quarta-feira, fevereiro 27, 2008

A Ditadura e o Vaticano


34 comentários:

Anônimo disse...

O Constantino está parecendo aquele esquerdista que "denuncia" a guerra do Iraque, mostrando Donald Rumsfield apertando a mão de Saddam Hussein. Será que o idiota acha que o Vaticano apóia Fidel Castro? Tb pudera, o Olavo explicou perfeitamente a burrice de pseudo-liberais como o Spam, que dizem defender livre mercado, enquanto bajulam em todo o resto o programa cultural da esquerda. E ainda o constantino ainda se diz verdadeiro liberal, bajulando o programa gay, abortista e eugênico das esquerdas? O Constantino está que nem o Gerald Thomas: o ego é a mera extensão de sua bunda. Daí só ler merda!

Jeová disse...

Pelo que me consta, Constantino não anda matando ninguém que critica ele neste blog. Portanto, o único motivo para alguém postar como anônimo é vergonha de associar seu nome à sua opinião.

Blogildo disse...

O mais chato é que essas fotos são muito comuns. Desde Carlos Magno e o Papa Urbano para cá já encontrei várias de imagens de clérigos com políticos. É lamentável!

Anônimo disse...

Seu anônimo, você é mais burro que o sem-diploma do Olavo, ser a favor do livre mercado não tem PORRA nenhuma a ver com a cultura, o Constantino respeita o individuo, foda-se se ele é ateu, cristão, espirita, gay, pansexual, comunista. CLaro que ele critica, mas mantém o respeito de cada individuo, coisa que vocês querem sempre CONTROLAR, seus bostas.
O Constantino é humano, vocês são uns cupins :)

Anônimo disse...

Êta!cambada de babão

ZEPOVO disse...

Muitos que comentam aqui, erradamente não comentam as opiniões,as idéias ou mesmo o assunto do post.
Querem é se ofender uns aos outros.

O Vaticano recebe de Madona à Bush passando Chavez ou outro qualquer.


Para quem não sabe O Papa tem por missão justamente ouvir à todos como filhos de Deus que são, mesmo que não saibam.

É por isso que um padre, um pastor vai às prisões, às favelas e também frequenta palácios.
Deve estar preparado para dialogar com todas as almas e oferecer a salvação, principalmente aos perdidos.

Foi assim, que o Vaticano conseguiu ser unanimidade!

Isso não diz nada, aos que aqui e em outros lugares não tem paciência para os que não pensam ou não agem da mesma maneira?
O Vaticano e sua maneira de agir é sucesso, que tal aprenderem um pouco, como se faz política?

Marcelo disse...

Esse constantino...

Eu também sou ateu, mas reconheço as bem feitorias do vaticano e do cristianismo. Eu mesmo tenho que agradecer pelos meus valores cristãos passados pelos meus pais.

Daqui a pouco o Rodrigo vai dizer que o papa é comunista...

Quem está mais perto de ser comunista são esses pseudo-liberais assim como o Rodrigo.

Rodrigo Constantino disse...

hehe

Na hora que é o Vaticano adotando o amoral realpolitik, essa turma de carolas faz vista grossa ou justifica o absurdo, como quando o Vaticano manteve relações bem amistosas com o regime de Hitler. Mas quando é outro que adota o pragmatismo político, é condenado com toda a violência do mundo pelos mesmos carolas. Dois pesos e duas medidas, exatamente como fazem os socialistas!

Achei que os carolas fossem defender com mais veemência PRINCÍPIOS, em vez de politicagem...

Rodrigo

ricchus disse...

Rodrigo, você, tem certeza que esse secretário de estado do Vaiticando não é o Pedro Bial que foi visitar o BBB mais antigo do planeta?

A cara de um focinho do outro...

ricchus disse...

BBB não, BB, só.

bjordan disse...

o problema não é o vaticano estar com um político até pq o vaticano tmb se organiza como pais.
o problma para a igreja é um cardeal confraternizando com comunistas e ateístas, indo contra determinações papais de tentar eliminar o flagelo do comunismo da face da terra.

Sem é claro esquecer que o raul castro TMB é um assassino de massas como o irmão , que deveria ser preso tão logo ponha os pes para fora de cuba , como foi feito com Pinichet uma vez na inglaterra , deveria ser julgado pela corte de AIA como o molisevich

ricchus disse...

Pinichet, Aia e Molisevich? Nem relevando uma possível nacionalidade estrangeira!

Voltando ao sério, não há grandes problemas nesse encontro. Ambos se merecem e se encontram na hipocrisia.

Anônimo disse...

E o padre Julio Lancelloti, que nunca trabalhou,tem Ongs sustentadas por dinheiro público e pagou 500 mil reais (incluindo ai uma Pajero) para um "bofe"? ainda foi tratado com vítima pela imprensa.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
O Oráculo da Música disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
O Oráculo da Música disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Catellius disse...

Cacilda, quanta barata por aqui!

Ricchus, realmente aquele representante comercial do Vaticano parece o Pedro Bial, ha ha ha.

Oráculo da Música olavete, você entende de astrologia? Não? Então você é um estúpido que nunca estudou nada! E foi o Olavo que disse, he he.

"Será que o jumento não se pergunta que os socialistas querem destruir a cultura cristã, precisamente pq eles sabem que esta é o único empecilho cultural ao socialismo?"

Acabei de escrever mais ou menos o seguinte na caixa de comentários do post "O Desespero de Olavo":

Líderes religiosos, com seu instinto de sobrevivência, são tolerantes com movimentos revolucionários. O papa Pio VII não estava coroando Napoleão, o revolucionário, dando-lhe o direito divino outrora pertencente à nobreza guilhotinada? Pois bem, no caso do comunismo soviético a Igreja Ortodoxa, tão ligada aos czares, assistiu toda a matança perpetrada pelos bolcheviques sem dar um pio, pois se declarou neutra no conflito. À medida que os anos foram passando e ela foi perdendo regalias, propriedades, direitos, o patriarca Thikón, que ficara neutro e exigira neutralidade de todo o clero, excomungou os bolcheviques.

Interessante que enquanto na Itália o papa Pio XI chamava Mussolini de enviado da providência, o patriarca ortodoxo russo chamava Stalin da mesma maneira. Em 1943 Stalin autorizou a eleição de um novo patriarca. A vaga estava desocupada desde a morte do patriarca Thikón, ainda na época de Lênin. Stalin achava que era melhor uma única e grande igreja ligada ao partido comunista do que vários grupos religiosos dispersos. O novo patriarca chamou Stalin "sábio líder eleito e famoso pela Providência divina para dirigir a mãe terra pelo caminho da prosperidade e da glória". Stalin, embora ateu, disse, em retribuição: "nossa Santa Igreja tem nele um fiel protetor". Pio XI recebeu de Mussolini o Vaticano, o novo patriarca ortodoxo recebeu de Stalin a antiga embaixada alemã, um portentoso prédio de linhas clássicas.

Do site oficial da Igreja Ortodoxa:

“Em 11 de outubro de 1945 (o patriarca) recebeu a medalha ‘pela defesa de Leningrado’, e em 16 de agosto de 1946 a "Ordem da Bandeira Vermelha", que habitualmente se outorga por serviços emprestados ao comunismo. Em 31 de agosto recebia a medalha ‘por serviços distinguidos durante a guerra patriótica de 1941-1945’. E o dia de seu septuagésimo quinto aniversário, em 1952, de novo seria recompensado com a ‘Ordem da Bandeira Vermelha’, por seus serviços patrióticos.”

O problema não era entre ateísmo e teísmo. Os padres sofreram enquanto declaravam-se favoráveis à monarquia, enquanto não excomungavam os padres exilados, que militavam contra o comunismo no exterior. Tão logo aderiram ao regime e passaram a louvar o patriotismo, o destino grandioso de Stalin, do comunismo, a tratar o governo comunista como tratavam o dos czares, tiveram seu quinhãozinho garantido. E os cristãos ortodoxos não se opuseram às atrocidades perpetradas por Stalin contra católicos romanos na Ucrânia e na Polônia, por exemplo. Principalmente porque o ditador lhes deu os bens da fé rival, principalmente seus templos. Típico! Grupos religiosos, como hienas, esperando a destruição do grupo religioso rival para ir se refestelar da carniça.

Basta vermos hoje a relação estreita entre marxismo e cristianismo para entendermos que as duas coisas têm tudo a ver. É só não mexer em deus que todo o resto encaixa direitinho. Bom, temos aí as comunidades eclesiais de base, a guerrilha católica do MST, a pastoral da terra, a CNBB, a teologia da libertação, o socialismo cristão, a utopia de Morus, para comprová-lo...

Outros casamentos célebres: Catolicismo e nazismo, catolicismo e franquismo, catolicismo e salazarismo (Salazar governava com o Cardeal Cerejeiras), catolicismo e Mussolini. Este criou o enclave do Vaticano. E a agradecida Igreja lhe garantiu que nenhuma organização católica faria quaisquer críticas ao fascismo. E cumpriu a promessa.
Tivemos até um campo de concentração comandado por um franciscano, durante a Segunda Guerra Mundial.

Enfim...

Oráculo da Música, vá estudar História ao invés de repetir as asneiras de seu guru gnóstico. Ou melhor, vá estudar astrologia para deixar de ser estúpido, he he he.

Catellius disse...

Hitler com freiras, padres, cardeais, suástica com símbolos católicos, distintivos onde se evoca o nome de Deus, Hitler rezando, Hitler saindo da Igreja, Hitler rezando perante o túmulo da mãe católica, soldados nazistas jurando em nome de Deus, paradas militares nazistas com bispos, cardeais fazendo a saudação nazista, etc. etc.

Vejam aqui e aqui

Catellius disse...

Clicando no segundo link é possível ver três óleos do medíocre pintor Hitler: Uma Virgem com o Menino, uma Igreja e um Crucifixo...

SMOKING GUN!

ricchus disse...

“...os valores liberais que sacralizam a vida, a propriedade, a liberdade, estão EMBUÍDAS DENTRO de uma ética milenar desenvolvida pelo cristianismo.”

“Embuídas”... Não conheço. Se for erro de digitação - o que não acredito porque senão não se justificaria o acento - e o Oráculo tivesse pensando em “embutidas”, também seria absurdo, porque “embutidas dentro” também é de amargar!

De qualquer forma, o olavete em questão não fala coisa com coisa, principalmente ao afirmar que o “jumento” do Rodrigo não aceita a idéia de que “a cultura cristã (...) é o único empecilho cultural ao socialismo”. Aliás, foi só o que disse. De resto foram só ofensas.

Palhaçada tem limites!

leo disse...

É nisso que dá defender cristianismo apostatado

Cristão apostólico SEMPRE foi a minoria e em TODOS os regimes totalitários foram e são perseguidos(de Roma antiga,passando pelo terceiro reich-ver DECLARAÇÃO DE BREMEN- até Pyongyang e no do infame Fidel Castro)

Não se envolve com esses sistemas satânicos.

"Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim.
Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia." JO 15.18,19

É simples,agradou o mundo(todo sistema anti-cristão)é "farinha do mesmo saco,seja ele Católico,Protestante,Ortodoxo...

Leo

leo disse...

Essa é para os cristãos:

"Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da SIMPLICIDADE que há em Cristo" II CARTA DE SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS CAP. 11.3

Sigamos o lema da DECLARAÇÃO DE BREMEN:" Jesus cristo,e não homem algum ou o Estado,é o nosso único Salvador"

Soli Deo Gloria!

Leo

Rodrigo Constantino disse...

Os olavetes, especialmente o perturbado Conde, não desistem de poluir meu blog. Já avisei: xingamentos vazios serão apagados!

Rodrigo

ricchus disse...

"João Pedro Stédile está em Barcelona. Vai participar domingo da homenagem aos 80 anos de Dom Pedro Casaldaliga, o padre que é catalão de nascimento mas que adotou o Brasil.

Na ocasião, será lançado um livro sobre a participação de Casaldáliga na luta pela reforma Agrária no Brasil. Um dos capítulos é assinado pelo líder sem-terra."

Será que é por causa de fatos como esse que “a cultura cristã é o único empecilho cultural ao socialismo”?

Anônimo disse...

Esta história de vincular o vaticano com o comunismo é no mínimo uma desonestidade intelectual. A igreja e o comunismo são inimigos históricos, tanto a União Soviética quanto a China declararam o estado ateu e proibiram organizações religiosas, o vaticano respondeu condenando o comunismo como perverso, e apoiou o partido nazista no início de sua ascenção simplesmente porque achava que era uma maneira de conter o avanço do marxismo na europa. Lembrando que o partido nazista chegou ao poder derrotando o partido comunista, após tocar fogo no Reichstag e botar a culpa nos comunistas. E que, após iniciar a guerra, Hitler concentrou esforço de guerra na invasão da União Soviética (uma decisão que lhe custou a guerra), porque a considerava o maior inimigo do terceiro reich. O vaticano só deixou de apoiar o partido nazista quando viu que padres também estavam sendo mortos pela SS.

Anônimo disse...

O comunismo soviético e chinês sempre foi ateu. O Constantino (irônico ter o nome do imperador que instituiu o cristianismo como religião oficial do império romano) tenta vincular a igreja ao comunismo simplesmente para "lumpear" seus inimigos em uma coisa só, já que ele é um ateu capitalista.

ricchus disse...

A China e a URSS declararam-se oficialmente estados ateus e proibiram as religiões. Por acaso conseguiram acabar com elas? o Vaticano condenou oficialmente o socialismo. Por acaso conseguiu acabar com ele dentro dos seus próprios quadros? Para cada padre católico que não é de esquerda aqui no Brasil, há dez que o são. Não se esqueçam da importância fundamental da Igreja na fundação do PT.

O problema é que em vez dos padrecos estarem preocupados com deuses e com a salvação das almas, eles andam, cada vez mais, com saudades dos tempos em que mandavam no mundo e vendiam indulgências. Talvez inveja do fundamentalismo islâmico, não sei.

André Barros Leal disse...

Não entendo a comoção face ao conforto que a Igreja sente em presença da ditadura... Desde Roma é exatamente a mesma coisa... onde tem ditadura, tem Igreja perto (exceto China e URSS). Na minha opinião é o mesmo objetivo... porem a ação é diferente. Enquanto o ditador domina o povo através da ameaça fisica, a igreja o faz matando a capacidade de raciocínio

André Barros Leal disse...

Anônimo de 5:33,

Voce acha ironico o Rodrigo possuir o nome de um imperador romano? voce parou para pensar (pelo menos uma vez na sua vida) que o nome quem escolhe são os pais e o sobrenome vem de família?

Criticar por causa do nome, isso é inédito. mas deixo de cara um alerta a todos que possuam nomes como Broxado, Rego e afins... cuidado ao comentar aqui! :)

Não entendi muito bem a sua colocação... Ateu e capitalista seria insulto?

Anônimo disse...

Não foi uma crítica, foi só uma observação da ironia do destino.


"Ateu e capitalista seria insulto?"

Não, eu só critiquei o simplismo de tentar juntar igreja, comunismo e nazismo como uma única "turma do mal" macumonada. Foi anti-educacional.

Lembra um pouco uma sátira que eu vi uma vez nos Simpsons, onde aquele personagem que é uma sátira do arnold schwarzenegger está lutando contra "nazistas comunistas".

ricchus disse...

Uai!, e não é que são parecidos mesmo? Digo, a igreja, o comunismo e o nazismo?

Qual é a “ideologia” da igreja? Deus. Mijou fora do penico é excomungado, amaldiçoado e condenado às profundas infernais. Um Gulag ou um Auschwitz cristão.

Quem escolhe o papa? O Concílio do Vaticano. Quem escolhe os bispos? O papa. Tal e qual o Politiburo ou o Reichstag.

E por aí afora.

Luciano disse...

Carolas,
algum de você tem a foto de Jesus apertando a mão de César?

Anônimo disse...

Bom,
Há esta do Supremo, Iluminado, Materialista, Capitalista e Individualista, Milton Friedman apertando a mão do Burro, Boçal, Foca de Circo, Olavete, Carola, Anti-Abortista, Protecionista, Conservador e, valha-me o Átomo, Teísta, Ronald Reagan:

http://www.freetochoosemedia.org/production/POC/presskit2/milton-president-reagan.jpg