quinta-feira, outubro 06, 2011

O legado de Steve Jobs


Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Todos aqueles que admiram o empreendedorismo e o progresso capitalista estão de luto hoje. Morreu Steve Jobs, arrancado prematuramente da vida por conta de uma doença rara, que todos os seus bilhões não foram capazes de reverter. Tratava-se de um visionário, de um empresário perfeccionista e apaixonado pelo que fazia. Algumas lições importantes sobre este gigante da tecnologia merecem destaque.

Em 1983, Jobs perguntou para o então presidente da Pepsi, John Sculley: “Você quer passar o resto da vida vendendo água com açúcar ou quer ter a chance de mudar o mundo?”. Esta ambição ousada seria seu marco. Jobs queria mudar o mundo para melhor, e conseguiu. Pegou uma ferramenta exclusiva para especialistas e a levou até milhões de consumidores do mundo todo, facilitando suas vidas. Para Jobs, o computador era “o equivalente à bicicleta para nossa mente”. A Apple nos ajudou a “pedalar” mais que qualquer outra.

Steve Jobs trabalhava duro, era persistente, acreditava no que fazia e estava mais preocupado com a jornada em si do que com o destino final. A Apple e a Pixar são empresas inovadoras em suas respectivas áreas, e contribuíram para um mundo mais rico. Quando a Apple enfrentou dificuldades, após Steve Jobs ter sido demitido da empresa que ajudara a criar, muitos previram seu fim. Mas ela deu a volta por cima, sob o comando de Jobs, para se tornar a empresa mais valorizada do planeta. Hoje, são US$ 350 bilhões de valor de mercado!

Steve Jobs nunca fez o que fez pelo dinheiro; este foi um subproduto de sua paixão e genialidade. Por isso o sucesso. “Quem agüenta a barra se não for movido por amor?”, perguntava ele. Suas inovações criaram muito valor para os consumidores, e Jobs mereceu cada centavo que ganhou. Na verdade, seu legado é tão grande que faz sua fortuna parecer secundária. Empresários assim jamais deveriam sentir culpa pela riqueza, muito menos repetir o mantra filantrópico de “devolver” para a sociedade alguma coisa. Nada foi tirado. Ao contrário, Steve Jobs criou muita riqueza, e é absolutamente legítima a fortuna pessoal que veio como conseqüência. Absurdo é defender impostos extorsivos sobre estas riquezas.

Por fim, resta uma reflexão para nós brasileiros. Infelizmente, com este arcabouço institucional e cultural que temos, dificilmente seríamos capazes de “produzir” um Steve Jobs, ou algo parecido. Tivesse nascido por aqui, mesmo com toda a sua visão inovadora e sua incrível persistência, provavelmente Jobs seria massacrado pelos obstáculos criados pelo governo no processo. Que o legado de Steve Jobs nos sirva como alimento para esta reflexão necessária.

PS: Mesmo sendo um gênio da tecnologia, Steve Jobs sabia apreciar as coisas realmente importantes na vida. Em 2001, ele disse: "Eu trocaria toda a minha tecnologia por uma tarde com Sócrates".

11 comentários:

dori disse...

Este artigo estava faltando mesmo; Jobs jamais seria mais que um empregado no Brasil, aqui uma empresa não pode quebrar, senão o banco a engole inteira pelos Juros, ou o governo implacavel com tributos.

Jobs obteve financiamento visionario, no Brasil dinheiro só cai na conta de filho de Politico que abre empresa para pegar algum fundo de financiamento e depos fechar a empresa.

No brasil jamais existiria YouTube, Google, Apple, Steve Jobs ... mas espere ! O lulinha (filho do lula) conseguiu ganahr milhões com a GameCorp sem nunca ter um centavo de Lucro ... temos muito que aprender com a familia Inacio da Silva.

Só pra terminar: Eu já tentei acompanhar diversos fundo "perdido" vindo do BID para financiar projeto de Software, eles sempre somem e os bancos nunca dão conta pra onde estão.

Mas não há motivo para se preocupar, no fim do túnel tem a bolsa Familia.

Anônimo disse...

A biografia autorizada nem saiu ainda e já é best seller
O mundo precisa de mais gente como Steve Jobs.Nenhum engenheiro é capaz de fazer o que ele fez, de ter a visão holística da coisa
ntsr

Paulo Cesar disse...

Excelente texto Rodrigo. Sr. Jobs foi um exemplo do extraordinário; hoje, com sua ausencia, só não podemos dizer que vivemos em um mundo pior do que ontem, pois (como todos os grandes pensadores e lideres) ele nos deixou um legado de inspiração, inovação e liberdade. Obrigado Steve Jobs!

Engenheiro disse...

"..Nenhum engenheiro é capaz de fazer o que ele fez, de ter a visão holística da coisa.."
Afirmação estúpida. Preconceito asinino. Parece a dor dolorosa de macmaníaco que ficou viúva de um marido que morava fora.
Verifique se você mesmo não era (ou ainda é) ruim em Matemática, e por isso não pode ser engenheiro que seu pai queria.
Leve flores à loja da Apple e deixe os engenheiros e os problemas que você não foi capaz de entender nem resolver.

Anônimo disse...

Engenheiro incapaz de ver o óbvio, isso não tem NADA ver com não saber matemática.E mesmo que tivesse, só esse comentário estúpido já mostra como vc é justamente o que pretende negar, um tapado sem raciocínio lateral, já que ignora que administração e economia exigem matemática também.
Como eu já disse antes, tem a ver com ter a visão DO TODO, coisa gente como tu, que acha que tudo no mundo são números é incapaz de entender.
Quando a Apple tava fodida e comprou a NeXT, chamaram SJ pra ver o que ele podia fazer antes daquela coisa falir de vez.E o que ele encontrou? A empresa não tinha um pc tinha dezenas, cada qual mais complicado que o outro, quando ele pedia pros ENGENHEIROS que tinham projetado aquilo pra explicar as diferenças, eles mesmos não sabiam explicar.Eles ficavam presos na burocracia, em detalhes técnicos que pra eles eram a oitava maravilha do mundo mas que pra UM USUÁRIO NORMAL era um só 'e daí?'
Uma frase do Steve Jobs sobre essa época era: 'se eu mesmo depois de tanto tempo tentando não conseguia entender qual era o melhor produto pra mim, como é que o consumidor vai saber?'
O que ele fez?Matou toda essa frescura e veio só com QUATRO produtos.Computador desktop, laptop,cada um podendo ser profissional ou pessoal.
OS ENGENHEIROS achavam que ele estava maluco.E no final, ele estava certo,e foi o começo da reviravolta da Apple.
Essa intuição sobre o que as pessoas querem e do que não querem, é coisa que asnos matemáticos não vão conseguir entender nunca, porque pessoas não são números.
Mas não se preocupe engenheiros sempre acham alguém pra mandar neles e mostrar a direção.

'Parece a dor dolorosa de macmaníaco que ficou viúva de um marido que morava fora. '
Eu nem gosto muito de Freud, mas esse seu ato falho, esse negócio de viúva, foi muito constrangedor.Momento vergonha alheia.

E olha só, outra prova de que vc não tem muita noção do mundo fora das suas continhas é que acha que tem que ser um fã da Apple pra admirar o trabalho dela.Isso é uma ignorância tão grande, que nem sei como começar.A competição força as outras empresas a melhorarem seus produtos, a febre dos tablets é por causa da Apple, o uso do mouse é por causa da Apple, a interface visual do Windows é por causa da Apple...eles podem não ter sido a origem das idéias mas foram os que souberam adaptar e colocar num formato amigável.
Se dependesse do pessoal que acha que tudo é conta, a gente ainda estaria até hoje usando computador digitando tudo na linha de comando.

Anônimo disse...

Inútil esse ataque à Engenharia. Do modo como foi posto pelo anônimo das 2:58, ficou patente os problemas pessoais dele com as ciências exatas. Bobagem esse tipo de consideração, mais apropriada para o Lula, menosprezador contumaz do estudo formal e cultura. Não fica bem esse tipo de comentário num blog liberal e de gente culta.

Anônimo disse...

Pessoal, engenheiro é crédito para o time, sem dúvidas. Mas a Apple foi muito mais longe graças a alguém que enxergava além da técnica pura. E esse alguém era o Steve Jobs. Foi uma grande perda para todos, o mundo precisa de mais gente como ele, que produz, que gera benefícios e evolução, que não tem medo do trabalho, que ama o que faz, que sempre busca melhorar. Steve Jobs fará muita falta, mas seu grande legado permanecerá, sólido testemunho da parte boa e brilhante da humanidade.

ddragoonss disse...

A inferface visual do DOS/Windows é por causa do Xerox Alto.

O mouse "moderno" é invenção dos computadores alemães, e foi usado bem antes do Mac nos computadores pessoais da Xerox novamente e muitos outros computadores pessoais da epoca.

Notebooks nem cito, quem não nasceu em 90/00 sabe.

Tablet já existia desde 2001, Smartphones e PDAs com touchscreen igualmente.

Além de não saber nada de exatas, como bom "Macmaniaco", não sabe nada de tecnologia e se vende por qualquer estrategia de marketing que diz que algo velho é "uma inovação necessária à vida humana como conhecemos".

Além da Apple ser uma ótima "patent troll", atrapalhando e muito o desenvolvimento tecnológico, e de não ter inventado nada, zero de R&D, 100% de marteking.

Anônimo disse...

'Apple, a interface visual do Windows é por causa da Apple...eles podem não ter sido a origem das idéias mas foram os que souberam adaptar... '

Então, qual parte de ELES PODEM NÃO TER SIDO A ORIGEM DAS IDÉIAS...' que a cabeça desprovida de raciocínio lateral de vcs não conseguiu entender?
Pros consumidores é ridículo comparar um kindle com um ipad, e as vendas mostram isso.

Anônimo disse...

Se for por isso, a pólvora também foi inventada pelos chineses mas nenhum deles teve a VISÃO de tudo que aquilo podia significar.Pra eles aquilo era um brinquedo.

Os executivos da Xerox olhavam pro mouse e falavam 'ora mas que tolice, pra que a Xerox vai querer um rato?'
O kindle da amazon era uma coisa tosca, pobre, o sentido daquilo ANTES de ST era de ser um negocinho feito pra ler pdf e só.
Pra cada produto, mesmo que existisse uma versão anterior tosca, isso de forma nenhuma tira o merito, se fosse assim a Intel devia parar de fazer chips mais poderosos só porque um dia existiu um trambolho como o eniac

Steve Jobs era uma das poucas pessoas no mundo capaz de olhar pra um deserto e enchergar um oásis,coisa que matemática nenhuma ensina.ESSA é a diferença entre um engenheiro e o cara que manda no engenheiro.

E sobre patentes:
'Criatividade é 10% inspiração e 90% transpiração'
Thomas Edinson.

Anônimo disse...

Quanta ignorancia do anonimo anti-engenharia hein! Como é feia essa postura, além de tremendamente infantil. Espero que o tempo e a reflexão menos apaixonada sobre o assunto te permita entender melhor a coisa. Boa sorte.