sexta-feira, abril 26, 2013

Jacobinos




Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Por mais que hoje seja uma sexta-feira ensolarada no Rio, não posso fugir do tema sombrio desse comentário diário: o avanço sobre o STF, instituição fundamental para proteger a Constituição. Os inimigos da democracia republicana não descansam, e todo cuidado é pouco. Vide a Argentina, onde os “chavistas” acabam de obter essa mesma vitória sobre a Suprema Corte, dando mais um importante passo rumo ao socialismo.

A reação dos principais ministros do STF foi imediata. Gilmar Mendes disse que rasgaram a Carta e que, se a emenda realmente passar, “é melhor que se feche o Supremo”. Já o presidente do STF, Joaquim Barbosa, desabafou: "A aprovação dessa proposta pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara representa uma ameaça à democracia". Enquanto todos protestavam contra o pastor Feliciano, eis que os “mensaleiros” tramavam esse golpe à surdina.

O mais importante, nesse momento, é constatar o real objetivo desses jacobinos, e ignorar aqueles que tentam suavizar os riscos. Um exemplo é o ministro José Antônio Dias Toffoli, que mais parece um petista infiltrado no STF. Ele disse: "Não há que se falar em crise, não há o que se falar em retaliação. Isso não procede. O que temos é uma democracia muito ativa. Quem quer ver crise nisso, quer criar crise porque não há". Sei...

Mas quem ainda não está convencido do desejo revolucionário desses bolivarianos, ninguém melhor do que o ícone da turma nas redes sociais para expor, sem rodeios, a verdadeira meta deles. Paulo Henrique Amorim, aquele da “conversa fiada” paga pelos nossos impostos, com milhares de reais transferidos pelas estatais para o bolso do “jornalista”, soltou em seu canal de Twitter o grito revolucionário: “A Queda d(o STF)a Bastilha é próxima!”

Se depender dos jacobinos tupiniquins, em breve teremos guilhotinas em praças públicas para eliminar os dissidentes e dar uma lição à “imprensa golpista” e aos defensores do STF como órgão independente. Precisamos reagir contra essa tentativa de golpe. Não acreditem naqueles que minimizam a ameaça... 

6 comentários:

Diogo R Santos disse...

Este PEC é nas palavras de Gravataí Merengue (do site Implicante) um golpe.

Em um texto sobre este projeto, ele encerra de forma brilhante da seguinte forma:

"E está na hora do PT parar com isso. Deveriam parar de colocar a culpa dos casos de corrupção em quem os divulga e, agora, também em quem os condena. A culpa é de quem os pratica. Condenem seus mensaleiros, não nossas instituições."

Anônimo disse...

Engraçado é que o relator da PEC é o deputado João Campos, do PSDB. E ele aprova a PEC. Porque então é tudo culpa do PT ? Por que o relator, que é do PSDB, não ficou contra ? Agora o PSDB entrou no STF contra a PEC. Mas o relator era do partido !

Anônimo disse...

Nao tenho duvida que se a Dilma ganhar o segundo mandato ela vai fazer de tudo para "bolivalizar" o Brazil comecando com a censura da imprensa. Ela nao vai mais poder se recandidatar apos o segundo mandato portanto vai gastar toda reputacao e capital politico em seus projetos de coracao.

Para aqueles que nao acreditam, pense bem. Ela ja mentiou no primeiro ano de governo falando sobre faxina anti corrupcao e sobre reformas capitalistas (incluindo saindo na capa da Veja). E agora faz o exato oposto. Ela diz que respeita a imprensa mas isso tambem eh so da boca pra fora. Ela e comunista de coracao e vai tentar destruir a democracia no segundo mandato.

A logica eh de que a melhor defesa eh o ataque.

Anônimo disse...

A minha reação será ir embora dessa selva em breve.

Igor

Anônimo disse...

HE,HE,HE, o pha esta enganado, quando a ameaça da queda da bastilha for real o Brasileiro que presta irá confronta-los, aguarde pha.

Fernando Lang Bender disse...

Rodrigo, curto muito teus comentarios e artigos...alias, concordo cem tudo nas opinioes. Sugiro um proximo artigo, focado na economia mundial, e seus possiveis reflexos na economia brasileira.
Segundo declarações de Marc Faber, a economia mundial esta a um passo do colapso, seja pelo provavel ou improvavel novo crash na bolsa de valores americana, seja pela bolha de credito mundial. grato...claro, caso nao haja conflito de interesses.