domingo, dezembro 30, 2007

As Organizações Governamentais


Artigo que mostra a relação absurda entre governo e ONGs, que acabam funcionando, na prática, como organizações do governo ou antros de corrupção. O cão não morde a mão que o alimenta. E quem alimenta as ONGs, como no caso da Viva Rio, costuma ser justamente o governo.

http://youtube.com/watch?v=h-P3U9GspAk

6 comentários:

Heitor Abranches disse...

Parabens Rodrigo,

De fato, em um ambiente de socialismo estatista as ONGs deixam de ter sentido na medida em que o Estado quer fazer tudo e não quer ser controlado pela sociedade civil.

O problema é que o PT é em sua essência gramsciano e formado por ONGs como as comunidades eclesias de base, os sindicatos, o MST, e a UNE e a fórmula de poder deles passa pelo fortalecimento de sua base e pela cooptação de outras ONGs.

No poder, eles dispõem de uma quantidade imensa de dinheiro que pode ser repassado a estas instituições mediante compromissos a serem assumidos com o Partido e o governo. É uma fórmula de poder fantástica. Vai ser difícil ficarmos livres destes caras!

Anônimo disse...

Que cara chato você, hen!!? Há certas "entidades" que vivem de polemizar, saem batendo em todos para ver se alguem responde. Teus textos são todos assim. É tipo aquele bebum que fica sentado na sarjeta folgando com todos para ver se alguem lhe percebe.
Reflita, seu sem graça.

Lucas - Porto Alegre disse...

No brasil se é obrigado a bater em "todos". O que menos falta neste país piada são pessoas "com graça", é só procurar outro blog.

Anônimo disse...

nunca tinha parado pra pensar...

ONG = organização NÃO governamental...

é tão simples! Eles não podem receber dinheiro do governo, pois são oNgs...óbvio

boa rodrigo

Anônimo disse...

Lucas, critico o sujeitinho desse blog porque esse tipo de recurso polemista está entre os mais pobres pra mim. Tenho a impressão de ler uma Dercy Gonçalves tirando uma de letrado, entendes? Por exemplo: Muitos leêm o Mainarde da VEJA para ver a "descarga" de asneiras semanais, e se deliciar com sua ironia intelectual, nada mais.
Nesse blog idem. Há uma destilação pouco contextualizada de veneno, somente isso: é um direitista bem criado (viúva da ditadura) com raivinha da esquerda pouco letrada no poder.
Se um qualquer criar um blog e falar mal, vejamos, por em dúvida a masculinidade de Jesus Cristo, achas que não terá repercussão?
Francamente, os comunas são uns m., mas essa turminha de nervosinhos não passa longe do esterco...
Criticar não é o mesmo que falar mal. Falta leitura para muitos, como falta.

Anônimo disse...

Excelente artigo.Novamente parabéns.Ahhh Rodrigo,não sabe como tenho pena de você meu caro,sempre tentando explicar o óbvio,no Brasil ninguém enxerga o óbvio.Eita tarefinha inglória,esse seu trabalho é mais que um sacerdócio.Pra você que tem essa paciência,siga em frente...