terça-feira, setembro 20, 2011

Boicote contra protecionismo

Quero lançar uma campanha nacional de boicote aos carros das 4 grandes montadoras. Que tal se todos ficarem 3 meses sem comprar carro novo? Não pode ser tão urgente assim trocar o carro. E esses meses já fariam o estoque das montadoras ficar empilhado nos pátios. É a pressão que podemos fazer enquanto consumidores. O que acham? Gostaram? Então repassem! Ninguém compra carro da Fiat, VW, Chevrolet e Ford por 3 meses. Boicote contra o protecionismo jurássico!

6 comentários:

Anônimo disse...

Eu sou completamente a favor... Vemos diversos meios informando a diferença de preços de carros aqui e lá fora, e agora essa de IPI. Santa bagunça do nosso governo, protegendo os grandes.

Só lastimo que dificilmente nossa ideia irá para frente. Há algum tempo, em minha cidade, Piracicaba-SP, o Shopping começou a cobrar estacionamento, e foi uma comoção na cidade, dizendo que iriam boicotar e não ir ao Shopping. Doce ilusão. Passe no domingão para ver como está lotado (até mais que antes) e olha que o shopping é minúsculo...

Enfim, vamos tentar mais uma vez...

pablo disse...

Também concordo...um país que já tem pouca opção de automovel, que são caros e que deixa a desejar em vários itens de segurança....o brasil é um lixo.

Lembro que uma vez assistindo à um programa de tv o presidente da chevrolet foi perguntado como estava a chevrolet e o mesmo respondeu que as vendas do celta estavam excelente e é o carro que mais vende da chevrolet.

pobre povo BRASILEIRO, POIS COM UM PREÇO DE UM CELTA SE COMPRA UM CARRÃO NOS ESTADOS UNIDOS, " COMO OS AMERICANOS SÃO MAU E O BRASILEIROS SÃO BONS".

Dâniel Fraga disse...

EXCELENTE ideia!

Anônimo disse...

Eu vou fazer minha parte...tenho uma "carroça nacional" que está com quase 130 mil km, e pensando na troca por um novo. Já estava até andando pelas concessionárias, quase fechei negócio....só de raiva vou trocar o meu por um usado menos rodado, até os preços dessas carroças abaixarem e as montadoras aprenderem a respeitar o consumidor.

Anônimo disse...

Apoiado, já vou repassar essa idéia adiante, começando com familiares e amigos. Tenho um carrinho 2005, de uma boa marca, que aguenta sem problemas até mais do que isso, chega facinho até o final dessa medida nojenta (se é que não vai ser prorrogada). Farei minha parte e, se todo mundo fizer a sua também, as coisas mudam. É isso aí.

Michel disse...

como faço pra ajudar??