segunda-feira, junho 29, 2009

Sai daí, Sarney!



Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Acompanhar os escândalos dos nossos políticos exige uma dedicação integral de tempo. A produção de fatos imorais na política nacional é mais veloz do que a capacidade de escrita dos articulistas. A mais nova denúncia envolve o neto de Sarney, presidente do Senado que se diz vítima de "campanha midiática" por apoiar Lula. Em defesa do neto, Sarney apenas ressalta a qualificação do rapaz, que tem mestrado na Sorbonne e pós-graduação em Harvard. Pelo visto, se tiver um bom diploma, o nepotismo não é mais imoral.

Sarney representa tudo aquilo que há de pior no meio político, englobando quase todos os "ismos" negativos: corporativismo, nepotismo, paternalismo, fisiologismo, caudilhismo, populismo. Seu curral político, o Maranhão, é um dos estados mais miseráveis do País. Em economia, Sarney nos remete ao que existe de mais nefasto também: planos heterodoxos, congelamento de preços, fiscais lutando contra a inflação através do demagógico combate aos comerciantes, e a moratória da dívida externa.

Em suma, a "grande" trajetória política de Sarney, que para o presidente Lula o transforma numa pessoa "incomum", representa o fracasso nacional, o afastamento dos únicos "ismos" que prestam: o liberalismo, o federalismo e o capitalismo. Sarney é um dos ícones da concentração de poder em Brasília, do aumento asfixiante do governo. Não por acaso, Sarney e Lula são aliados: ambos são farinha do mesmo saco podre!

Confesso jamais ter lido algum livro de autoria do senador Sarney. Mas, com uma convicção apriorística, garanto que Sarney deveria se dedicar apenas ao seu talento literário. Maior estrago à nação do que causa atualmente seria impossível. Sai daí, Sarney!

5 comentários:

Maristela Simonin disse...

Concordo plenamente com vc, Rodrigo. Sarney tem de sair. Mas, saindo ele, quem ocupará a presidência? Um Renan, um Collor ou um Severino Cavalcanti da vida, conduzido por Lulla! Ou seja: toda a velha oligarquia atrasada, que hoje assessora Lulla e põe à disposição dele seus currais eleitorais.

Petrucchio disse...

A degradação do legislativo, não menos importante que o excutivo e judiciário, me dá arrepios.

Também assusta a conivência dos outros poderes a podridão da câmara e do senado.
Sem deixar de lembrar que executivo amputa o legislativo por meio de sua política baseado em Medidas Provisórias.

Acho que não sou pessimista se falar que estamos perdidos!

Henrique Lima disse...

Reforma política seria uma boa solução...Mas quem fará uma uma reforma digna?!

Com o PT no governo e seus asseclas, uma reforma prejudicaria o resto de democracia.

Alternativa disse...

"Lula trata o Senado como se fosse um ministério dele"

A frase certeira do Senador Cristovam Buarque resume bem a forma desrespeitosa com que Lula vem interferindo nas questões internas do Congresso. Planalto faz de tudo para segurar Sarney no comando do Senado, mas cresce pressão pela renúncia.

http://www.alternativabrasil.org/

Everardo disse...

O Senador Cristovam Buarque está jogando a sua própria biografia no lixo ao se voltar contra tudo o que defendia apenas por ter sido preterido em sua ganancia. Está provando que realmente nâo era confiável. "Cachorro que morde o dono..."