terça-feira, março 19, 2013

Dez anos de Guerra do Iraque

Kofi Annan da ONU cumprimenta Saddam Hussein

Rodrigo Constantino

Dez anos de Guerra do Iraque. O que você "sabe" é que Bush mentiu para ir à guerra e terminar o serviço começado pelo pai, certo? O que você talvez não saiba é que Saddam Hussein ignorou o acordo de inspeção com a ONU após anos brincando de "gato e rato" com os inspetores; que Hans Blix foi feito de idiota e a ONU tinha a obrigação de agir para não ser desmoralizada; que Saddam abrigou o terrorista que atacou o WTC em 1993; que deu proteção a outros terroristas como Abu Abbas e Abu Nidal; que financiou ataques suicidas no Oriente Médio; que usou gás de mostarda contra população indefesa; que tinha esquema de corrupção com gente graúda da própria ONU (no programa “Oil for Food”); que o presidente Bill Clinton, antes de Bush, assinou a autorização para o país buscar remover Saddam do poder e substituí-lo por um regime democrático; que tal medida contou com aprovação maciça da maioria do Congresso, incluindo do Partido Democrata (157 a favor x 20 contra); que o governo Clinton efetivamente iniciou ação militar, ainda sob pressão pelo escândalo Monica Lewinsky, bombardeando intensamente por quatro dias instalações iraquianas na Operação Raposa do Deserto (na Wikipedia não aparece o nome do presidente Clinton!).

ISSO tudo você sabia? Mas a imagem que ficou foi a de um cowboy beligerante resolvendo issues familiares ou em busca do petróleo (e então, como anda a colonização no Iraque hoje?). Criticar a guerra é absolutamente legítimo. O que NÃO é legítimo é ignorar todo o contexto e acusar somente Bush sem entender o que estava em jogo. Vale notar que a reação estridente veio ANTES até da guerra do Afeganistão, essa sim, absolutamente justa pela ótica americana, quando lembramos que o Talibã dava guarida aos terroristas do ataque de 11 de setembro. Compare isso com a reação após Pearl Harbor em 1941! E entenda que a máquina de propaganda esquerdista tomou conta da América, em uma estranha e nefasta simbiose com os radicais islâmicos.

Leitura recomendada: Unholy Alliance: RadicalIslam And the American Left, de David Horowitz. 

25 comentários:

Euclides disse...

Mas agora quais foram os frutos dessa guerra ao terror? O Oriente Médio tornou-se mais democrático? Quem se enriqueceu com isso? De que adiantou matar Osama Bin Laden? Algum ataque terrorista de fato foi prevenido ou coibido? De que adiantou promover embargos econômicos ao Irã, senão para matar milhares de pessoas de fome? Pra que foram gastos bilhões, senão trilhões de dólares do contribuinte americano em guerras, enquanto o seu povo era negligenciado?

Em minha concepção tudo não passou de uma grande inutilidade que no fundo só serviu para fomentar ainda mais a ignorância de ambas as partes.

rodrigo disse...

Então por que o John Wayne teve de mentir, se havia tantos motivos para o ataque? Por que inventar as ADMs? Ah, porque a ONU não permitiu o ataque, e ele precisava de um papo autoritário para ganhar a opinião pública americana e mundial. O nome disso é imposição, unilateralidade, quer vc "ache" q ele estava certo ou não!

Anônimo disse...

Mas qual o real motivo da guerra do Iraque ? Implantar uma democracia ? Por que não fez isso em outros países ? Por que o Saddam dava guarita a terroristas ? Mas outros regimes também fazem isso, como por exemplo o Paquistão. Até hj quero entender o que houve no Iraque ! Vc consegue me explicar ?

Anônimo disse...

O que houve no Iraque? Acumulação gigantesca de resíduos orgânicos que, milhões de anos depois, se tranformou em hidricarbonetos. Foi isso que aconteceu lá.

" a ONU tinha a obrigação de agir"

tinha mesmo, e ela se posicionou desfavoravelmente ao ataque.

"como anda a colonização no Iraque hoje"

os EUA nunca planejaram "colonizar" o deserto, ou tomar o Iraque. O que eles queriam (e conseguiram) foi manter o fluxo e o preço do óleo nos patamares previstos para manter seu crescimento nos níveis desejados.



Pablo Moron disse...

Se é por causa do petroleo não seria melhor invadir a arabia saudita, canada ou irã, países que tem mais petroleo que o iraque?

Pablo Moron disse...

Outra pergunta, será que o que foi gasto com a guerra do iraque, nem sei mais em quantos trilhões tá isso, compensou esse "manter o fluxo e o preço do óleo nos patamares previstos para manter seu crescimento nos níveis desejados"?

ALBATROZ disse...

Prezado Rodrigo,

Defender George Bush é uma abominação tão grande como defender Fidel Castro, em minha humilde opinião.

De que adiantou essa Guerra do Iraque? Atualmente, o Iraque é um país dividido. Com a ascenção da maioria xiita ao poder, aproximou o Iraque do Irã. Um país de complicada relaçao com o modo ocidental de vida que você tanto defede e eu apoio em determinados aspectos.

Você pensa que valeu a pena isso?

Marcio disse...

Custo da guerrinha que calculavam 60 bilhões de dólares de despesa: só U$ 2,300,000,000,000,00 e + 190 000 mortos e o resto de problemas incalculáveis aos mais pobres e vítimas dessa guerra de interesses!

Pablo Moron disse...

Na moral, o pessoal tem serios problemas com interpretação de texto, o Rodrigo não está defendendo o Bush e tão pouco a Guerra, apenas critica a postura dos comunas da midia e idiotas uteis que bradam que a guerra foi por causa de petroleo e que guerra é bom para a economia americana baseada na teoria das janelas quebradas, o senso comum que os EUA entraram em guerra por motivos economicos, essa estupidez das ovelhas orwellianas.

ALBATROZ disse...

O diálogo fica muito difícil dessa maneira.

Pablo Moron disse...

"Criticar a guerra é absolutamente legítimo. O que NÃO é legítimo é ignorar todo o contexto e acusar somente Bush sem entender o que estava em jogo"

Pablo Moron disse...

É importante entender que não há juizo de valor sobre a guerra por parte do Rodrigo.

Anônimo disse...

O Rodrigo estah sim defendendo o Bush, ele enumerou varias razoes para o ataque, e completou dizendo que nao foi ele quem comecou a briga.

eh legitimo acusar o Bush, pois foi ele quem deu a ordem para os ataques depois da mentira disparada para a comunidade internacional.

Se nao era melhor invadir outro pais? qual deles esta interrompendo o fluxo do oleo em quantidade parecida?

se compensou a briga? soh de oleo o iraque tem reservas avaliadas em US$14 trilhoes. fora o gas. isso nao eh dos eua, isso eh soh a materia prima para eles. imagine o produto final

imagine eles sem a materia prima, ou com ela mais cara por causa de um ditador incoveniente

ALBATROZ disse...


Bom, eu espero não ter o meu comentário censurado novamente em um site que se diz liberal e democrático.

O Rodrigo Constantino fez sim juízo de valor sobre a guerra. Mas isso não importa. Somos livres para falar o que pensamos.

O que ainda não foi respondido é: Será que valeu a pena causar essa divisão sectária no Iraque a troco de uma suposta democracia? O Iraque não estaria agora sob a perigosa influência xiita do Irã?

Pablo Moron disse...

O que ainda não foi respondido é: Será que valeu a pena causar essa divisão sectária no Iraque a troco de uma suposta democracia? O Iraque não estaria agora sob a perigosa influência xiita do Irã?

A resposta eh a seguinte, os EUA não entraram guerra para impor democracia, senão teria q entrar em guerra com meio mundo, engraçado que as ovelhas não falam que a guerra do afeganistão foi por causa de petroleo, pq serah? Bom, o motivo da guerra foi o mesmo da do afeganistão, tirar do poder quem ameaçava os EUA por causa do 11/09, segundo eles guerra ao terror. Isso não significa q eu seja a favor de guerra, alias sou totalmente contra, acho que os EUA devam apenas defender seu territorio e deixar que o resto do mundo se mate, parem de proteger israel, deixem que eles todos morram, q se foda, o rolo compressor de comunas tem apenas que se defender, guerra soh da prejuizo a eles.

Pablo Moron disse...

Cara ovelha anonima, vamos tentar entender o seu ponto, vc estah tentando dizer que os eua entraram em guerra pq o preço do petroleo estava muito alto e o iraque nao produzia muito para manter o preço do barril lah em cima e ganhar com isso e isso estava prejudicando os EUA? esse eh o seu ponto?

ALBATROZ disse...

Não acredito nessas teorias conspiratórias ridículas sobre o interesse dos EUA. Aliás, não faz muito sentido sobre a lógica microenonômica o que você relatou.

O que é notório é que hoje se tem um país totalmente esfacelado, com sectarismos religiosos (sunitas X xiitas) e etnicos (curdos X árabes). Isso tudo porque, entendo eu, os EUA tomou o Iraque como bode expiatório na guerra contra o terror. Era mais fácil derrubar o Saddam para dar uma "revanche" aos ataques de 11 de setembro. Só que isso agravou o problema. É notório isso.

O fundamentalismo religioso cresce no islã. Obama tem sido bem prudente de forma acertada na questão de Israel. É preciso cautala para defender as atitudes israelenses na região.

ALBATROZ disse...

Ah, e não me chame de ovelha porque de obediente eu não tenho nada.

Pablo Moron disse...

Os EUA tem agora eh que se proteger, parar de gastar com guerra e deixar que os fanaticos se matem, não tem q ser a policia do mundo, isso custa muito caro.

IvanFR disse...

Sei que o Rodrigo não está defendendo a guerra, como ele deixa claro logo no início do texto. Mas que a Guerra norte-americana no Iraque e no Afeganistão, justificada com causas e interesses não "muito bem esclarecidos" (vamos dizer assim) trouxe tragédias humanas indescritíveis, tanto para soldados americanos como para civis, isso é um FATO!

Quem ousar discordar ou tentar defender as tais guerras como "legítimas", sugiro dar uma olhada nessa página ("Dez anos da invasão do Iraque - Os horrores que ninguém mostra").

http://fotos.noticias.bol.uol.com.br/imagensdodia/2013/03/20/10-anos-da-invasao-do-iraque--os-horrores-que-ninguem-mostra.htm?fotoNav=1#fotoNav=1

E desejo que durmam bem após as imagens... :/

Pablo Moron disse...

Guerras sempre trazem tragedias, a justificativa para qualquer Guerra nunca é suficiente, a diferença é a reação dos vagabundos da midia e das ovelhas loucas, essa gente mau carater não emite opinião quando os EUA não estão na jogada, quando é uma guerra lah na africa, quando é a russia que declara guerra, esse tipo de ser desprezivel se cala. Mas quando é os EUA, os malditos aparecem como cupins. Gente safada!

Pablo Moron disse...

Olha que coisa engraçada, "os horrores que ninguem mostra" está hospedado no uol(dos mais famosos do mundo), huahuahuahauhauh, é muita piada!

IvanFR disse...

Pablo

Por "os horrores que ninguém mostra" eu entendo aquilo que a propaganda oficial não quer esmiuçar.

Uma coisa é você ver a âncora do jornal noturno dizer que morreram "tantos e tantos" soldados americanos e iraquianos no "dia tal do mês tal" ou que foram gastos tantos "zilhões" de dólares com a guerra. É claro que isso gera uma comoção, mas a mesma comoção gerada na sociedade é MUITO maior quando se mostram fotos de soldados mutilados ou queimados, contando as suas histórias (ou melhor, as suas tragédias) pessoais. Números são dados frios, enquanto seres humanos mostrados na sua individualidade são bem mais "reais".

Gostaria de saber qual deputado americano teria coragem de aprovar a volta do serviço militar obrigatório após a divulgação maciça dessas fotos e histórias (lembrando que a volta do serviço obrigatório chegou a ser proposta pelos republicanos, sob a alegação de falta de tropas no Iraque e Afeganistão, mas foi barrada pela maioria de democratas).

Pablo Moron disse...

Qualquer guerra tem como consequencia um monte de gente mutilada, morta, queimada e isso eh muito divulgado e sempre foi, tanto que vc estah mostrando aih, ou vc acha q tah vindo com uma novidade pra gente, milhoes de filmes jah foram feitos sobre os horrores das guerras, basta procurar pra saber, agora contar historinha de soldado ferrado no horario nobre, isso realmente vc nao vai encontrar.

IvanFR disse...

"Qualquer guerra tem como consequencia um monte de gente mutilada, morta, queimada e isso eh muito divulgado e sempre foi"

Não é muito divulgado. Não é "amplamente" divulgado. Tanto é que nem eu (nem provavelmente você) sabia da história desses soldados em específico. Fiquei sabendo por conta do jornalista que montou a página comentando os dez anos de Guerra no Iraque. E olha que eu já tinha lido, durante todas essas semanas, análises políticas sobre a guerra em vários jornais (como é de praxe). Mas não tinha visto as fotos com os nomes (e acredito que você também não).

Eis o ponto! A análise política, ideológica ou econômica sobre o conflito (como a que o Rodrigo fez) não consegue chegar minimamente perto dos horrores do campo de batalha. Já ouviu o ditado: "uma imagem vale mais do que mil palavras"? E imagens podem inclusive mudar a opinião das pessoas sobre determinados temas (como guerras, por exemplo). Durante a Guerra do Vietnã foi assim...