segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Resumo da Guerra em Gaza

5 comentários:

Thomas disse...

Ótima ilustração

Fênix disse...

E a mais pura verdade, enquanto uma protege suas crianças a outra usa como escudo...

Yashá Gallazzi disse...

Muito boa, Rodrigo.

Bosco Carvalho disse...

Rodrigo,

até que ponto podemos deixar de considerar todas as atitudes machistas e discriminatórias às quais as mulheres sempre submetidas?
Hoje, em países muçulmanos, elas podem ser apedrejadas até à morte, por 'traição' aos maridos machões. Até mesmo por mera suspeita...
Mais que um ato populista, vejo a atitude do Obama como um marco para a redução da discriminação.
Afinal, todos os olhos agora se voltam para o que acontece na América do Norte.
Ao falar no fator reprodutivo, até parece que só as mulheres estão envolvidas no processo. Parece?
De fato é: pois a maioria dos injetores de esperma só se vangloriam do fato de serem pais, sem jamais sê-lo na prática.
Continuam a praticar a 'ausência emocional' de corpo presente.
Claro que nao existe, nem existirá igualdade nas relações humanas.
Mas a premissa de que as mulheres são inferiores aos homens tem que desaparecer de nossos conceitos e atitudes.
Só para não deixar de citar: todas as atitudes discriminatórias dos homens em relação às mulheres não passa de um mecanismo de compensação do sentimento de inferioridade dos homens em relação a elas pelo fato de poderem procriar.
Que tal revisar suas atitudes machistas?
Afinal, nascemos em país machista, criados por mães também machistas...

Há braços,

Bosco

Rodrigo Constantino disse...

Bosco,

Vc errou de tópico!

Sobre a primeira lei de Obama, não há racismo algum! Só na sua cabeça. A lei é populista, e PREJUDICA as mulheres na prática! Aliás, quem falou em inferioridade aqui?

Cuidado com os espantalhos. Se não consegue rebater meus argumentos, melhor não falar nada...