sexta-feira, fevereiro 11, 2011

Mubarak cai

Vídeo onde comento o fantástico acontecimento no Egito, com a pressão popular derrubando o ditador que estava há 30 anos no poder. É motivo para comemoração, mas também levanto algumas questões que demandam cautela e ceticismo em relação ao futuro do Egito.

28 comentários:

Anônimo disse...

Briga de um liberal agnóstico com Leonardo Bruno no MSM:

http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/11833-a-esquerda-e-o-isla-de-maos-dadas.html

André Santoro disse...

Rodrigo, a queda de Mubarak é, claro, muito bem-vinda. Porém, como você acredita que os EUA vão se comportar após a perda de um aliado tão grande no Oriente Médio? Isso claro se a Irmandade Muçulmana tomar o poder efetivamente no país.

E também, será que vamos presenciar uma nova onda de terrorismo internacional com o fortalecimento dessa organização?

Abraços

Anônimo disse...

Esse artigo aí, a aliança dos hugo chavez da vida com o islã é uma questao de conveniência
Eu não acredito que TODOS os palestinos sejam uns malucos sem cérebro que só pensam em explodir tudo que veem pela frente, parece uma desonestidade intelectual misturar a defesa do capitalismo e das liberdades com a defesa de israel, porque é que nessas horas ninguém fala dos crimes de guerra de israel?
'ah, pq israel so tava se defendendo'
Então me mostrem na biblia liberal de vocês onde é que tem falando que o direito de se defender = direito de ficar com a terra dos outros.
Norberto.

Morena Flor disse...

Anônimo,

Conheço esse Leonardo Bruno(vulgo "Conde") "de outros carnavais". O cara é um fanático de carteirinha, fala cada absurdo q até Deus duvida!

Allated disse...

A queda de Mubarak soa como um alarme. Temos que reforçar a defesa dp estado de Israel, se possível destruindo logo o arsenal do Irâ e acabando comessa palhaçada. Fogo neles.

Anônimo disse...

Sei não... pelo perfil dos "revolucionários" que eu vejo nas ruas de Cairo, acho que está mais para uma insurreição tipo insurreição de Canudos. Vão acabar com o secularismo que é uma política de separação entre religião e Estado, para colocar o que no lugar, aquele fundamentalismo retrógrado e machista que predomina no Oriente Médio... tudo bem que o cara estava a 30 anos no poder, mas...

Anônimo disse...

O secularismo é uma política de separação entre religião e Estado, a partir da ideia de que os sacerdotes e as instituições religiosas não devem ter poder político nem influenciar nas leis.

Num sentido mais amplo, como em Humanismo Secular, significa a independência em relação a religiões, crenças ou cultos.

Na Europa, o secularismo desenvolveu-se com o Iluminismo e o advento da modernidade (quando a burguesia entrou em choque com as igrejas Católica e Protestante que apoiavam os aristocratas), mas só se tornaria realidade de fato após a Primeira Guerra Mundial.

No Oriente Médio, onde muitos governos e leis obedecem aos preceitos do Islamismo, o secularismo ainda é uma bandeira, defendida e praticada apenas pela Turquia,Líbano e Siria.

O termo "secularismo" advém da expressão "poder secular" (ou "poder temporal", com a ideia de duração finita, limitada), usada para diferenciar o poder "eterno" ou "infinito" da Igreja. No Feudalismo e outras organizações político-econômicas da Idade Média, os bispos detinham poder religioso e também secular, enquanto reis, príncipes e nobres detinham apenas o poder secular.

fejuncor disse...

O povo egípcio pensou que estava evoluindo, ao derrubar o ditador, mas a primeira sova que levou foi que uns caras já estão dissolvendo o parlamento. Rsrsrs. O povo é otário, também lá.

Morena Flor disse...

Só espero q tenham eleições. E q o povo egípcio saiba bem escolher os seus representantes, q(parafraseando um fato bíblico)não vendam sua liberdade "por um prato de lentilhas", como fizeram aqui.

Quinta da Canoa disse...

Ministra do meio ambiente fiel de igreja que odeia Darwin? No Brasil tem cada coisa, não?

. disse...

QUEM MAMA E QUEM PAGA A CONTA

OS IMPOSTOS ARRECADADOS PELA UNIÃO E O DESTINO DELES:

Total Arrecadado por SP/PR/SC/RS. . . . . . . . . . R$ 261.296.464.130,00
Total Recebido Volta SP/PR/SC/RS. . . . . . . . . . R$ 46.395.377.841,00
SALDO.............. R$-214.901.086.289,00


TOTAL ARRECADADO PELOS ESTADOS DO NORDESTE = R$ 29.375.230.860,00
TOTAL RECEBIDO PELOS ESTADOS DO NORDESTE = R$ 74.315.117.322,00
SALDO........................R$+44.939…

TOTAL ARRECADADO PELOS ESTADOS DO NORTE = R$ 15.491.565.068,00
TOTAL RECEBIDO R$ 25.736.902.142,00
SALDO . . . . . . . . . .R$ +10.245.337.074,00

CONCLUSÃO: O NORTE E O NORDESTE DEPENDEM DA REGIÃO SUL E SUDESTE PRÁ SOBREVIVER!

Anônimo disse...

@said, e é por isso que quando se fala em federalismo sempre tem um idiota falando que é racismo

Allated disse...

A coisa não é tão simples assim. O nordeste é um mercado de produtos industrializados do sul e sudeste maior que a Argentina. É autosuficiente em energia (petróleo, gás, eólica, solar e hidrelétrico) e com o maior potencial turístico do país. Próximo aos mercados dos EUA e Europa e com políticas tarifárias próprias (sem ter que "proteger" a indústria " nacional") teria enormes vantagens - não seria um mercado cativo. O "Brasil" teria que pagar impostos para vender lá. Portanto, de repente a sua teoria é igual à da bicicleta: pensas que vai sendo conduzido, mas está é conduzindo...

Morena Flor disse...

"Pontinho",

Essa grana toda foi para o Nordeste??

Só se foi para os bolsos dos políticos da região. Pq a região em si, continua na pior(os homicídios vem subindo, a violência em geral tb, a prevenção de desastres é... um desastre - vide Alagoas e Sergipe, só p/ citar alguns exemplos) . Sou nordestina(baiana) e não vejo "necas" de efeitos de toda essa "bufunfa".

Anônimo disse...

'O nordeste é um mercado de produtos industrializados do sul e sudeste maior que a Argentina. É autosuficiente em energia (petróleo, gás, eólica, solar e hidrelétrico) e com o maior potencial turístico do país.'

1 Na verdade a indústria do brasil está encolhendo, se o NE é um grande mercado isso é ótimo...pra china

2 Auto suficiente em energia? Não me faça rir, aqui a gente paga uma tarifa absurda e tem que conviver com apagões

3 Maior potencial turístico na verdade é um bando de europeus idiotas que vem aqui procurando por prostitutas.Aqui em fortaleza é só o que não falta.
Norberto.

Allated disse...

Macroeconomia não é a praia do anonnymous de Fortaleza. Ele também não sabe o que significa potencial. Quanto ao Nordeste ser um mercado para a China, seria mais adequado supor uma nova China coladinha alí ao Brazil, com mão de obra barata, posição estratégica no Atlântico, portos, energia abundante e tarifas beirando a zero. Te cuida China!

Anônimo disse...

'Ele também não sabe o que significa potencial.'

'Potencial' é a ilusão de quem nunca soube fazer nada direito na vida e precisa de uma crença sem pé no chão pra se afirmar.
Os turistas não sexuais que vem pra cá, uns dois ou três, encontram uma cidade esburacada, tosca, perigosa, só o que presta mais ou menos são as 'belezas' naturais,( como se o NE fosse o único lugar do mundo onde existe praia) e isso porque é única coisa que não depende do povo.Com várias décadas de governo petista pela frente, o único potencial disso tudo é piorar.
Como disse Raul Seixas, quem não tem presente se contenta com futuro.
Por mais sem noção que ele seja.

Anônimo disse...

'Quanto ao Nordeste ser um mercado para a China, seria mais adequado supor uma nova China coladinha alí ao Brazil, com mão de obra barata, posição estratégica no Atlântico, portos, energia abundante e tarifas beirando a zero.'

Cara, vc ta falando uma grande besteira.E o engraçado é que pra isso JÁ usa um computador com processador feito na china,placa mãe feita na china, e muitos outros produtos chineses sem nem se dar conta.Não só o NE como o mundo todo consome esses produtos.
Indústria brasileira vai competir com isso? Só se for com muita reserva de mercado, e o resultado quem paga é o consumidor.

Allated disse...

Não sei em que nordeste você vive, anonymous, mas a Fortaleza que conhecemos não se parece com a sua. Vocè mora, mesmo, em Fortaleza? Aliás, o nordeste todo é lindo. Um dia me mando prá lá!

fejuncor disse...

Eu não gosto de pagar a conta pela incompetência administrativa alheia. Se o dinheiro dos meus impostos fosse investido de fato no desenvolvimento da região, em educação melhor, em saúde melhor, em oportunidades de trabalho melhores, eu acharia lindo. Mas não é isso que acontece. O que acontece é que Sul e Sudeste pagam pelo assistencialismo capenga destinado a um curral eleitoral e que perpetua a condição de tutelados de nortistas e nordestinos.

Mãe de 12 filhos sem TV disse...

Vamos todos pra Bahia, carnaval o ano todo !

Burocratoparasita da União disse...

Por um lado, uma separação poderia ser a sentença de morte para as populações do Norte e Nordeste. Por outro, poderia ser o empurrão necessário para que se começasse a desenvolver a região economicamente, já que sem o Sul e Sudeste para pagar as contas, alguma coisa teria que ser feita.

ღ lαdy ιη гεd ღ disse...

Eu não tenho raiva dos mais pobres e nem acredito que todos estejam nessa situação por vontade própria. E também não cogitaria a separação como forma de vingança ou para "abandoná-los à própria sorte". Talvez eu seja tão ingênua quanto você ao acreditar que um "wake up call" seja necessário nas regiões menos desenvolvidas. Talvez eu acredite que a proteção oferecida pelo Sul e Sudeste também cause a estagnação. Ou talvez, para chegarmos a um meio-termo, fosse hora do Sul e Sudeste começar a cobrar contrapartidas de todo esse dinheiro que é mandado pra lá, começar a exigir resultados práticos. O problema é que no exato momento em que isso fosse exigido, haveria um batalhão de demagogos para dizer que o Sul e Sudeste estaria sendo arrogante, hipócrita, preconceituoso e indiferente à situação daquelas populações. É contra isso que me revolto, contra essa idéia de que temos que pagar a conta e ficar quietos. Então, já que é pra ser considerada uma FDP de qualquer maneira, que seja por algo realmente grande. Já que nos fizeram a fama, vamos ao menos deitar na cama.

Por que no vale do Itajaí/SC, praticamente ninguém recebe Bolsa-família? disse...

Bolsa Família: beneficiários no RN aumentaram em 150 mil em 5 anos

Estado é o primeiro no ranking de cobertura do programa, com número de beneficiários que supera até mesmo a quantidade de famílias pobres.

programa social de maior sucesso do país, o Bolsa Família, atende atualmente 338 mil famílias no Rio Grande do Norte. O número, maior até do que o total de famílias pobres do estado – que são 319 mil –, cresceu cerca de 56% apenas nos últimos cinco anos. Esse crescimento representa um acréscimo de quase 150 mil famílias ao número registrado em 2004, que era 190.116.

Diante deste cenário, o Rio Grande do Norte assumiu o posto máximo no ranking dos estados que recebem o benefício do Bolsa Família. De acordo com informações da Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), todos os 167 municípios potiguares são favorecidos pelo programa federal, que integra o Fome Zero e prevê a transferência direta de renda à população carente do país.

Além de ser o estado com a maior cobertura, o Rio Grande do Norte também é o local que apresenta os melhores índices no acompanhamento das três condicionalidades do programa: educação, saúde e assistência social. Este resultado, divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), deixa claro, portanto, que potiguares beneficiados têm seguido à risca os pré-requisitos exigidos pelo Bolsa Família.

De acordo com os dados do MDS, o compromisso das famílias no acompanhamento na área da saúde chega a 85%, entre as quais estão medidas como a realização do pré-natal, pesagem e vacinação das crianças. Já na educação, o índice calculado pelo Ministério foi de 80%.

ney disse...

JOINVILLE E FLORIANÓPOLIS POSSUEM MENOR Nº DE BENEFICIÁFIOS

Com nova redução no número de beneficiados, Joinville ocupa a vice-lanterna no ranking de cobertura do Bolsa-família entre as cidades com mais de 300 mil moradores. No Brasil, são 81 cidades com mais de 300 mil habitantes. Joinville, com 4,7 mil famílias, fica em 80º em cobertura, atrás apenas de Florianópolis (4,5 mil famílias). Só que a capital catarinense tem 410 mil habitantes, enquanto que em Joinville moram 500 mil pessoas. Assim, proporcionalmente, a cobertura joinvilense é menor.

AGENOR disse...

Mas o nosso problema aqui no Sul não são os nordestinos, muito pelo contrario, somos só afetados com o baixo investimento e com a grana que sai daqui para brasilia, região sudeste é outra história.

Corruptocracia: Roubar é poder! disse...

Imagine o que seria do Brasil se nossos impostos não fossem mais para a União Federal? Sabendo que, hoje, 69% deles são dotações consignadas no orçamento geral do governo de Brasília. Por que tanta ira quando sulista fala em se separar do país? Sou do Sul e, sinceramente, queria, SONHO MUITO em ver meu estado separado dessa bandalheira de governo do Brasil. Isso lhe ofende? Por que? Por que apesar de eu ser obrigado a ter consciência desse fato, não posso expressá-lo? Por que você, que não vive na minha região, fica tão revoltado?

Allated disse...

Dizem que se o Estado de São Paulo fosse independente, seria mais desenvolvido que a Alemanha. Mas eu nunca ví um estudo a respeito. O mesmo ocorre com os demais estados. Pelo visto, enauqnto o mundo tende a formar blocos econômicos, na nossa terrinha o esfacelamento de federação é que seria a solução...volto a afrimar: cuidado com soluções micro-econômicas emocionadas. Na Alemanha os tributos são mais elevados que os nossos em relação ao PIB. Tem gente dizendo besteira...