sexta-feira, fevereiro 08, 2013

Que venha o Carnaval

Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Hoje é sexta-feira, véspera do feriadão de Carnaval. O bom senso demanda que o tema desse comentário seja leve, se possível até positivo. Afinal, não queremos estragar o clima de ninguém com coisas sombrias.


Por exemplo: eu não pretendo falar de como o governo Dilma está destruindo a Petrobras. Seria triste demais lembrar que todos aqueles que acreditaram que “o petróleo é nosso”, na promessa de autossuficiência de combustível, que as ações da estatal “orgulho nacional” dariam uma boa rentabilidade, foram ludibriados, deliberadamente enganados, feitos de otários.

Tampouco pretendo falar das patéticas maquiagens contábeis do governo para fingir que ainda cumpre a meta de superávit primário. Novamente, isso iria estragar a alegria dos foliões, podendo causar indigestão e mal-estar nesse momento de festa. Quem quer saber de Mantega no Carnaval? Se ainda fosse KY...


O leitor será poupado também de outros assuntos chatos, como a “bolsa novela” que o governo quer criar para levar a televisão digital aos mais pobres, incluindo aqueles que dependem das esmolas estatais para viver (afinal, novelas são itens necessários em nossa cesta básica). Quem quer se preocupar com mais um privilégio, mais uma esmola, mais um esquema de compra de votos, tudo pago com o couro da classe média?

Nada disso. É hora de pular Carnaval, de participar dos blocos de rua, de sambar, de ver peitos siliconados na televisão. Ou, se o leitor tiver um perfil mais parecido com o meu, é o caso de aproveitar o feriado para ler um bom livro e passar tempo com a família. Qualquer coisa, menos falar das trapalhadas do governo. Por isso poupei o leitor desses temas incômodos. Que venha o Pão e o Circo! Que venha o Carnaval...

7 comentários:

Anônimo disse...

Boas leituras Rodrigo!
E até cinzas...,da Petrobrás.
Abraço

Suelene Simplício disse...

Isso mesmo Rodrigo. E que venha o Carnaval, vamos foliar... fo-lear... folhear uns bons livros! hehe Até.

O ANTIPETRALHA disse...

Muito bom o texto do Rolf Kuntz, Rodrigo:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,bagunca-geral-na-politica-economica-,994964,0.htm

O ANTIPETRALHA.

Eduardo disse...

E é engraçado como sempre fico com a impressão de que só devemos usar camisinha no carnaval!

Bem, eu terminei (recém agora) o Crime e Castigo e agora vou escolher outra leitura para aproveitar a única coisa boa do carnaval: O fato de ser feriado.

Abraços! Curti o blog.
Tenho esse meio desatualizado: todocontocontatudo.blogspot.com

Edurdo

Sergio disse...

Gostei de saber que o Jorge Samek tem como influencia o Churchill: www.luzio.com.br (podcast), e achei interessante tb o comentario sobre o boff

Roberto disse...

Até 4 a feira, boa leitura!!

roberto guimaraes disse...

Ironia desnecessária. Brinquei sim o carnaval. Desfilei pela Império Serrano, Estácio de Sá e a pela campeã Vila Isabel...Me diverti também em blocos pelas ruas do Rio. Nem por isso deixo de acompanhar, o ano todo, as questões que envolvem economia, política e sociedade, tão bem abordados neste blog. O fato de gostar e aproveitar o carnaval, também não me impede de realizar boas leituras, o que faço o ano todo, e me deixam à vontade para, sem culpa, deixar de folhear durante o carnaval. Como jornalista e brasileiro que sou, também não me alinho com certo complexo de vira-lata, tão comum a quem parece se envergonhar das nossas manifestações de cultura popular. Detalhe: prefiro muito mais os ideais do Liberalismo. Mas, por favor, Liberalismo sem perder a ternura.