quinta-feira, setembro 06, 2012

A liberdade de Chico Alencar


Rodrigo Constantino

O deputado do PSOL Chico Alencar publicou hoje um texto na Carta dos Leitores do jornal O Globo, em resposta ao meu artigo “A esquerda caviar”. Vamos rebater um a um os pontos abordados pelo socialista.

Em primeiro lugar, ele afirma que eu agredi cineastas, músicos e artistas em geral, além de ecologistas e representantes políticos. Não! Eu apenas apontei a hipocrisia de muitos desses artistas e intelectuais, que defendem as “maravilhas” do socialismo, mas gostam mesmo é das coisas que só o capitalismo pode oferecer. O que foi apontado no meu artigo é a esquizofrenia dos admiradores de Fidel Castro que, no fundo, querem mesmo é acumular muita riqueza e despertar o consumismo burguês sem censura.

Depois Chico Alencar diz que eu ofendi a cidadania, ao indagar “o que se pode esperar de um povo que elegeu Saturnino Braga em vez de Roberto Campos para o Senado?” Como assim? Quer dizer que afirmar que os cariocas possuem um histórico de péssimos votos é “ofender a cidadania” agora? Que doideira. Não posso nem mesmo lamentar as péssimas escolhas de meus conterrâneos? Será que Chico Alencar estaria ofendendo a cidadania ao reclamar dos votos que levaram Collor ao poder?

Mas ele continua. Afirma que, para mim, servir ou combater a ditadura não são critérios respeitáveis para o voto. O que? O problema é outro, deputado. Muitos da esquerda a qual o senhor faz parte combateram os militares sim, mas vamos contar a história toda? Eles lutavam por qual causa? A liberdade democrática, por acaso? Nem aqui, nem na China! José Dirceu, o “chefe de quadrilha”, era um defensor da democracia?

A turma que o senhor defende queria era implantar uma ditadura do proletário no Brasil, nos moldes cubanos. Tanto que o ídolo dessa rapaziada era Fidel Castro, simplesmente o mais sanguinário e duradouro ditador da América Latina! Aproveito para lhe perguntar, deputado: o que o senhor pensa de Castro? O que o senhor acha do regime cubano? Satisfeito com a liberdade do socialismo? Poderia apontar um único caso de sucesso do socialismo?

Chico Alencar ainda diz que eu falseei a posição de Freixo sobre as escolas de samba. Eu vi a entrevista do candidato no RJTV. Ele foi bem claro: para ter verba municipal, tem de haver contrapartida cultural. E quem decide isso? Os burocratas apontados pelo governo! Logo, é exatamente como eu disse: o PSOL quer controlar até mesmo conteúdo de samba! Onde está a mentira?

Ainda foi dito pelo deputado que eu preciso me informar melhor sobre a questão de Israel. Ora, eu li o texto do deputado Babá “justificando” seu ato de queimar a bandeira de Israel em praça pública. Portanto, não estou desinformado. E repito o que disse: é uma demonstração de intolerância e desrespeito ao povo judeu queimar a bandeira de Israel dessa forma. Os socialistas acusam a única democracia do Oriente Médio de fascista. Foi por isso que recomendei o livro “Fascismo de esquerda” no meu artigo. O deputado deveria lê-lo...

Para Alencar, eu ataquei todos os que defendem o meio-ambiente. Não! Eu ataquei os ecoterroristas, os alarmistas oportunistas com uma agenda política por trás do movimento ambiental, usado somente como desculpa para mais concentração de poder no estado. Por isso, inclusive, recomendei o livro “Os Melancias”, de James Delingpole. O deputado deveria lê-lo...

Por fim, o deputado apela para o sensacionalismo e tenta monopolizar as virtudes, alegando que liberdade não é apenas a dos donos do capital. E quando foi que eu disse isso? Justamente, a liberdade é muito mais que isso; é, por exemplo, não ter que entregar metade do que ganha para um governo perdulário e corrupto; não ser tratado como um súdito pelos burocratas “iluminados”; enfim, tudo aquilo contrário ao socialismo que Chico Alencar defende.


25 comentários:

Lourival Marques disse...

Chico Alencar é um típico socialista: na falta de argumentos sólidos, apela aos sofismas e ao sentimentalismo barato.

Gostei muito de seu artigo n'O Globo, Constantino. Vc foi direto ao ponto, como sempre.

Bernardo Santoro disse...

Um dos momentos mais felizes da minha vida política foi quando o José Dirceu falou mal de mim no blog dele. Isso foi um sinal claro de que eu estava fazendo alguma coisa correta.

Acho que você deveria ter a mesma posição em relação a essa carta do Deputado Chico Alencar. Se ele está falando mal de você, é porque alguma coisa muito certa você está fazendo.

No mais, texto original irrepreensível e texto-tréplica perfeito.

Seu amigo pela liberdade,
Bernardo.

Guerrilha Mental Urbana disse...

Olá, sou muito fã do seu blog, vou deixar o endereço da minha mais recente postagem
http://guerrilhaurbanathiago.blogspot.com.br/2012/09/o-perfil-do-jovem-esquerdista.html

Um abraço!

Silas disse...

Caro Rodrigo,
O Dep. Chico Alencar é filiado ao partido conhecido como PSOL, sigla de Partido Socialismo e Liberdade, como se Socialismo e Liberdade pudessem conviver. A HISTÓRIA - e 100 milhões de cadáveres - simplesmente desmente a "dobradinha"!

Anônimo disse...

Antes devo parabenizar o autor pela treplica, foi mesmo brilhante, perfeita.

Há um dito, não popular, que comunica uma grande sabedoria; pena que desconheço o brilhante autor:

"QUEM TEM POOR HABITO USAR A FORÇA PARA CONSEGUIR O QUE QUER, TEM POR HABITO QUERER SEMPRE MAIS"

Os políticos e burocratas bem como militares tem como meio de obterem a realização de seus desejos, a FORÇA destrutiva. Pois intrínseco a sua atividade. Usam a força para OPRIMIR, USURPAR e COAGIR aqueles que se percebem indefesos ante o potencial opressivo e destrutivo de seus algozes.
A guerra é um meio de tentar obter o que se deseja de outro que se considera capaz de resistir. Na verdade não é bem assim, pois os que "acham" poder resistir imaginam que não serão tão sacrificados quanto os que estão no campo de batalha e não em gabinetes refrigerados ou em unidades bem protegidas e cheias de alternativas de fuga.

O governo, diga-se o Estado, há muito corrompe formadores de opinião. Há certo temor pelos que tem por atividade falar e falar para convencer. O clero já foi a fonte de falatorio formador de opinião e submissão (e de ameaças apocaliptiocas). Hje temos os meios de comunicação com os autores, artistas e faladors em geral.
A industria de medicamentos paga pesados impostos, a alimentação, a industria de infraestrutura e moradias também. Curiosamente, a industria do lazer, na modalidade de produção teatral e cinematografica NÃO PAGAM NENHUM TIPO DE IMPPOSTO e ainda RECEBEM IMPOSTOS ATRAVÉS DA RENUNCIA FISCAL. Há por parte dos políticos o interesse de mimar e enriquecer os artistas (majoritariamente socialistas defensores da igualdade material, não de cidadania ou, para ser mais preciso na atualidade, igual direito de agir e reagir) concedendo-lhes VERBAS estatais (o uso de "publicas é tolo, pois que são do Estado) e toda sorte de privilégios e proteção contra concorrentes. ...Claro que enriquecendo-se com grande ajuda do Estado estes artistas posam de "bons moços igualitários" enquanto se lucupletam e diferenciam-se usufruinndo do Poder estatal.
Um comerciante compra um CD e tem que pagar ao ECAD sob a idéia de que a música ajuda-o a faturar e por tal deve dar parte aos artistas e burocracia coletora. Contudo, os artistas nada pagam por usarem equipamentos eletronicos e instrumentos, sem os quais não valeriam nada no mercado. 2 pesos e 2 medidas para avaliar o "ganho alheio contribuido" ...rs ...Ninguém fala nada, a massa aceita tudo. Ora, se o comerciante COMPROU o CD tem o direito de escuta-lo ou executa-lo onde desejar; por que deve pagar pela execução se já o comprou? pq tal pode ajuda-lo a ganhar mais em seu negócio? ...e os artistas que nada ou qase nada, vá lá, ganhariam sem os equiipamentos e instrumentos? ...e os demais fabricantes que vendem mobilia e equipamentos p/ o comerciante?

...Enfim, é do interesse do Estado CORROMPER COM PRIVILEGIOS OS CAPAZES DE FORMAR OPPINIÃO, os profissionais de tal área. Estes poor sua vez se lambusam com os privilégios e exibem-se "bons mocinhos" defendendo canalhices altruístas (com o bolso alhio), exibindo-se socialistas e "comunistas" enquanto se lucupletam defendendo que os imppostos são um direito do Estado (desde que eles não os paguem).
e tome lei ruanet e privilégios fiscauis para enmpresas de publicidade e produção artistica (sim eles recebem como tais empresas).

Brilhante:
"Muitos intelectuais escolheram o lado do estado porque foi o estado quem lhes ofereceu emprego."

"Com a expansão da atividade estatal veio a criação de posições poderosas para os burocratas legalmente treinados como funcionários públicos. Com o estado moderno surgiu a existência da burocracia ao lado da antiga classe militar."

Flâneur disse...

Parabéns, novamente, seus argumentos são bem fundamentados e coerentes com o mundo que vivemos, ao contrário dos pseudos-marxistas que não sabem aonde estão, embora não abram mão do conforto material enquanto destilam o velho discurso... Imagina então como é o meio acadêmico... por pensar como você sou "direita" e frequentemente excomungado... Apenas acho que essa ideologia torta e nefasta ficou lá atrás, no século XIX...

Lucas Saboia disse...

Era muito óbvio que Chico Alencar fosse se incomodar com o artigo "Esquerda Caviar". Ele próprio é um dos maiores beneficiários desta patologia que acomete determinados setores da sociedade carioca. Não houvesse essa doença em nossa cidade e nosso Estado, jamais um ex-petista, que já foi eleito com ajuda de "recursos não contabilizados delubianos", conseguiria tantos votos para a Câmara Federal, arrastando consigo um estridente e ignorante ex-BBB com parcos 10 mil votos, em autêntico efeito Tiririca. Importante adicionar, nos pedidos de esclarecimentos ao deputado, qual a opinião dele e do partido dele sobre o regime do Irã, aquele que mais persegue e mata homossexuais no mundo. Assim, poderemos conhecer a 'coerência' da militância gay de seu coleguinha ex-BBB, bem como de seu candidato a prefeito, que, em gesto de absurda intolerância religiosa, debochou e chamou de homofóbicos os cristãos que promoveram a "Marcha para Jesus". PSOL é aquela erva daninha que precisa ser combatida logo, prá que não se espalhe e contamine outros setores da sociedade - o que menos precisamos hoje é um novo PT.

Anônimo disse...

O único fato positivo na carreira política de Chico Alencar foi ele ter tido vergonha na cara e saído do PT.

Desta forma ele conseguiu continuar a viver em sua fantasia, lógico que as custas de um super salário de deputado, poque ninguém é de ferro.

Pablo Moron disse...

Que beleza rodrigo, ser criticado por um mau carater como esse chico alencar é um baita elogio, nem precisava de treplica, me sinto de alma lavada por vc, imagino a felicidade que sentiu ao ver o faniquito de gente dessa estirpe, parabéns mais uma vez.

André disse...

Essa gente é sempre assim,perdem nos argumentos(uma vez que não há argumentos capazes de sustentar o socialismo) aí fazem carinha de ofendidos,de indignados e posam de vítimas,È SEMPRE assim.

Sergio disse...

"Ofender a cidadania"?. Os caras elegeram o Brizola duas vezes, e de quebra o Moreira Fraco. Depois a Benedita,e se não bastasse, o chefe da dança do guardanapo, duas vezes.
Outra coisa esses caracteres que voce nos obriga a escrever são ilegíveis.Porra! Facilite nossa vida.

Roberto Germanos disse...

Rodrigo,
A resposta do Sr. Chico Alencar é típica, saída daquele livrinho do Schopenhauer sobre debates que conhecemos muito bem. A vontade é de jogar a obviedade na cara, de nos revoltarmos. Mas acho que devemos seguir firmes, incisivos, mas sem nunca apelar. O debate é isso, se um lado baixa a qualidade dos argumentos e parte pro sentimentalismo, temos de nos manter firmes na linha. Portanto, parabéns pela resposta, e mantenha a ponta de lança sempre afiada e apontada pra frente. Abraço.

Marcos disse...

Dá-lhe Constantino! O Chico Alencar ganha a vida defendendo algo que ele mesmo - no seu íntimo - não acredita.
Não tem mais como renunciar, como o Gabeira tem feito. É preciso bolas!
Parabéns pelo artigo e pela tréplica.

Anônimo disse...

Veja esse... hilário!!!

http://www.contracorrenteza.com/2012/09/sou-progressista-cara-e-odeio.html

Anônimo disse...

parabens! o senhor está incomodando a pseudo-esquerda tupiniquim. pela reaçao, estão preocupados. muito bom! que continuem jogando pedras.

Unknown disse...

Show!!!!!!!! essa gente a a praga egipicia que assola o Rio e nos levou ao estado de degradação moral,social e politica que vivemos

Unknown disse...

KILLER
Caros! Não entendo muito de politica, mas acompanhando este e outros blogs, chego a conclusão que sou "direita".
Nas conversas sociais, tambem me acusam pelo que digo, porem acabo satisfeito em mostrar a esses esquerdopatas(na medida do possivel) o que penso sobre eles.
Vá em frente!

JVMO disse...

o olavo fala de ti lá pelos 8 minutos:
http://www.youtube.com/watch?v=9NHYiqXBb-A

Anônimo disse...

Seu artigo no globo foi um show de intolerância política. E qual o problema de artistas votarem em candidatos de esquerda ? Hj, votar na esquerda não significa querer o comunismo. Vc tem uma visão ultrapassada do mundo, da época da guerra fria. Pela sua lógica, então pobres não podem votar na direita ! É ridículo vc querer patrulhar o voto das pessoas. Democrata aceita a opção política dos outros, e respeita.

Anônimo disse...

O SUJEITO DAS 6:15 incomodou-se e critica o autor por criticar os farsantes que se locupletam e se fazem grandemente desiguais pregando a igualdade material dos dos outros e em seguida recebem caches milionários com incentivos fiscais e compram mais um ap de luxo em NY ou Paris ...e viva a igualdade material pq os ricos comunistas precisam do poder estatal para assim se manterem.

PQP! Os poobres não deveiam é votar na esquerda se não quiserem ficar ainda mais ppobres para enriquecer a alta hierarquia socialsita. Em Cuba, Coréia do Norte, Leste Europeu, Africa, URSS e etc. OS PPOBRES FICARAM AINDA MAIS POBRES COM A HEGEMONIA ESQUERDISTA.

...EM TODOS, ABSOLUTAMENTE TODOS OS LUGARES ONDE O SOCIALISMO FOI IMPLANNTADO A POPULAÇÃO FOI LITERALMENTE ESCRAVIZADA. Em todos os lugares onde o sociallismo foi impplantado o resultado foi ESCRAVIDÃO e MISÉRIA da população ENQUANTO OS GOVERNANTES E SEUS AGREGADOS DESFRUTAVAM DO LUXO E DO PODER ABSOLUTO.

Pobre que é esquerdista é burro além de pobre.
O socialiismo foi uma reação da aristocracia às idéias liberais que começavam a prosperar.
Socialismo é coisa de rico safado, bem nascido, que vive do PODER e deseja uma sociedade hierarquizada, uma sociedade de status e não uma sociedade dinamiica e livre.

João Emiliano Neto disse...

Constantino, não se preocupe com a babaca arrombada que é esse deputado Babá, pois o mesmo já era baba-ovo de laços do diabo como o socialismo e o anti-semitismo desde a época em que ele era deputado pelo meu Estado do Pará.

JOÃO EMILIANO MARTINS NETO

Rodrigo Holanda disse...

Olá Rodrigo, parabéns pelo artigo e pela tréplica.
O deputado, como todo esquerdopata, em nenhum momento consegue lhe responder baseado em fatos e evidências. Sai sempre pela tangente, como por exemplo, afirmar que você ofendeu a cidadania dos Cariocas (?!). Continue a boa luta!

Bruno disse...

Muio bom, Rodrigo!
Fez-me lembrar o oleh que vc deu nos ungidos Emir Sader e Calos Minc, no pilotis da PUC-Rio.
Abs e parabens,
Bruno

Anônimo disse...

Chico Alencar é uma espécie de Heloísa Helena de calças.
Alguém "infalível", dono da verdade.
Antes ficavam com raiva daqueles que combatiam Lula.
Quem ousasse apontar defeitos em Lula era burgês e reacionário.
Hoje ficam com raiva de quem defende Lula.
Sempre vale o que eles quiserem que seja tido como certo. Errados sempre são os outros.
Por certo Boff e Frei Beto devem ser seus gurus.
Da América eles só gostam da Disneylândia, das compras em Miami e dos restaurantes de New York.
E mais notável produção americana, a liberdade de expressão, é algo que eles repudiam totalmente.

Anônimo disse...

Complementando meu comentário acima sobre Chico Alencar. Parece com Heloísa Helena, mas apenas no quesito teimosia. Heloísa Helena é uma lutadora e uma mulher íntegra. Não que Chico não seja. Entretanto, Chico Alencar não me parece que tenha a coragem da primeira. Acho que tanto um quanto o outro ainda serão liberais algum dia. Tenho esta esperança.