sexta-feira, março 28, 2008

Macunaíma


Novas pesquisas mostram que apenas 11% do povo brasileiro considera o governo Lula ruim ou péssimo. Em outras palavras: praticamente 90% dos brasileiros não prestam! Simples assim. Defender este governo é apoiar a imoralidade, a corrupção, o autoritarismo. O povo tem mesmo o governo que merece...

34 comentários:

Steve disse...

Charles Darwin:

Brasileiros: miseráveis e desprezíveis

Post do Aluízio Amarim

virado num mói de quentu disse...

Bom foi FHC?
.

Cala a boca palhaço
.
Steve saia do país seu imbecil

Anônimo disse...

Quando a direita faz falcatrua é por interesse próprio. Quando a esquerda faz é pelo bem da nação.

Anônimo disse...

Pow Constantino, que tato hein?! "90% dos brasileiros não prestam"... vc deveria ser menos radical e observar que o grosso da população ignora a contribuição real de Lula ao bom desempenho da economia, estão empolgados por estarem collendo pequenas amostras das benesses de uma economia de mercado.
Cuida com as generalizações, do contrário, acabará como seu "caro" Olavão, indo se juntar aos bons, na terra dos ianques...

Steve disse...

“O Brasil não tem povo”

Blog do Aluízio Amorim

virado num mói de quentu disse...

Vc,Rodrigo, pertence à essência do núcleo do miolo do meio do centro dos 90%.

Na verdade é O PRINCIPAL

E quem lhe defender também

Anônimo disse...

Não entendo como um individuo que lutou até o fim contra o plano real (antes do plano real, a inflação era de 80% ao mês, para quem tem memoria ou carater curtos)pode se vangloriar dos frutos da economia de mercado. Os brasileiros gostaram de: Waldomiro Diniz; Lulinha Telemar; Republica de Ribeirão Preto; Escândalo nos Correios; Mensalão;Valerioduto; Duda Mendonça; Sanguessugas; Dossiê dos aloprados; Cartões Corporativos; entrega da petrobrás ao indio cocaineiro; grampo aos ministros do STF. Esse povo tem mais é que se f...mesmo

Anônimo disse...

Da lista anterior, faltaram Genoino Dolar na cueca; Silvinho Land Rover; Delubio Soares..eses vieram á tona..imagine o que está debeixo do tapete.

André Barros Leal disse...

Uma pergunta rápida: QUE CONTRIBUIÇÃO O LULA DEU PARA A ECONOMIA? Não fazer o monte de besterias que o elegeram, se tornado o maior estelionatário político da história?

Se aproveitar de excelente desempenho do mundo para crescer apenas uma mínima parcela do que se poderia é mérito?

Esse maldito só pode ter um pacto com o diabo. é muita sorte junta. mas a principal parcela de culpa por tudo que acontece e não dá em nada é da oposição. Nunca vi tanta besteira ser feita por um governo e nada da oposição aparecer. Parece um bando de otários, aceitando tudo que o governo faz.

ps: Anonimo de antes, respondendo a sua pergunta se bom foi FHC, SIM, foi tão bom que os efeitos do seu governo sao sentidos até hoje.

Steve disse...

"Sim, é preciso tomar cuidado com o povo. De fato, o bom é exterminá-lo. Como? Com escola. Um país bom é um país sem povo. Só com indivíduos donos de seu nariz.

por Reinaldo Azevedo

Steve disse...

"O Brasil Não Tem Povo"

Por Maria L. V. Barbosa

virado num mói de quentu disse...

Andre Barros,

A as falcatruas do período FHC?
privatizações escabrosas,Banco Central à serviço dos bandidos,BNDES,etc
Pare de falar besteira que são todos da mesma laia

VIRADO NUM MÓI DE QUENTU disse...

Rodrigo esse seu comentário que 90% dos brasileiros(quantos milhões?) não prestam só vem provar e atestar o que muitos de nós sabemos:SUA IMATURIDADE pois,nenhum analista sério falaria uma tolice dessas.

QUER APOSTAR que daqui a alguns anos(se fores um dia maduro)te envergonharás de ter escrevido isso?

És incapaz de assumir quaquer grande empreedimento,e porque jogas pedras?

VÁ crescer!

Anônimo disse...

FHC VENDEU estatais, as quais estão gerando tributos e empregando mais (lembre-sem que foi a "estatal" correios quem financiou a falcatrua de Roberto Jeferson e do mensalão). lulla entregou a PETROBRAS boliviana a Morales, de mão beijada. quam causou mais prejuizos ao pais? não fosse FHC, a inflação hoje seria de 80% ao mes, como era até meados de 1994.

Anônimo disse...

Falcatruas no governo FHC? a desculpa dos Lulistas a cada flagrante de episodio de roubalheira (mensalão, cartões corporativos, etc)é que FHC (que não é presidentehá quase 6 anos) também roubou. Esse clichê "FHC também fez" é vagabundo e já encheu o saco.
1) Se FHC roubou, quero ele preso também e não um salvo-conduto para o PT roubar.
2) prove que ele roubou, se bem que 6 anos depois é mero oportunismo, e não compromisso com a ética, ética esta de que o PT sempre propalou deter o monopólio.

Anônimo disse...

No discurso de anteontem no Nordeste, ele afirmou que:
" n�o � f�cil para uma parte da elite pol�tica do pa�s compreender porque � que � um torneiro-mec�nico retirante e nordestino est� aqui nesta tribuna e n�o eles.."
1)Lulla foi eleito presidente do sindicato dos metalurgicos do ABC aos 30 anos de idade. O individuo que p�ra de trabalhar aos 30 anos para desfrutar das delicias do sindicalismo (jatinho, hotel 5 estrelas, etc) e da politica deveria ter vergonha de se auto-intitular "operario" e "trabalhador.
2) Duvido que ele ainda saiba apertar um parafuso.
3)Eis o velho discurso da luta de classes e da auto-vitimiza�o, t�o comum entre socialistas. O fato dele ter nascido do Nordete o faz coitadinho, ter sido torneiro mec�nico e n�o ter estudado por op�o propria lhe confere uma "aurea mitica", pois qualquer critica � sua competencia ou a seu carater � conbsiderado "Golpe da Direita Sulista".

Anônimo disse...

Certo dia, estava eu assistindo a uma entrevista com o presidente da Companhia de Limpeza do Rio de Janeiro, quando uma repórter perguntou-lhe por que a exigência de segundo grau completo para a função de gari. Foi-lhe respondido que o gari com segundo grau tende a ter maior noção de meio ambiente, economia de recursos e etc. Concordei com ele.
O atual presidente de Pindorama estudou até o primário, ou seja, se quisesse prestar concurso para gari depois de sair da presidência, Lulla teria que estudar mais sete anos. Ele tem sete anos a menos de estudo exigido para um varredor de rua. Ressalte-se que ele pertence à “classe média” (como sindicalista e político) há mais de 30 anos, ou seja, nunca estudou por preguiça mental, por inapetência mesmo. Estamos na era em que ser semi-analfabeto é mérito. Para administrar qualquer empresa média, contratam-se administradores com curso superior. Para gerir um orçamento de centenas de Bilhões de reais mensais, elege-se uma anta.

Anônimo disse...

Constantino,
Se você não faz parte desse povo, muda pra Nova Iorque, Los Angeles!!! Vaza!!!!

Bruno disse...

Sempre quem escreve imbecilidades aqui nao se identifica? Ora, por que?
Isso explica em parte pq os esquerdistas são tão covardes, só agem em bando e qdo estao seguros com uma arma na mão... Parasitas. Vão estudar um pouco de economia antes de falar asneira.

Anônimo disse...

A comparação entre 4 anos (até 2006)do governo Lula e 8 anos do governo FHC:

Número de policiais federais:
Lula: 11 mil
FHC: 5 mil

Operações da PF contra a corrupção, crime organizado, lavagem de dinheiro etc.:
Lula- 183
FHC- 20

Prisões efetuadas:
Lula: 2.971
FHC: 54

Criação de empregos :
Lula: 6 milhões (4 milhões com carteira assinada)
FHC: 700 mil

Média anual de empregos gerados :
Lula: 1,14 milhão
FHC: 87,5 mil

Média mensal de empregos gerados:
Lula: 95 mil
FHC: 87 mil

Taxa de desemprego nas regiões metropolitanas :
Lula: 8,3%
FHC: 11,7%

Desemprego em SP :
Lula: 16,9%
FHC: 19,0%

Exportações (em dólares):
Lula: 118,3 bilhões
FHC: 60,4 bilhões

Balança comercial (em dólares):
Lula: 103,3 bilhões
FHC: - 8,4 bilhões

Transações correntes (em dólares):
Lula: 30,1 bilhões
FHC: - 186,2 bilhões

Risco-país :
Lula: 204
FHC: 2.400
* No governo Lula, o país atingiu o patamar mais baixo da história.

Inflação:
Lula: 2,8%
FHC: 12,53%

Dívida com o FMI (em dólares):
Lula: dívida paga
FHC: 14,7 bilhões

Dívida com o Clube de Paris (em dólares ):
Lula: dívida paga
FHC: 5 bilhões

Dívida pública :
Lula: 34,2%
FHC: 35,3%

Dívida externa:
Lula: 2,41%
FHC:12,45%

Investimento em desenvolvimento (em reais):
Lula: 47,1 bilhões
FHC: 38,2 bilhões

Empréstimo para habitação (em reais):
Lula: 4,5 bilhões
FHC: 1,7 bilhões

PIB:
Lula: 2,6% ao ano (até 2005)
FHC: 2,3% ao ano

Crescimento industrial:
Lula: 3,77%
* O lucro líquido das grandes empresas com ações em Bolsa quase triplicou nos três anos.

Anônimo disse...

Produção de bens duráveis :
Lula: 11,8%
FHC: 2,4%

Aumento na produção de veículos:
Lula: 2,4%
FHC: 1,8%

Crédito para a agricultura familiar:
Lula: 6,1%
FHC: 2,4%

Crescimento real do salário mínimo:
Lula: 25,3% *
FHC: 20,6%
* Ganho real de 25,7% em três anos

Valor do salário mínimo em dólares:
Lula: 152
FHC: 55

Poder de compra do salário mínimo em relação à cesta básica :
Lula: 2,2 cestas básicas
FHC: 1,3 cesta básica

Aumento do custo da cesta básica:
Lula: 15,6%
FHC: 81,6%

Índice de Desigualdade social:
Lula: 0,559
FHC: 0,573

Participação dos mais pobres na renda :
Lula: 15,2%
FHC: 14,4%

Número de pobres:
Lula: 33,57%
FHC: 34,34%

Número de miseráveis :
Lula: 25,08%
FHC: 26,23%

Transferência de renda (em reais):
Lula: 7,1 bilhões
FHC: 2,3 bilhões

Média por família :
Lula: 70 reais
FHC: 25 reais

Atendidos pelo programa Saúde da Família :
Lula: 43,4%
FHC: 30,4%

Atendidos pelo programa Brasil Sorridente (atendimento odontológico) :
Lula: 33,7% *
FHC: 17,5%
* 15 milhões de brasileiros foram pela primeira vez ao dentista.

Mortalidade infantil indígena (por 1.000 habitantes) :
Lula: 21,6
FHC: 55,7

Número de turistas que vêm ao Brasil:
Lula: 4,6 milhões
FHC: 3,8 milhões

Pró-jovem - estudo subsidiado:
Lula: 93 mil (18 a 24 anos) *
FHC: ...
* 100 reais por mês de subsídio a cada estudante

Bolsa Família:
Lula: 11,1 milhões de famílias *
FHC: ...

* Educação e subsídio alimentar
Incremento no acesso a água no semi-árido nordestino:
Lula: 762 mil pessoas e 152 mil cisternas
FHC: zero

Distribuição de leite no semi-árido (sistema pequeno produtor):
Lula: 3,3 milhões de brasileiros
FHC: zero

Áreas ambientais preservadas:
Lula: incremento de 19,6 milhões de hectares (2003 a 2006)
Do ano de 1500 até 2002: 40 milhões de hectares

Apoio à agricultura familiar:
Lula: 7,5 bilhões (safra 2005/2006)
FHC: 2,5 bilhões (último ano de governo)
* O governo Lula investirá 10 bilhões na safra 2006/2007

Compra de terras para Reforma Agrária:
Lula: 2,7 bilhões (2003 a 2005)
FHC: 1,1 bilhão (1999 a 2002)

Investimento do BNDES em micro e pequenas empresas:
Lula: 14,99 bilhões
FHC: 8,3 bilhões

Investimentos em alimentação escolar :
Lula: 1 bilhão
FHC: 848 milhões

Investimento anual em saúde básica:
Lula: 1,5 bilhão
FHC: 155 milhões

Equipes do Programa Saúde da Família :
Lula: 21.609
FHC: 16.698

População atendida pelo Prog. Saúde da Família:
Lula: 70 milhões
FHC: 55 milhões

Porcentagem da população atendida pelo Programa Saúde da Família:
Lula: 39,7%
FHC: 31,9%

Pacientes com HIV positivo atendidos pela rede pública de saúde:
Lula: 151 mil
FHC: 119 mil

Juros :
Lula: 16%
FHC: 25%

BOVESPA :
Lula: 35,2 mil pontos
FHC: 11,2 mil pontos

Dívida externa :
Lula: 165 bilhões
FHC: 210 bilhões

Desemprego no país:
Lula: 9,6%
FHC: 12,2%

Dívida / PIB:
Lula: 51%
FHC: 57,5%

Eletrificação Rural:
Lula: 3.000.000 de pessoas
FHC: 2.700 pessoas

Livros gratuitos para o Ensino Médio:
Lula: 7 milhões
FHC: zero

Geração de Energia Elétrica:
Lula: 1.567 empreendimentos em operação, gerando 95.744.495 kW de potência. Está prevista para os próximos anos uma adição de 26.967.987 kW na capacidade de geração do País, proveniente dos 65 empreendimentos atualmente em construção e mais 516 outorgadas.
FHC: APAGÃO

Rodrigo Constantino disse...

Entendo o comentário acima ter sido feito no anonimato. Além do sujeito IMORAL abraçar o slogan de Maluf, "Rouba mas Faz", como se os fins justificassem os meios, ele ainda demonstra ser um ignorante, um verdadeiro analfabeto em economia, pois acha que Lulla agora controla a economia mundial, o preço das commodities, o crescimento chinês etc.

Em tempo: tanta prisão assim e NENHUMA dos membros da quadrilha do próprio PT????????? hehehe

Rodrigo

Anônimo disse...

É evidente a melhoria ampla, geral e irrestrita. Ela se deve às políticas econômicas e sociais radicalizadas no governo Lula, melhor focadas e ajudadas por uma forte expansão do comércio mundial. Sem a última, o Brasil teria corrido pela terceira vez em cinco anos ao FMI, confirmando a profecia corrente em 2002, entre os educados intelectuais, que o Brasil testemunharia rapidamente a desmoralização do presidente “despreparado”.

Para ele a história reservava o título de “Lula, o breve”. A conjectura tinha fundamento: em dezembro de 2002, FHC deixou inflação anualizada às voltas de 30%; crescimento ridículo de 2,7%; déficit em conta corrente de US$ 186 bilhões acumulado entre 1995/2002 (a despeito das apressadas privatizações) e dívida externa igual a 3,8 anos de exportações. Entre 1995 e 2002, estas haviam crescido à ridícula taxa de 3,8% ao ano, enquanto a dívida externa de médio e longo prazo se acumulava à taxa de 6,6% ao ano.

A “trombada” era, portanto, tragédia anunciada. É isso que explica (muito melhor do que algumas formulações acadêmicas) boa parte do imenso “risco” que o mercado atribuía ao Brasil naquele momento. Em dezembro de 2002, os intelectuais “sabiam”, por uma simples e sólida razão, que o país estava sendo entregue praticamente falido: a dinâmica do endividamento externo era incapaz de ser sustentada pela dinâmica das exportações.

O futuro opaco costuma divertir-se com os que pensam poder “explorá-lo”. Em 2003, a expansão do mundo (o efeito China e outros) alcançou o Brasil. Entre 2001 a 2002 (último ano de FHC), o valor das exportações havia crescido os mesmos míseros 3,8%. De 2002 a 2003 (primeiro ano de Lula), ele cresceu 21% e, depois, repetiu a mesma taxa até 2007! As exportações passaram de US$ 70,4 bilhões para US$ 159 bilhões , por puro “efeito externo”.

O ponto fundamental que a oposição precisa ou internalizar ou tentar ilidir é que a política econômica da octaetéride fernandista quebrou o Brasil duas vezes (1998 e 2002 socorrendo-se do FMI) e que sem a ajuda da expansão mundial de 2003 teria quebrado novamente e mais depressa, porque a insustentável vulnerabilidade externa já havia consumido boa parte do patrimônio nacional privatizável.

Isso em nada diminui o extraordinário resultado do Plano Real, infelizmente acompanhado por óbvias e desastradas políticas fiscal e cambial no primeiro mandato. Elas só foram alteradas por imposição do FMI, quando nos salvou em 1998, mas sem melhorar o crescimento do PIB, que foi de 2,4% ao ano entre 1995 e 2002.

Não é, portanto, sem razão objetiva que 4/5 da sociedade brasileira “percebe” o governo Lula como ótimo, bom ou regular, ainda que haja muito (mas muito mesmo) o que fazer até que se possa reconhecê-lo como “virtuoso”, principalmente em matéria de segurança, educação, saúde, emprego e tributação.

Fazer terrorismo (como se fez sem sucesso no processo eleitoral de 2002 (”o Brasil será amanhã a Argentina de hoje”) ou com a invenção que “Lula procura um terceiro mandato” (e depois um quarto, um quinto) é: 1) extremamente perigoso, porque coloca em dúvida a solidez das instituições; 2) extremamente ineficiente, porque não é crível; e 3) extremamente injusto, porque subestima a inteligência do torneiro mecânico que chegou à Presidência e “sabe” o que os intelectuais pensam que ele ignora: que esse seria o triste enterro de sua brilhante carreira.

As oposições têm que deixar de chorumelas e colocar de lado o espírito de diretório acadêmico exacerbado da semana passada. Há um universo de políticas e propostas que podem garantir a consolidação e aceleração do desenvolvimento econômico, com estabilidade interna e externa e maior igualdade de oportunidades. Façam delas um bom programa alternativo para competir em 2009 e dêem ao governo a oportunidade de completar o que está tentando fazer.

Delfim Neto

André Barros Leal disse...

Não duvido destes números do governo Lulla. devem ser reais mesmo. Entretanto devo ressaltar que tudo se deve a uma politica economica ditada por esse mesmo "maldito" FHC que o esperto Lulla manteve inalterada. A mesma politica economica que ele falava mal o tempo todo está salvando a cara dele.

Queria ver ele encarar uma crise do jeito que o Fernando Henrique encarou. Queria ver ele dar uma solução para a economia como o Fernado Henrique deu.

Ô bando de esquerdistas inúteis... analisem direito os fatos. Nunca se roubou tanto nesse país. E quanto as "falcatruas" do governo do Fernando Henrique, acho engraçado e muito curioso que um governo com maioria no congresso e com todo o interesse em descreditar o governo antecessor, nao tenha feito sérias investigações e posto a "verdade" à tona.

A verdade é que o governo de Ferando Henrique foi brilhante. gerou efeitos positivos sentidos até hoje e como eles (PT) viram que nao tinha nada sério para olocar à tona, ficam com essas mesmas especulaçoes, deixando seus defensores espalharem em discussões sérias essas besteiras e adivinhações.

Lembro que o mensalão foi COMPROVADO, que o Palocci VIOLOU o sigilo bancário, que HOUVE o caso Waldomiro, que os gastos dos cartões corporativos CRESCERAM 700%no governo PT. Isso tudo não é especulação.

A resposta de voces seria "equanto a emenda da reeleição, quantos votos foram comprados?" respondo agora: NENHUM, pelo menos nao do jeito que o mensalao foi realizado, mas sim de forma politicamente legal, que o Lulla abusa até hoje.

Anônimo disse...

“Olha, temos que dizer o seguinte: não houve desastre maior que a octaetéride ‘fernandista’: congelou-se o câmbio e fez-se uma política brilhante de estabilização, mas o custo social, estou convencido disso, foi o maior de todos os programas de estabilização que o mundo já viu. Por que? Ele esgotou a possibilidade de tomar recursos da sociedade, elevou a carga tributária de 25 a 27% para 38%, e se endividou até a alma, de forma que a relação dívida/PIB chegou a 60%. Vendeu o patrimônio nacional às pressas...
Se fosse uma empresa privada estavam todos presos, porque fizeram uma fraude aos credores: venderam o ativo e aumentaram o passivo, ao invés de cortá-lo.”

Antônio Delfim Netto – Jornal O Economista – Maio 2005 – Edição nº 190

E vocês ainda acrditam que fora mantida a mesma linha econômica do cadáver, digo, FHC!?

Rodrigo Constantino disse...

É hilário, ao mesmo tempo que nojento; Lulla simplesmente fez TUDO aquilo que CONDENAVA no passado em macroeconomia. Até o PROER ele elogiou e tentou usurpar agora, enquanto na época metia o pau. Petralha como esse anônimo acima é assim mesmo: joga a coerência e a moralidade no LIXO!

Ah sim: Delfim Netto é aquele da DITADURA? hehehe

Esses amigos do PT... só dá inimigo antigo!

Anônimo, o Brasil melhorou A DESPEITO do PT, não por causa dele!

Rodrigo

PS: Diferente do André, eu não acho o governo FHC brilhante. Longe disso. Teve méritos, sem dúvida. Mas foi muito pouco liberal, mantendo gastos elevados, impostos em alta, câmbio fixo e até financiando o MST.

Anônimo disse...

AH, SÓ PRA CONSTAR:
EU, O COMENTARISTA ANÔNIMO DOS DADOS ACIMA EXPOSTOS, NÃO ME IDENTIFICO SIMPLESMENTE PORQUENÃO "PRESTO"!
FAÇO PARTE DOS 90% DOS BRASILEIROS QUE ESTÃO NESTA FAIXA E, POR ISSO MESMO, ME INCLUO DE FORMA ANÔNIMA NESTE GRUPO. SE FOSS LISTAR NOME A NOME, SERIA MUITA GENTE!

Anônimo disse...

E TEM MAIS:
UMA ÚNICA VEZ AQUI TENTEI POSTAR ALGO COM IDENTIFICAÇÃO E VI QUE POR ESTAS BANDAS REINA O AUTORITARISMO IDEOLÓGICO, QUE JAMAIS POSSIBILITARIA QUALQUER FORMA DE DISCORDÂNCIA CIVILIZADA.
O QUE DIZER DE UM BLOGUEIRO QUE CARACTETIZA SEUS OPOSITORES DE IDÉIAS E VOTO COMO "NÃO PRESTAM"!?
SE ENXERGA Ô!

Anônimo disse...

A inflação e o risco brasil estavam altos ao final do governo FHC por causa da desconfiança do mercado em relação a Lulla. FHC acabou com a inflação no Brasil, em definitivo, com o plano real. Só um bandido para negar isso. FCH enfrentou uma forte crise mundial. O Brasil apresenta crescimento econoico mediocre, apesar da bonança da economia mundial.Quanto de investimento estrangeiro ele atraiu com politicas tributarias? nenhum. absolutamente nenhum.
Citar prisões da PF como combate à corupção do governo Lulla? por que a Federal nunca algemou bandidos como Dirceu, Genoino ou Palocci? vestir policiais de preto e mascara ninja para prender dona de botique é facil.

Rodrigo Constantino disse...

hehehe

Agora virou autoritarismo chamar corrupto de corrupto e defensor de bandido de bandido!

Eu não digo que vc não presta por discordar do meu voto, anônimo petralha. Eu digo que vc não presta por vc defender SAFADOS!

Diga: o que vc diz de quem defende Maluf? Pois é. Vc defende alguém MUITO pior, em TODOS os aspectos. E na maior tranquilidade.

Safado!

Rodrigo

Rodrigo Constantino disse...

Mas não deixa de ser engraçado ver essa CORJA feito o anônimo aqui tendo que apelar para o velho "rouba mas faz", dos malufistas. Agora perderam a cara-de-pau ao menos de defender o PT pela questão ética. Agora é assim: veja a ECONOMIA durante o PT, e esqueça a CORRUPÇÃO.

Ser "ladrão igual aos outros" virou ORGULHO desses petralhas! Isso se fosse, pois qualquer um sabe que o PT é MUITO pior.

Ah sim: autoritário é esse partido que vc defende, safado, que é sócio das Farc e de Fidel Castro no Foro de SP!

titus flavius vespasianus disse...

Anônimo dos dados,

Vc humilhou o bocó do Constantino,com dados e argumentos,por isso que só cabe a ele soltar os cachorros.

Autoritarista! destila tanto ódio e desprezo pelo "outro" quanto os ditadores.

Mostre dados seu cientistazinho colonizado( e seja homem,não apague esse texto).

A base de FHC ajudou? sim! a conjuntura internacional também? sim! claro,mas as politicas implementadas pelo governo lula foram o fator X.

Ou vc acha que se o presidente fosse o MOTO-Serra a coisa estaria assim?(PRINCIPALMENTE O LADO SOCIAL)

Antes de tudo digo:NÃO SOU PETISTA.Mas não nego a realidade(inclusive os escandalos desse governo).Quanto á vc seu plagionatário sem ideias FAÇA COMO SEUS MACACOS:EVOLUA!

André Barros Leal disse...

Gostaria de deixar algo bem claro para aqueles que acham que se a maioria do povo acha algo, então, isto é certo:

Por volta de 1939, a MAIORIA do povo da Alemanha (0% de analfabetos) achou que era CORRETO colocar judeus em campos de concentração.

Depois de 1920, a MAIORIA do povo Russo achou que seria CORRETO o exílio de opositores para campos de trabalhos forçados na Sibéria

Agora a MAIORIA do povo brasileiro acha que o presente governo é bom.

Portanto, acho que sso deixa claro que a vóz do povo não quer nizer absolutamente nada.

Cervantes disse...

Ilario esses posts e essa discussão.

Se nao for o Lula o proximo candidato a presidente que seja a Dilma Rousseff, nao tenho duvida nenhuma de que vou votar só no PT nas proximas eleições, tanto municipais como federais, não posso esquecer do bigodudo pra senador (esqueci o nome dele).

A democracia é perfeita, ela põe em pratica o ditado "aqui se faz aqui se paga", e nada melhor para alguem do que pagar pelos seus atos, e o Brasil vai pagar como sempre pagou.

Quanto essa discussão sobre quem é mal carater quem não é:

Valores morais e ética não são coisas subjetivas etc... (não preciso citar Ayn Rand aqui). O povo brasileiro possui conceitos totalmente opostos aos conceitos morais e éticos de povos que deram certo, e isso não é subjetivo.

Essa pesquisa de popularidade do Lula comprovou que 90% da populaçao aceita e compactua com roubo e desrespeito a liberdade. Não interessa se o país vai bem ou não, qual governo foi o responsavel pelos indices econômicos e sociais atuais, não interessa. Eu não concordo com os meios, não interessa o resultado, eu não aceito roubo nem desrespeito a minhas liberdades nem a de ninguem, e quem aceita isso é definido por mim como mal carater. Acredito que o Rodrigo Constantino e muitos que lêem esse blog compartilham do mesmo conceito.

Portanto os 90% dos brasileiros que gostam do governo Lula são de carater duvidoso, usando um eufemismo pra nao dizer mal carater , que parece ofender ao inves de gerar reflexão.