira estampou: “Inflação assusta e BC abre diálogo com ministérios”. Segundo a matéria, o Banco Central estaria preocupado com a persistência da inflação, especialmente dos preços de commodities. E isso fez o presidente do BC, Alexandre Tombini, mobilizar um grupo de especialistas do governo para aprofundar o debate e entender melhor o que se passa no setor.

Quando o próprio presidente do BC, teoricamente o guardião da estabilidade dos preços, parece viver no mundo da lua, então é porque a coisa está realmente feia. Será que Tombini não sabe que inflação, como já alertara Milton Friedman e Ludwig von Mises, é sempre um fenômeno monetário? Enquanto o governo anuncia medidas “macroprudenciais” de efeito tímido e incerto, os preços seguem em alta, e não apenas os agrícolas: os serviços subiram 8,5% nos últimos 12 meses. O crédito, especialmente o público, sobe sem parar. O governo parece ver o BNDES como uma fonte inesgotável de recursos. E a reação do presidente do BC é debater com ministros, ligados ao setor agrícola, o que está acontecendo com os preços?

Parece piada de mau gosto! Qual será o próximo passo do governo Dilma? Recriar os fiscais do Sarney para controlar os preços do chuchu? Colocar a culpa da inflação na ganância dos empresários? Apelar para o congelamento de preços? A verdade é que Tombini não demonstra ter nem força política para ser independente em sua política de juros, nem conhecimento profundo das verdadeiras causas da inflação. Se Tombini está mesmo assustado com a inflação, imagine como estão assustados aqueles que entendem um pouco mais de economia e observam as reações do governo diante dos riscos inflacionários...

9 comentários:

Eduardo disse...

A solução é uma paulada nos juros, e no compulsório. Sinceramente, não sei o por quê de tanta reticência, crescimento econômico só é bom com inflação controlada.

Anônimo disse...

Enquanto isso Guido Mantega diz nos EUA que é difícil segurar dólar e inflação ao mesmo tempo mas o governo está conseguindo. Será ? Vamos ver até onde o governo pode brincar de alquimia economica

Recorte Gutural disse...

O problema é ter um presidente de Banco Central que visivelmente está com mais medo de fazer besteira do que vontade de fazer o que é certo.

Anônimo disse...

Olá Rodrigo, tenho uma pergunta que pode eventualmente se transformar em post. Concordo com aumento de juros para controle da inflação mas... e os efeitos colaterais? Ex. BC aumenta juros para 15% => bolsa cai => câmbio vai para próximo dos R$ 1,40 => IPCA controlado em 4,5% (preço das commodities em USD neutralizado pela queda do câmbio) => Déficit em conta corrente aumenta e passamos a ter déficit na balança comercial. Resultado: 2012 com juros altos e câmbio super-valorizado, porém com inflação controlada. O que é melhor na sua opinião? Mário Henrique Simonsen dizia que a inflação aleija, mas o câmbio mata. Qual sua opiniao sobre isso? Bruno B.

Anônimo disse...

Chamem o Lula, ora!

André Santoro disse...

Não sei porque tá todo mundo tããão preocupado com a inflação... O nosso ministro se encontrou com o Bono Vox! Agora tá tudo resolvido!

(http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,bono-vox-se-encontra-com-mantega-em-sao-paulo,62326,0.htm)

Lucas disse...

Esse pessoal quando se reúne assim deveria ficar caracterizado o crime de formação de quadrilha.

Gustavo disse...

Rodrigo, vc viu q hj foi lancado o filme do Atlas Shruggled?


http://www.imdb.com/title/tt0480239/

Obviamente, duvido q venha a ser mostrado nos cinemas do Brasil, o Ministerio da Verdade nao vai deixar, pois tem q manter a cota de filmes nacionais no cinema.

Sorte q existe Internet...

Ayn Rand disse...

@Recorte Gutural

Bela observação. E vou mais longe: acredito que o nosso governo é o único que tem coragem de aceitar um presidente do Banco Central tão fraco e despreparado.