sexta-feira, outubro 23, 2009

Cantando no Chuveiro



Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

O ditador Chávez fez um apelo ontem aos venezuelanos: pediu que eles suspendam a cantoria no chuveiro e que o banho não passe de três minutos. A Venezuela, não obstante todo seu petróleo, vive um problema de falta de energia, e no último ano ocorreu uma série de apagões. “Não estamos em tempo de jacuzzi”, disse Chávez, para lembrar que o comunismo é incompatível com certos confortos. Ao que parece, o socialismo do século XXI tem como única diferença para o antigo o fato de trazer miséria e escravidão em maior velocidade. Em Cuba a desgraça levou um pouco mais de tempo para se estabelecer.

Curiosamente, a demanda de Chávez é semelhante ao que muitos “ambientalistas” pedem com freqüência. O eco-terrorismo tem sido o abrigo para as viúvas de Stálin, e tem atraído muitos socialistas pelo ataque ao próprio progresso capitalista. Até mesmo o banho das pessoas precisa ser regulado pelo governo! O pânico incutido nos leigos, o alarmismo serve para causar um estado de desespero, ocultar a ineficiência do governo e justificar um avanço ainda maior sobre nossas liberdades. Muitos “ambientalistas” são, no fundo, “melancias”: verdes por fora, mas vermelhos por dentro.

Antigamente, diante de uma natureza hostil e sem as vantagens da prosperidade capitalista, banho era mesmo um luxo para poucos. Os socialistas, talvez por considerarem que limpeza e higiene são coisas de “burguês”, desejam regressar alguns séculos no tempo. Já eu, que abomino a sujeira e o socialismo, pretendo continuar tomando banho com calma, degustando o conforto que somente o capitalismo pode oferecer. E sim, cantando no chuveiro, por que não? De preferência, músicas que enaltecem a liberdade que os socialistas tanto detestam.

PS: Um grupo de “intelectuais”, entre eles os de sempre, Emir Sader, Leandro Konder e Luiz Fernando Verissimo, assinou um documento protestando contra a CPI do MST. Eles acusam os ruralistas de tentar criminalizar os sem-terra. E eu que pensei que quem criminalizasse o MST fossem os próprios bandoleiros do movimento “social”, quando ignoram as leis e invadem propriedades privadas, depredando tudo pela frente! Ingenuidade minha...

18 comentários:

Adamos Smithson disse...

Hahaha, gostei do "melancia". Vou passa a usar (embora eu ache que o que muitos "ambientalistas" defendem seja o anti-desenvolvimentismo, e não o comunismo).

ps.: sugiro que você de uma estudada no significado de ternos como "ditador", "comunismo", "socialismo" e outros. Acho que eles não significam exatamente o que você acha.

fejuncor disse...

Já chega a ser patético...

Imagina que a culpa da falta de abastecimento é toda do cidadão....

Mas, pensando bem, pra que tomar banho??? Isso é coisa de burguês não eh mesmo??

Augusto Araújo disse...

Sobre o seu ps Rodrigo: Sim eu acho que estamos faz tempo vivendo uma inversão de valores.

Quem está do lado dos pobres e oprimidos são os ruralistas e o pessoal do DEM, afinal o MST só serve para gerar mais miséria, se deixarmos de lado a questao da picaretagem do MST e da ilegalidade deles e analisarmos a reforma agrária em si, chega-se a seguinte conclusao:

a reforma agrária é algo economicamente inviável e no fundo trata-se de uma transferencia de renda burra. Dinheiro dos impostos sao canalizados para um sistema de produçao ineficiente.

Tempos atrás li um estudo que apontava que o custo de cada familia assentada ficava em mais de 100 mil reais e que eles mal conseguiam tirar um salário mínimo de renda da terra. Ou seja, era mais viável dar o dinheiro para as familias aplicarem em poupança e viverem de renda do que se proceder a tal reforma agraria.

É como se achassem que uma grande montadora de carros fosse algo injusto, concentrador e a partir daí o governo subsidiasse milhares de pequenas montadoras de fundo de quintal, todas de péssima qualidade e inviáveis

Um grande problema é que ele nao tem economia de escala, nao conseguem diluir o custo fixo, ou seja, o modelo é um lixo completo e um desperdicio de dinheiro público

Ernesto Heredia Dias disse...

Caro Augusto,
Só atente para o seguinte!
Pela sua ótica você está correto, a reforma agrária nos termos propostos é um modelo inviável, DESDE QUE você parta da hipótese de que o objetivo desta gente seja que sistema capitalista vá ser mantido e aperfeiçoado.
Só que esta hipótese É FALSA !!

Esta conversa de reforma agrária é só um álibi político para um movimento cujo real objetivo é substituir o sistema capitalista por outro substituto. Portanto o atual sistema primeiro deve ser DESTRUÌDO.

Quais os reais resultados desta proposta de reforma agrária ?? Não está sendo o aparelhamento político dos órgãos ligados a agricultura (INCRA, Ministério de Desenvolvimento e Reforma Agrária, Ministério da Agricultura, etc..) e o consequente desvio de recursos públicos para financiar seus "exércitos" de sem terras e suas ações terroristas e ataques a estrutura capitalista de produção agropecuária do país. Você sabe por qual motivo o Brasil NÃO é mais o maior produtor de CACAU do mundo ??? De uma pesquisada, pois vale a pena saber!!

fejuncor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fejuncor disse...

Falta de alimentos, falta de energia elétrica, falta de papel higiênico. Agora só precisa deixar a barba crescer, mandar matar algumas centenas (dos que já estão presos e ninguém fala nada) aumentar um pouco mais o tempo dos discursos e pronto! É uma Cuba. O país das oportunidades.

Augusto Araújo disse...

É eu sei que forma os vermelhinhos que espalharam a vassoura de bruxa na Bahia.

No ultimo censo ainda deram pra confundir agricultura familiar com assentamento

Uma coisa é agricultura familiar natural, das colonias italianas, alemas, japonesas, do cinturao verde q há em torno das cidades

Estas sim sao produtivas porque já sao pessoas do campo

Agora os assentamentos do MST de 20 anos pra cá sao outra coisa, grandes fazendas q foram cortadas a um custo enorme e na mão de um capital humano sofrível

mas o ministerio do (sub) desenvolvimento agrario insistena mentira em dizer q as pequenas propriedades sao mais produtivas

fejuncor disse...

Esse vai no caminho do Coma Andante. A culpa da gerência inoperante e maluca é do El Niño. O boquirroto conseguiu tornar a 5ª reserva mundial de petróleo em charco socialista, cuja importação de TUDO se faz necessária ao mesmo tempo em que há um desabastecimento geral. O oligofrênico segue o véio cubanacan dando instrução até para o uso de absorventes. Acabará como Bolívar, famoso Napoleão das Retiradas, que fugia com maestria excepcional como esse gorilão que tem pouco tempo de prepotência antes que o povo demita-o.

jv disse...

Sujeira e comunismo são sinonimos.
Excelente texto e medida certa de sarcasmo. hehe

Ernesto Heredia Dias disse...

Conclamo que os venezuelanos conscientes, não deixem esta oportunidade de golpear Chaves passar despercebida ...

Passem a tomar banhos de 5 horas de duração e provoquem o blackout imediatamente !!!

denilson prata disse...

HAHAHAHAHHAHAHAHAA...
vc é um personagem cara. nao existe!!ridiculo mesmo.
morri de rir com tuas gaguejadas no youtube e de sua falta de informação, fora toda a carga ridícula de moralismo além de seus preconceitos que nada mais é do que seus diturbios e neuroses recalcados no inconsciente. Tais disturbios vem pra fora em forma desses discursos vazios mas que nao deixam de serem engraçados. um abraço palhaço de circo falido..uahuahua

José Carneiro da Cunha disse...

Denison Prata, falando em comentários vazios, vocês nos forneceu um belo exemplo disso.

Concordo com o Rodrigo quando ele diz que o Meio-Ambiente foi o reduto para onde fugiram marxistas órfãos. Isso é claro na franqueza e origem teórica, assim como na debilitada metodologia de pesquisa dessa galera, completada pelo discurso da “ doutrina da transformação”.

É uma pena, há coisas muito interessantes para se estudar nessa área, mas os debates são, via de regra, muito pobres no Brasil, salvo pelos textos do Charles Muller, Ricardo Coelho e cia.

Eu acho legal o discurso do consumo excessivo “- o modo de produção capitalista conduz ao consumo excessivo...”, mas a tal da teoria comuna não diz que “- o modo de produção capitalista conduz à salários de subsistência...”. Só mesmo muita ideologia porca para fingir que há caráter científico nessas argumentações.

Abs

José Carneiro

José Carneiro da Cunha disse...

Errata:

É Denilson.

É fraqueza, não franqueza.

abs

José Carneiro da Cunha disse...

Beleza Rodrigo, já viu essa manchete?

"Mercenários neoliberais, travestidos de "libertários" e financiados pelo imperialismo ianque em prol da prostituição de toda a América Latina, estão realizando seminários nas principais instituições de ensino do país a fim de propagandear a escravidão capitalista e o anticomunismo.

Duas faculdades já foram alvos desta corja. Amanhã (dia 8) será a USP. Fique atento se sua faculdade consta na lista e sabote o evento!"

abs

Everardo disse...

É um apena que a discusão sobre o uso racional da água seja aproveitado, à direita e à esquerda, de forma tão grosseira. Enquanto ficarmos resvalando nessa estreiteza de capitalistas e comunistas subdesenvolvidos, o mundo não vai resolver seus problemas mais importantes.

Aprendiz disse...

Everardo

Se houvesse na Venezuela uma campanha do tipo "economize água e energia, é bom para o meio-ambiente", então seria uma discussão real sobre o uso racional da água. Mas a campanha é "banhos curtos, pois não temos energia". Na Venezuela? Com seu potencial hidroelétrico, petróleo e gás? É sim uma discussão sobre as desgraças do socialismo do "século XXI". Informe-se também sobre as filas para comprar alimentos, o brutal enriquecimento dos amigos de Chavez, a violência em Caracas, muito maior que no Rio de Janeiro (homicídios/100.000 abitantes) e as mílicias chavistas.

Não adianta. Enquanto os cabeças de bagre acharem que o governo cubano é melhor que o governo neozelandês (e que o governo da Coréia do Norte é melhor que o da Coréia do Sul) o rumo estará errado. A atual geração de esquerdistas não aprendeu nada. Os cem milhões de mortos do comunismo não contam nada para eles. Simplesmente fazem as mesmas coisas, de novo, e de novo e de novo. E nunca aceitam discutir qualquer questão real sobre o socialismo. Aquilo que se vê no campo direitista, como essa discussão entre o Adamos e o Constantino, em público, isso não existe. Só sabem negar que exista qualquer problema. Parece que nada consegue penetrar na crosta de suas consciências.

Everardo disse...

Aprendiz, o problema é que, apesar de nunca ter defendido Fidel ou Chávez, sempre que não concordo com essa polarização sou jogado para o lado oposto: o de Fidel. Fidel e Chávez não são ameaça para o mundo. E os males da Cooréia do NOrte não são explicados pela Coréia do Sul. Esse maniqueísmo radical atrapalha a compreensão do mundo. O capitalismo está agonizando e isso não significa vitória do socialismo. Mas, nin´guém pode conjecturar. Tem sempre que ser o bem contra o mau. Basta ver a celeuma criada em torno de Honduras, onde dois lados exatamente iguais passaram a ser tratados como o bem e o mau apenas porque se imagina que uum é socialista...que bobagem!

Aprendiz disse...

Um esquerdista falando contra o maniqueismo. O cinismo nunca acaba.