sábado, novembro 24, 2012

Boicote a Israel


EU SOU A FAVOR DO BOICOTE A PRODUTOS ISRAELENSES:

Mas este boicote não pode ser "leve". Se é para boicotar, boicote MESMO, com coragem e até as últimas conseqüências.

Vamos ajudar os companheiros do Fórum Palestino a boicotar Israel, prestigiando o gênio Tarso Genro, patrocinador do evento.

Tomem nota de alguns produtos, inventos e patentes, de origem israelense:

• Medicamentos genéricos da TEVA, maior produtora de antibióticos e
medicamentos genéricos do mundo e que também desenvolveu um fármaco
para tratar o mal de Parkinson.

• Windows NT e XP desenvolvidos pela Microsoft Israel.

• Pen Drive, desenvolvido pela companhia israelense M-Systems.

• Telefones celulares, desenvolvidos pela primeira vez pela Motorola
Israel, em Haifa.

• Câmaras fotográfica de celulares, desenvolvidas pela companhía
israelense TransChip.

• Messenger, desenvolvido por uma equipe de quatro jovens engenheiros
israelenses.

• Antivirus, desenvolvido desde 79 em Israel.

• Sistemas de irrigação por gotejamento que minimizam a quantidade de
água necessária.

• “Babysense”, produto israelense que previne a síndrome de morte
súbita en bebês.

• Tecnologia para carros elétricos, em pleno desenvolvimento por
empresas israelenses.

. Aproveitamento da Energia solar

• “Exoesqueleto eletrônico”, que ajuda as pessoas con paralisia a
deslocar-se com maior facilidade.

• Nariz artificial, desenvolvido em Israel para detectar tumores cancerosos.

• Irrigação com água salgada, para diminuir o consumo de água doce.

• “Coplaxon”, fármaco contra a esclerose múltipla, “copolímero-1
(COP-1)”, que detém con êxito o avanço da esclerose múltipla,
especialmente em sua forma exacerbada/renitente.

• Tecnología Pentium MMX, Pentium 4 ou Centrino desenhados em Israel
pela Intel-Israel.

• ICQ, desenvolvido por jovens engenheiros israelenses em 1996.

• Diagnóstico do câncer de mama computadorizado e livre de radiações.

• Sistema computadorizado de administração de medicamentos, que
assegura uma administração mais eficiente, eliminando o erro humano em
tratamentos médicos.

. Projetos de segurança de eficiência praticamente total para a indústria aérea.

• Câmara de vídeo ingerível, pela Israel Givun, utilizada para
observar o interior do intestino delgado, ajudando no diagnóstico do
câncer e outras desordens digestivas.

• Dispositivo que ajuda diretamente o coração a bombear sangue através
de sistema sensorial para enfermidades cardíacas avançadas – inovação
com potencial de salvar vidas entre pessoas com insuficiência
cardíaca. O dispositivo, sincronizado com as operações mecânicas do
coração, funciona através de um sofisticado sistema de sensores.

• ClearLight, tratamento da acne, que produz uma luz de alta
intensidade, livre de raios ultravioletas de banda estreita, que faz
com que as bactérias da acne desapareçam sem destruir o tecido cutâneo
periférico.

. Tecnología VOIP, que permite que as chamadas internacionais sejam
simples, econômicas e acessíveis.

• Fármaco da empresa Pfizer de Israel para prevenir a cegueira.

• Conversor de resíduos radioativos em energia limpa.

• Teste para detectar a clamídia.

• Teste para detectar a hepatite A e B.

• Teste para detectar o citomegavirus.

• Teste para detectar a rubéola.

• Teste para detectar a toxoplasmose.

• Teste para detectar anticorpos HIV de alta confiabilidade em apenas
dois minutos.

• Fármacos para tratar os casos de malária mais renitentes.

• Peptídeo de crescimento osteogênico (OGP), que incrementa a formação
de tecidos ósseos (importante para tratar osteoporose).

• Anticoagulantes para tromboses.

• Remédios “Decog” para o diabetes juvenil.

• Sistemas de ultrassom utilizados em medicina.

• Tomógrafos de medicina nuclear.

• Medidores de pressão sem braçadeira.

• Monitores portáteis e informatizados de ondas cerebrales.

• Tecnologia para estimular eletricamente os músculos do braço para
tetraplégicos.

• Aviões comerciais que dispõem de sistema antimísseis.

• Tratamentos redutores da dor.

• Projetos de eletricidade em larga escala com energia solar e
totalmente funcional.

Agora, tomara que não cobrem a mesma postura do lado de Israel. O que seria da vida dos judeus sem as incríveis invenções dos palestinos, que tornaram o mundo um lugar tão melhor?

39 comentários:

Mirdad disse...

Excelente!

Anônimo disse...

Rodrigo, decepcionante.
Se uma pessoa, ou grupo é acusado de um crime X, que diferença faz se ele solta pro mundo outras coisas boas?
O goleiro Bruno dava muita alegria pra quem gosta de futebol.E daí?
Um erro desses é primário, não esperava essa falta de lógica de você

Anônimo disse...

Se o Eike Batista fizer algum crime ele tem que ser 'perdoado' só porque faz muita coisa que o brasil precisa?
É o que você ta dizendo.Nonsense total.

Anônimo disse...

Só porque Israel descobriu várias utilidades para nós, devemos fechar os olhos para a ocupação da Palestina ? Israel está errada em ocupar uma área que não é dela. Óbvio que também não concordo que a solução palestina é jogar foguetes no sul de Israel. Mas o melhor presente israelense para a humanidade seria a sua saída definitiva da Cisjordânia, levando a uma independência palestina, como determina a resolução da ONU.
Só uma pergunta : vc é a favor da ocupação da Palestina Por Israel ? Vc acha que em pleno século XXI é legítimo um país ocupar outro ?

samuel disse...

Como dizia o Jô. Quanto vales? Quanto vales? ZERO!

MadGuitarMan disse...

Excelente Constatino, vou divulgar !

Anônimo disse...

Rothbard, (que era judeu) sobre Israel:
http://www.lewrockwell.com/rothbard/rothbard110.html

Anônimo disse...

É tão ruim quando dois lados discutem e nenhum dos dois tem razão.

O texto em si foi bom, mas ao chegar no último paragráfo, perguntei-me: Qual o objetivo de colocar as questões nessa perspectivas?

Isso mostra muita bem o tipo de pessoas comprometidas com a paz que se têm.

Anônimo disse...

Ou seja, se você não inventou nada, não tem problema te matarem. Cuidado, África e América Latina.

Anônimo disse...

O HAMAS sempre vence, pois nunca quiz a paz, mas sim fazer politicagem. Missil nos líderes e nos militantes.

Rodrigo Constantino disse...

Só posso concluir que "os" anônimos são analfabetos funcionais mesmo. Não entenderam nada de nada!

E tive que cancelar comentários, pois o troll não para...

lucio pereira disse...

Rodrigo, para começar, quem tem opinião não precisa se esconder sob tais pseudônimos. Segundo lugar, fica claro pela leitura do texto que você não pretende criticar palestinos ou endeusar israelenses, apenas desnudar o cinismo, a cara de pau, de pessoas como Tarso Genro e boa parte da "intelligentzia" (!!!???) petista, com seus apoios de araque a tudo que rescenda, direta ou indiretamente, a oposição ao "Grande Satã e seus satélites". Esses caras são realmente um lixo e só podem ser retrucados com dureza.

Victor disse...

Só porque alguém critica a hipocrisia de algumas pessoas, não quer dizer que ele não concorde com estas pessoas.... Quem esta certo nesta história, é algo que eu preciso estudar mais. Agora, o Rodrigo esta simplesmente demonstrando que este "boicote" é uma baita de uma hipocrisia. Ele não fez uma crítica ou defesa desta "ação militar".

Anônimo disse...

Sou o segundo anônimo.Sinceramente, gostaria de saber o que é que falta pra entender.Você já disse que Israel inventou um monte de coisas, e daí? Ninguém está questionando isso.
Você Rodrigo, prefere fazer como a esquerda, sair pela tangente, mudar de assunto ao invés de explicar qual a importância que isso tem na hora de ver quem são os opressores de verdade.
ass:Neto.

Anônimo disse...

E oposição ao 'grande satã' você vai encontrar principalmente entre os maiores libertários do mundo, gente como Ron Paul ou Lew Rockwell
ass:Neto.

Mitchel disse...

Por que deveríamos boicotar produtos desenvolvidos por INDIVÍDUOS israelenses (às vezes, com a cooperação de INDIVÍDUOS americanos, franceses, alemães..), em função das ações de outros INDIVÍDUOS que representam o governo do Estado de Israel? O que tem a ver o c* com as calças? Qual a lógica por trás desse pensamento estúpido?

Mais, porque diabos EU deveria abrir mão de um melhor padrão de vida PARA MIM, porque EU deveria ME SACRIFICAR? O alvo é o Governo de Israel ou eu?

Me expliquem, coletivistas.

Anônimo disse...

E se for pra fazer piada com o 'boicote', você só está mostrando que um dos maiores argumentos dos libertários é uma grande lorota.
O argumento de que se uma empresa for imoral, antiética, racista, etc, os consumidores vão boicotar ela.
Se alguém me perguntasse se eu consumiria o produto de uma empresa dessas: sim eu consumiria.Se a BP for irresponsável e poluir o mar não sei aonde, eu continuaria pagando pela gasolina dela, porque sem isso eu não chego no meu trabalho.

Catellius disse...

Bravo!!!
Muito bem, Constantino!
Morei em Israel por um tempo. Pátria de um povo acolhedor, maduro, inteligente, trabalhador. Os palestinos são infantis, talvez pelo pouco convívio com mulheres na adolescência, quando o "love game" nos deixa mais espertos, tiranetes com subalternos, mulheres e crianças, ignorantes, cheios de frases prontas a respeito de tudo. Não pensam. E olhe que estou falando de palestinos que trabalhavam em Israel...

Docil 43 disse...

Ola!

Como esta o Daniel Fraga? E o que pensa sobre Israel?

Ate mais e SHALOM SHABAT!

Anônimo disse...

Israel tem toda a razão. Os provocadores são os islâmicos. E mesmo se assim não fosse,nós, ocidentais, teríamos o dever de apoiar o mais ocidentalizado país daquela região, em qualquer circunstância. Apoiaria Israel, ainda que quisesse dizimar os islâmicos, o que não é o caso.

CássiusBSVP disse...

Ao anônimo de cima:
E viva o coletivismo!

samuel disse...

O artigo do prof Constantino poderia iniciar como aquela de Marco Antonio sobre o cadáver de Cesar no senado Romano.

I came to bury Israel, not to praise him.
The evil that man do leaves after them,
The good is often interred with their bones
So let it be with Israel.

Assim, acredito, a populaça “politicamente correta” ficaria mais atenta ao que ele diz.
Israel filled the coffer of all of us.

Rodrigo Constantino disse...

Na verdade, o texto sequer é meu. Recebi e repassei. Deveria ter explicado isso. O ponto principal é mostrar a gritante diferença entre as duas civilizações em choque ali em Gaza.

Anônimo disse...

E precisa esse texto para saber a diferença entre os dois lados ? A discussão é política e não econômica. Mostra a sua miopia. E daí que existe essa diferença ? Isso explica um conflito que tem elementos religiosos ?

Rodrigo Ramiro disse...

"Nem os jumentos processam capim como os ressentidos processam notícias."

É só o que consigo dizer ao ler todos esses comentários doentes anti-Israel. A moçada aí deve adoraria fazer parte do harém do Hamaz, de tão apaixonados pelos "nobres defensores dos palestinos".

Tem muita gente rosnando contra Israel mas adora ser mulher de malandro das esquerdas.

Anônimo disse...

Essa gritante diferença não é relevante para a discussão. Sou um grande admirador das suas ideias, mas essa me pareceu mais passional. Tudo o que você coloca é verdadeiro, mas nem por isso tem valor como argumento nessa questão específica.

André disse...

Ele não está dizendo que se alguém comete um crime deve ficar impune caso tenha contribuído com a sociedade em outras ocasiões.Ele está dizendo que se as pessoas querem boicotar devem boicotar de verdade e sem hipocrisia.

Anônimo disse...

'A moçada aí deve adoraria fazer parte do harém do Hamaz'

argumentum ad hominem.
A única coisa que você disse é que intelectualmente você vale menos que a mosca do cocô do cavalo do bandido.

Anônimo disse...

'O ponto principal é mostrar a gritante diferença entre as duas civilizações em choque ali em Gaza.'

E convenientemente omite que é Israel que controla tudo ali e que decide o que é que pode e o que não pode entrar em Gaza

José Marroni Neto disse...

Dei uma "googlada" sobre algumas das alegadas invenções israelenses. Todas que encontrei NÃO foram criadas em Israel.
USB - IBM
Celular - Ericsson
Tomografia - Inglaterra, Sir Godfrey Newbold Hounsfield
Exoesqueleto - GE.
Vejam por si mesmos.

Anônimo disse...

Estava indo bem até o último parágrafo. Ou seja, caiu no lugar comum dos blogueiros idiotas ao criticar os palestinos. O que os palestinos deixaram de herança para a humanidade? Recomendo ir lá na antiguidade para fazer uma pesquisa básica. Talvez você encontre um alfabeto de 22 letras que te ajudou a escrever esse blog. Quer escrever bonitinho? Pesquisa antes, meu caro.

Renato Gottlieb disse...

"O ponto principal é mostrar a gritante diferença entre as duas civilizações em choque ali em Gaza." OK, sabemos do legado israelense. Mas você irá ignorar o legado do povo palestino? Ou será que a sua pesquisa só processou os últimos 50 anos da história? Já que mencionou a palavra "civilização", recomendo, meu caro, que vá até a antiguidade. Um alfabeto de 22 letras já seria um bom começo...

Paulo Munir Uequed disse...

Bom, um verdadeiro show de "trollagem", não me surpreende que o amigo tenha recebido tantos comentários igualmente "trolls" em resposta.
Nem dá para começar a analizar isso aqui, quer dizer, tu simplesmente creditou á Israel todos os produtos inventados ou criados nas filiais multinacionais em Israel, que, se bem sabe, são um paraíso fiscal de impostos. Se for por isso, "hail" para China, Índia e Taiuã e, até mesmo, alguns países da Africa, por estes terem terras e impostos baratos para multinacionais instalarem seus centros de desenvolvimento que por fim estão hoje, em nossas mãos. (Detalhe: alguns dos centros tecnológicos instalados em Israel estão hoje em territórios palestinos, como o núcleo da Intel cujo o antigo dono tem até a escritura do terreno; Israel o tomou como "medida de segurança", e isentou a Intel de impostos por alguns anos. Legal para a Intel, não?)

Etel disse...

Mas gente, o texto somente da uma lista de tudo o que deve ser boicotado, para que quem quiser fazer o boicote nao esquecer nenhum item e assim, nao correr o risco de parecer hipocrita, so isso! hahahaha

Vera Lucia disse...

rs, mas parece que está difícil entender o texto.. tão lógico.. mas essa do José Marroni Neto, é de cair o queixo.. tá, a vacina sabin tb não foi desenvolvida por israelense (se é que ele vai entender o que eu quis dizer..)

Roberto Rachewsky disse...

Este texto foi postado, com sarcasmo, em resposta ao apelo feito pela CUT e Organizações Paragovernamentais, também conhecidas por ONGs, quando do Fórum Social Mundial Palestina Livre, realizado em Porto Alegre, sob o patrocínio dos governos petistas da Dilma e do Tarso, com o nosso dinheiro. Esta turma, entre outras coisas, defendia o boicote de produtos israelenses e a extinção do Estado de Israel. Contextualizando a irônica manifestação, entende-se que há um povo que valoriza a civilização e outro que prega a barbárie. A paz começa quando o propósito da vida é a vida.

Cora disse...

"Agora, tomara que não cobrem a mesma postura do lado de Israel. O que seria da vida dos judeus sem as incríveis invenções dos palestinos, que tornaram o mundo um lugar tão melhor?"


"Na verdade, o texto sequer é meu. Recebi e repassei. Deveria ter explicado isso. O ponto principal é mostrar a gritante diferença entre as duas civilizações em choque ali em Gaza."

.
.

até entendo seu apoio a qualquer atitude de israel, já que, pra você não cabem críticas a este país, independente do que façam.

mas essas justificativas... essa linha de raciocínio... desnudou completamente seu modo de pensar.

qualquer agrupamento humano que não tenha contribuições que vocês achem relevantes podem ser varridos do mapa usando-se qualquer método.

você se aproxima perigosamente de quem critica.

os fanáticos fundamentalistas muçulmanos pensam exatamente como você.

lamentável.

Rodrigo Constantino disse...

não sei de onde tirou que não critico Israel ou que desejo varrer a Palestina do mapa.

Eu apenas constatei o óbvio ululante: a civilização ocidental, aquele que garante sua liberdade e seu conforto, além desse computador e dessa internet, é bem mais avançada.

Repita comigo sem medo da patrulha. Basta ter olhos para enxergar.

Agora, se constatar isso é sinônimo, para VOCÊ, de desejar o extermínio dos outros (e não sua evolução), isso diz mais sobre sua cabeça que a minha, não?

Cora disse...

Rodrigo,

baixe as armas, sim?

detesto aspectos daquela civilização mais do você, acredite.

da mesma forma como detesto aspectos da cultura fundamentalista judaica.

só me incomoda a forma como você critica.

como eu disse, não difere do pensamento dos do lado de lá, se pudermos colocar nesses termos.

eles querem varrer do mapa outras culturas, tanto quanto os ocidentais.

volto depois pra terminar. tenho que sair.