quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Quais Conquistas Sociais?


Rodrigo Constantino

"Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem." (Mário Quintana)

A "renúncia" de Fidel Castro do seu posto de mais antigo ditador do mundo no poder gerou estranhas emoções em muitos "intelectuais". Vários deles, incluindo Miriam Leitão, mostraram-se preocupados com a manutenção das "conquistas sociais" na ilha-presídio após as possíveis mudanças no regime. Essa postura denota um forte ranço socialista. Ainda que muitos desses "pensadores" sintam vergonha de assumir abertamente a admiração que sentem pelo carniceiro, fica claro que ainda nutrem fortes sentimentos pela utopia que desgraçou o século XX. São vermelhos desbotados, no máximo. Tentam apelar para um relativismo, como se nem tudo fosse ruim em Cuba. Falso. Aquele feudo da família Castro é um completo lixo! Mas todos aceitam, sem questionamentos, a "verdade" insistentemente repetida, das tais "conquistas sociais". Ninguém ousa fazer uma simples pergunta: Quais conquistas?

A repetição de que a saúde cubana é excelente não passa de um mito totalmente furado. Os seguidores de Goebbels ficam na esperança de que a repetição ad nauseam dessa mentira a transforme numa verdade. Que saúde maravilhosa é esta se faltam os remédios mais básicos no inferno cubano? Quais foram as grandes contribuições de Cuba à medicina mundial? Creio que a fonte desses "intelectuais" todos é o "confiável" cineasta Michael Moore. Só pode! Os fatos não podem ser ignorados em nome de uma ideologia. A saúde em Cuba é precária, os hospitais são decadentes, faltam remédios necessários e o país não deixou nenhuma grande contribuição para a medicina mundial, à exceção de poucos avanços no tratamento do vitiligo. Quanto aos indicadores de IDH, não custa lembrar que os dados cubanos são monopólio da ditadura, já que observadores imparciais de fora não têm acesso livre ao país. Alguém confia mesmo nos números que o próprio Fidel Castro entrega sobre os "avanços" na ilha? Papai Noel, duendes e gnomos são parte da realidade então, devo supor...

O outro campo predileto dos esquerdistas é a educação. Qual educação? A taxa de analfabetismo é baixa, mas o que os cubanos lêem? A frase na epígrafe deixa claro que os cubanos são os verdadeiros analfabetos. Afinal, o ditador não permite a leitura livre de livros e artigos. O único jornal disponível no cárcere caribenho é da ditadura. Se alguém for pego com um livro de Goerge Orwell, cujo 1984 retrata perfeitamente o que se passa no país, vai preso. As crianças não são educadas, mas sim doutrinadas ideologicamente. "Aprendem" na marra, desde muito cedo, que o socialismo é maravilhoso, não obstante toda a desgraça que enxergam em volta. São fortes candidatos à dissonância cognitiva. São forçados a repetir aquilo que os próprios olhos negam. Que raio de educação é essa? Isso é uma conquista social desde quando? Os cubanos não podem ler esse artigo, não podem acessar livremente a Internet, nada. Mas tem "intelectual" brasileiro que aplaude as "conquistas sociais" da propriedade privada de Castro. Lamentável é pouco.

Mas vamos deixar tudo isso de lado, e fingir que essa grande piada, as "conquistas" de Cuba, é verdadeira. Desde quando os fins justificam os meios? Mesmo assumindo que tantas mentiras fossem verdade, somente alguém com um grave distúrbio de caráter poderia defender o regime de Fidel Castro. Não é mesmo, Niemeyer? Aliás, o arquiteto está cobrando suas obras em Cuba em dólares americanos ou cubanos, que valem 25 vezes menos e é a moeda imposta ao povo? Como alguém poderia justificar tanta atrocidade com base em alguns avanços sociais? Nem vem ao caso mostrar os avanços infinitamente maiores dos países que abraçaram o capitalismo liberal. Não é preciso humilhar tanto assim. Vamos nos ater ao próprio mito do avanço cubano. Quer dizer que para aumentar um pouco a expectativa média de vida e reduzir o analfabetismo vale torturar e matar milhares de inocentes? Quer dizer que para investir pesado no esporte, propaganda para o regime, não tem problema escravizar um povo e impedir sua saída do presídio? Gente com esta mentalidade aplaude a construção de pirâmides para faraós, enquanto milhares sofrem como escravos para tornar este luxo possível. O que importa para o cubano que não tem comida decente nem remédios, tampouco pode sair livremente do país, o fato do país ter um bom time de baiseball? Será que os mesmos "intelectuais" que amenizam as barbaridades em Cuba por causa dos "avanços" adotam a mesma postura em relação ao regime nazista? Se Hitler entregasse alguns bons indicadores sociais, então tudo bem o Holocausto? Defender Cuba não é mais uma questão de ignorância. É mesmo falta de caráter!

E quanto ao receio de tantos "intelectuais" com a manutenção das conquistas sociais inexistentes, resta constatar que jamais uma transição do socialismo para o capitalismo liberal piorou a situação do povo. Pelo contrário: quanto maior o grau de abertura econômica, maior o progresso social. Vide a China. Se Cuba deixar de ser uma ditadura socialista para migrar rumo ao capitalismo de mercado, só há uma possibilidade para os setores de saúde e educação: melhorar drasticamente!

PS: Existem diversos relatos de dissidentes cubanos falando sobre os horrores vividos nas prisões, somente pelo fato de discordar da ditadura comunista de Fidel Castro. Um deles, de Alejandro Gonzales, mostra que não há higiene alguma nas prisões, faltam detergentes, a comida é podre e a cama é infestada de baratas. Vários são torturados. Milhares morreram fuzilados. O grande crime cometido? Desejar mais liberdade. Nada mais. E tem gente com a cara-de-pau de comparar isso com os abusos em Guantánamo, onde terroristas ficaram pelados ou foram arrastados pelos cabelos. Claro que qualquer abuso deve ser condenado – e é, pelos próprios americanos, que são livres para criticar seu governo. Mas somente a demência explica alguém colocar no mesmo patamar o abuso de terroristas assassinos por militares com a tortura e morte de inocentes por uma ditadura cruel.

50 comentários:

Papel disse...

Esse é o Rodrigo que gosto de ler. Quando você escreve sobre os comunas é impecável.

ricchus disse...

Por coincidência, hoje no meu blog eu escrevi sobre a farsa de educação cubana.

A FARSA DA EDUCAÇÃO CUBANA


21/02/2008 - 12h18m


Clique para ampliar
“A imagem da Revolução Cubana e de seu sistema educacional, principal via de trabalho político e ideológico, é a de um velho balbuciante, agitando tontamente uma bandeirinha de papel; a deterioração de ambos caminha lado a lado.”
Rafael Rodríguez, professor, trabalhou como diretor de escola superior em Cuba, por 30 anos, exilado cubano residente em Porto Rico que saiu de Cuba em 2004.


“Não é verdade que todas as nossas universitárias sejam putas e sim, todas as nossas putas que são universitárias”
Coma-Andante Fidel Castro.

Muita gente acha que o povo de Cuba está preparado para as tais reformas político-sociais previstas em função do afastamento do Coma-Andante Fidel. Eu tenho sérias dúvidas de que a suposta transição seja assimilada com tanta facilidade, apenas pelo fato de não haver analfabetos na ilha (pelo menos é o que dizem...).

Em primeiro lugar, não há nada que indique que essas reformas estejam sendo cogitadas por nenhum dos membros do alto comando cubano. Depois, a tão propalada Educação em Cuba é uma balela, mais um embuste criado por um mitômano cuja única preocupação sempre foi usar o povo e o país como massagistas do seu ego monumental.

A mentira da Educação começou lá atrás, praticamente no início da Revolução. Nacionalizou-se o sistema educacional que, imediatamente passou a ser propriedade do Estado. Foram criadas centenas de escolas, até nos quartéis do antigo Exército de Batista, uma demagogia barata que pretendia mostrar o futuro de paz que o novo regime prometia. Eliminaram-se as escolas religiosas e declarou-se o caráter ateu da educação cubana; converteu-se em um estigma ser religioso de qualquer denominação que não fosse a “marxista”, porque ficou claro que a devoção a Deus que a sociedade cubana sentia, passasse a ser professada por Fidel Castro. Moças das cidades orientais de Cuba foram tiradas de sua terra natal e trazidas para Havana, com base em um Plano do governo para serem educadas em ofícios. Muitas dessas ficaram anos sem ver seus pais e outras nunca mais os viram. A idéia era neutralizar a prostituição dessas jovens em suas cidades.

Em nome da educação, milhares de casas foram destruídas e o que se deu não foi mais do que a criação de antros de corrupção. Cumpriu-se o que o governo queria: dali saíram os primeiros novos revolucionários, educados na destruição, na corrupção e no desrespeito por tudo o que não lhes pertencia.

Para as novas escolas faziam falta novos professores porque os “antigos” não respondiam mais aos interesses revolucionários, então, milhares de jovens deslumbrados com os rebeldes apresentaram-se voluntariamente para desenvolver a Campanha de Alfabetização, com a qual se pretendia alfabetizar em apenas alguns meses milhares de cubanos. Depois disso, começaram os planos massivos de formação de professores emergentes que saíam para compartilhar aulas sem nenhum ou muito pouco nível técnico, e com um mínimo de conhecimento das disciplinas que deviam ministrar, porém, com o nível de fanatismo que o Coma-Andante queria para iniciar o processo de destruição dos valores da sociedade e da família cubanas.

Em 1969 surgiram as primeiras Escolas Secundárias Básicas no Campo (ESBEC) e os Institutos Pré-Universitários no Campo (IPUEC) que constituíram, e constituem ainda, a base do sistema educacional cubano e, paradoxalmente, são a maior evidência do fracasso desse sistema. Não podia ser de outra maneira, dada a falta de embasamento científico - pedagógico e social - com que foram concebidas, só se levando em conta a valorização política. As crianças ingressavam nas ESBEC com 11 ou 12 anos e eram separadas de suas famílias. O lema era “...pela manhã manejar o caderno e à tarde a enxada”, frase de José Martí que ressaltava o valor do trabalho na formação do ser humano e foi este sistema de escolas no campo que determinou a concepção martiana-marxista da Educação em vigor até hoje.

Com o passar do tempo as escolas foram se deteriorando e o governo ficou sem recursos para consertá-las. Entre os muitos problemas que ocorrem nessas escolas e que as crianças entre 11 e 17 anos têm que enfrentar, há professores e seguranças sem preparação fazendo atrocidades, elementos ativos do processo de corrupção que se desenvolve nas escolas, onde a promiscuidade sexual é horrenda e a decomposição moral imensa; a má qualidade das construções cujas instalações hidráulicas, sanitárias e elétricas só funcionam algumas semanas e quando muito alguns meses; todos os edifícios têm infiltrações pelos tetos, paredes, pisos e fezes navegam dentro dos dormitórios e corredores. Os equipamentos instalados são em sua maioria de países do antigo bloco socialista, de péssima qualidade e quebram sistematicamente.

No princípio a comida era aceitável. Passados alguns anos converteu-se em um desastre. As crianças que chegam iniciam uma verdadeira guerra para sobreviver. Muitas destas escolas acabam por fechar e seus alunos são relocados para as que ainda mantêm condições mínimas de funcionamento e, é óbvio, provoca a superlotação nas ruínas que restam. Hoje essas ruínas abandonadas se levantam em meio dos campos de cultivo, também abandonados e destruídos, como testemunhas do fracasso de um sistema educacional que não só não educou ninguém, como destruiu todos os valores morais e éticos de gerações inteiras.

É gozado que até hoje, apesar desse caos, a Educação cubana continua sendo incensada por uma plêiade de esquerdopatas apenas por ser uma idéia de Fidel Castro e, apenas por isso, ninguém se atreve a criticá-la.

“De toda forma, os planos não saíram como Castro e seus ideólogos o haviam concebido. A criação do ‘Homem Novo’, inspirado no exemplo de Che Guevara (Deus nos salve!), que não ia ser mais do que um incondicional autômato dominado por uma elite selecionada pelo próprio regime, foi à pique com a queda do campo socialista. Toda sua educação com seu sistema doutrinal, inclusive a superioridade do socialismo, converteu-se em uma palhaçada da qual riem hoje até mesmo as crianças. Embora Fidel Castro tenha tentado dar uma explicação lógica à hecatombe socialista, só conseguiu converter-se no “faz-me-rir” dos cubanos e do mundo inteiro.” (Rafael Rodriguez)

Baseado em relatos de Rafael Rodriguez, professor, trabalhou como diretor de escola superior em Cuba, por 30 anos, exilado cubano residente em Porto Rico que saiu de Cuba em 2004.

ricchus disse...

Miriam Leitão afirmou ontem em sua coluna que a revolução cubana fez milagres na Saúde e na Educação, exibindo estatísticas sem sequer raciocinar, ou por outra, raciocinando que os que a lêem são perfeitos idiotas.

Desde a criação do IDH, nada pode ser levado a sério, principalmente em relação a Cuba. Os dados sobre o PIB fornecidos por Cuba incorporam o valor dos serviços sociais gratuitos e dos subsídios para os bens de consumo racionados; é impossível conferir o ajuste oficial do PIB à inflação porque nunca foram publicados dados sobre a cesta de bens e serviços, necessária para se calcular o custo de vida e a conversão de pesos para dólares é arbitrariamente fixada pelo governo cubano (o peso não é comercializado no mercado mundial e, em 2005, por exemplo, Cuba tabelou o peso em U$ 1,20, quando a maioria das transações internacionais eram realizadas com a taxa de 24 pesos por um dólar!).

Por isso tudo e mais alguma coisa, o critério atualmente usado para avaliar o IDH de Cuba é o de fazer uma média ponderada regional do Caribe, em que, nem os países e nem o peso de cada um é especificado.

Miriam não poderia se dar ao luxo desse mico, exibindo estatísticas furadas e outras que ela mesma fez questão de distorcer, além de afirmar que os EUA querem transformá-la no 51o estado, até porque, Cuba já esteve sob o controle dos americanos por duas vezes e por duas vezes eles a devolveram saneada e apaziguada aos seus nativos.

Anônimo disse...

Falou e disse Constantino.

Anônimo disse...

Depois dizem que temos mania de perseguição por questionar essa mídia que apresenta tendencias esquerdistas, a começar com a maneira na qual se referem ao assassino da ilha, chamam de presidente ao inves de ditador.Por acaso voces já viram algum presidente que permanece quase 50 anos no poder??
É muita palhaçada!
Como dizia o Boris Casoy:
"Tá dominado ,tá tudo dominado!"

Marcos

Anônimo disse...

Viva El Coma Andante, rsrs

Eduardo disse...

O bem da verdade é que o socialismo, é o capitalismo de estado, onde são negociados poderes que, por princípios republicanos e liberais, devem ser estatizados (que ironia): como a legítimidade da força, honrarias públicas, cargos públicos, etc...
É por isso que povo de Diretórios são tão seduzíveis ao socialismo; tendem naturalmente a querer boquinhas, e fazem da politicalha seu modo de vida. Por isso desprezam o capitalismo de mercado em prol do de estado. Povinho à tõa...
Abraços

Steve disse...

Miriam Leitão deveria ir pra ilha presídio gozar das Conquistas Sociais.

Conquistas Sociais numa Ditadura Sangrenta? qua qua qua...

Fale em Noruega, Dinamarca, Finlândia...

Estados de Direito plenos

Steve disse...

Copy / Past

MENTIRA RECORRENTE

Janer,

com relação ao seu último artigo, digo que a mentira recorrente de que o ditador Fidel Castro melhorou a saúde pública em Cuba é uma piada de mau gosto. Eu estive na ilha-presídio há menos de um semestre, onde fiquei por um mês, e o que alguns cubanos me contaram (bem discretamente e só depois de me conhecerem melhor) foi que o sistema de saúde estatal era uma desgraça. Não há remédios nem ambulâncias e se o cidadão comum não for apadrinhado por alguém do Partido, é impossível marcar uma consulta e ser atendido rapidamente. Os médicos preferem carregar malas nos hotéis a trabalhar para o Estado, o que gera um deficit de profissionais na área. Eu não os culpo, pois as gorjetas que eles recebem em Euros e em dólares são muito maiores do que qualquer salário na ilha.

Depois da minha experiência naquele presídio socialista, tem uma frase que costumo dizer de vez em quando: se é verdade que Frei Betto disse que Cuba era a materialização do paraíso na Terra, então eu quero ir para o inferno.

Abração!

ZEPOVO disse...

-EU MOREI EM CUBA

Ofereça um mes de estadia em Cuba para algumas das milhões de familias faveladas do Rio e duvido que alguma volte ao Brasil. Pobre brasileiro não tem saúde,escola ou segurança de qualidade nem aos pés de Cuba! E de vez em quando apanha da polícia "democrática" brasileira.

Todos sabem que muitos fugiram de Cuba, mas poucos sabem que os EUA oferecem "de gratis" um green card para cubano que chegar em Miami pelos "próprios meios". São considerados "perseguidos políticos" automaticamente.

Se fizessem a mesma oferta à brasileiros, a romaria à pé formaria o mais longo carreiro de formigas humanas da história.

Alguns atletas fugiram de Cuba porque sabem que aqui no Brasil atleta é rei, o cara sabe jogar futebol então não ganha R$ 500,00 por mes, ganha U$ 500.000,00 por mes. Em Cuba a diferença entre ricos e pobres não é tão estúpida e descarada...
Eu conheço bem Cuba e o Brasil, Conheço a vida de pobre brasileiro e pobre cubano, e sem demagogia só não moro em Cuba por problemas além de minha escolha...

Rodrigo Constantino disse...

"zepovo",

É uma pena que vc não fique por lá, em Cuba. O Brasil seria um lugar melhor se todos que "pensam" como vc estivessem longe...

Rodrigo

Rodrigo Constantino disse...

" São considerados "perseguidos políticos" automaticamente."

Por que as aspas? Por acaso não são perseguidos políticos?

É dureza aturar esses vermes que ainda conseguem defender o genocídio, a escravidão e a miséria. Nojo!

Rodrigo

ZEPOVO disse...

Todos que pensam como eu devem ir embora do Brasil?

Vc tem nojo de meu pensamento? De minhas ideias?

Eu acho que vc deve arrumar uma ilha, tomar o poder e expulsar todos que não pensam como vc, porque vc é igualzinho à Fidel, tão parecido e ainda diz que busca o debate!
Com quem?
Com quem pensa igualzinho à vc?????

Rodrigo Constantino disse...

"zepovo",

Diferente de Fidel, cujo regime vc parece admirar tanto, eu não quero te expulsar. Eu disse que seria BOM para o país figuras que "pensam" como vc não viverem aqui. Uma constatação: socialistas fazem mal à saúde geral. Defendem coisas bizarras, a escravidão, a idealização da inveja.

Vc acha ótimo Cuba. Pois que vá para lá! Cuba é um lixo, um inferno, e isso não é uma questão de "pensar diferente". Esse relativismo é tosco! Por acaso condenar o nazismo é "apenas pensar diferente"? Não devemos tolerar os intolerantes. Nazistas e socialistas são intolerantes. Como pode haver debate com quem gostaria de me mandar para um Gulag ou Paredon???

Cuba é um LIXO, assim como todos os seus defensores são a escrória humana.

Rodrigo

Fábio Vasconcelos disse...

Só tenho uma coisa a dizer aos amantes de Fidel: vão morar em Cuba.

Eu sou livre, leio o que quero, digo o que quero, vou aonde quero, trabalho com o que quero e penso o que quero. Morei nos EUA, na Holanda e moro no Brasil.

Zepovo, você gostou de Cuba? Vá morar lá amigo. Quando você morar lá e conseguir autorização de Tio Fidel para ter um email, poderá nos contar como é a experiência.. isso se você conseguir autorização né? Afinal esse negócio de Internet é perigoso.. dá idéias.. troca idéias.. não, acho melhor você nos mandar uma cartinha. Bolei um sistema: se for verdade você escreve em tinta azul e o que for mentira você escreve com tinta verde. Será que tem caneta verde na ilha de tio Fidel??

Na Holanda conheci um cubano. Ele mora ilegalmente lá, depois de 2 anos na Espanha e 1 na Alemanha. Diz adorar a Holanda porque "ele pode ser o que quiser".. sentimento bom esse né? Ser o que quiser.

Zepovo, você é um ignorante mesmo.. tem a sorte de nascer em um país livre, por mais desigual que seja, tem a chance de viajar e ver como é viver em uma prisão, e mesmo assim acha que lá é melhor de se viver.. você representa bem a frase "pode-se tirar um homem da merda, mas nem sempre se tira a merda da cabeça do homem". Não culpe o Brasil por você ser um ignorante pois a responsabilidade é só sua.

ricchus disse...

“Ofereça um mes de estadia em Cuba para algumas das milhões de familias faveladas do Rio e duvido que alguma volte ao Brasil”.

É uma boa idéia, mas antes avise que quando esse “mês de oferta” acabar eles vão ter que se contentar com:

½ Kg de carne de porco misturada com soja a cada 15 dias; ½ Kg de carne de vaca e um sabão em pedra a cada 2 meses; 1 par de sapatos a cada 6 meses;

nem pensar em comer peixe, porque em Cuba a pesca é quase totalmente proibida (medo que os pescadores fujam com seus barcos);

os salários: um engenheiro ganha US$ 40, um jornalista US$ 30 e uma faxineira US$ 5 (uma refeição nos restaurantes custa em torno de US$ 20);

prostituir suas mulheres, se quiserem um reforço de caixa (Cuba é um dos destinos preferidos do "turismo sexual"), pois elas recebem em dolar.

esgotos a céu aberto, racionamentos de água, luz e combustíveis;

também não poder optar pelo campo, onde a fome ainda é pior e

racionamento, ou total falta de medicamentos.

Seja pelo menos sincero e avise antes a eles. Duvido que vá algum!

Luis de Oliveira disse...

Rodrigão, o negócio é triste mesmo!
A América Latina lamentavelmente é pródiga neste tipo de celerado, entorpecido pela ideologia e cego aos fatos mais evidentes. É Míriam (espírito de) Leitão, é Arnaldo Jabor, é L.F. Veríssimo, é Luiz Nassif, é Marcelo Coelho, é Emir Sader, e por aí vai a imensa legião dos perfeitos idiotas latino-americanos, que não deixam o comunismo morrer em paz. E insistem em criminalizar a América, as instituições liberais e a globalização liberal.
É nojento o que vem fazendo a maior parte da mídia brasileira, tratando como "líder" o facinoroso, que já começou sua sanha traindo o "amigo" da véspera, o Porco Fedorento. Não se faz qualquer menção clara a todas as atrocidades que este sujeito e seus sicários cometeram contra o pobre povo cubano. Aliás, acho que o El Maricon devia botar o bigode de molho e se inspirar no caso do Porco Fedorento, porque quando o carniceiro apodrecer de vez, vai ser uma briga de foice (e martelo) no PCC. Mas, para os gênios da esquerda brasileira, só existe um criminiso no mundo: George W. Bush. É nojento...

Anônimo disse...

Miriam Leitão é o supra-sumo da incompetência e da enganação.

E fala com um ar de seriedade que convence, com aquela cara feia dela, a maioria dos leigos em economia.

Fora que é papagaio da PUC-RJ/PSDB.

Já foi pior, mas ela ainda "promove" (para leigos, é bom dizer) alguns economistas aqui e no exterior, por mero interesse político e por um trocado aqui e acolá.

leo disse...

Zepovo,

Não faço idéia de quem tu és,mas, de uma coisa eu tenho certeza,pra ter morado em Cuba("o paraíso das liberdades")e não ter lamentado a falta de liberdade,só estando acostumado com a falta dela.Por isso a certeza: TU ÉS UM EX-PRESIDIÁRIO.

Já ví que o mundo é completo mesmo!

Ademais, o Brasil não tem o Green Card,mas se "El coma andante" liberasse os seus cativos para nossa terrinha você iria ver o que seria uma verdadeira REVOLUCIÓN.

Viva la revolución!

Viva los estultos!

Leo

Sergio Oliveira Jr. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sergio Oliveira Jr. disse...

Zépovo,

Sua argumentação foi bastante educada e me fez pensar. Não achei a resposta do Rodrigo apropriada.

Mesmo achando que o Rodrigo não respondeu como deveria, eu tb acho que vc está errado. Por que?

Vc quer nivelar as pessoas por baixo. O Brasil tem pobres porque não é um país verdadeiramente liberal, não possui educação e as pessoas são ignorantes. Acreditam no Lula, no governo, etc. Com esse tamanho do estado brasileiro não chegaremos muito longe. Qualquer imbecíl consegue ver isso, menos os políticos e a maioria do povo brasileiro. Simples assim.

Capitalismo liberal é o único caminho para a prosperidade de um povo. Socialismo é transformar o ser humano numa colméia de abelhas. Todos comem, mas ninguém é feliz.

LIBERDADE, LIBERDADE, LIBERDADE. Se vc prefere um assistencialismo barato a sua liberdade então acredito que vc deve realmente partir para a Cuba e ser feliz por lá.

LS disse...

Não precisa publicar.

"baiseball?"

Corrigir para "baseball" ou beisebol.

abs,

ricchus disse...

Achei interessante esse “saco” em que o Luis de Oliveira enfiou um monte de esquerdóides junto com o Jabor, aquele que se acha o arauto do povo na oposição ao governo Lula. Mas eu pergunto: terá sido um engano do Luis, ou ele realmente acha Jabor um “celerado, entorpecido pela ideologia e cego aos fatos mais evidentes”?

Particularmente, eu não gosto do que o Jabor fala ou escreve a respeito de política, embora reconheça nele algum talento com as letras, o que para mim não basta. Embora o cineasta se mostre sempre como um emérito desancador do atual governo, o “saco” do Luis me despertou a dúvida sobre uma coisa que se chama convencimento. Jabor não é convincente. Mesmo tentando ser contundente, ele sempre passa para mim a imagem de um ator “overacting” ou, no caso da leitura, a de um cronista “overwriting”.

Talvez o “saco” do Luis esteja certo.

Anônimo disse...

Nossa, como você é tendencioso.
Não estou dizendo que o que você escreveu não é verdade, mas se todos os artigos fossem escritos apenas com a intenção de criticar, o mundo estaria sem esperanças e pior do que já está. E não venha dizer que é um texto reflexivo, é EXTREMAMENTE tendencioso.
Deverias escrever para a VEJA.

Jeová disse...

"E tem gente com a cara-de-pau de comparar isso com os abusos em Guantánamo, onde terroristas ficaram pelados ou foram arrastados pelos cabelos."

Rodrigo, acho que, nessa frase, você deu uma de esquerdista: confundiu Guantánamo com aquela prisão iraquiana cujo nome, se não me engano, era Abu-Graib. Não se preocupa não...Acontece nas melhores famílias de Londres..hehehe ;)

Sobre Cuba:

Minha família não é socialista nem nada disso. Mas eu me lembro bastante bem da minha mãe dizendo que em Cuba a saúde e a educação eram muito boas e tal. Esse consenso é realmente muito triste.

Teve uma vez, no Manhattan Connection, que o Ricardo Amorim citou alguns dados sobre Cuba. Eu mandei um e-mail tentando lembrar a ele que os dados sobre Cuba eram pouco confiáveis. Ele retrucou dizendo que os dados eram da ONU e pareciam ser confiáveis...

Tenha dó ! Como pode ser confiável um dado sobre um país que não pode ser inteiramente avaliado ???

Uma pergunta: Se é bom morar em Cuba, por que os cubanos não são livres para emigrar de Cuba ?

Anônimo disse...

e o chileno sequestrado pelo UFO como é que tá?

Anônimo disse...

Os movimentos gays no Brasil são todos de "esquerda". Políticos petistas (como Marta) adoram bancar os paladinos de defesa dos homossexuais, pois soa simpático defender "minorias oprimidas". Mas eles esquecem de dizer que os regimes socialistas são os maiores inimigos dos homossexuais, e que em Cuba, por exemplo, não existe sequer um único homossexual assumido, pois Fidel manda matar todos. Ao Zepovo, quero dizer que sou negro, fui favelado (com muito esforço progredi na vida) mas nunca apanhei da polícia, pois sempre estudei e trabalhei desde a adolescência. Nunca uma viatura me pegou pelas madrugadas dentro de uma boca de fumo.

Anônimo disse...

Os movimentos gays no Brasil são todos de "esquerda". Políticos petistas (como Marta) adoram bancar os paladinos de defesa dos homossexuais, pois soa simpático defender "minorias oprimidas". Mas eles esquecem de dizer que os regimes socialistas são os maiores inimigos dos homossexuais, e que em Cuba, por exemplo, não existe sequer um único homossexual assumido, pois Fidel manda matar todos. Ao Zepovo, quero dizer que sou negro, fui favelado (com muito esforço progredi na vida) mas nunca apanhei da polícia, pois sempre estudei e trabalhei desde a adolescência. Nunca uma viatura me pegou pelas madrugadas dentro de uma boca de fumo.

ricchus disse...

Que me desculpe o anônimo, mas o que é um movimento gay? É dar uma reboladinha?

Essa palhaçada é igualzinha a qualquer manifestação auto-segregacionista, com o agravante de querer chamar atenção para uma preferência que só deveria interessar ao indivíduo e não exteriorizada por grupos que a usam como uma arma que acaba sendo usada contra eles mesmos quando resolvem chamar atenção, transformando-se em caricatura humanas.

Morena Flor disse...

"Alguns atletas fugiram de Cuba porque sabem que aqui no Brasil atleta é rei, o cara sabe jogar futebol então não ganha R$ 500,00 por mes, ganha U$ 500.000,00 por mes."

Corrigindo: POUCOS atletas são "reis". A grande maioria faz das tripas coração p/ continuar no esporte(a reportatem q passou na TV q falou sobre como vivem os atletas depois do PAN foi reveladora!). Pelés, Ronaldinhos("fenômenos" e "gaúchos"), Daianes dos Santos, Gugas, não "acontecem" todo dia por aqui, são casos muito especiais.

Atletas brasileiros em geral não são "reis" por aqui, são HERÓIS q passam por todo o tipo de dificuldade(recursos, patrocínios, locais de treinamento, etc) com garra, fé e perseverança. Muuuuuita perseverança.

Sergio disse...

Eis um texto perfeito. Concordo com tudo neste post (exceto a observação quanto a Guantánamo...). Seus textos que versam sobre política e economia são extremamente lúcidos e denotam uma cosmovisão bastante clara, principalmente quando denunciam o esquerdismo doentio existente no Brasil, resultado de uma doutrinação sistemática em nossas escolas e universidades.
As pessoas se sentem na obrigação de repetir alguns chavões como: "Em Cuba há um excelente nível de educação e saúde...".
Mas, ninguém questiona de fato esses dados, e nem raciocina que a ditadura castrista detém o controle e monopólio sobre as informações e dados divulgados.

Sergio disse...

Vale salientar, porém, que os posts anteriores (em especial os anti-religiosos) parecem ter uma conotação de ateísmo militante meio fajuto.
E, sinceramente, Rodrigo os assuntos de religião não são a tua praia. Qualquer um conheça e conviva um pouco no mundo religioso percebe isso.
Os elogios que recebestes graças aos textos relativos a política e economia, parece que te fizeram achar que podes falar sobre qualquer assunto, com autoridade. Ne, sutor, ultra crepidan ...

Anônimo disse...

o chileno? acho que se casou por lá.kkkkkk

Fênix disse...

munto bom

Anônimo disse...

Olá, amigo, olá amiga!



Você sabia que o Comunismo não morreu? Você sabia que esta praga, responsável pelos assassinatos em massa de milhões e milhões (não foram menos de 100 milhões!!!) de pessoas ao redor do Globo Terrestre e ao longo da História além de não ter acabado, continua mais vivo do que nunca e, pior ainda, está ameaçando tomar o Poder e acabar com a Democracia não apenas aqui no Brasil, mas em TODA a América Latina?!!?



Antes que minha pessoa continue a dizer qualquer coisa, caso esteja duvidando de minhas palavras, peço encarecidamente que assista ao seguinte vídeo que comprova o que estou dizendo – e olha que é o PRÓPRIO PARTIDO DOS TRABALHADORES que assume isto (!!!):



- http://www.youtube. com/watch? v=VNPjm0qfByc



OBSERVAÇÃO: não se deixe enganar pelo uso da palavra "democracia" pela apresentadora, pois, usada pelos comunistas, esta palavra é deturpada de seu REAL sentido! Concluindo: ao contrário do que ela diz, NÃO EXISTE democracia em um Estado Socialista!



Tudo isto pode ser explicado pela criação e existência do nefasto FORO DE SÃO PAULO, que nada mais é do que um maligno CONCLAVE de VÁRIAS ASSOCIAÇÕES COMUNISTAS DE TODA A AMÉRICA LATINA, cuja existência foi abafada e está escondida pela mídia brasileira e seus diversos veículos!

Não sabe o que o "Foro de São Paulo?"

...Pois então assista ao seguinte vídeo:



- http://www.youtube. com/watch? v=zpBxbaNh52w



Por "associações comunistas" entenda "desde partidos legais até associações paramilitares ilegais", tal qual o PT, o PSTU, as FARC e a MIR (cujos agentes seqüestraram Washington Olivetto), envolvendo gente como o Hugo Chávez, Evo Morales, FIDEL CASTRO e

...LULA!

A esquerda latino-americana, como não poderia deixar de ser, presta culto e têm como mentores figuras históricas nefastas como Che Guevara, Lênin, Stálin e Mao Tse-Tung, personagens estes que foram os grandes responsáveis por grande parte dos 100 MILHÕES DE INOCENTES ASSASSINADOS citados acima!



Caso esteja duvidando, pesquise a vida de vários políticos que estão no Poder agora, pesquise a vida, por exemplo, de Dilma Roussef, Franklin Martins, José Dirceu e até mesmo do afastado José Genoíno, e verás que QUASE TODOS foram (e ainda são!) MILITANTES COMUNISTAS que participaram da LUTA ARMADA contra o Governo do Brasil e que PRATICARAM VÁRIOS ATOS TERRORISTAS! Roussef, nossa atual Ministra-Chefe da Casa Civil, chegou a participar de um ASSALTO À MÃO ARMADA!

...Basta apenas que você analise bem os fatos e se pergunte o(s) seguinte(s): "Porque será que o Lula é tão amigo de Fidel Castro e Hugo Chávez? Porque será que o presidente da Bolívia, Evo Morales, ROUBA Patrimônio Brasileiro em solo boliviano e o governo do PT não reage da maneira devida? Porque será que o PT se recusa a reconhecer as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia como os TERRORISTAS que são de fato?".



Meu amigo, minha amiga, eu já fiz minha parte, já falei o que tinha para falar, mas não custa nada repetir: a Democracia no Brasil e em toda a América Latina está ameaçada! Você só não está sabendo de nada porque nossos Veículos de Comunicação estão HÁ VINTE ANOS OCULTANDO A VERDADE DO POVO BRASILEIRO!



...Resolvi ajudar a cortar este bloqueio, alertando todos os meus amigos! Cabe a você, agora, por amor à Liberdade e à Democracia, passar esta mensagem adiante e pedir para que sigam repassando, até que TODO O BRASIL fique sabendo da verdade sufocada!



Agradeço a atenção!



OBSERVAÇÃO: não se deixe enganar pela renúncia de Fidel Castro!

ANEXO: para saber mais sobre o nefasto FORO DE SÃO PAULO, que, como já dito, está encoberto pelos grandes veículos midiáticos, acesse o seguinte link:



- http://www.midiasem mascara.com. br/artigo. php?sid=145

...e pesquise mais sobre o assunto aqui mesmo na Internet.

ANEXO: POR FAVOR, SE OS LINKS ESTIVEREM QUEBRADOS, NÃO SE DEIXE LEVAR PELA PREGUIÇA: COPIE O ENDEREÇO E COLE NA BARRA DEVIDA NUMA JANELA À PARTE!

ricchus disse...

Rapaz!, quanto apavoramento por meio quilo de merda!

Bruno disse...

Boa Constantino. É um nojo essa glamourização (à distância, é claro) de Cuba.

Ainda acho que apoiar esse "governo" ditador pelos poucos avanços sociais que conseguiram é o mesmo que apoiar a invasão do iraque sob a justificativa que agora eles têm democracia.

Anônimo disse...

Artigo do Blog de Reinaldo Azevdo:

"PCC eletrônico
O PCC eletrônico já está a toda. Por quê? Porque critiquei, no meu texto na VEJA desta semana, a Santíssima Trindade da empulhação ideológica no Brasil: Frei Betto, Oscar Niemeyer e, ó ousadia!, Chico Buarque. É questão de tempo para os porta-sacos na imprensa também reagirem com a boçalidade costumeira. "Porta-saco", mais uma expressão que vocês podem incluir no meu dicionário pessoal, é o misto de porta-voz com puxa-saco. O jornalismo está cheio deles: há "o" porta-saco de Lula; há "o" porta-saco de Chico Buarque; há "o" porta-saco de Franklin Martins — que, claro, hoje ministro, também já portou um bocado quando era apenas amador.

Os três citados não têm nenhuma vergonha de se apresentar como “amigos de Fidel” — o cantante, com direito a retrato no Museu da Revolução, anda meio quieto; só se pronuncia ultimamente por meio dos porta-sacos. Defendem um assassino compulsivo como se falassem de um grande herói humanista. Demonstro, no texto da VEJA, que Fidel “é 435,86 vezes mais assassino do que os generais brasileiros, que encheram de metáforas humanistas a conta bancária de Chico Buarque”. E atenção: não considerei as 78 mil pessoas que morreram tentando fugir do vagabundo; só as 17 mil assassinadas em terra firme. Caso se considerem as 95 mil vítimas do Coma Andante, ele matou 730,76 pessoas por cem mil habitantes. A ditadura brasileira se contentou com apenas 0,3 por cem mil. Não! Eu não ignoro nem faço pouco das vítimas. Repudio ditaduras. Betto é que reza para Fidel sobre cadáveres. Niemeyer é que ergue edifícios de empulhação ideológica sobre os corpos. Chico é que verte o seu lirismo em meio aos mortos.

Nessa conta, justíssima, Fidel é 2.436 vezes mais assassino do que a ditadura brasileira. Aqui, Chico ia de infaustos trocadilhos como “Cálice” e “Apesar de você”. Em Cuba, fazia parzinho com Pablo Milanés — porta-saco de Fidel Castro — para cantar a horripilantemente brega “Yolaaandaaaa”.

Chico Buarque de Yolaaandaaa. Pfui...

Os príncipes da esquerda festiva brasileira, eventualmente com um pouco de água benta, defendem um dos maiores assassinos da história da humanidade, mas devemos silenciar a respeito, como se um bom cantor, um bom arquiteto ou um bom feirante não pudessem ser canalhas morais. E podem, não é? Um grande exemplo é Máximo Gorki. Chegou a visitar campo de prisioneiros — na verdade, “de concentração” — em companhia de Stálin, outra flor do humanismo de esquerda.

Meliantes me mandaram provocações: “Mas do Pinochet você gostava”. Lixo de gente. Escrevi anteontem:
Quando Pinochet morreu, eu disse: “Que o inferno lhe seja pesado”. E olhem que, perto de Fidel, ele era só um aprendiz de carniceiro. Jamais defendi a prática de tortura ou ilegalidades no Brasil, nem como forma de combater o comunismo, que considero um mal essencial.
Mas os esquerdistas... Ah, eles defendem Fidel. Alguns renegam até que tenha sido um assassino. Revisionistas, eles atribuem a contabilidade dos mortos do Coma Andante à propaganda americana. Eu, hein!? Logo perguntarão se o número de 6 milhões de judeus do Holocausto não é só propaganda sionista...
(...)
Sou de direita? Dizem que sim. Não nego porque não considero ofensa. Mas não tenho ditador para defender. NENHUM! Quero que os ditadores de direita ardam no fogo do inferno. Eu digo: FERREM-SE (o verbo é outro) OS DITADORES DE DIREITA. E por que os esquerdistas não abrem mão de seus facínoras? Por que não dizem FERRE-SE FIDEL?
Na VEJA, respondo a essa questão.

Volto ao navio
No dia 22 de junho de 1948, Ben-Gurion, primeiro-ministro israelense, bombardeou o navio Altalena, que estava sob o comando do movimento armado Irgun, liderado por Menachem Begin. Por quê? A embarcação estava carregada de armas, que Begin queria distribuir a seus militantes para combater “o inimigo” — os árabes contrários à criação do estado judeu. Ben-Gurion, que lutava contra os mesmos adversários, considerava inaceitável que isso se fizesse ao arrepio do estado e das forças legais: “O que está acontecendo coloca em perigo nosso esforço de guerra e, mais importante ainda, ameaça a existência do país. Um estado não pode sobreviver sem que o seu exército seja controlado pelo próprio estado". Estima-se em pelo menos cem o número de mortos em decorrência da ação do governo.

Sim, os judeus do estado legal tiveram a coragem de matar os judeus que pretendiam se impor pelo terror. E isso num país que tinha acabado de se formar. Para ler mais a respeito neste próprio blog, clique aqui.

Aquela formulação que está na reportagem de Primeira Leitura é, para mim, uma espécie de princípio moral e divisa. Aos palestinos e a qualquer povo, cabe a pergunta: “Vocês têm coragem de afundar o navio do terror?” Da mesma sorte pergunto àqueles que se querem da “esquerda democrática”: vocês passarão a chamar assassinos de “assassinos”, ainda que eles se queiram humanistas, resistentes ou heróis?

Não vem que não tem. A cada vez que os indecorosos reafirmam seus laços de amizade com Fidel, estão sendo co-autores intelectuais de 95 mil mortos e 2 milhões de exilados — 15% dos cubanos. Ah, sim. Também deixo claro no artigo da VEJA: não podendo mais matar, os “cubanos” brasileiros contentam-se em roubar.

Delinqüência é silenciar a respeito ou ser porta-saco de delinqüentes morais."

Lancelot Ferreira disse...

É, até que o tucanopapista mandou bem nessa, hehehe...

Ernesto Heredia Dias disse...

Raúl Castro Ruz fue elegido este domingo presidente de los consejos de Estado y de Ministros, durante la sesión constitutiva de la Asamblea Nacional del Poder Popular, que tuvo lugar en el Palacio de Convenciones de La Habana. 28fev08 - 19:00 hs - Fonte: Granma
Inesperadamente contra todas as expectativas ...

Anônimo disse...

hehehehe

Fagner disse...

O que incomoda é que os "intelectuais" de esquerda, são tão fracos de argumento que dá até pena descutir com eles.

Anônimo disse...

Para formar uma opinião sobre Cuba e Fidel, vale a pena assistir o video disponível em http://br.youtube.com/watch?v=zIbnRwP8PSc&feature=related
Esta é a primeira parte de 4 videos, com link na mesma página.
Cuba, um país de liberdade?
Fidel, um revolucionário?

André Barros Leal disse...

Muito bom, Rodrigo

Acho interessante que muitos intelectuais e "socialistas 12 anos" (definiçao de um primo meu sobre um socialista que não abre mão de beber seu whisky 12 anos), falam de Fidel como o maior dos heróis e ainda assim não possuem apartamentos em Havana, preferindo a decadencia capitalista de New York para suas férias.

Interessante também é que vemos o tempo todo cubanos arriscando a vida para fugir para os EUA. Por que será que notícias contrárias, de cubanos DEIXANDO os EUA em direçao à Cuba não existem?

Entretanto a minha maior dúvida é: Por que, se Cuba é tão boa, os advogados do comunismo do mundo não se mudam para lá e fazem da ilha uma experiencia que dá certo a fim de esfregar na cara do mundo capitalista?

Abraços a todos

André Barros Leal disse...

um rápido comentário à discussão do zepovo anterior...

O direito de concordar é garantido em todos os cantos do globo. Apenas o direito de DISCORDAR é algo de especial nos paises mais avançados democraticamente.

André Barros Leal disse...

Ocorre em Cuba o que ocorreu na URSS. Com base em uma situação do povo, intelectuais prometeram abundancia a partir da benevolencia do socialismo. O resultado é o que vemos. 50 anos é tempo demais para se esperar por uma abundancia prometida, sao duas geraçoes de pessoas vivendo na mais absurda miséria, até pior que amiséria de outros lugares do mundo, pois esta priva a população de procurar algo melhor, tomando dela a liberdade.

Foi o apelo ao orgulho do povo cubano que fez essa gangue ascender ao poder. Foram as armas dos brutos que apoiaram essa gangue que a perpetuam no poder. A justificativa era que Cuba nao passava de um playground para americanos jogarem nos casinos, a pergunta que fica agora, 50 anos depois é: será que houve alguma melhoria para a população? Será que mesmo uma análise direta confrontando asituação presente com a situaçao do povo a 50 anos atras, mostraria alguma melhoria significativa?

Desculpem os advogados da benevolencia do socialismo. Pessoas demais já foram sacrificadas por esse ideal impossível. 100 milhões é demais. Quantos mais devem morrer para que o mundo veja o monstro por trás destas ideias utópicas?

C. Mouro disse...

Há uma questão ainda: quanto a população cubana cresceu, desde Fidel até hoje?

A população brasileira triplicou, por exemplo. ...e a cubana? ...quanto mais cresce uma população mais investimentos são necessários. mas capital é necessário e mais criatividade e esforço. Ou seja, dá mais trabalho para o governo prover infraestrutura, e etc..

Abraços
C. Mouro

Anônimo disse...

Foro de São Paulo? Tsc, Tsc, Tsc.
Mais um seguidor de Olavo de Carvalho que acredita na existência do tal "Foro".
Quero ver você provar que isso daí existe.

HATA LA VITÓRIA, SIEMPRE!!!

VIVA LA REVOLUCIÓN CUBANA!!!

Anônimo disse...

Vá pra puta que o pariu, comunista mentiroso da porra. Aqui racinha como a sua não se cria.

roberto leite disse...

Anonymus, não sei se você sabe que este lugar existe de fato.
Mandar alguém para lá, pode implicar em uma propaganda turística.
confira em:
http://robertoleite.assisfonseca.com.br/?p=338
Um abraço