domingo, dezembro 16, 2007

Um Século de Hipocrisia


Rodrigo Constantino

“É divertidíssima a esquizofrenia de nossos artistas e intelectuais de esquerda: admiram o socialismo de Fidel Castro, mas adoram também três coisas que só o capitalismo sabe dar - bons cachês em moeda forte; ausência de censura e consumismo burguês. Trata-se de filhos de Marx numa transa adúltera com a Coca-Cola...” (Roberto Campos)

O arquiteto Oscar Niemeyer completou um século de vida sob grande reverência da mídia. Ele foi tratado como “gênio” e um “orgulho nacional”, respeitado no mundo todo. Não vem ao caso julgar suas obras em si, em primeiro lugar porque não sou arquiteto e não seria capaz de fazer uma análise técnica, e em segundo lugar porque isso é irrelevante para o que pretendo aqui tratar. Entendo perfeitamente que podemos separar as obras do seu autor, e julgá-los independentemente. Alguém pode detestar a pessoa em si, mas respeitar seu trabalho. O problema é que vejo justamente uma grande confusão no caso de Niemeyer e tantos outros “artistas e intelectuais”. O que acaba sendo admirado, quando não idolatrado, é a própria pessoa. E, enquanto figura humana, não há nada admirável num sujeito que defendeu o comunismo a vida inteira.

Niemeyer, sejamos bem francos, não passa de um hipócrita. Seus inúmeros trabalhos realizados para governos, principalmente o de JK, lhe renderam uma bela fortuna. O arquiteto mamou e muito nas tetas estatais, tornando-se um homem bem rico. No entanto, ele insiste em pregar, da boca para fora, o regime comunista, a “igualdade” material entre todos. Não consta nas minhas informações que ele tenha doado sua fortuna para os pobres. Enquanto isso, o capitalista “egoísta” Bill Gates já doou vários bilhões à caridade. Além disso, a “igualdade” pregada por Niemeyer é aquela existente em Cuba, cuja ditadura cruel o arquiteto até hoje defende. Gostaria de entender como alguém que defende Fidel Castro, o maior genocida da América Latina, pode ser uma figura respeitável enquanto ser humano. São coisas completamente contraditórias e impossíveis de se conciliar. Mostre-me alguém que admira Fidel Castro e eu lhe garanto se tratar ou de um perfeito idiota ou de um grande safado. E vamos combinar que a ignorância é cada vez menos possível como desculpa para defender algo tão nefasto como o regime cubano, restando apenas a opção da falta de caráter mesmo. Ainda mais no caso de Niemeyer.

Na prática, Niemeyer é um capitalista, não um comunista. Mas um capitalista da pior espécie: o que usa a retórica socialista para enganar os otários. Sua festa do centenário ocorreu em São Conrado, bairro de luxo no Rio, para 400 convidados. Bem ao lado, vivem os milhares de favelados da Rocinha. Artistas de esquerda são assim mesmo: adoram os pobres, de preferência bem longe. Outro aclamado artista socialista é Chico Buarque, mais um que admira Cuba bem de longe, de sua mansão. E cobra caro em seus shows, mantendo os pobres bem afastados de seus eventos. A definição de socialista feita por Roberto Campos nos remete diretamente a estes artistas: “No meu dicionário, ‘socialista’ é o cara que alardeia intenções e dispensa resultados, adora ser generoso com o dinheiro alheio, e prega igualdade social, mas se considera mais igual que os outros”.

Aquelas pessoas que realmente são admiráveis, como tantos empresários que criam riqueza através de inovações que beneficiam as massas, acabam vítima da inveja esquerdista. O sujeito que ficou rico porque montou um negócio, gerou empregos e criou valor para o mercado, reconhecido através de trocas voluntárias, é tachado de “egoísta”, “insensível” ou mesmo “explorador” por aqueles mordidos pela mosca marxista. Mas quando o ricaço é algum hipócrita que prega aos quatro ventos as “maravilhas” do socialismo, vivendo no maior luxo que apenas o capitalismo pode propiciar, então ele é ovacionado por uma legião de perfeitos idiotas, de preferência se boa parte de sua fortuna for fruto de relações simbióticas com o governo. Em resumo, os esquerdistas costumam invejar aquele que deveria ser admirado, e admirar aquele que deveria ser execrado. É muita inversão de valores!

Recentemente, mais três cubanos fugiram da ilha-presídio de Fidel Castro. Eles eram artistas, como o cantor Chico Buarque, por exemplo. Aproveitaram a oportunidade e abandonaram o “paraíso” comunista, que faz até o Brasil parecer um lugar decente. Eu gostaria de aproveitar a ocasião para fazer uma proposta: trocar esses três “fugitivos” que buscam a liberdade por Oscar Niemeyer, Chico Buarque e Luiz Fernando Verissimo, três adorados artistas brasileiros, defensores do modelo cubano. Claro que não seria uma troca compulsória, pois estas coisas autoritárias eu deixo com os comunistas, que abominam a liberdade individual. A proposta é uma sugestão, na verdade. Acho que esses três comunistas mostrariam ao mundo que colocam suas ações onde estão suas palavras, provando que realmente admiram Cuba. Verissimo recentemente chegou a escrever um artigo defendendo Zapata e Che Guevara. Não seria maravilhoso ele demonstrar a todos como de fato adora o resultado dos ideais dessas pitorescas figuras?

Enfim, Niemeyer completa cem anos de vida. Um centenário defendendo atrocidades, com incrível incapacidade de mudar as crenças diante dos fatos. O que alguém como Niemeyer tem para ser admirado, enquanto pessoa? Os “heróis” dos brasileiros me dão calafrios! Eu só lamento, nessas horas, não acreditar em inferno. Creio que nada seria mais justo para um Niemeyer quando batesse as botas do que ter de viver eternamente num lugar como Cuba, a visão perfeita de um inferno, muito mais que a de Dante. E claro, sem ser amigo do diabo, pois uma coisa é viver em Cuba fazendo parte da nomenklatura de Fidel, com direito a casas luxuosas e Mercedes na garagem, e outra completamente diferente é ser um pobre coitado qualquer lá. Acredito que esse seria um castigo merecido para este defensor de Cuba, que completa um século de hipocrisia sendo idolatrado pelos idiotas.

124 comentários:

William Xavier disse...

KKK !!!! KKK !!!! Muito bom!!! Adorei o artigo. Eu conheci o Niemeyer, deve ter uns 10 anos isso, no casamento de uma amiga minha com um neto dele, foi na cidade de Rio Novo. Ele lá sendo paparicado por todos, como se fosse o propio Deus.

Parabens mais uma vez!!!

William Xavier

Morgana disse...

Concordo plenamente,não entendo o endeusamento de um profissional medíocre,alçado às alturas com o dinheiro do povo mineiro e,depois,brasileiro.

Raphael disse...

Concordo. Crei que seja fácil criar qualquer monumento sem restrição orçamentária para a obra, coisa de obra pública mesmo. Assim, até aluno de primeiro período de arquitetura faria obras de se louvar.

Catellius disse...

Genial!!!!!! Todo o post!

Idealismo é devaneio, é fantasia, é subordinar o pensamento e a ação a um ideal, e um idealista é sectário do idealismo, é um fantasiador. O idealista tende a contar com os outros para seus "nobres" fins, até a forçá-los a colaborar, caso não queiram por livre e espontânea vontade. O Niemeyer não possuía meios para implantar o comunismo, pois foi mera rêmora de governos irresponsáveis com o erário. Mas a figurinha talentosa – reconheço que TINHA talento - era um stalinista que mesmo mais de dez anos após a queda do muro de Berlim sonhava com a volta do comunismo soviético. Lê-se no Jornal do Brasil de 11/10/98 essas pérolas ditas pelo idealista:

"Nunca dei atenção a essa história de que o comunismo morreu. O que está doente e sem remédio é o capitalismo ainda existente. A revolução soviética representa 70 anos de vitória. A ela devemos a destruição do nazismo. As histórias de Krushev sobre Stalin nunca me convenceram. Com que prazer li no JB: "Comunistas soviéticos a caminharem pela Praça Vermelha com o retrato de Stalin!" Agora, no Canadá, o partido comunista está relançando uma série de livros sobre a vida de Stalin, para reviver a idéia dele. Tudo que foi dito sobre ele foi uma invenção do mundo capitalista. A revolução soviética foi um acidente de percurso. A coisa vai mudar."

Ele parecia desconhecer que o partido nazista era um partido socialista, claro...

E sobre uns fuzilamentos em Cuba o Niemeyer disse: “se o comandante achou certo, então era certo”. Facínoras apóiam facínoras. Mas Niemeyer era um facínora sem meios. Mas eu sei que se Fidel Castro decidisse me executar, o Niemeyer diria “se o comandante achou certo...”

Niemeyer defendeu a revolução comunista armada no Brasil, e se gostaria de ver o comunismo implantado aqui, ele é um safado que não se importa com o fim da liberdade de expressão, com o fim da propriedade privada, é um cretino que não se importa em ver seres humanos fuzilados por se oporem à ditadura, por ousarem dizer o que pensam.

Não duvido que o Niemeyer seja uma pessoa afável e fiel aos amigos. Dizem que Hitler era ótimo com sua secretária, com seus funcionários, era ótimo com seus cães, devia ser ótimo trabalhar com ele... Talvez se nunca tivesse sido alçado ao poder e se tivesse tido sucesso nas artes teria sido alguém como Niemeyer, um idealista afável e inofensivo...

C. Mouro disse...

Niemayer tem empregados. Por sua alegada crença no marxismo, deveria concordar que todo o valor pertence aos trabalhadores que realizam suas idéias. Ele é, segundo Marx, um explorador que compra a mão de obra dos trabalhadores, vendo a força de trabalho "apenas como uma mercadoria", como também deve ser com seus "funcionários-mercadoria".

Quanto aos projetos, valem pelas formas arrojadas e pouco cuidadosas no aproveitamento de espaço. Realmemnte o tipo atua sem barreiras, livre para fazer seus projetos, que são muito parecidos com o que se podia ver nos quadrinhos do Flash Gordon. Com certeza o desenhista faria grandes projetos, pelo que se podia perceber em seus quadrinhos.
Há arquitetos geniais, na minha opinião, capazes de fazer formas que juntam beleza, arrojo e funcionalidade. Eles trabalham com limites, visando a excelência na distribuição interna, aproveitamento de espaços, o calculo razoável, funcionalidade e etc.. Conseguem soluções fantásticas e ainda belissimas.

Bem, mas até um gabriel pensador foi feito um "genio das artes".
A esquerda sempre precisou de celebridades cobertas de elogios, para transferir tais elogios para os "representados". Afinal, se uma celebridade elogiada é adepta de uma ideologia, automaticamente os demais adeptos (demais partes da coletividade como se "ser coletivo onde o todo representa as partes) entendem que é o todo que possui tais méritos, logo, os méritos de uma das partes é mérito do todo, e assim, de todas as partes. Daí que ideologias precisam de simbolos para representar a união e de celebriidades, ídolos, que espalhem seus "méritos" sobre todos. Por isso alguns ao se referirem a alguém que realizou algo brilhante, não resiste em complementar com a ideologia do sujeito, mesmo que esta nada tenha influído ou de alguma forma contribuido; É APENAS UMA ASSOCIAÇÃO LEVIANA COM FINS DE PROPAGANDA ALICIADORA DE IMBECIS.

As ideologias precisam disso, dessas associações, desse coletivismo imbecilizante.

Brilhantíssimo artigo, caro Rodrigo. Mais um!

E isso foi show de bola, Catellius:
"O idealista tende a contar com os outros para seus "nobres" fins, até a forçá-los a colaborar, caso não queiram por livre e espontânea vontade." ...podes crer.

Abraços
C. Mouro

Lucas - Porto Alegre disse...

Quero ver se agora nossos stalinistas de brasília vão poder alegar que os músicos cubanos "desejavam" voltar para Cuba caso eles sejam deportados como foram os boxeadores há uns meses atrás... acho que alguém na Globo percebeu o perigo e colocou o caso dos cubanos como matéria de encerramento do Fantástico, que grande notícia!!! É impressão minha ou esta é a primeira vez que se vê uma crítica tão forte ao "paraíso" do caribe em um tv brasileira? Esta notícia é ainda mais positiva qdo se percebe que a linha editorial da Record e sua filha, Record News, são claramente esquerdistas... juntando isso a origem evangélica da emissora, é assustador imaginar que a Record possa se tornar a rede de tv número 1 em audiência no Brasil.

Candian disse...

Estou esperando um posicionamento seu a respeito dos 12 milhões que o povo brasileiro vai dar atravéz da Petrobrás às escolas de samba para promoverem o carnaval carioca.Tenho certeza que você não será bairrista e se omitir sobre a questão.

Rodrigo Constantino disse...

Bairrista, eu???

Essa grana é um ABSURDO, uma afronta! Eu cheguei a mencionar num artigo que Lula banca bicheiros carnavalescos com o nosso dinheiro. O artigo será para a próxima revista do IL. Eis o trecho:

A Petrobrás, enquanto estatal, faz a alegria dos políticos, empresários corruptos, artistas de esquerda, bicheiros carnavalescos e até dos criminosos do MST, cuja revista já recebeu verbas de propaganda da gigante estatal. Quando os critérios são políticos, e não econômicos, há a certeza do abuso de recursos, jogando a conta para as costas do povo.

Catellius disse...

Salve, grande Mouro.

"Realmemnte o tipo atua sem barreiras, livre para fazer seus projetos, que são muito parecidos com o que se podia ver nos quadrinhos do Flash Gordon. Com certeza o desenhista faria grandes projetos, pelo que se podia perceber em seus quadrinhos."

Muitos projetos assinados por Niemeyer não receberam dele senão um croquis de quatro ou cinco linhas. O complicado desenvolvimento da idéia, o assentamento no terreno, a compartimentação dos espaços, a compatibilização com estrutura e instalações, tudo fica a cargo de escritórios terceirizados que levam uma pequena parte do gordo pagamento que o quelônio bom de risco recebe. Por isso você tem razão. Esses mesmos escritórios seriam capazes de colocar de pé algum edifício perdido em alguma página de algum gibi de Flash Gordon. E aposto que os prédios ficariam mais interessantes. Falando sobre um grande arquiteto: Frank Lloyd Wright, que projetou a Casa da Cascata na década de 1930 e o Guggenheim de Nova Iorque, concebeu um edifício de uma milha de altura (1,6km). O escritório Skidmore, que projetou a Torre Sears em Chicago, se inspirou no croquis de Frank Lloyd para projetar a Burj Dubai, cujas obras estão a pleno vapor, e que terá 1km de altura!
Veja a comparação do projeto de 2005 e o de 1956.
Abraços!

Anônimo disse...

Não é para publicar.
Sou jornalista em Campinas - SP. Recebi, por e-mail, seu artigo sobre Niemeyer e como tenho um site na internet (www.edmilsonsiqueira.com.br), gostaria de publicá-lo. Há algum impedimento?
Aguardo resposta por e-mail: edmilsonsiq@gmail.com

Obrigado.
Edmilson Siqueira.

Guzz disse...

Rodrigo, só para variar tu acertaste em cheio no tema! fantástico! muito bom!

Como Designer Gráfico (tendo eu ganhado alguns prémios e sendo reconhecido por empresas importantes e pela a NY School of Visual Arts) te digo como profissional: O trabalho dele é mediocre.
Se preferir, posso passar a análise do meu primo que é um arquiteto formado pela a Universitat de Barcelona: ele também acha o Niemeyer um comuna safado e profissionalmente um medíocre com trabalhinhos de 5ª categoria.

Augusto Araújo disse...

"Sou jornalista em Campinas - SP. Recebi, por e-mail, seu artigo sobre Niemeyer e como tenho um site na internet (www.edmilsonsiqueira.com.br), gostaria de publicá-lo. Há algum impedimento?"


Rodrigo, já coloquei seu artigo no meu blog, com os devidos créditos é lógico.

Nereu Santos disse...

Rodrigo,
Estou de acordo com tudo o que disse. Niemayer é um tremendo de um safado que cobra uma baba de dinheiro pelos seus projetos, e o pior de tudo, é que pagam, é claro com o dinheiro suado de nossas impostos.
Nunca gostei muito desse crápula, pela ideologia de defende, mas quando vim morar em Brasília, passeia a odiá-lo. Isto porque suas obras só servem para tirar fotografia, os espaços internos são uma porcaria, um lixo, funcionalidade zero.
Passei uma semana em Cuba vendo como aquele povo vive, é triste de ver a falta de esperança nos olhos da população, a falta de liberdade, etc...
Enfim, como um assassino do naipe de Fidel é ainda defendido por esse cara de pau do Niemayer?
O duro foi ver o tal “Che” sendo homenageado pelos nossos políticos, uma mente assassina que matava cubano apenas por que o esfomeado pegava uma lata de leito condensado sem sua autorização.
Abraços,
Nereu Santos

Anônimo disse...

Só quem mora em Brasília pode imaginar o quão horrível é a aquitetura de Niemeyer (em todos os sentidos: beleza, praticidade, elasticidade...). Ele copiou aqueles caixotinhos horrosos dos países comunistas e fez uma cidade feia pra caramba, o que não me impede de gostar dela, afinal "quem ama o feio, bonito lhe parece"...
Amei seu texto. Voce conseguiu expressar aquilo que sinto em relação a Niemeyer e cia (essa cambada de falsos comunistas que só dividem a bicleta alheia...).
Paula Barbosa

Anônimo disse...

Até o final de 2003, o filho de Lulla ganhava 600 reais por mês para dar bananas aos macacos no zoológico de São Paulo. Então, ele montou uma firma de fundo de quintal, com capital quase zero e a Telemar (concessionária de serviço público) investiu 15 milhões de reais para comprar ações da “empresa”. Resultado: Lullinha Telemar hoje em dia é um homem milionário, sem mérito algum , todavia, é um milionário socialista, com “consciência social” e , logo, jamais será criticado pelas esquerdas. Eu, que trabalho o dia inteiro para sobreviver e faço faculdade à noite, sou reacionário por que defendo que lugar de bandido é na cadeia e que esse governo é o mais corrupto de todos os tempos.

Anônimo disse...

Outro exemplo da esquerda festiva carioca é o diretor Jose Padilha. Seu filme Tropa de Elite recebeu 9 milhões de reais dos cofres públicos (leia-se meu dinheiro). Apesar de o filme ter sido feito com a ajuda de dois oficiais da PM e coma ajuda de dezenas de policiais, ele não poupou criticas à policia e ao BOPE, com o velho clichê de que a policia só serve para matar pobres e excluídos e etc . Como todos estão saturados de saber, sua obra foi a mais pirateada de todos os tempos “nestepaiz”.
Como todo bom socialista que se prezasse, Padilha deveria defender a pirataria, pois é uma forma de “democratização ” da cultura, único modo pelo qual a s classes menos favorecidas podem assistir a um filme. Quem argumenta que o crime tem causas sociais deveria ter coerência e defender suas teses sem restrições Mas qual nada!!! Os socialistas gostam é de generosidade com o capital alheio, e não com o seu próprio. O nosso diretor esquerdista bradou horrores contra os pobres camelôs e defendeu cadeia para os que comercializavam sua obra. Resumo da opera: O homem que rouba meu vizinho é vitima da sociedade excludente e reacionária; o que me rouba é um bandido safado e tem que ir para a prisão. È a consciência social seletiva.

Anônimo disse...

Ideologia de primeira linha.. Você é o que há de pior no Brasil!

Maria disse...

Olha, pode até ser tudo verdade! Só acho um perda de tempo falar mal dos outros! Até por que é fácil de mais ser uma pessoa desconhecida, sem passado , sem podres, sem nada que possaamos perder o nosso tempo falando mal! Enfim, acho que um pessoa com MBA deve ter algo mais importante para passar para os leitores, mas tudo bem. Quem sabe na próxima.

Gunder Frank disse...

MBA não vale nada Maria!

Quem começa um texto com uma epígrafe de Roberto Campos não merece ser lido!
Roberto Campos foi o ministro da ditadura militar que colaborou e muito para entregar o Brasil - de forma subalternizada, é claro! - ao "maravilhoso" mundo liberal ou, falando palavras verdadeiras, ao mundo cruel do imperialismo ianque!

Rodrigo você é um cretino!

ENTREM AQUI:
http://www.diariogauche.blogspot.com/

Flowerpunk disse...

Parabens, Constatino. è preciso, mais do que nunca desmoralizar estes idolos ridiculos da burritzia brasileira. Como não sou arquito não posso julgar a obra de Niemeyer, mas com certeza acredito que muito de seu prestigio venha do fato dele ser comuna.

Patrícia disse...

Jornalista Constantino
Finalmente encontro eco no meu pensamento sobre a figura do Dr. Niemeyer.
Um raciocínio elementar sempre me levou às considerações que agora o senhor expõe com clareza cristalina.
Este "comunista" de carteirinha nadou sempre em´águas tranqüilas graças às benesses auferidas a partir da amizade imorredoura com o Presidente Kubitschek, que como se sabe, nem com a maior boa vontade poderia ser classificado como "socialista", quanto mais como comunista.
Infelizmente o Brasil é assim mesmo,dirigido por uma "elite" anacrônica e estólida.
Aplausos entusiastas pela explanação tão oportuna e exata.
Cordialmente
Magdala Costa

Catellius disse...

Não acredito que eu li isto aqui, he he:
"Só acho um perda de tempo falar mal dos outros! Até por que é fácil de mais ser uma pessoa desconhecida, sem passado , sem podres, sem nada que possaamos perder o nosso tempo falando mal!"

É fácil demais ser desconhecido? Nada disso! Para mim foi super difícil, a fama e a glória me perseguem a todo instante e eu luto diariamente para me manter no anonimato.

Bom, Maria, desconhecidas como você não precisam de passado para ser investigado ou de podres no currículo. Basta abrirem a boca ou catarem um pouco de milho ao teclado para revelarem toda sua parvoíce.

Catellius disse...

E esta besteira aqui:

“Quem começa um texto com uma epígrafe de Roberto Campos não merece ser lido!”

O parvo não percebeu que o conteúdo da frase é que importa, e que se espera que a acompanhe o nome do autor. Entre parênteses poderia até estar escrito “Gunder Frank” ou o diabo. O que podemos fazer se “Bob Fields” tem frases ótimas a respeito da turminha socialista daqui do Grotão, da qual aposto que você faz parte?

“...colaborou e muito para entregar o Brasil - de forma subalternizada, é claro! - ao ‘maravilhoso’ mundo liberal ou, falando palavras verdadeiras, ao mundo cruel do imperialismo ianque!”

He he. Claro! Melhor seria ter se entregado ao imperialismo ianque de forma não subalterna, he he. Como isto seria possível, parvo?

“Rodrigo você é um cretino!”

Cretino por citar uma frase de Roberto Campos... A patrulha petralha não tem limite, he he.

Mg disse...

AMÉM, CONSTANTINO!

As pessoas deveriam ter um pouco mais de cuidado, leia-se "informação", acerca dos seus ídolos. Que se idolatrem músicas fantásticas, teorias geniais, textos e poesias épicas sem que nos esqueçamos ou nos deixemos contaminar por um sentimento cegante e passional que nos tire a capacidade e clareza para julgar e discernir entre as obras e os modelos a serem seguidos.

abraço,
Mariana Guedes.

Morena Flor disse...

Sou artista, mas não comunista.

;)

Dudu disse...

Caro Rodrigo
Brilhante artigo. Nunca consegui entender o endeusamento que se faz ao decrépito desenhador de caixotes e curvas. Existe no Brasil, pelo menos, 1000 arquitetos melhores que o Matusalén.
Quem conhece Ouro Preto deveria compartilhar comigo a opinião de que este velho deveria estar preso. No centro daquela maravilha arquitetônica, existe um caixote de concreto que destoa totalmente de tudo. Projeto de quem?

Parabéns Rodrigo

Eduy Cezar Ferro

Contatando disse...

Caro Rodrigo Constantino, recebi o seu artigo sobre Oscar Niemeyer em e-mail de um amigo. Parabéns. Não há nada a acrescentar. Quem aplaude ditadores sanguinários não tem moral para falar nada de ninguém nem merece o respeito dos demais.
A obra deste arquiteto é uma coisa, suas posições políticas um lixo.
Reinaldo Leal - Jornalista no Rio de Janeiro.
www.reinaldoleal.com

JamaL disse...

Poucas vezes li algo tão verdadeiro. Comungo da sua opinião. Sou arquiteto, e concordo qdo diz "separar a obra do autor". Niemeyer é um gde arquiteto, mas seu lado pessoal é tdo o que descreveu no texto.

parabéns pela clareza de pensamentos. Ganhou um fã, e teu blog tá nos meus favoritos.

abraço,

Berna disse...

CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP
CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP
CLAP CLAPCLAP CLAP CLAP CLAP
CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP
TE APLAUDO DE PE', CARO CONSTANTINO,
PARABENS PELO TEXTO, DISSE TUDO O QUE EU PENSO E MUITO MAIS.
****
14DEZ2007
OUTRO DIA TINHA POSTADO NO ORKUT:
PARABENS PELOS 100 ANOS DE VIDA!!!!!
O COMUNISTA OSCAR NIEMEYER, ALEM DE GENIO, NASCEU COM O "C.. PRA LUA".
FICO PENSANDO NOS GENIOS E POETAS (COMO COSTUMO CHAMAR) DA
ARQUITETURA, ANTE DURANTE E POS NIEMEYER QUE NAO PUDERAM E
NAO PODEM MOSTRAR SEUS POTENCIAIS PQ NAO TIVERAM E NAO TEEM
UM OU MAIS "PAITROCINADOR" FORTES E POTENTES COMO O HOMEM DA
"TIGELA EMBORCADA" , COMO COSTUMO ME REFERIR AO GENIO DO
CONCAVO E DO CONVEXO.
-BERNA MONTEIRO-

C. Mouro disse...

...hehehe!
Diz o espécime petralhosus asnaticus:

"Roberto Campos foi o ministro da ditadura militar"

...hohoho! Delfim Neto também ...e agora é amiguinho de Lula, Dirceu, Dilma, Delúbio, iDeli ...hehehe! e o Sarney que ganha fartos elogios de Lulla? ...hehehe!

...Mas, caro asnaticus, e a ditadura do Fidel, o coma andante, sempre apoiada por todos os que diziam combater a dita dura brasileira?
...aliás, apenas, uma dita dura, pois, na verdade, flácida.

Foi a dita dura mais mole que se tem noticia no mundo ...só mesmo no braziu (*) surgiria uma flácida dita dura. ...hehehe!

E ainda diz o petralhosus asnaticus esperniandis:

"que colaborou e muito para entregar o Brasil - de forma subalternizada, é claro!"

...como já bem apontou o Catellius, afiadíssimo, o tipo é um asno. ...de que outra forma poderia? ...hohoho! ...só da mesma forma que o Mulla entrega a investimento da Petrobras ao Morales e também os atletas cubanos ao Fidel, não é mesmo? (Mulla cumpre as ordens do chefe Chaves, que mandou o avião busca-los, imediatamente ...hohoho! Mulla domada...)

...hahaha! ...seria isso o imperialismo bolivariano? ...hehehe!

Abraços
C. Mouro

Mário disse...

Rodrigo,

É o primeiro artigo seu que leio e gostei muito. Parabéns! A hipocrisia que campeia neste país é nauseante!

Por que esses esquerdopatas de m.... não vão pra Cuba lamber as botas do ditador moribundo?

Um grande abraço.

Anônimo disse...

Agudeza e perspcácia sempre, Cosntantino!
Tomei a liberdade de 'republicar'.
Sim, vale registrar que Niemeier recentemente presenteou a pobre Espanha com um projeto, e cobrou 1,8 bi para o Parque D. Lindu, em Recife, do rico Brasil. Essa senhora é aquela que nasceu analfabeta, segundo o filho Lula. Bem... resta descobrir que tipo de 'exemplo' tal criatura pode dar aos brasileiros.
Um abraço.
w.

alessandro_oliveri disse...

isso é verdade até certo ponto. é a mesma coisa que o idiota do rogério mendelski disse sobre o chico buarque "ah, ele investiu o dinheiro com a venda dos dvds comprando um apartamento em paris, por que não comprou em cuba?" defender o comunismo não significa defender todas as praticas de um governo comunista, assim como defender o capitalismo não significar amar o bush, o fernando heinrique ou o collor. é só um sistema pólitico. E nem chico buarque, nem veríssimo, nem oscar disseram que amam fidel, apenas se dizem comunistas.

outra: ainda bem que você disse "Fidel Castro, o maior genocida da América Latina", porque isso, obviamente, exclui o bush jr. um acerto. parabéns.

alessandro_oliveri disse...

ah, e eu soube da tua existência hoje. não sabia que o brasil tinha outro aspirante a olavo de carvalho. olha que a fila é grande.

Anônimo disse...

Grande Rodrigo Constantino, gostaria de ler um texto seu sobre Ruy Barbosa

Zaqueu

C. Mouro disse...

ih! ...onde está o governo comunista? Cuba ainda é socialista, já que o "comunismo redentor" só vem depois que o socialismo realizar as maravilhas, só depois da transformação, só depois, depois depois depois. ...hehehe!

...tal qual o Paraíso que vem só depois da morte, o tal apregoado comunismo(fantasioso, injusto e impossível) também é promessa para um futuro incerto. A falecida URSS era "socialista científica" ou "ditadura do proletariado" ....hohoho!

E a múmia já declarou várias vezes sua anuência e admiração por Fidel e Stalin, bem como o chico também já muito elogiou Fidel.

...as guerras de Bush matam menos que a bandidagem do RJ ou SP. Bandidagem esta, defendida por esquerdinhas que torcem pelo time dos bandidos e por salafrarios defensores dos direitos humanos só dos bandidos, por exemplo a ong "Viva rico", digo "Viva Rio".

Ou seja, qualquer destes safados defensores de bandidos, por tal visão asnática, são ainda mais genocidas que o Bush. Pois com seu apoio moral aos bandidos, incentivam que sintam-se a vontade para matar inocentes, ainda glamurizados por ongueiros pulhas. Aliás, o crime cresceu exatamente a partir do momento que esquerdopatas e imbecis começaram a dizer que os bandidos eram "vitimas da sociedade capitalistra", glamurizando-os como herois. Aliás, a militancia esquerdopata uniu-se a bandidagem e a treinou, produzindo inicialmente a Falange Vermelha (da qual já ninguém fala) e demais como Comando vermelho, 3 Comando e etc. Foram militantes esquerdistas que organizaram o crime e propagandearam uma moral quinta coluna para glamuriza-los, incentiva-los, apoia-los ...SÃO CÚMPLICES EM TODOS OS CRIMES PRATICADOS POR ESTA BANDIDAGEM ORGANIZADA E INSTRUÍDA POLITICAMNTE, COMO O PCC.

...ah! com essa contabilidade, em tantos anos, as guerras do "Bucho" ficam parecendo festa de São João.

Anônimo disse...

acho que todos podem ter divergencias politicas partidarias agora negar que o arquiteto oscar n. e um profissional de competencia isso e fruto de ignorancia e desconhecer com profundidade o assunto quem ja andou pelo mundo e teve a curisiodade de observar obras de engenharia civil pode nootar perfeitamente a genialidade da figura de oscar se repararem obras atuais feitas nos paises arabes puxam os traços da arquitetura de osacar em alguns detalhes enfim voce pode nao admirar a posiçao politica do sujeito agora chamar o cara de hipocrita e de uma cegueira cultural do tamanho de um elefante alias penso que acultura deve ser apartidaria e sem ideologia para o bem da humanidade aqueles que ligam cultura a ideologias sao na verdade grandes ditatores tao e quanto aqueles que recebem suas criticas de inveja de despeito se por um lado vejo com cuidado algumas pessoas da esquerda por lado temo tambem os da direita pois e so olhar a condiçao do povo latino americano que isso fica obvio.

Venturini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Venturini disse...

Pra ser sincero, já fui idealista. Até de Rousseau (que aliás abandonou os filhos em orfanatos) bebi da água.

Um dia agente entende que o ser humano, com o risco da generalização, não é tão bom assim. E, se somos todos, imperfeitos, diferentes, individuais...enfim...Humanos! Livres!... etc etc etc


(...)
Vi um dos muitos "Especiais Niemeyer" na TV e me ocorreram as mesmas constatações (aliás evidentes) apresentadas.

Não me julgo um completo liberal, burocrata ou, no jargão neoliberal, neoclássico, mas... Suponho ser de todas, a mai egoísta postura, se não hipócrita, a dos "artistas e intelectuais".

Clodoaldo disse...

Amigo Adorei sua comparação "Niemeyer Biil Gates" isso só me confirma o quanto imbecil vc consegue ser, seguindo seu exemplo vou separar as obras do seu criador, mas o grande problema é que não existem obras suas, vc é só mais um econimista da puc, que lança seus livrinhos medilcres pala solei (Rsrsrsrs), daqui a 500 anos niemeyer ainda será idolatrado pelolegado de suas obras, um arquiteto que mudou a história da arquitetura, mostrou um novo caminho e que serve de inspiração para novos e velhos arquitetos, e um cara que viveu mais de cem anos, e participou de importantes mudanças no país e no mundo, vendo passar um século. e do outro lado você "R Constantino (O grande economista da puc) sinceramente acho que as pessoas deveriam idolatrar vc, sim vc o grande escritor que lança livros na solei (rsrsrs) mas a definição de blog é essa né qualquer imbecil escreve o que quer e outros imbecís postão comentários " e infelizmente eu estou no meio desses que postam" e acabei de perder 2 minutos da minha vida postando um comentário sobre um artigo de um "Grande economista da puc" parabens

Clodoaldo disse...

"Jornalista Constantino
Finalmente encontro eco no meu pensamento sobre a figura do Dr. Niemeyer"
(Patricia)

tomei a liberdade de copiar aqui um trecho do comentário da Patricia que está postado um pouco acima, copiei por que é algo que concordo e muito encontrei a definição de eco " são ondas sonoras que batem no espaço "vazio" e volta repetindo os sons varias vezes"
realmente é o que eu ja suspeitava! (Ops perdi mais 3minutos)

Rodrigo Constantino disse...

Quando vc mexe com os ídolos dos mentecaptos, é isso que acontece: essa reação patética do pobre coitado acima, que além de tudo se considera engraçado!

O foco deve ser nos ARGUMENTOS. Se o comuna insistir em apenas agredir, começarei a apagar os comentários. Enquanto isso, deixo os de cima como prova da incapacidade mental desses sujeitos.

Rodrigo

C. Mouro disse...

...hohoho! (é natal!)

Vejamos:

"(...)a genialidade da figura de oscar se repararem obras atuais feitas nos paises arabes puxam os traços da arquitetura de osacar em alguns detalhes enfim voce pode nao admirar a posiçao politica do sujeito agora chamar o cara de hipocrita e de uma cegueira cultural do tamanho de um elefante alias penso que acultura deve ser apartidaria"

...hohoho!
...RAIOS PARTA! ...o que tem a hipocrisia do "arquiteto do Flash Gordon" com os projetos. Pô, mesmo que se ache os projetos maravilhosos, separando-se as coisas, pode-se julga-lo hipócrita. Quem não sabe separar as coisas é que julga o caráter do sujeito pelos seus projetos.

...PQP! ...Raios parta! três vezes! o tipo recrimina a não separação entre atividade profissional e ideologia, mas faz uma "onça" destas. ...hohoho!

Bem, quanto a qualidade dos projetos, podemos, por exemplo julgar os "Brizolões". Nem precisa falar de beleza e custo, basta observar a funcionalidade. Um projeto de escola, salas de aula, onde os vãos permitem que uma aula atrapalhe a outra ...hehehe! ...tem que falar baixo. Os professores que falaem deste "maravilhoso projetista", de exteriores a la Flash Gordon. E dizem que não se pode fazer alterações no projeto sem a autorização do "burguês-comunista" ...hehehe!
Os monstrengos feios por fora e mais ainda por dentro, pecam mais na funcionalidade. Mas é tudo +/- a mesma coisa sempre, não se adequa às necessidades nem ambientes. E pouco se importa com calculos ou instalações, entre outras particularidades, custo benefício então. E a beleza é apenas pretensamente futurista (Flash Gordon). No meu julgamento não é nem 1/3 do que diz a propaganda.

O fato é que estes ídolos precisavam ser fabricados pela propaganda, a fim de serem o "orgulho da militância". Uma marca vale mais que o produto. Há marcas cujo produtos custam muiiiitooo mais que o identico sem etiqueta. Sem contar que há os "sem etiqueta" mais baratos e melhhores.

Os socialismos foram pródigos em criar mitos, ídolos e simbolos para a coletividade imbecilizada e militante.
O socialismo é uma estratégia política, nada além disso. Um embuste dos espertalhões para capturar imbecis e recalcados.
Esbanja simbolos, bandeiras, images*, bordões idiotas, mantras/"preces", ídolos/"santos" representantes, utopias/paraísos, líderes me4ssianicos, hinos e etc., um projeto de marqueting.

Onde já se viu uma idéia que se pretenda verdadeira ser unicamente um espetaculo? ...nada mais que isso. Apóia-se na visibilidade, na vaidade dos imbecis, nas frustrações, nos ressentimentos e no coletivismo "representado".
Enfim, uma iudeologia porca não possui teoria coerente, mas ostentação de celebridades, simbolos, ídolos, messias/guias/profetas/líderes ideológicos e muita agitação para obscurecer a razão. Vale-se da histeria, do frenesi verborrágico e idiota, do senso de patota/gang para capturar desgraçados e atrair espertalhões.

...e por aí vai... Muito barulho e agitação, bandeiras, hinos, ídolos, símbolos, gritos de guerra, palavras de ordem, mantras, bordões, pieguismo, farisaísmo, messianismo e etc..
...apenas uma ideologia para imbecis, safados e recalcados.

Cezar Pekler disse...

Infelizmente sou obrigado a concordar com o "Pobre coitado acima" Rodrigo qual sua participação cultural, social ou objetiva para com o país? um economista formado no ano em que a puc-rio deve a menos nota no instituto de avaliação de faculdades públicas, Desculpe a franquesa mas vc é um Imbecil, até eu que acredito mais na chamada política de direita acho vc um boçal. desculpe a sinceridade mas um cara que é formado na puc não tem muita bagagem, conheço muito bem o curso pois estudei 2 anos de 1994 a 1996 na puc, mas acabei abandonando e me formando em economia na usp. infelizmente pessoas como você sem muita bagagem, acham que podem falar tudo e de qualquer um se é para ser assim, Tão imbecil, prefiro ser como o "Pobre coitado ai de cima"

Augusto disse...

Cara nem da para comentar nada esse artigo além de ser uma cópia é muito ruin! Você é apenas mais um imbecíl. Parabens

Silvia disse...

Amigo Gostei muito do seu artigo mas tenho uma sugestão seja menos Idiota ao falar de um ícone do país, quando ele ja estava realizando mudanças consideráveis vc anda era um bebêzinho usando fraldas tenha mais respeito!

Gilbert Kuppfermamm disse...

O sujeito ai em cima até concordo que seja um pouco rústico, mas convenhamos um economistazinho formado na puc-rio que lança livros pela solei realmente não tem muita moral para falar do niemeyer que á uma figura que eu nem admiro muito mas assim ja é de mais a única coisa que concluí é que realmente o SR Rodrigo Constantino é um tremendo imbecil!

Rodrigo Constantino disse...

hehehe

Apesar do aviso, nem vou apagar as agressões chulas, pois é divertido demais provar a incapacidade dos coitados de argumentar!

Vc mexe com o hipócrita idolatrado pelos perfeitos idiotas, e tudo que eles conseguem latir em bando é que a PUC não presta e não sou famoso!!! hahahaha

Seria cômico, não fosse tão trágico, pois retrata a decadência intelectual nacional.

Rodrigo

Rodrigo Constantino disse...

Mas, o que esperar de coitados que idolatram aquele que admira Stalin?!?!?!?!

ho ho ho

C. Mouro disse...

Rodrigo, é que os tipos foram condicionados a tal estupidez.

O ídolo os representa, falar mal do ídolo os ofende mais que falar da imbecilidade da qual padecem. Esses tipos não valem por si, mas por aquilo a que julgam pertencer. Portanto, dar umas borduadas nos ídolos, nos líderes, nos símbolos, nos profetas e etc., é o que mais os faz sofrer.

Assim sendo, por simetria, atacam aquilo que para eles é mais valioso. Se dão mais importancia à fama do que ao fato, desdenharão da pouca fama alheia como forma de ataque (...hohoho! que imbecis!). Afinal, para eles, não ter fama ou não estar agregado a gente famosa é o que há de pior. ...hehehe! Não julgam nada, são incapazes. Da mesma forma atacam, por exemplo a PUC, como se ataca-la desprestigiasse a "vitima". Afinal, para eles não importa que um imbecil tenha obtido um diploma sabe-se lá como, não importa se adquiriu os conhecimento, o que importa é a fama propagandeada do lugar que deu o diploma.
...hehehe!
São doutrinados e anulados intelectualmente, se Guevara apreciava o revolucionário como "frias máquinas de matar", agora os líderes preferem as "frias máquinas de repetir asneiras" ...hehehe!

Mexer com os ídolos e símbolos destes tipos é pior que espanca-los. Pois por si não são nada, desprezam-se inteiramente em favor do mito, da gang, do símbolo e dos líderes, nos quais se pretendem representados.
Quando queimam uma bandeira americana por exemplo, imaginam estarem causando tanto sofrimento quanto sentiriam se queimassem a bandeira deles. ...é, é assim que funcionam esses tipos com a mente destruída pela ideologia.
A vida, a realidade, tudo enfim, é simbólico é representativo para les. É demência pura. São incapazes de analisar, de pensar e julgar. São maquinas de repetição, têm o cerebro lavado.
...hohoho! (espirito natalino ...hohoho!)

Abs
C. Mouro

Rodrigo Constantino disse...

C. Mouro,

Com esse choque de realidade, eu temo que vc transforme a dissonância cognitiva deles em rigidez cognitiva. Antes, os fatos machucavam. Depois, serão incapazes de ver os fatos! O cérebro deles é uma caixa de cimento. Dentro, há apenas uma vitrola arranhada.

Mas agora vamos dar um nó na cabecinha dos coitados: vou fazer coro contra a PUC!!! Me formei lá, mas acho a faculdade mais ou menos. Esquerdista demais! Quase não se fala em Hayek e Mises, por exemplo. O que aprendi, aprendi pensando, e lendo em casa mesmo, muito mais que na PUC.

E agora? O que os coitados irão atacar?!?!?! Pobrezinhos...

Anônimo disse...

rapaz seus artigos sao de uma imbecilidade que da do

Brasilianas disse...

Lendo o artigo acima fica definitivamente provado que os tempos são apedêuticos. Não há dúvidas de que Lula da Silva faz escola. É dele uma das definições mais solenes sobre a obra de Niemeyer - especificamente o Palácio da Alvorada: "Isso aqui é uma merda". Esta é a República Pelega, em que tudo se nivela por baixo. Que o gênio de um arquiteto é confundido com sua escolha filosófica e ideológica. Este artigo poderia sair no sítio do PT. Cairia como uma luva. Poderia até ser assinado pelo ideólogo Freud Godoy, talvez Lorenzetti, o churrasqueiro do Torto.

Gustavo disse...

Parabéns, Rodrigo! O mais belo artigo que vc já escreveu. Conseguiu, em poucas linhas, denunciar toda essa hipocrisia nojenta dessa esquerda rica. Meus parabéns, que vc tenha ainda muitos anos de vida para continuar nessa luta. Nessas horas que eu lamento vc não fazer mais parte do time do Mídia sem Máscara... Um abraço!

Gilvan Vanderlei disse...

Meu Caro Rodrigo,


Perguntar não ofende:

Sabes informar se existe alguma obra arquitetônica do famigerado Oscar Niemeyer(doada ou contratada; esta a mais provável!!!)no Paraíso da Ilha do Fidel?

Cada dia que passa torço para que o "castigo" sugerido na sua matéria alcance logo ao pseudo comunista.

Rodrigo Constantino disse...

"Stalin era fantástico. A Alemanha acabou por fazer dele uma imagem de que era um monstro, um bandido. Ele não mandou matar os militares soviéticos na guerra. Eles foram julgados, tinham lutado pelos alemães. Era preciso. Estava defendendo a revolução, que é mais importante. Os homens passam, a revolução está aí." (Oscar Niemeyer)

Ho Ho Ho

Que grande ser humano é esse cara! Afinal, defender o maior genocida da humanidade não é para qualquer um. É coisa de santo mesmo! hehe

O silêncio dos coitados diante dessa confissão do guru é constrangedor... nisso que dá escolher crápulas como ídolos!

A fonte: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=494208

Rodrigo

Sergio - Apesar de você disse...

Não vou perder tempo apontando argumentando contra todas as tuas imbecilidades. As obras do Oscar, do Chico, do Luis Fernando e desse pessoalzinho que você chama de idiotas socialistas você tem o direito de não gostar. Deles como pessoas também. Agora endeusar nossos intrépidos empresários. Putz! Se não é ignorância é falta de caráter. Do jeito como tu colocas bom mesmo é Johanpeter Gerdau cuja família estava envolvida em todos os escandalos financeiros dos banco do Rio Grande do Sul. Ladrão. Lembra o Banco da Província, o Banco Pelotense e por ai vai, ou os grandes empresários como o Sebastião Camargo e suas empreiteras.
Aliás, se formos falar de empreiteras...
Frangosul contruída com empréstimo a fundo perdido(nosso dinheiro) conseguido pelo cabo eleitoral do Chiarelli. Financiamento de grande Agroindústria para quem tinha apenas um galinheiro.
Depois vendido a peso de ouro para o grupo francês Doux.
Cara! É por grandes imbecis como tu, que só fala merda, que o Brasil tem demorado a se tornar uma grande nação. Gostaria também de lembrar que quem faz MBA é porque não quer ter o trabalho de defender uma tese e passar uma banca julgadora.
O Brasil ainda será grande "Apesar de Você". No fundo, só me arrependo de dar "Ibope" para um idiota como tu demonstras ser. E é com muito tristeza que escrevo a minha opinião. Preferiria preservá-la para alguém que possa valer a pena.
Principalmente, que está na cara que tu és um aproveitador. Pelas distorções nas palavras que tu usas de propósito para chegar a conclusões tipo assim "Lacerdistas" creio que tu não passas de um safado querendo se promover. Nem tu acreditas no que falas.

Rodrigo Constantino disse...

Pobre Sérgio...

Cita alguns casos de corrupção de empresários e conclui que EMPRESÁRIOS não prestam! Logo, o que presta? O governo??? Ho Ho Ho. Nem vamos citar os casos de roubalheira no governo, não é mesmo?

O coitado tem dificuldade até para entender que quanto mais governo temos, MAIOR a corrupção! Muitos empresários no Brasil precisam subornar políticos, por exemplo, por questão de sobrevivência. Eis o modelo que nossa esquerda aplaude! Defendem o BNDES e depois reclamam de esquemas de corrupção. Defendem a Lei da Informática e depois reclamam dos empresários favorecidos. São uns esquizofrênicos mesmo! hehe

Catellius disse...

"Quando queimam uma bandeira americana por exemplo, imaginam estarem causando tanto sofrimento quanto sentiriam se queimassem a bandeira deles. ...é, é assim que funcionam esses tipos com a mente destruída pela ideologia.
A vida, a realidade, tudo enfim, é simbólico é representativo para les."

ABSOLUTAMENTE GENIAL!!!!!

Claro que a iconoclastia é algo saudável, ainda mais quando é bem-humorada. Acho sadio o desrespeito com símbolos islâmicos, cristãos, comunistas, petistas, etc. Figuras sisudas e barbadas como Javé, Maomé, Abraão, Moisés, Marx, nos romances (literatura) são sempre cornos ou gays ou tarados. Símbolos como esses, incluindo Jezuis, imploram para serem sacaneados...
Mas nada de sair queimando bandeiras, crucifixos, crescentes islâmicos; isto é irracional.

Silvio de Barros disse...

Eu concordo com esse falastrão do Rodrigo Constantino, quando ele fala de Brasília.DF. Realmente, é uma cidade infame. Mas não posso concordar quando ele chama de "idiotas" quem admira o líder cubano Fidel Castro, e bajula o assassino George Bush, que cuspiu na ONU, violou o Afeganistão e o Iraque, torturou prisioneiros iraquianos em Guantánamo, prestigia centenas safados e de empresas estelionatárias, que estão enriquecendo na "reconstrução", leia-se rapinagem, do Iraque, e se cala sobre o suspeitíssimo ataque às torres gêmeas em 2001, que criou um novo inimigo, após a "queda" do comunismo, para justificar a manutenção da asquerosa indústria de armas. Idiota, para mim, adotando a definição de um grande amigo, é todo aquele que, ao invés de enxergar as mais variadas cores, com seus infinitos tons, se cala, por exemplo, sobre os escândalos financeiros que se sucedem no "paraíso" dos idiotas, os EUA, dentre eles o mais recente, a bolha das hipotecas, que causam mais miséria do que qualquer líder comunista. Tipos como esse blogueiro falastrão, infelizmente, infestam este mundo de hipocrisia e sordidez.

C. Mouro disse...

O fato é que eles não queimam bandeiras ou "profanam" simbolos por escárnio ou pra provocar indivíduos (adeptos de tais simbolos), não, eles o fazem acreditando que estão causando um dano real a "coisa". Se queimam uma bandeira - mero pedaço de bano colorido - sentem que estão fazendo algo contra aquilo que tal símbolo representa. Na verdade o símbolo representa um nada, um outro simbolo de algo inexistente como fato, uma fantasia. Aliás, é de uma tolice acachampante a idéia de nacionalidade (mais um mito coletivista), se analisada friamente.

Acho ridículo um sujeito beijar a camisa do seu time ou o simbolo gráfico na camisa, como se o time tivesse personalidade, fose algo real. ...hehehe!
...Mas há quem sinta-se ofendido com ataques ao seu time, e tal estupidez chega ao ponto de resultar até em morte. Ora, se malham meu time, eu quero mais que se lasque, alçiás tenho um por acaso, já que quando criança somos levados a escolher um time. Quando o lógico seria desejarmnos ver belos espetáculos até para torcer por aquele pelo qual simpatizamos em tal especifico jogo - como se atribuindo o mérito da vitória. Coisa muito diferente acontece, pois o torcedor idiota não quer ver espetáculo, o que ele deseja mesmo é ver o seu time vencer, de qualquer forma, para ele sentir-se vencedor ...hohoho!

O fato é que tais tipos ansiosos por representação (idiota, diga-se) se afetam mais pelas críticas até aos símbolos que tomam como representativos daquilo que tomam por representação do que com as críticas que sofrem. Afinal, como individuos sentem-se comoum nada, e por isso necessitam de um "algo maior" para representa-los, a fim de parasitarem- doentiamente - as pretensas glórias do "representante".
...Claro que qualquer crítica a um símbnolo como Niemayer - foi criado para referencia pseudo orgulhosa - machuca. Muitos simbolos, ídolos e mitos "de papel" foram criados pelas ideologias com tais fins representativos; é marketing, é publicidade e propaganda que fazem as ideologias para aliciar imbecis.

Note-se que os argumentos não se fazem com símbolos, mitos ou ídolos. Não há bandeiras, não há "heróis", celebridades universais, cor e nem qualquer destas bobagens. Com isso não se atinge as massas ansiosas por serem moldadas.
A defesa da liberdade não se vale nem do coitadismo, do "chororô dos perseguidos" por serem bons. A defesa da liberdade não se faz direcionada a grupos, indivíduos, simbolos ou mitos de qualquer espécie, ela se dá pelos argumentos, nem mesmo se vale de fantasiar paraísos futuros (ideologia), é meramente uma filosofia e não ideologia. Ou seja, os argumentos pela liberdade não manipulam emoções ....e os imbecis são emocionais e não racionais. Por isso a liberdade caminha a passos lentos e sujeita a retrocessos eventuais ...é questão de EVOLUÇÃO e não de revolução. Se poderia dizer evolucionários x revolucionários.

Enfim, tipos que preferem ser um pedaço de um "coletivo superior" ao indivíduo, onde individuos são sacrificáveis para o bem de tal fantasia idiota, são tipos lamentáveis.

Abraços finais, e votos de boas festas para R. Constantino e demais.
C. Mouro

Rodrigo Constantino disse...

hehe

Esse pobre do Silvio repete todos os chavões idiotas da esquerda. Tenho certeza que o rapaz não tem a mais vaga idéia do que ocorreu no setor de construção e hipotecas nos Estados Unidos, tirando alguns headlines que leu nos jornais brasileiros! A miséria "criada" pelo mecanismo de subprime é aquela que fez com que, SOMENTE através desse mecanismo, os mais pobres pudessem, em primeiro lugar, TER uma casa. Há excessos e abusos? Claro! Sempre será assim. Mas somente um demente condenaria o SISTEMA financeiro em si. No mais, boa parte da culpa dos excessos reside no GOVERNO, que através de juros artificialmente baixos, estimulou a festa. Mas nem vou entrar nos detalhes, pois o coitado não merece. Já chega falando besteira, xingando e se achando o tal, sendo apenas isso que vimos acima. Um cara que começa a defender Cuba e Fidel chamando o idiota do Bush de verdadeiro assassino, comparando Cuba aos EUA e com desvantagem para o último, merece apenas o escárnio...

Rodrigo

Rodrigo Constantino disse...

hehe

Esse pobre do Silvio repete todos os chavões idiotas da esquerda. Tenho certeza que o rapaz não tem a mais vaga idéia do que ocorreu no setor de construção e hipotecas nos Estados Unidos, tirando alguns headlines que leu nos jornais brasileiros! A miséria "criada" pelo mecanismo de subprime é aquela que fez com que, SOMENTE através desse mecanismo, os mais pobres pudessem, em primeiro lugar, TER uma casa. Há excessos e abusos? Claro! Sempre será assim. Mas somente um demente condenaria o SISTEMA financeiro em si. No mais, boa parte da culpa dos excessos reside no GOVERNO, que através de juros artificialmente baixos, estimulou a festa. Mas nem vou entrar nos detalhes, pois o coitado não merece. Já chega falando besteira, xingando e se achando o tal, sendo apenas isso que vimos acima. Um cara que começa a defender Cuba e Fidel chamando o idiota do Bush de verdadeiro assassino, comparando Cuba aos EUA e com desvantagem para o último, merece apenas o escárnio...

Rodrigo

C. Mouro disse...

...hehehe "o líder cubano" ...hohoho! ...o coma andande ...hehehe! que em termos de tortura e semeador de desgraça só encontra similar no tampinha norte coreano, certamente o "líder norte coreano" ...hehehe! ....garbosos líderes representantes de ideológicos ....hohoho! ...O Guevara é outro "líder", uma celebridade construída com "santinhos" com carnha piegas, como convém ante o modelo de "valor moral" já incutido. Joga-se nos dois lados: a moral do guerreiro quando matando inocentes indefesos, como fazem os socialistas cujo líder é Fidel, por exemplo, mas quando sofrem o justo revide e levam umas bordoadas os covardes choões apelam para a moral do escravo, onde o "coitadinho" perseguido é o virtuoso. ...hohoho!
...ah! o Bush é um bosta, bom era o Regan. ...hehehe!

E o "Flash Niemayer Gordon", se merecesse a propaganda que fazem, sempre os governos e os ricaços aristocráticos, ele seria capaz de perceber, pelo menos, algumas características básicas que exigem certas construções ...hehehe! ...mas tal tipo é o representante correto para os ideológicos que cultuam o "líder Fidel", o coma andante ...hohoho! aquele que jogou toda uma população na miséria.

Qual foi o crescimento demográfico de Cuba desde que Fidel apropriou-se de tal ilha? ...O BR, por exemplo, triplicou, carecendo de muitos investimentos.

...hohoho! Fidel, o líder (...hohoho!), representante glorioso - pois domina uma ilha que tornou miserável - de imbecis também representados pelo arquiteto dos brizolões e sambódrmo ...hohoho!

Abraços últimos
C. Mouro

Anônimo disse...

Bush violou o afeganistão? O fato dele ter destruido o talibã é uma violência? jogar um avião num predio e matar 4 mil pessoas é o que? legitimo? Bom mesmo foi mao-tse tung,que matou 77 milhoes de chineses, ou Stalin, que matou 30 milhoes de sovieticos. Mas esses dois mataram "por um mundo melhor", com bastante consciencia social.

Silvio de Barros disse...

Sobre o escândalo das hipotecas, que o falastrão Rodrigo Constantino minimiza, eu sugiro a quem queira saber o real potencial de maie esse escãndalo, que dê uma lida no recente artigo do Prof. Paul Krugman, publicado no New York Times e no O Estado de S. Paulo, intitulado "Cegamente dentro da bolha". Confiram em

http://leituras-favre.blogspot.com/2007/12/cegamente-dentro-da-bolha.html

Vejam como os "salvadores da humanidade" saqueiam impunemente a poupança do otariado, no caso, nas palavras de Krugman, mais de dez milhões (yes, 10 milhões) de famílias norte-americanas, na mais estelionatária das políticas: a da privatização dos lucros e socialização dos prejuízos. Até a China Comunista está mandando dinheiro para limpar a cara dos banqueiros safados, nesse escândalo.´Para isso, comunista serve.

Silvio de Barros disse...

Por falar no escãndalo das hipotecas e sobre quem está limpando a cara dos banqueiros estelionatários, leiam o artigo do Celso Ming, publicado no Estadão de domingo, 23/12/2007, intitulado "Bush tapa o nariz",

http://arquivoetc.blogspot.com/2007/12/celso-ming-bush-tapa-o-nariz.html

e vejam a que ponto chegou a hipocrisia norte-americana.

---

Rodrigo Constantino disse...

Não obstante a fuga desesperada do assunto, para ir falar da crise do subprime, como se o problema fosse prova de que os Estados Unidos são piores que países socialistas (ho ho ho) ou que os empresários são maléficos para os pobres (ho ho ho), resta analisar a fonte de "informação" do garoto sobre o tema: Paul Krugman! Melhor ignorar mesmo...

Rodrigo Constantino disse...

Agora, para quem realmente quiser ler coisas INTERESSANTES sobre esse complexo tema, sugiro uma visita no Mises.org.

Silvio de Barros disse...

"Fuga desesperada do assunto".
...resta analisar a fonte de "informação" do garoto sobre o tema: Paul Krugman! Melhor ignorar mesmo...

O Sr. Rodrigo Constantino diz que eu sou pobre por repitir todos os chavões idiotas da esquerda quando apresento meus argumentos para discordar dele, e ameaça apagar comentários de quem o ofende.

Eu só me apresentei neste blog depois que recebi, por e-mail, o artigo dele, criticando o Niemayer.

Como o Sr. Rodrigo é o dono do blog e o dono da verdade, o dono da bola que se não for convidado para jogar, não tem jogo, eu me pergunto: o que eu estou fazendo aqui?

Fui!

Anônimo disse...

Prezado silvio,
VA MESMO, COMUNISTA VAGABUNDO..ESQUERDISTA SAFADO..VA VENERAR MAO TSE TUNG (77 MILHÕES DE ASSASSINATOS, STALIN (30 MILHÇOES DE ASSASSINATOS) FIDEL (ASSASSINATOS NÃO CONTABILIZADOS)E CONGÊNERES.

Anônimo disse...

"George Bush, que cuspiu na ONU, violou o Afeganistão e o Iraque, torturou prisioneiros iraquianos em Guantánamo..."
È cômico como esses idotas esquerditas de Pindorama, no afã de agredir os USA, citam as guerras do Iraque e do Afeganistão. Independentemente de eu achar que o mundo ficou bem melhor sem o talibã e Saddam (e ficou mesmo)lembro-lhes que, o maior alvo de ódio dos fanáticos mulçulmanos são os comunistas,e que numa ficticia tomada do poder em escala mundial pelos islâmicos, os vermelhos seriam os primeiros a serem massacrados, varridos da face da tera (o que não seria tão mau assim). Façam um teste: cheguem ao Irã com uma camisa com a foice e martelo desenhada e desfile em praça pública, duvido que algum volte com vida, seus antiamericanos idiotas.

Anônimo disse...

Outra coisa,nunca morreu um UNICO, eu disse, UM UNICO prisioneiro em Guantánamo. Pode ser que aja algum inocente lá, como há nas delegacias vizinhas das nossas casas também. Todavia, é muito mais seguro estar preso dentro dos muros daquele lugar, do que, por exemplo, colocar os pés um metro fora dele e criticar o tirano cubano. Nesse caso, seria paredón na certa, sem misericordia.Precisa desenhar?

Anônimo disse...

Rodrigo, você esqueceu de citar que Fidel sempre aparece nas listas dos homens mais ricos da America Latrina (latrina mesmo), lista esta elaborada pela revista Forbes. Sempre que falo esse fato aos meus idiotas colegas de faculdade esquerdistas, eles rebatem com o mesmo argumento que utilizam para rechaçar os escandalos do mensalão, de Lulinha Telemar, da Republica de Ribeirão Preto e etc: que é mentira, que é armação da midia golpista. São uma corja de mau-carater que, por falta de argumentos, negam o òbvio.

Anônimo disse...

Rodrigo, você esqueceu de citar que Fidel sempre aparece nas listas dos homens mais ricos da America Latrina (latrina mesmo), lista esta elaborada pela revista Forbes. Sempre que falo esse fato aos meus idiotas colegas de faculdade esquerdistas, eles rebatem com o mesmo argumento que utilizam para rechaçar os escandalos do mensalão, de Lulinha Telemar, da Republica de Ribeirão Preto e etc: que é mentira, que é armação da midia golpista. São uma corja de mau-carater que, por falta de argumentos, negam o òbvio.

Anônimo disse...

Ainda sobre Guantánamo, é mais humano estar preso lá do que numa delegacia do Pará (governado pelo PT), pois lá (em Guantánamo) tambem não consta que garotas de 15 anos "caiam na geral" com dezenas de presos. Entenderam ou precisa desenhar de novo?.

Duda disse...

Nossa ! Está cheio de valente aqui xingando e se escondendo no anonimato. É isso mesmo, Silvio. Caia fora. Ficar discutindo com esse bando de babacas num blog de um economistazinho medíocre, que se acha superior ao economista Paul Krugman, professor da Universidade de Princenton e articulista do New York Times, é um pouco demais.

Rodrigo Constantino disse...

"Está cheio de valente aqui xingando"

"Ficar discutindo com esse bando de babacas num blog de um economistazinho medíocre"

Ho Ho Ho

Vai entender um tipo esquizofrênico desses!

No mais, o que seria desses esquerdistas sem o apelo à autoridade?!?!?! E daí que Krugman é professor em Princenton?!?! Poucos ainda o levam a sério! É como Stiglitz. Só mesmo nossa esquerda respeita tanto esses economistas esquerdistas.

Esperar um ARGUMENTO desses tipos é esperar um milagre! Eles são totalmente incapazes de ARGUMENTAR! Por exemplo: onde há ERRO no artigo? Por que? Niemeyer é ou não hipócrita? Ser amigo de Fidel Castro é ou não uma mancha enorme no currículo de alguém? E por aí vai.

É dureza...

Anônimo disse...

nenhum arquiteto ate entao tinha conseguido curvar o concreto...ai entra a genialidade dele..
Em relação a JK, ele se negou a receber honorario nos projetos de Brasilia, ele n foi pensando no dinheiro, foi com a intenção de ajudar na construção de uma capital de esperança para todos. Gostava de ver como todos pareciam iguais trabalhando. Uma das grandes frustrações dele é q essa igualdade ainda esta longe de acontecer, mas ele acredita nisso, tem esperança.
Em vez dessa tentativa fracassada de criticar, de escrever esse monte de merda, passe no youtube e veja um video dele q vc vai ver o qt ele se preocupa com os pobres.

“quando a vida se degrada e a esperança foge do coração dos homens, só a Revolução”

Luiz Alberto disse...

eis que surge um devoto do Roberto Campos! pensei que estavam extintos depois que o Gustavo Franco - que tanto$ serviço$ revelantes (sic) prestou ao país na era FHC - passou a escrever sobre a contabilidade do Fernando Pessoa... mas sempre se pode contar com um fascistinha saudoso do Garrastazú! sobre a obra do arquiteto Oscar, não fala nada, porque não sabe nada, mas sobre o homem, o cidadão, o político Oscar, fala à vontade! deve ser porque sabe tudo, não? sabe até sobre os milhões que JK, aquele criptocomunista, pagou ao Oscar na construção de Brasília! o fato notório de o Oscar ter aberto mão dos direitos sobre os projetos de Brasília não tem a menor importância, é claro... deve ser manipulação dessa imprensa esquerdista que há décadas domina a mídia brasileira! que ira santa! que justa indignação! que profundo conhecimento sobre a história da América Latina! convenhamos, pessoal: há muito tempo não aparece um imbecil tão completo por aqui. saudêmo-lo como se deve:
Anauê! Anauê!

Anônimo disse...

Em tempo: Oscar Niemeyer não foi "o primeiro a curvar o concreto". Primeiro porque o concreto é moldado. Segundo porque engenheiros como Robert Maillart já haviam trabalhado com estruturas curvas desde o início do século. Na verdade, a patente do concreto armado, feita por Lambot em meados do século XIX, foi de um barco - obviamente curvo.

É preciso separar os fatos históricos reais da história que nos contam- quem quer que seja o narrador.

João Marcelo disse...

Niemeyer projetou o memorial da América Latina, em SP. Há anos o visitei durante a inauguração e achei horrível, mas preferi não opinar, porque todos ao meu lado achavam lindo. O lugar não tinha árvores, era um deserto de calçadas de concreto, no calor vira um inferno. Não sei se melhorou pois nunca mais o visitei. Quando alguém como Niemeyer é tratado como herói, eu fico confuso, será que vale mesmo a pena ser desonesto, hipócrita?
Está tudo envertido no Brasil!

Anônimo disse...

É interessante

Tem gente aí revoltadinha com as "guerras de Bush". Só esquecem de dizer que amam de paixão os terroristas que massacram o próprio povo no Iraque. É isso mesmo, em que pese a inabilidade com que o governo americano conduziu a questão (talvez pela presença de tantos ex-membros do governo Clinton), são os terroristas mulçumanos E NÃO OS SOLDADOS AMERICANOS que estão matando milhares no Iraque. Esses mesmos terroristas que são amados pela esquerda "esclarecida". E que um dia, ao serem traídos pelas esquerdas que hoje os protegem, se voltarão contra elas.

Nesse dia, em que os esquerdistas tiverem de enfrentar a fúria dos extremistas islâmicos, não sentirei pena, não derramarei lágrimas, não me importarei.

Quanto ao arquiteto stalinista, dou importancia ao que é mais importante. E sua cafajestice, de defender os crimes stalinistas, é muito, mas muito maior que qualquer eventual talento que tenha.

Anônimo disse...

Torturas em Guantanamo?

Estão doidos? É PROIBIDO à direção da prisão americana permitir que qualquer prisioneiro, em qualquer momento, passe por qualquer desconforto maior do que aqueles a que estão submetidos os soldados AMERICANOS em treinamento. Que é mais ou menos o mesmo nível de desconforto de soldados em treinamento em qualquer pais do mundo. Logo, a se definir o que ocorre em guantanomo como TORTURA, estaremos chamando de tortura todo treinamento militar no mundo...

Quanto ao Afeganistão, Bush fez bem em invadir. Loucura seria deixar passar batido o ataque às torres gêmeas.

Quanto ao Iraque, embora seja uma guerra mal conduzida, a culpa pelas mortes de inocentes são dos terroristas, os quais tem apoio incondicional dos mesmos esquerdistas que chamam Bush de genocida (como a palavra genocida é elástica...). Portanto, são aqueles que apoiam o massacre de civis no Iraque, os mesmos que falsamente acusam Bush.

PS: Espero que aqueles que xingam Bush de genocida (de tolo, pode) um dia sejam massacrado por terroristas mulçumanos. E que amaldiçoem sua própria lígua cumprida.

Pé de Pano disse...

Meu,,,, você resumiu em duas páginas o que ando xingando em dezenas... Esses porras hipócritas intelectuais de uísque importado, criadagem uniformizada e carros de altíssimas cilindradas... deveriam distribuir grande parte de seus bgens para instituições filantrópicas para aí, sim, ter o direito de xingar o Capitalismo de Mercado. Conheço gente montado em coberturas que fica torcento para o Iraque soltar uma bomba sobre o Ocidente!!! Mal sabem que assim que cortarem um fiozinho da internet e do gps lá nos States, eles vão catar lixo na rua para sobreviver... Canalhas incongruentes!

Anônimo disse...

Eu particularmente acho a obra de Niemeyer fria e impessoal, mas isso é a minha posição sobre o assunto. Milhares de pessoas acham que trata-se da obra de um gênio, e eu as respeito por suas opiniões.
No entanto este post me fez refletir sobre aqueles que pregam a igualdade entre as pessoas. Eu nunca vi nenhuma delas vender tudo que dispunham em prol da distribuição igualitária de renda. Sim, pq se eu penso que todos temos direitos iguais independente de fazer por merecer ou buscar com as próprias mãos, eu devo repartir tudo tenho e viver apenas com o necessário para minha "humilde" existência. Enfim, trata-se de um hipócrita SIM, e pior, incapaz de aceitar que o comunismo não deu certo e não dará nunca.

Anônimo disse...

Bem, pra mim, idiotisse é "brasileiro" criticar publicamente Niemeyer e vangloriar Bill Gates. Começa daí...

Eu queria saber: Que que você faz aqui? Muda pros "Esteitis", meu!
Acredito que os "heróis" de lá, lhe serão autênticos: Super-Homem, Homem-Aranha, Mulher-Maravilha, Batman...
Anne.

Rodrigo Constantino disse...

"Bem, pra mim, idiotisse é "brasileiro" criticar publicamente Niemeyer e vangloriar Bill Gates. Começa daí..."

Minha nossa! Em primeiro lugar é "idiotice". Em segundo lugar, idiotice é idolatrar alguém só porque nasceu no mesmo lugar geográfico. Esse nacionalismo é algo tosco! Admiro INDIVÍDUOS que merecem ser admirados, independente do lugar onde nasceu.

Rodrigo

Anônimo disse...

Constantino, só por curiosidade, poderia me dizer quais sãos seus ídolos ?
Grato.

Rodrigo Constantino disse...

Pobre daquele que necessita de ídolos!

Eu não idolatro ninguém. Eu admiro muitas pessoas e muitas idéias. Admiro, por exemplo, meu pai, uma grande pessoa. Admiro muito as idéias de Ayn Rand, Mises, Hayek. No lado artístico, admiro muito Mozart, vários músicos de Jazz, como Miles Davis, John Coltrane e Dizzy Dillespie. Admiro a banda Dream Theatre, de heavy metal, pelo incrível talento deles. E por aí vai.

E mais: consigo separar alguém que admiro como artista da sua PESSOA, que pode ou não ser admirável.

Não necessito de ídolos. Nem mesmo daquele criado pelos homens, que teria nos criado...

Rodrigo

trickett disse...

Acabei de receber um e-mail com este artigo. Sou arquiteta, formada pelo Mackenzie, em 1982. Desde os meus 19 anos sei que Oscar Niemeyer é um hipócrita. Por todas as razões colocadas no artigo. E vários colegas também acham a mesma coisa. Só vejo um mérito neste senhor: ele sempre soube cultivar bons contatos!

severini disse...

Você é mesmo um babaca dos 4 costados. Não tem uma só idéia original. Verdadeiro papagaio repetidor de ideologias gastas, corrompidas, corrompedoras e destrutivas que estão levando à falência do planeta.
Só mesmo mantendo um blog para ter algum espaço para sustentar a vaidade pessoal.
Abaixo 2 comentários que fiz a incautos repassadores de um dos tantos textos imbecis de sua "autoria".
---------------------
Aproveitando a deixa da cópia que o Paluch me enviou repasso a vocês o comentário que escrevi e devolvi sobre o mesmo texto.
Peço desculpas por alguma agressividade, mas escrevi na técnica do 'jorro', em 2 ou 3 minutos, logo após ter lido o amontoado de asneiras que esse imbecil cometeu. Mas acho que essa nossa atitude de ficarmos repassando qualquer porcaria que chegue às nossas caixas postais com o intuito de divulgar idéias acaba provocando esse tipo de coisa.

Notórias insignificâncias, que jamais seriam conhecidas por algo de bom ou útil que tenham produzido, acabam usando a técnica de escrever bobagens contestando ou agredindo personagens ilustres e com grandes obras só para causar impacto e chamar a atenção. Eu procuro nem repassar mais esse tipo de lixo da internet.

Aliás, apesar de saber que era isso que o babaca tinha em mente, fui buscar alguma informação sobre esse infeliz. É um bosta, formado em economia e que quer aparecer posando de filósofo ou escritor. No máximo consegue manter um blog, às suas custas, para saciar a vaiadade. A maior notoriedade conseguida foi ser humilhado e ridicularizado em um debate que pediu, e depois fugiu, com outro metido a filósofo iluminado e raivoso, Olavo de Carvalho, que escreve periodicamente para grandes veículos nacionais. Recomendo uma olhada nos links abaixo, onde o pulha é desmascarado até nos seus erros de gramática.

Abraços a todos.

Segue a resposta irada.
__________________________________________________________________

Mais um festival de ignorância movida por rancor, ressentimento e preconceito.

Quem conhecer um pouco da vida do cara vai saber que sim, cobrou bem por muito projeto 'estatal' para governos que queriam ostentar a 'grife' como publicidade. E que fez muito projeto de graça, para muito governo e para muitas pessoas, simplesmente porque achava a causa justa. E ajudou muita gente, muito amigo e não amigo durante sua vida. Que se exilou durante o governo militares pois estava na 'lista negra' de quem não podia ser contratado e vivendo na Europa fez projetos pagos e de graça para o mundo inteiro.

E quem disse que socialista tem que distribuir tudo o que tem? Quem tem que cuidar disso é um sistema econômico que promova distribuição de renda. E quem disse que socialista ou comunista defende sistemas autoritários? Esses sistemas acabam sendo gerados por serem a única forma de resistir a interferência externa para eliminar sistemas econômicos que não se submetem a a seus interesses.
O que os 'reis da democracia' têm que se meter na política interna de outros países do outro lado do planeta, fazendo guerras e provocando embargos econômicos que reduzem nações inteiras à miséria. Que democracia é esta que derruba governos legítimos em todo o mundo, que alimenta guerrilhas e terroristas quando lhe interessa e depois sai a combater o 'terror'? Que ideal é esse que provoca e alimenta intrigas entre povos e culturas para poder vender armas para quem não tem recursos nem para comer. Povos que trocam comida, saúde, educação e a vida de suas crianças para sustentar a indústria bélica dos democratas.

E vem um borra-bostas qualquer, escrever asneiras a mando de seus patrões, deturpando e denegrindo pessoas na eterna manipulação da opinião pública. Pobre de quem acredita e engole essas coisas. São o 'bem-informados' leitores de Vejas, Globos, Estadões e coisas mesma laia. Inocentes políticos e culturais que papagaiam tudo o que ouvem sem o menor senso crítico e histórico. E depois reclamam que o povo não sabe votar. Bando de bostas medíocres e rancorosos !!!!!!

Anônimo disse...

Ok,
Vc está certo e o mundo inteiro está errado. Espero que vc chegue aos 100 anos e seja lembrado por alguem. O fato de que um sujeito, que em 1930 resolveu ser modernista, ser o primeiro grande arquiteto abaixo do equador, depois de Frank LLoyd Wright ser o maior arquiteto do continente americano, ter "inventado" o brise-soleil em edifícios, etc...
Mesmo não sendo arquiteto (ou músico, ou escritor) vc não pode censurar as pessoas que dizem o que pensam, sendo hipócritas ou não. E concordo com o colega acima. Não é que o sujeito que é socialista (ou se diz ser) tem que doar tudo o que tem. Volte para escola, ou doe tudo o que vc ganha (o que não deve ser pouco) para o Partido Republicano e se candidate a deputado no Wyomming ou New Hampshire.
A contribuição de Niemeyer, Chico e Veríssimo é muito maior que qualquer discurso de esquerda. Até onde sei, ninguem compra discos do Chico (ou projetos, ou livros) por causa da posição política deles.
Leia "Nas Curvas do Tempo" do Oscar Niemeyer e aprenda um pouco o que é ser gente.

Rodrigo Constantino disse...

Uau! Aprender a "ser gente" com um admirador de Fidel Castro, genocida caribenho?!?!?!

No, thanks.

Anônimo disse...

Realmente, Fidel administra Guantanamo, Abu Graib, etc ...
Não defendo nem Fidel nem Bush, mas ...
Outra coisa, fico comovido com a simplicidade de certos argumentos como " Não necessito de ídolos. Nem mesmo daquele criado pelos homens, que teria nos criado... "

Rodrigo Constantino disse...

"Realmente, Fidel administra Guantanamo, Abu Graib, etc ...
Não defendo nem Fidel nem Bush, mas ... "

Minha nossa! O cara compara o governo cubano com o americano!!! O sujeito compara uma ilha-presídio de INOCENTES com uma prisão de terroristas!!! Não é por nada que escreve no anonimato... que estupidez!

PS: Insisto que é triste precisar de ídolos, ainda mais um que é amigo de um genocida...

Rodrigo

Ricardo disse...

Que pena pra você, falou o que quis...primeiro pense, depois se expresse adequadamente.

Não sou comunista, muito menos entusiasta de Fidel. Porém, não se pode misturar o valor de um dos maiores arquitetos do mundo, e não à toa, com seus pensamentos políticos. Fico realmente chateado em ler o que postou Morgana, referindo-se a Niemeyer como "profissional medíocre". Como assim???? com que propiedade ela fala de uma pessoa que há mais de 60 anos está no topo de sua profissão????

é realmente deprimente ler de uma pessoa que se acha um grande intelectual, uma verborragia sem propósito, ele pode não ser um gênio, como vc própio citou, mas é sim um grande orgulho nacional, um verdadeiro ícone na sua profissão.

Bonito mesmo, é ser economista, e viver da especulação financeira, não é mesmo??

E a propósito, espero que vc vá ao mesmo inferno de Dante, se afogando em seus preciosos dólares e Euros!

cordiais saudações,
Ricardo Marmorato

Anônimo disse...

REACIONÁRIOS ANÔNIMOS

Não tivesse o sr. Rodrigo Constantino se enveredado no mister de vampirizar uma unanimidade nacional para alimentar o próprio ego, provavelmente continuaria anônimo com seus escritos que ainda não havíamos lido e que, ao fazê-lo não encontramos motivo para novas incursões, podendo até perder outros temas que poderiam ser melhor aproveitados. A busca insana dos holofotes tem seu preço. Acender uma pequena ribalta com os megawatts de Oscar Niemeyer provoca uma sobrecarga imensa nas fiações.
Primeiramente, com relação ao homem e suas preferências, quando se fala em hipocrisia e se tenta dissociar o arquiteto do cidadão, embarca-se em erro estratégico sem volta. Patrulhamento ideológico sobre um cidadão do mundo e suas relações com ícones da esquerda é o mesmo que colocar em praça pública fogo em carteirinhas direitistas que também têm o direito de bater continência para Roberto Campos e Golbery do Couto e Silva. Interessante lembrar que se não fossem os libertários que resultam no equilíbrio do jogo, a bastilha estaria de pé, os excessos bolcheviques seriam fichinha perto das barbáries do absolutismo czarista, e – para falar a língua dos monetaristas – George Washington e Simon Bolívar não seria efígies pan-americanas de tanto dinheiro.
Fosse apenas mais um dos excêntricos ou egocêntricos artistas que engrossam os catálogos, Oscar Niemeyer já teria – com seus traços – justificado sua passagem por este plano.
Não bastasse o dom inato manifestado através de suas obras, o arquiteto sempre doou o caríssimo espaço que lhe dedica a mídia para o sacerdócio humanista independente de rótulos ideológicos. Em centenas de entrevistas que por aí estão para serem conferidas nos maiores veículos de comunicação do Brasil e do mundo, ele sempre colocou a arquitetura em modesto segundo plano, sobrelevando o homem e a luta contra o despotismo..
Chegando ao cerne da questão – o desrespeitoso artigo com o título de “Cem anos de hipocrisia” – está claro que o autor prioriza o investimento capitalista, efêmero e volátil junto a minorias ou maiorias (que deveriam ser objeto de ações governamentais) em relação ao despertar da cidadania, à educação e à cultura reformista de “status” que, mesmo não nascendo tortos como paus de cerrado, envelhecem naturalmente e carecem de aperfeiçoamento genético e reciclagens.
Particularmente, somos um singelo exemplo do despreendimento publicamente cobrado pelo articulista, na medida em que intermediamos a doação de todo um projeto de implantação de um parque de eventos folclóricos e culturais em nossa pacata cidade de Barretos, norte do estado de São Paulo. Como desconhecia esta pequena ação, provavelmente o sr. Constantino desconhece muitas outras que a “hipocrisia” de Oscar Niemeyer não permite marketizar.
Ainda na questão do despreendimento, sem colocar na balança a ideologia que remete ao patrulhamento, qualquer jornalista ou historiador bem informado sabe (ou pelo menos imagina) o quanto Niemeyer tirou do seu caixa de arquiteto bem pago para subvencionar a causa e a vida de perseguidos sem condições de trabalhar normalmente como Luis Carlos Prestes e centenas de militantes.
Neste particular, é compreensível por antecipação que um reacionário de direita não compreenda a última fronteira da guerrilha urbana em desesperados assaltos mantenedores de outros grupamentos, mas não haverá também de condenar à fogueira figuras legendárias, mesmo que fictícias, como Robin Hood e outros heróis da plebe.
Finalmente, da mesma forma que o capitalista de direita pratica a boa ação dedutível do Imposto de Renda (enquanto sua madame sai na coluna social participando de chás beneficentes), cada um tem um estilo de praticar a caridade e não há como condená-lo.
Como acreditamos na máxima de uma certa instituição que prega o fato da mão direita não precisar saber o que a esquerda pratica em termos de caridade humana, não estamos preocupados em saber quanto o sr. Rodrigo Constantino doa para os menos favorecidos.
O mesmo, evidentemente, se dá em relação a Oscar Niemeyer. A diferença é que este nós conhecemos bem. E isto nos basta.

Mussa Calil Neto é administrador de empresas, concessionário automobilístico em Barretos, e membro da Academia Barretense de Cultura.

Rodrigo Constantino disse...

"Mussa Calil Neto é administrador de empresas, concessionário automobilístico em Barretos, e membro da Academia Barretense de Cultura."

Faltou dizer: e comunista!

É triste ver como ainda existem esses coitados defensores desse regime genocida. E o cara deseja crer que quero holofotes, apenas por constatar que amigos e admiradores de um genocida são CRÁPULAS! Queria ver se fosse amigo de Hitler... hehehe

Dureza!

Rodrigo

Anônimo disse...

Prezado Francis,
Recebo com satisfação suas considerações sobre os idiotas que durante 100 anos idolatram um enganador. Além dos aspectos pessoais bem destacados em seu texto, lembro sobre as esculturas que ele teima em chamar de arquitetura.
Em Brasília, ele até hoje aproveita o "tombamento" da cidade para que seus projetos sejam contratados sem licitação e executados com superfaturamento,e é claro sem contestação.
Apesar do belo céu de Brasília, suas obras, em grande parte, são enterradas, possuem poucas janelas e naõ atendem as normas técnicas, principalmente com as rampas de pedestres e seus acessos.
Parabéns pelo texto.

Anônimo disse...

A INVEJA É UMA MERDA !!!

Tania Pitanga disse...

Os poucos milhões de Niemeyer e os muitos milhões de Bill Gates ( doados e abatidos do imposto de renda ) não podem acabar com a miséria que o capitalismo lançou na humanidade. O que queremos para o nosso povo é mais Estado, mais políticas sociais, mais regulamentação, mais direitos trabalhistas, mais empregos formais, mais esfera pública, mais educação pública, mais cultura pública. Os ditos " milhões " de Niemayer não são nada comparado à dilapidação do País nestes 500 anos de dominação capitalista, que cassou o direito dos trabalhadores, cassou o direito dos aposentados, cassou o direito dos trabalhadores sem terra, cassou o direito das universidades públicas, cassou o direito da saúde pública, criando a maior desigualdade social do mundo. Não precisamos do dinheiro de Niemayer, mas de solidariedade com a grande maioria dos brasileiros, pobres, miseráveis, excluídos, discriminados, humilhados e ofendidos secularmente. Os cubanos da ilha de Fidel têm orgfulho de serem cubanos, têm orgulho de sua pobreza digna. Vocês têm que deixar de observar a ilha ( de Fidel ) através de um prisma ideológico. Nenhuma organização séria nunca acusou Cuba de levar a cabo desaparições, execuções extra-judiciais, nem torturas físicas aos detidos. Não se pode dizer o mesmo dos EU em seus 5 anos de querra contra o terror, no patrocínio das ditaduras latino-americanas, nas atrocidades de Guatánamo, de abu-grhaib, e um milhão de mortos no Iraque, outros milhares no Afegannistão, as invasões da República Dominicana, Panamá, o genocídio indígina na Guatemala, os massacres na Etiópia, etc, etc, etc. Quem esquece isto, ou é desinformado, ou está de acordo com com os crimes do império. Não existe um único caso desse tipo em Cuba. Ao contrário, o regime representa vida. Conseguiu aumentar a esperança de vida e reduzir a mortalidade infantil. Como escreveu o colunista do The New York Times, Nicholas Kristol, " se os EU tivessem um índice de mortalidade infantil tão baixo como o de Cuba, se salvariam 2.212 crianças da morte por ano". O apartheid Sul-Africano não começou a desmoronar até que sua tropas de elite caíram, derrotadas em dezembro de 1986 , não pelas tropas dos EUA, mas pelos soldados cubanos. Foi isto que levou Nelson Mandela, um ícone do nosso tempo, a dizer que a revolução de Fidel Castro havia sido " uma fonte de inspiração para todos os amantes da liberdade". Não acho certo criticar o regime cubano. Na verdade já não sabemos qual o melhor regime de governo. Não existe um modelo de governo que pode ser copiado; se o comunismo de Fidel não é exemplo para o mundo, o capitalismo imperialista do governo Bush também não nos oferece nada de bom. Eu tenho esperança num mundo socialista que respeite os direitos do homem e do cidadão, que distribua rendas, que diminua a pobreza e a miséria sem extremismos. Espero que o povo cubano lindo, forte, saudável, encontre seu caminho com serenidade, isto é que todos nós povos latinos americanos, de bom senso queremos...A quem nunca esteve em Cuba saibam que os cubanos criticam seu governo em conversas normais. O que os cubanos não costumam admitir, voluntariamente, são críticas à Fidel. Não Há cultos, não há estátuas, não há posters. Apenas respeito pelo home que lhes devolveu a dignidade. Os cubanos são cultos. Eles sabem que a liberdade que os EUA tentam vender a eles é a liberdade capitalistade de cobiçar o supérfluo. Fidel não governa há mais de um ano. Onde estão os levantes? Onde estão as turbulências? Onde está a insatisfação nas ruas? Só nos corredores de Wasington e nos círculos anticastristas de Miami. Ou seja, em nenhum lugar que interesse. O povo cubano quer melhorar de vida sem perder as enormes conquistas educacionais e sanitárias do regime socialista. Gostaria que o Brasil pudesse oferecer aos seus filhos o mínimo que o governo de Cuba faz pelos seus. Graças ao presidente da Venezuela, o sonho de desenvolvimento econômico som seguridade social ampla está se tornando realidade na América Latina, especialmente em Cuba. O Brasil é uma democarcia, mas tem uma população inculta e sob péssimas condições humanas. Peço que tentem procurar o sentido das palavra SOBERANIA. Vibramos com a vitória da esquerda em quase todos os países da América do Sul, evitando muitos anos de novos retrocessos na América Latina e seguimos nos somando aos processos de integração. Temos orgulho de pertencer à América Latina. Não temos "complexo de vira latas" ( Nelson Rodrigues : jornalista, escritor, dramaturgo ). A relação do Brasil, hoje,´com a Venezuela, a Bolívia, Cuba , a Argentina, o Uruguai é de irmandade, e não de preconceitos de quem olha para o norte e para fora, e que trabalha pela construção de uma democracia com alma social... Muito me assusta estes tipos de email. Falam do Comunismo e do Socialismo como coisas falidas e antiquadas, como se o Capitalismo fosse as mil maravilhas.Os dados apresentados pelos institutos da própria burguesia apontam para os índices alarmantes de desemprego e subemprego, pobreza e fome. " Enquanto houver neste país um só homem sem trabalho, sem pão, sem teto, sem letras, toda prosperidade será falsa " ( Tancredo Neves ). Se o socialismo não agradou vamos faze-lo diferente, construindo uma sociedade justa, sem exploração. O caminho não é fácil, todos sabemos, mas deixo uma pista que me passaram e que agora repasso : Quebre a direita, vire à esquerda e siga em frente

Philippe Nader disse...

Nao sou um defensor com unhas e dentes do regime de Fidel Castro, mas todos devemos admitir e saber que desde a revoluçao cubana e nas décadas que se seguiram, Cuba foi um exemplo para a América Latina em educação, saúde, e esportes. Considerando que antes disso aquilo lá era um parque de diversoes dos EUA, prostituiçao infantil, miseria imensa, corrupçao no governo de fulgencio batista etc... Talvez isso nao encontremos na Veja ou no Globo, mas já li em diversos meios de comunicação. E isso pra mim é o que interessa. Chegou a ser o segundo país com o índice social mais elevado da Am Latina. Na área da medicina eles exportam tecnologia. Minha tia rica nao foi tentar se tratar em Cuba à toa, simplesmente pq gosta do barbudo. Mas sim pq lá a medicina é muito desenvolvida. Cuba não é o segundo país mais desenvolvido em termos de esportes de toda a America à toa. Os cubanos que fugiram de lá foram seduzidos pela possibilidade de ganhar milhoes, tudo bem, por serem exímios atletas. Mas pense uma coisa: Lá em cuba, eles nasceram, foram bem alimentados, tiveram educaçao, treino intensivo para esportes de graça e se tornaram grandes atletas, como inúmeros outros em Cuba. Sera que no Brasil esses tres teriam a mesma sorte? Nascendo aqui, eles teriam 90% de chances de terem nascido na favela, esquecidos por todos, pelo governo e morreriam de fome ou estariam no sinal fazendo malabarismo. Assim é facil, recebem toda a assistencia do governo e depois de adulto, já bem sucedidos se vendem pelo consumismo, pela ambição do homem que o capitalismo incentiva.
Ah e outra, fala-se mt que Fidel matou mt sequestrador, estuprador e assassino no paredao, mas só pra dar um exemplo, Bush como governador lá nos EUa matou tres vezes mais gente com a pena de morte do que Fidel Castro no paredao. Nao sou a favor da pena de morte, mas falam de Fidel Castro como se fosse o demonio e esquecem de falar dos outros. A começar por guantanamo que fica em Cuba, mas é territorio americano ( esse pequeno detalhe os jornais nunca citam, mt curioso) e ocorrem as maiores atrocidades possiveis por lá, e só agora a Suprema Corte dos Eua declarou a inconstitucionalidade daquilo.

quanto aos tres intelectuais brasileiros, acho que sao interpretados equivocadamente. O socialista tem um ideal de vida, uma doutrina que prega simplesmente a primazia dos interesses coletivos sobre os individuais, substituindo a livre iniciativa exacerbada pela redistribuição de renda. é um sistema um pouco utopico, mas é um ideal de vida.Nao se deseja propriamente um sistema socialista no brasil mas uma aproximaçao dele, com a reforma agraria, com a contençao dos lucros exorbitantes, com a distribuição de renda e de oportunidades iguais para todos. Nao é pq meu pai tem uma condiçao boa de vida e me da um carro importado que eu nao posso discordar do sistema em que vivo. Me faz mt mal ter um carro e parar em todo o sinal vendo gente dormindo na rua. Por mim eu nao teria carro algum, desde que nao houvesse ngm mais dormindo na rua ou me assaltando no sinal. Nao tem como ser feliz num pais como o nosso, ainda que tendo todas as regalias possiveis. E me parece que aqueles que tem mais dinheiro sao os que menos se incomodam com o que esta ai. Eu lembro de uma frase do confucio, antes de Cristo: "Num pais bem governado, deve-se ter vergonha de ser pobre. Num pais bem governado, deve-se ter vergonha de ser rico" Nao deixa de ser meu caso. O proglema todo é que todos os recursos existentes no nosso planeta dao conta mt bem de satisfazer as necessidades de todos e ainda propiciar felicidade. Porem nunca darao conta de satisfazer todas as nossas ambiçoes.

Obs. Chico Buarque fez show aqui no Rio durante dois meses todos os dias lotados, que eu fui em um deles e foi sensacional. E tinham milhares de ingressos reservados com preços infimos para a populaçao pobre. Isso ngm fala.

Anônimo disse...

Acabei de ler o comentário do rapaz e percebi um erro material na frase do Confucio, que agora retifico: " Num país bem governado, deve-se ter vergonha de ser pobre; num país mal governado deve-se ter vergonha de ser rico".

Lilian disse...

Caro Rodrigo, voc� s� esqueceu de juntar Amir Sader e Mino Carta a Niemeyer, Chico e Verissimo.E que levem com eles esses "elos perdidos" que tamb�m nutrem simpatia pelo tirano cubano. Ai como queria v�-los todos juntos em Cuba! Devolvam-nos os pobres pugilistas! Lilian

Bruno Rezsorts disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rodrigo Constantino disse...

Comentários sem argumentos, apenas xingando, serão apagados, para manter o nível do blog e dos debates.

Rodrigo

andremartins disse...

Grande Rodrigo.Em Parte companheiro concordo com vcs.A midia adora exarcebadamente ovacinar alguns hipocritas. Mas num ponto de vista ideologico(como vc aborta no texto).A Humanidade esta longe de um sistema socio-economico perfeito.Temos os socialistas com suas pseudo-igualdades,mas priveligeando as elites partidarias.Mas tambem temos este capitalismo que ,vc gosta de defender, onde se propicia o enriquecimento de uns poucos em detrimento da miseria de muitos.
Ainda estamos longe de uma evolução economica que propicie um mundo para todos, independentemente do sucesso .

andremartins disse...

Grande Rodrigo em parte concordo com vc.Mas me diga o que seria mais correto. Governos Hipocritas que pregam a igualde socio-economica,que em contra partida enriquecem uma aristocracia partidaria, ou governos pseudo-democratas que defendem o enriquecimento de poucos em detrimento da miseria de muitos.Boa pergunta não é.A DUALIDADE ENTRE O O SOCIALISMO X CAPITALISMO ,mas em sua forma real e não utopica.Acredito que a humanidade ainda não descobriu um sistema socio-economico que possa ser satisfatorio a todos.

Anônimo disse...

Constantino,
me desculpe, se é que é preciso pelo seu próprio linguajar neste artigo, mas vc me parce hipócrita ao dizer que vai apagar os posts se insistirem em agredir quando vc assim o faz em seu artigo. Além de que eu não agredi e vi meu post apagado. Não será hipócrita que imputa a falta de democracia em outrem e assim age?
o que escrevi
"Usar a expressão "Partido dos Trabalhadores" para explicitamente vincular a idéia ao conhecido partido também seria um trabalho digno de Goebels. Não esqueçamos que os primeiros a serem mortos no nazismo foram os comunistas e socialistas. Também que foram os grandes capitalistas que financiaram a ascensão dele. E, por último, quem faz uma análise rasa de um discurso panfletário pré governo e não da verdadeira práxis está longe de ser intelectualmente meritório."
é motivo de censura?

Rodrigo Constantino disse...

O camarada acima ignora muitas coisa. Em primeiro lugar, na SUA propriedade não há "democracia". O blog é MEU. Sei que comunistas gostariam de acabar com todas as propriedades privadas. Mas essa inveja ainda não vingou aqui. No MEU blog, eu escolho os comentários. Tenho sido até tolerante demais, pois acabo permitindo comentários apenas com xingamentos idiotas. Acho que a melhor arma contra a esquerda é deixá-la falar...

Eu não xingo Niemeyer. Eu CONSTATO alguns fatos: aquele que admira um genocida não presta. Isso é fato.

Por fim, seu "argumento" de que nazistas mataram comunistas só não é mais estúpido por falta de espaço! Ora, os comunistas TAMBÉM mataram comunistas! Irmãos brigam, ainda mais quando é por poder e disputam os mesmos idiotas úteis.

Rodrigo

Anônimo disse...

Rodrigo,
Eu não sou camarada, se é que vc preconceitualmente quer com isso me definir comunista. Acho o comunismo, assim como o cristianismo, duas utopias bonitas, já que se supõe fundadas em valores nobres como solidariedade, etc. No entanto penso que há de passar muita água até que os humanos possamos vivenciar tal grau de despojamento. Por isso hoje penso que o melhor a fazer em prol da melhoria de condições de vida é o crescimento. Viu? Vc é tão preconceituosos que enxerga comunistas em qq um que ouse lhe criticar, do mesmo modo que os “fanáticos idiotas” que vc critica.
Acabei vindo aqui pq recebi este artigo mas estou vendo que vc é muito fraquinho para o tipo de discussão que queria levar então vou me limitar em demonstrar suas incoerências enquanto pretenso pensador.
Em que momento lhe contestei o direito a tua propriedade? Apenas acho que vc tem que definir para quem o lê o que vc quer com a sua propriedade. Se vc quer apenas expor suas (suas?) idéias, ok? Mas se vc, ao permitir posts, quer que as pessoas coloquem suas idéias e vc as apaga ao seu interesse, vc demonstra ser apenas um aprendiz de ditador. Aquele sujeito fraco que ao não conseguir combater as idéias usa a força. Ou será que vc é um defensor do pensamento único?
“Tenho sido até tolerante demais, pois acabo permitindo comentários apenas com xingamentos idiotas. Acho que a melhor arma contra a esquerda é deixá-la falar...” Que democrata tu és, hein? Meu caro, eles podem pensar a mesma coisa, “deixa esse cara de direita com xingamentos idiotas falar”. Afinal quem com ferro fere, com ferro será ferido. Se olha, vc é quem começou com um artigo agressivo e com “xingamentos idiotas”: (Esquizofrenia; não passa de um hipócrita; mamou; genocida; um perfeito idiota ou de um grande safado; falta de caráter; hipocrisia; idiotas). Que tipo de contestantes vc acha que iria atrair?
“Eu não xingo Niemeyer. Eu CONSTATO alguns fatos: aquele que admira um genocida não presta. Isso é fato.” Ué, os seus xingadores podem pensar o mesmo, “quem admira Roberto Campos é um perfeito idiota”. Pq por preconceitos podem avalizar os seus xingamentos e não o dos outros? Só a título de explicação, exemplifiquei com Roberto Campos pq quando li uma defesa sua num jornal acerca da privatização vi que realmente deve ter sido um economista medíocre, pois sua justificativa financeira não passava pelo crivo de uma matemática primária.
Quanto ao genocida, as grandes mortes ocorreram no começo em um período revolucionário. Mas tudo bem, se vc tb achar genocida Bush, Reagan, Kenedy, Johnson, de Gaulle, etc.
“Por fim, seu "argumento" de que nazistas mataram comunistas só não é mais estúpido por falta de espaço! Ora, os comunistas TAMBÉM mataram comunistas! Irmãos brigam, ainda mais quando é por poder e disputam os mesmos idiotas úteis.”
Mas um xingamento que demonstra seu desequilíbrio. Citei pq algum “idiota” postou “Ele parecia desconhecer que o partido nazista era um partido socialista”, o que demonstra a total superficialidade mental de um sujeito que acha que pq teve socialista no nome o era de fato. Como não queria aqui perder tempo ensinando o bê-á-bá da história do período nazista, citei o fato de eles (comunistas e socialistas) terem sido os primeiros a serem massacrados, ou seja, que foram os primeiros combatentes ao nazismo. Se é uma verdade genérica, que não explica os fatos históricos mencionados e que irmão mata irmão por poder, inegável é que não só os capitalistas alemães apoiaram o nazismo como o promoveram.
Como vê, não acrescento discussões novas, apenas contesto as suas réplicas, e pediria que fizesses o mesmo pois não gostaria de perder mais o meu tempo com discussões pobres deste blog.

Rodrigo Constantino disse...

"Acho o comunismo, assim como o cristianismo, duas utopias bonitas, já que se supõe fundadas em valores nobres como solidariedade"

Solidariedade COMPULSÓRIA?

O sujeito acha o comunismo uma "utopia bonita", a pura idealização da INVEJA, e diz que não é comuna.... Imagina se fosse! hehe

"Ué, os seus xingadores podem pensar o mesmo, “quem admira Roberto Campos é um perfeito idiota”."

O tipo compara admirar Roberto Campos com admirar um genocida feito Fidel Castro...

hehehe

Anônimo, pode um admirador de Hitler NÃO ser um crápula?

Responda, anônimo! hehehe

Rodrigo Constantino disse...

"Quanto ao genocida, as grandes mortes ocorreram no começo em um período revolucionário. Mas tudo bem, se vc tb achar genocida Bush, Reagan, Kenedy, Johnson, de Gaulle, etc."

hahahahahahaha

Que verme! Vem aqui defender Fidel Castro, cheio de dedos e vergonha, e ainda afirma que não é comunista!!!!!!

Anônimo, vc só se afunda!!!

Fidel não era um genocida? O paredon não existe? Cuba não é uma ditadura?

E o demente vem falar que eu não gosto de democracia porque apago alguns posts idiotas que apenas me xingam, no MEU blog! hehehehe

Ah, como esses tipos são manjados...

Rodrigo Constantino disse...

"o que demonstra a total superficialidade mental de um sujeito que acha que pq teve socialista no nome o era de fato."

Não, sua besta! O nacional-socialismo era socialista não por causa do nome, mas porque socializou a economia, controlou as propriedades privadas DE FACTO!

Leia e aprenda um pouco, anônimo:

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=98

Mozart disse...

Prezado Rodrigo,

Seu artigo é absolutamente risível. Em primeiro lugar, sugiro que o senhor aprenda a escrever melhor, digo, corretamente, a língua portuguesa. Há vários erros em seu discurso.
Exemplo: "...empresários que criam riqueza através de inovações que beneficiam as massas, acabam vítima da inveja esquerdista."

O correto no trecho citado acima seria "VÍTIMAS", e não "vítima", concordando com o termo "empresários". Andou lendo Paulo Coelho? Você realmente se formou na PUC?

Segundo: sugiro que o senhor apresente referências do que está falando... Do jeito que o senhor expôs o assunto, deu a entender que Oscar Niemeyer gozou a vida inteira na mais pura ostentação e extravagâncias, o que não é verdade. Como é sabido, ele já fez vários projetos de graça, no mundo inteiro, e sempre declarou publicamente que teria vergonha se fosse rico. Para maiores informações a respeito: http://www.brasiliaemdia.com.br/2008/4/18/Pagina4336.htm

Mas o mais importante não é isso. O mais importante é o fato de que o comunista, ou um socialista, não é contra a riqueza em si, ele é contra a exploração do homem pelo homem, ele é contra as INJUSTIÇAS. Isto deve ser deixado claro. Não há nenhum problema em se ter dinheiro, ou um carro, ou isso, ou aquilo. Agora, o que acontece é que na grande maioria das vezes o rico é explorador, e isso confunde os reacionários de cabeça pequena, como vossa senhoria.

Uma coisa que deveria ser notada é o fato de que o Nyemeyer é internacionalmente conhecido APESAR de se dizer comunista, e não POR CAUSA disso. É conhecido o preconceito que existe aqui no Brasil contra uma pessoa que se declara comunista. A única explicação para o sucesso de Niemeyer não é outra senão o fato de ele ser realmente um gênio da arquitetura contemporânea. Mesma coisa pro Chico Buarque, ou você vê com frequência o Chico na Globo? Outros artistas brasileiros conhecidos internacionalmente são desconhecidos pela população por não terem espaço na mídia, devido aos seus declarados envolvimentos com movimentos sociais. Exemplo: Sebastião Salgado.

Pode não haver, nem nunca ter havido, um Estado puramente comunista, mas o que há, e sempre haverá, são pessoas comunistas. Pessoas que se preocupam mais com o ser, e não com o ter. Pessoas que não pautam a vida exclusivamente sobre o dinheiro. Não queria citar o meu próprio exemplo, mas devo dizer que sou engenheiro, e acabo de recusar uma proposta "tentadora" da Halliburton, pra ganhar realmente muito bem. Não aceito, pois do contrário estaria traindo os meus princípios e minha ética. Este é o exemplo que Niemeyer deixou, e tantos outros deixaram.

Por último, você já pensou em pleitear uma vaga na revista Veja? Ou já tentou e não conseguiu por causa do português?

Rodrigo Constantino disse...

hehehe

Pobre Mozart, não merecia um perfeito idiota latino-americano usando seu nome aqui...

"Prezado" comuna,

Quando seu foco tem que ser o erro de um plural, é porque a coisa está feia.

Niemeyer pode ter feito alguns projetos grátis, mas mamou, e MUITO, nas tetas do governo. Além disso, ele é famoso PORQUE é comuna também, já que idiotas como vc sempre enalteceram sua asquerosa figura por conta desse motivo estúpido, que deveria ser motivo para abominar o arquiteto como ser humano.

Mais: ele tem vários funcionários. Logo, pela própria "lógica" marxista, ele É um explorador! Mas para vcs o que importa é retórica. Santa estupidez, Batman!

Quanto à VEJA, sem dúvida seria uma honra. A melhor revista brasileira, e também a de maior tiragem. Mas vc deve gostar mesmo das revistas chapa-branca, como Caros Amigos e Carta Capital. Com mais pessoas feito vc, não corremos o menor risco de dar certo...

Rodrigo

Paulo disse...

MUITO BOM!!!É a famosa história do socialismo bonzinho e do capitalismo abutre!!
Junto com isto, nós os vemos sempre preferindo whisky escocês, legítimo e comprado, muitas vezes, em contrabando de alguém que os trouxe especialmente, pagos em dólares!!!
Ao analisar, reduzindo-o a pessoa política pública, a conceituação é essa mesma, e, pois, tereríamos de esquecer o seu extenso trabalho e a genial modificação da arquitetura gerada por ele no mundo todo.
As vezes me questiono se isto não seria uma forma de vergonha da riqueza ou de uma forma de se esconder dela perante os outros?!?!

Isto o enriqueceu e em nenhum momento pensou na causa...ainda bem!!
É um cinismo mal explicado!
Visite também meu blog http://blablando.zip.net

José Maurício Guimarães disse...

PARABÉNS, Rodrigo!!! PARABÉNS! pelo número de comentários e pela enorme repercussão que seu artigo provocou na internete, fico aliviado. Eu sempre pensei sobre isso: o discurso atravessado e arquitetado... o humorismo tardio e, especialmente, o esquerdismo de uísque importado do Chico. Muita gente sente isso e pensa assim... mas têm medo de se expressarem. Seu artigo vem provar que LIBERDADE não é invenção da esquerda.

José Maurício Guimarães disse...

Parabéns, RODRIGO: você disse tudo. E os outros comentários já ressaltaram a veracidade do seu artigo. Precisamos parar de paparicar essa gente que era esquerda ontem e hoje só bebe uísque e vinho importado, só dirige carro com poltronas de couro e endeusados à custa dos cofres públicos. Ninguém percebeu ainda que O REI ESTÁ NU, mais parecido com o nazismo do que com stalinismo. Vivemos uma ditadura de opinião quando é politicamente incorreto discordar da “arte” desses caras. Vivemos um país pobre que conhece apenas UM arquiteto, UM compositor de música popular, UM comediante que se diz escritor. Um de cada como “nunca antes na história desse país”. A esquerda não inventou o Brasil. Nossos gênios permanecem desconhecidos, nossos arquitetos desempregados, nossos escritores subordinados à ditadura das editoras, nossos músicos esquecidos, nossas orquestras sucateadas, nossos compositores sucateados e famintos. Você disse o que todos nós achamos e tínhamos vontade de dizer. Parabéns!

Anônimo disse...

Todo mundo quer ser comunista, mas dividindo o dinheiro dos outros.

Anônimo disse...

Excelente artigo.
Sempre me pergunto porque esses defensores do socialismo que são bem abastados (se aproveitam da liberdade do capitalismo) não começam aplicando essa ideologia à sua volta, distribuindo seus bens de formar a tornar sua micro-comunidade totalmente igualitária.

Fátima disse...

Prezado Rodrigo, recebi um e-mail com o titulo" Niemeyer: Um século de hipocrisia" e fui à busca do autor, cheguei até aqui!...até você. Achei você muito bravo e muito radical com o Sr. Niemeyer e, até Chico Buarque. Não te ocorre que eles possam ser simpatizantes da ideologia comunista, de suas teorias, mas continuam suas atividades?...Ficam ricos, pela própria natureza de suas atividades?...Não é surpresa para ninguém que músicos e arquitetos da estirpe deles ganhem muito dinheiro!...E isso não os proíbem de comungarem com a ideologia comunista. Do alto de meus 60 anos, mãe de dois filhos e tendo o pai deles comigo há 45 anos e uma vida familiar feliz... carrego comigo uma marca de sofrimento pelo extermínio de meu irmão, comunista, dos anos 70 ( o momento histórico explica facilmente) tão inteligente como você, com apenas 19 anos, foi para a clandestinidade por perseguição política,e logo depois, seguiu para o Araguaia. Você que não é da Extrema Direita e um estudioso político sabe o quê esta Direita fez, com os militantes que lá ficaram. Porque meu irmão foi um militante que lá ficou, dentro da mata, até o fim... Até o fim da guerrilha quando foi desmantelada pelos militares, e, como um dos últimos, foi preso torturado e executado... a ordem era não deixar nenhum vestígio daquela guerra suja! Sua idade, 24 anos.
Tudo começou para ele, aos 17 anos, idade de sabida rebeldia, idealismos, no ano em que o mundo vivia a revolução contra regimes ditatoriais. Isso foi histórico! Revolução de costumes, efervescência nas artes! Esta era a ordem mundial. E eu, na mesma época, vivendo o mesmo momento estava mais ligada nos Beatles, nos estudos, mas achava tudo muito natural (15 anos eu tinha). Você, que aos 35 anos não viveu, só leu, ouviu e estudou sobre isto fica complicado chamar o Sr. Niemeyer de hipócrita e questionar ou, não perceber a genialidade de suas obras. E, ainda, devido aos seus 100 anos viveu muitas fases políticas, de costumes e tal que se passa (va) no mundo! Ele viveu quase tudo, até agora! E, certamente é um comunista por convicção assim como temos católicos e ateus por convicção e não necessariamente engajados na pratica! Meu irmão foi um herói da sua época, engajado na prática e foi até o fim, por isso cortaram a sua cabeça (que horror). Ele não viveu para ver que os seus heróis também, depois de um tempo no exercício do poder, foram ditadores, tiraram a liberdade do povo, prenderam, perseguiram. Mas ele, na idade do idealismo, paixão e romantismo (o ceticismo vem depois) entregou se a sua causa e, sem saber, exerceu o comunismo na sua mais pura ideologia, morreu por ela!

Rodrigo Constantino disse...

Fátima, a turma do Araguaia era terrorista, queria implantar no país uma ditadura comunista. Romantismo tosco esse, sonho que seria o pesadelo de todos os brasileiros, caso eles tivessem sucesso. Vide os países comunistas, que dinossauros como Niemeyer e Chico Buarque conseguem elogiar ATÉ HOJE! Você não tem pena da população cubana, escrava do sonho "romântico" dessas pessoas?

Lamento se seu filho caiu nessa. Pode acontecer nas melhores famílias. Mas não vou deixar de dizer a verdade por conta disso.