sexta-feira, abril 27, 2007

Os Cupins


Rodrigo Constantino

“Os problemas sociais têm origem no fato de os indivíduos serem diferentes, serem egoístas e, ainda assim, desejarem viver juntos e em liberdade.” (Og Francisco Leme)

Um dos maiores liberais que o Brasil já teve foi Og Francisco Leme, cujo legado, através de sua ativa participação no Instituto Liberal, gera efeitos positivos até hoje. Sua forma clara de escrever, com notória objetividade, possibilitou que muitos pudessem finalmente compreender a essência do liberalismo. Seu livro mais famoso chama-se Entre os Cupins e os Homens, de onde boa parte do conteúdo abaixo foi retirada.

Logo no começo, Og Leme define liberdade de acordo com seu conceito negativo, como ausência de coerção. Coerção, por sua vez, é “tudo aquilo que obriga o indivíduo a fazer ou deixar de fazer algo que espontânea e normalmente, em face de seus interesses pessoais, não faria ou não deixaria de fazer”. Como o Estado representa a concentração de poder coercitivo, o pensamento liberal automaticamente assume que quanto menos Estado, melhor.

A visão de mundo do autor encara o homem tanto como ser social como anti-social. Ele tanto coopera, como compete; aplaude e inveja; ajuda e agride. As condutas antagônicas são parte da essência da natureza humana. Os indivíduos, diferente dos insetos gregários, são egoístas, no sentido de buscar os próprios interesses. Ao mesmo tempo, pretendem viver juntos, em sociedade, mas mantendo o máximo possível de liberdade. Eis o problema que surge: como conciliar as duas coisas? Para ele, a resposta está na “geração de um acordo comunitário que propicie a criação de uma entidade acima de todos eles – fracos e fortes – e que ‘imparcialmente’ zele pelos interesses da comunidade”.

Aceitando que cada homem é único e tem suas próprias aspirações, o mínimo que se pode exigir dessa sociedade é que “não atravanque a sua aventura de vida”, ou seja, “que lhe dê passe livre para buscar-se a si mesmo”. Esta aventura de partir em busca de si próprio requer liberdade e igualdade perante a lei. Como Og Leme lembra, a “busca de identidade é a busca de diferenças”, citando como exemplo de uma delas a impressão digital única. A sociedade deve ser, portanto, tolerante e compreensível com as diferenças entre indivíduos. Mas ela é recompensada por isso. Como nos ensina a história, grande parte dos feitos que geraram progresso e amplos benefícios gerais se deveu aos atos de poucos indivíduos, à coragem e até excentricidade de algumas poucas pessoas. Elas teriam corrido o risco de acreditar em suas diferenças, na sua forma peculiar de ver o mundo. Nem mesmo é preciso citar exemplos, pois são numerosos demais. O mundo é uma história de minorias diferentes alterando o futuro da grande maioria. Quanto mais liberdade individual, melhor.

A condição para o homem é a liberdade. Através de sua consciência, ele irá escolher o que quer, o que considera seu projeto de vida a ser realizado. Numa sociedade de cupins, formigas ou abelhas, o problema não existe. Ele foi previamente resolvido pela programação genética. Cada animal exerce uma função predeterminada na colônia, dividida em hierarquias que lembram as nossas militares. No filme Formiguinhaz, o personagem principal desabafa: “Que diabo! esperam que eu faça tudo pela colônia... e quanto às minhas necessidades?”. O mesmo personagem diz: “Quando a gente é filho do meio numa família de cinco milhões, não recebe muita atenção”. Essas passagens remetem ao fato de que formigas são iguais e obedecem a uma regra onde a colônia é o grande fim. Isso bate de frente com as necessidades humanas de individualidade. Os anseios individuais falam mais alto, e a questão é encontrar meios democráticos para que o custo da privação individual seja minimizado. Mas deve ficar claro que, diferente dos insetos gregários, os indivíduos humanos são a finalidade em si, e não o “bem-geral” da sociedade.

O altruísmo seria, segundo o autor, parte da natureza dos cupins, mas não dos homens. A imposição tirânica do altruísmo “significa a violação da própria condição humana, pois nega ao homem a busca de si mesmo”. Mas nas sociedades livres, através de interações espontâneas, a busca dos próprios interesses costuma resultar no benefício da totalidade dos homens. O individualismo seria, então, “um gerador mais eficaz de sinergia do que o coletivismo”. Temos vasta experiência empírica para comprovar isso. Se a premissa é de que a livre interação é ruim porque o homem é egoísta, faz menos sentido ainda concentrar poder em poucos homens através do Estado. Tamanha contradição jamais foi devidamente explicada pelos defensores de um modelo coletivista, com concentração de poder tal como numa colônia.

A extrema arrogância por parte daqueles que pretendem ter a pretensão de afirmar o que é importante para os outros, o que cada indivíduo deseja, ou o que vem a ser o “bem comum” é típica dos coletivistas. A postura liberal é mais humilde, compreendendo justamente que cada um tem interesses próprios, e sabe melhor do que ninguém quais são estes. O coletivista pretende impor um determinado padrão de preferências aos demais, partindo da premissa de que o “povo” não sabe nada, e precisa de seu auxílio, mesmo que não solicitado. Há uma confusão entre o desejo do próprio coletivista e o “interesse geral”. O coletivista costuma sempre se colocar na posição do legislador. Ele é a colônia! O já citado filme Formiginhaz tratou do assunto, quando o vilão grita que a colônia é ele mesmo. No filme, a formiga principal sonha com a “insetopia”, um lugar onde as formigas serão livres para decidirem o que querem, e não irão mais fazer tudo igual. Alguns humanos, que vivem neste local, podendo ter escolhas próprias, trocar voluntariamente em um mercado livre, e focar em seus próprios interesses, querem o oposto: a Utopia, exatamente onde vivem as formigas mecanizadas trabalhando como escravas para o bem da colônia, definido sabe-se lá por quem!

Og Leme não acredita que seja possível o ideal anarquista de se viver sem governo algum, pois haveria uma tendência à concentração de poder, dando origem a algum poder tirânico em substituição ao de liberdade “plena”. O liberal, portanto, “se contenta em defender limites rigorosos para a jurisdição do Estado”, reconhecendo que ele é um “mal necessário”, e deve ser então o menor possível. O liberal é, nesse aspecto, um anarquista frustrado. Ele sabe que o governo pode ser uma ameaça grande à liberdade, mas entende que sua completa ausência é também uma grande ameaça. No entanto, o liberal sabe qual a meta objetivada: o máximo possível de liberdade para os indivíduos, já que cada um deles é um fim em si, e não um meio para algo maior, como numa colônia. Afinal, homens não são cupins. Felizmente!

51 comentários:

carlos costa disse...

O homem é causa em si mesmo, leia Nietzsche e veja o quanto é uma balela essa proposicão.
A propósito, o que Og Francisco Leme fala é pura teoria contratualista, principalmente Segundo Tratado Sobre o Governo, de Locke.
As palavras que você usa estão repletas de filosofia... que pena que muitas vezes você não conhece.

Rodrigo Constantino disse...

Esse marxista veio aqui poluir apenas. Dureza...

RIGHT WING disse...

RODRIGO POR FAVOR, FAÇA MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS!!!!

ISSO ACONTECEU COM O MEU BLOG, TIVE Q DELETAR!!!!

carlos costa disse...

Seus comentários, Rodrigo, parecem tão jovens(aqui ,no sentido mais pejorativo do termo) quantos os meus, que sou bem mais jovem que você...

Eu já disse que não sou marxista, por favor...

Anônimo disse...

É proibido ser Marxista?

Rodrigo Constantino disse...

Mas CLARO que não é proibido! É apenas atestado de estupidez...

Rodrigo

carlos costa disse...

Adam Smith, David Ricardo, Milton Friedman, Maynard Keynes, apesar de bons, nunca conseguiram alcançar o nível filosófico de Karl Marx.
Caro Rodrigo, você não entende a filosofia de Marx, eu sei que é complicado para um economista acostumado com neutralidade da ciência(ainda mais você com essa cara de quem lê Roberto Shinyashiki).
Gosto dos seus textos, em níveis triviais são bons. Não seja fundamentalista e não confunda marxismo com comunismo, eu respeito Marx como um dos maiores gênios da história.
Não é só porque meia dúzia de pessoas repetiram essa coisas para você, te moldando de acordo com o sistema conformista, que você esteja certo.

Catellius disse...

Caro Constantino,

Parabéns pelas brilhantes linhas!

"Elas teriam corrido o risco de acreditar em suas diferenças, na sua forma peculiar de ver o mundo."

Perfeito. O C. Mouro até escreveu, há um tempo, sobre a Espiral do Silêncio:

"as pessoas são influenciadas não apenas pelo que as outras dizem mas, pelo que elas imaginam que os outros poderiam dizer. Ela (Elizabeth Noelle-Neumann) sugeriu que, se um indivíduo imagina que sua opinião poderia estar em minoria ou poderia ser recebida com desdém, essa pessoa, temendo o isolamento no grupo a que pertence, estaria menos propensa a expressá-la. Assim, as pessoas desenvolveram a capacidade de perceber o clima de opinião, independentemente do que elas mesmas sintam ou pensem sobre determinados assuntos. Dessa forma, ao perceberem ou imaginarem o clima da opinião sobre certos temas, num primeiro momento elas tendem a se calar e, depois, a adaptarem, mesmo que apenas retoricamente, 'suas' opiniões ao que elas imaginam ser o pensamento da maioria."

E La Nave Va... Quando o homem é tratado como um mero cupim - ou pior, parte do rebanho, como preconiza o vírus que a humanidade contraiu há 2000 anos - nada é além de um escravo. O cupim ao menos trabalha em prol da própria espécie, beneficia-se com seu trabalho. A rês é propriedade do pastor ou do patrão do pastor, faminto de sua carne, sedento de seu leite. Muge feliz, sonhando com um paraíso semelhante àquele do filme Babe o Porquinho, e sua bovinidade é exaltada, ganha medalhas em exposições agropecuárias (canonizações, estátuas, comendas), a rês recebe aplausos dos que esperam lucrar com ela. Antes ser um insignificante cupim...

Como você escreveu, devemos almejar o máximo possível de liberdade para os indivíduos, que cada um deles é um fim em si , e isto implica em que a liberdade de um não fira a do outro. Sou contra a moralidade dos escravos, mas penso que o forte não deva abusar de sua força contra os fracos, partindo do pressuposto que, como o Leão de uma fábula de Esopo, não poderá, na velhice, livrar-se facilmente dos coices do vingativo asno. Então, mais uma vez, para bem da liberdade dos indivíduos, é desejável que haja limitantes para a liberdade individual - egoísmo, neste caso.

"...o pensamento liberal automaticamente assume que quanto menos Estado, melhor."

"Quanto menos" pode levar a "nada", à anarquia. Penso que seja melhor usar o termo "mínimo", que pressupõe "algum Estado". E o Estado Mínimo não dá margens a críticas, nem de petistas. Se o Estado está "muito pequeno", então está aquém do mínimo. Só não queremos que seja mais do que o mínimo.

Abraços,
Catellius

Catellius disse...

p.s.
eu escrevi:
"o forte não deva abusar de sua força contra os fracos"
Não apenas porque um dia o leão poderá levar coices de um asno, claro. E o forte, no caso, pode ser uma agremiação de um bilhão de fracos, he he (quantos católicos há no mundo mesmo?).
As leis devem ser justas e devem valer para todos, para nós asnos e também para os leões.

Ana disse...

Tem Razão Rodrigo:

"ser Marxista" "É apenas atestado de estupidez..."
Lendo esse Blog eu penso que ser Liberal é ser eternamente infantil. É acreditar eternamente em historinhas da Carochinha. Sabe aquela da "Mãozinha invisível do Mercadinho" que resolve tudo? Podem continuar acreditando até a idade adulta. Sonhar é tão bom. Principalmente quando os resultados estão sempre a favor. No mais: é sempre possível culpar algum governo pelo fracasso e salvar às idéias responsáveis por ele. Por exemplo:
O fracasso do governo FHC foi por causa de sua incompetência e não por causa da adoção de medidas Liberais. Tenho certeza que se o governo Lula
fracassar(Os cínicos de plantão podem se poupar de dizer que já fracassou)
a responsabilidade será dele e de umas poucas medidas socializantes que ele adotou e não da política econômica neo-Liberal que ele deu continuidade. O Liberalismo sobrevive a tanto tempo porque não é submetido a analises criticas. Por exemplo: quem disse que vocês são Libertários? Não vejo uma única referência aqui a autores verdadeiramente libertários. Então é mote. É
Sedução. O liberalismo JAMAIS conduzirá o povo a uma sociedade libertária.
Ele não tem nenhuma proposta nessa direção. Parem de enganar as pessoas. Principalmente as que não tem referências Libertárias.

Mario disse...

Ei Ana!!!

"Tenho certeza que se o governo Lula fracassar (Os cínicos de plantão podem se poupar de dizer que já fracassou)"

Você tem toda razão, mas, está se esquecendo de um pequeno detalhe: para fracassar, antes de tudo, é preciso que exista. Em segundo, é claro que os cínicos, como chama, estão errados; o pudim de cachaça é um tremendo sucesso em............. CORRUPÇÃO, como nunca se viu na história da humanidade... hehehe

Mario disse...

Ei Constantino!!! Mais um artigo para preovocar os cristãos, ein??? Parabéns!!! Só que há um detalhe que, evidentemente, você não conhece: as doutrinas das igrejas católica e derivadas estão erradas por ter decretado o fim da reencarnação por decreto, na canetada e, não, pelas razões que você alega. O próprio Jesus falou em reencarnação em diversas passagens que os católicos e derivados dão outra interpretação.

Mario disse...

Carlos Costa e Ana,

O Constantino diz que FOI marxista... tenho minhas dúvidas se deixou de sê-lo.

Rodrigo Constantino disse...

Meu blog tá ficando mesmo poluído demais! Os cupins invadiram!

Tem uma falando que FHC era liberal, e até Lula!!!! Tem outro falando que Marx foi um grande filósofo! Tem mais um me confundindo com Olavo e falando que EU já fui marxista! Minha nossa!!!!!!!!! Tá feia a coisa por aqui.

Ah, e focar nos argumentos dos artigos que é bom, NADA! Só o Catellius nesse tópico, por exemplo.

Ô, nível baixo de intelecto dessa turminha!!!!

Rodrigo

Ana disse...

"o pudim de cachaça é um tremendo sucesso em............. CORRUPÇÃO, como nunca se viu na história da humanidade... hehehe"

O Zé Ruelinha Reinaldesco. Pela risadinha só pode ser sobrinho do Tio Reinaldão. "Como nunca se viu na história da hunanidade". Tenho lá as minhas duvidas que você tenha alguma noção mínima de história. Quanto mais de humanidade. Mas ser ignorante eu respeito. Só os muito ignorantes acham algum poder na adjetivação grosseira. Mas o que se pode esperar se o dono da casa não fala lé-com-cré e para piorar ainda aparecem os apaniguados: Catellius et Caterva. Pelo menos aqui é divertido. Tem um que quer ver de novo a Dita-dura. O outro quer mandar Deus pro espaço. O outro tem fobia Islâmica.
O outro não larga Deus de jeito nenhum. E tem muita defesa de um liberalismo” libertário” puro e ingênuo, do tipo: O governo FHC não era Liberal. Aí que doçura. Tem gente dizendo que o Comunismo nunca foi implantado. Os Liberais pegaram o mote. Aquilo que não deu certo não era Liberal. Comunismo e Liberalismo vão de mãos dadas rumo ao esquecimento. Graças a Deus! Ops! Falei demais! Falar em Deus aqui é perigoso.

Anônimo disse...

Rodrigo, o Catellius sempre deturpa todos os tópicos, porque quer sempre levar todos os assuntos para a polêmica a respeito da Igreja Católica. Acho que esse cara já sofreu abuso, para ser tão recalcado... Até em post de economia ele mete a igreja no meio, haja recalque!

Anônimo disse...

pare de pagar mico mocim. fecha esse blog!! kkkk

Indgnatus disse...

Que é isso seu anonymous disse, esse Blog é bom demais. Pagar mico faz parte da sina dos vaidosos que resolveram manter um Blog. Viva Rodrigo!!! Viva Catellius: o mais vaidoso de todos. Depois do C. Mouro, é claro. Viva Mario!!! O mais lunático.Viva RIGHT WING !!! , esse tá perigando para ver um macho fardado.

Mario disse...

Ei petralhada!!! Aqui há alguns ótimos aliados de vocês na luta (vocês adoram isso, não?) contra o moralismo. Há cerca de meia dúzia de fanáticos que, também, lutam para legalizar o extermínio de bebês idesejáveis... o casamento de viados... o casamento de sapatões... distribuir camisinha para a criançada brincar de papai-mamãe... tratem bem deles, ein? hehehe e tem mais!!! Nem é preciso pagar como vocês fizeram com os Waldemares da Costa Netos, do PL... PARTIDO LIBERAL?!?!?!?! QUÁQUÁQUÁQUÁQUÁQUÁ

Mario disse...

"Só os muito ignorantes acham algum poder (...)"

Ora!!! São os lambe-sacos que idolatram um vagabundo pudim de cachaça ignorante que encontraram o poder, não eu... QUÁQUÁQUÁQUÁQUÁQUÁ

Mario disse...

Ei Constantino!!!! É você mesmo que escreveu na sua biografia, COM ORGULHO, que é ex-marxista, no que tenho minhas dúvidas, já que me parece que nunca deixou de ser.... MENTIR é feio!!!! OPS!!! Perdão... talvez, na sua moral filtrada seja bonito... QUÁQUÁQUÁQUÁQUÁ

Mario disse...

"O governo FHC não era Liberal" Aqui os libertários estão absolutamente certos. Se você diz o contrário, de acordo com o dono do blog, deve apresentar argumentos.

Mario disse...

Tenho, sim, uma noção mínima da história: de acordo com a revista Forbes, o Apedeuta já tem DOIS BILHÕES DE DÓLARES em bancos de paraísos fiscais....

Rodrigo Constantino disse...

"Ei Constantino!!!! É você mesmo que escreveu na sua biografia, COM ORGULHO, que é ex-marxista"

Mario Mentiroso, mostre ONDE foi isso, pois JAMAIS disse algo do tipo, pois desde que me entendo por gente abomino o marxismo invejoso e estúpido, e nunca compartilhei dessas idéias. Vc mente demais, além de ser um adolescente chato que pretende apenas poluir o blog, sem jamais argumentar. Já me chamou até de nazista. Minha paciência para tipinhos como vc está se esgotando. Mude a conduta ou procure outro blog para atrapalhar com sua infantilidade.

Rodrigo

Anônimo disse...

Rodrigo

acho que vc está esticando demais sua tolerância com este rato do mário

só faz com que muita gente boa nem apareça mais por aqui. Cansa.

Anônimo disse...

pq ainda respondem a este mário?

ficar discutindo com adolescente retardado não é dar muito crédito ao idiota?

não é pura perda de tempo?

não é querer tirar água de pedra?

não é falar para o nada?

não é se igualar a ele?

que tal apenas não lhe dar mais nem uma resposta?

Mario disse...

"Mario Mentiroso, mostre ONDE foi isso, pois JAMAIS disse algo do tipo, (...)"

ÔPA!!! ganhei um sobrenome... hehehe de fato, você pode não ter dito, mas, escreveu... nas suas publicações no Diego Casagrande...

Rodrigo Constantino disse...

Bom, é melhor vc PROVAR isso, pois jamais fui marxista, jamais escrevi isso, e não vou tolerar um adolescente ficar perturbando os debates inteligentes no meu blog com mentiras sobre mim mesmo, inventando coisas que eu nunca disse. Se não provar o que está inventando, será excluído do blog por ser um mentiroso compulsivo que fica apenas atrapalhando.

Melhor provar...

Rodrigo

Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rodrigo Constantino disse...

Mario, está avisado. Prove o que disse ou assuma que é MENTIROSO. Caso contrário, arrume outro blog para perturbar. Minha paciência com adolescentes idiotas acabou.

Rodrigo

Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...

Se eu mostrar a prova, certamente, você vai apagar... QUÁQUÁQUÁQUÁQUÁQUÁQUÁQUÁ

Rodrigo Constantino disse...

Não apago não, Mario. Mostra a prova e pode continuar falando suas bobagens. Não prova o que INVENTA sobre mim, fora! Simples assim. Mas vc SABE que está MENTINDO, e eu cansei de adolescentes bobocas poluindo aqui.

Rodrigo

Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rodrigo Constantino disse...

Que adolescente bobinho! Sabe que tá mentindo e não admite. Patético...

Rodrigo Constantino disse...

" Para me desafiar você deve ter alterado suas referências em todos os sites onde publica seus artigos e nem vou me dar ao trabalho de procurar. "

O cara tem 12 anos no máximo! E já é mau caráter assim nessa idade...

Indignatus disse...

"de acordo com a revista Forbes, o Apedeuta já tem DOIS BILHÕES DE DÓLARES em bancos de paraísos fiscais...."

Ei Rodrigo:

Poderia autorizar esse Patriota a publicar essa matéria. Como é que ninguém aqui foi pesquisar isso!
Se é que isso é sério!

Anônimo disse...

" Para me desafiar você deve ter alterado suas referências em todos os sites onde publica seus artigos e nem vou me dar ao trabalho de procurar. "

hahahahahahahahahhahahahahahaha

isso é que megalomaníaco!

Rodrigo mudou tudo por causa dele!

hahahahahahahahahahahhaahaahahah

vai sonhando, quem sabe quando completar 15 anos tudo se concretiza!?

afinal, tá tudo lá, n'O segredo!

hahahahaahahahahahahahahahahaha

este mário mentiroso é ridículo. É patético!

Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rodrigo Constantino disse...

O coitadinho não passa de um adolescente carente de atenção, só que demonstrou também falta de caráter, e isso já é demais. Chegar aqui e cuspir suas estultices já cansa, e faz merecer o banimento, pois polui o blog sem argumentos e reduz a qualidade dos debates verdadeiros. Agora, chegar e me chamar de nazista, depois falar que fui marxista, é demais. Que vá jogar videogame, essa pobre criança problemática!

Rodrigo

carlos costa disse...

Realmente você não pode ter sido marxista, não consegue entender Marx, você está preso à filosofia liberal, não consegue ir além....

Ana disse...

Buenas Rodrigo:

Esse monte de comentários removidos:
Isso pode ser eliminado. Será que não foi para demonstrar o poder do "Administrador" do Blog? Ou será que que é para intimidar os mais "rebeldes". Apaga isso meu filho! Coisa feia. Não deixa a alminha do comentário não. Isso é provocação!.
Aproveitando: será que não dá para remover essa letrinhas da Verificação de Palavras? Burocracia é coisa de Comunista heim! Valha-me Deus, que dificuldade! O comentário não vai nunca...Vai pro Constantino vai! ... vai!...Acho que foi!

Mario disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mauricio disse...

Favor dar os devidos créditos a pessoa que tirou esta foto que você usa no seu Blog.

Mauricio disse...

Se você da tanto valor a "busca de benefício individual, como base para um sistema de progresso coletivo", poderia começar não usando fotos alheias sem ao menos dar os devidos créditos.

Se desejar aprender algo sobre cupins, garanto que a autora da foto pode lhe ensinar bastante.