sábado, abril 26, 2008

Conversas Cruzadas: Round 3

Nesse trecho, apesar da promessa no início, Ciro novamente me interrompe, mantendo sua estratégia ardilosa. Político é assim mesmo: promete e nunca cumpre! E me interrompe para condenar o fim da CPMF!!!! Ciro adora impostos! Revogaram a CPMF, o que Ciro lamenta, mas mesmo assim o governo bate recorde de arrecadação!

Além disso, Ciro diz que não defende Estado balofo, burocracia, nada disso. Ué??? Então ele defende a redução do governo, como os liberais? Fiquei confuso. Tudo que ele fala dá a entender que o governo terá que aumentar, não diminuir. Ciro insiste que não é possível cortar gastos do governo no momento. Ele acha que falar com corte de gastos é um "truísmo". Não podemos cortar vários ministérios, financiamento para ONGs corruptas, verba para criminosos do MST, "mensalão", TV chapa-branca, PAC, esmolas que compram votos, nada disso!

Ciro demonstra falta de educação, e ainda inverte tudo, alegando que o discurso liberal é politicamente correto. É justamente o contrário: o discurso de Ciro, no estilo paternalista, é tudo aquilo que o povão adora escutar, que o "deus" Estado vai cuidar de todos os nossos males. Ciro afirma: "O gasto corrente do governo brasileiro é deprimido!". Atentai, povo brasileiro: gastar 40% do PIB é pouco para este possível candidato à presidência!

O mediador, claramente constrangido com a falta de educação do deputado, chamou os comerciais, tamanha a insistência de Ciro em monopolizar a palavra. Tática manjada, lamentável, de quem deseja evitar o debate sério. Mas creio que fica bem claro tudo isso, ao menos para aqueles que não são adeptos da crença no deus Estado, crença típica dos esquerdistas...

Link: http://www.youtube.com/watch?v=KXwHCgHIDRY

8 comentários:

jonas disse...

ehheheheh..


" TA RINDO DO QUE? "


Como o Ciro é dramático. Toda falando da idade dele, pra que? para sentirmos pena?


neste terceiro bloco voce tambem se saiu muito bem. expos bem as ideias.

Agora a queixa do Ciro é relevante, foi o que eu disse no post do primeiro bloco em seu blog.

Voce fala em cortar gastos. Mas tem que dizer onde, ser mais especifico. O que nao faltam sao exemplos faceis que rederiam bilhões.

Anônimo disse...

Já passou da hora de vc usar a exposição de seu blog para avisar os incautos sobre as incipientes alianças que, timidamente, começam aparecer para a eleição presidencial de 2010.

Fico impressionado com o número absurdo de pessoas que ainda se enganam com José Serra, caso isto ocorra seguiremos na banquela para um mundo totalmente perdido.

Com esta oposição morimbunda o DEM não lançará nenhum candidato a presidência (coitado de um partido que se diz de oposição e tem Rodrigo Maia como presidente). Não morro de amores pelo Aéceo Neves, contudo, dentro de um mundo possível, é a opção "menos pior", do contrário, vejamos, nunca participou do movimento estudantil, nunca foi de esquerda, é infinitamente menos autoritário que o Serra, não tem a cabeça poluída por ideologias esquerdistas maquiavélicas, tem o apoio do Bird e do partido republicano americano e, principalmente, se encontra em Minas Gerais, bem longe da canalhada da usp que é quem realmente governa este país desde 1994.

Serra como presidente faria como FHC, ou seja, abriria caminho para o PT em 2019 e continuaria favorecendo discretamente várias ongs e movimentos terrorristas como o MST, e então, haveria choro e ranger de dentes. Caso Aéceo chegue a presidência e aprove acordos importantes, como a alca, para desenvolver o país e acabar com esta econômia mercantilista que mantém o país artificialmente pobre, o PT nunca mais teria qualquer chance, por mais remota que fosse, de ocupar o palácio do planalto novamente (veja o que ocorreu na Itália recentemente).

Política, principalmente no Brasil, é um mundo de falsidade. Não se deixem enganar pelas aparências. A última coisa o pt quer neste mundo é que Aéceo seja candidato a presidência e para evitar isto lançaram mão de todos recursos como o terceiro mandato e o incentivo da luta de classes, pois, não querem se abster do poder e eles sabem, melhor do que ninguém, que isto seria o alicerce para o fim do pt.

Desculpe por fugir do tópico. Contudo, a única coisa que o boçal do Ciro merece de nossa parte é o desprezo.

C. Mouro disse...

Ôpa!
O ciro fala que não suposrta ver truismo politicamnte correto.

...PQP! ...mas não é o traste que vive a falar da educação, dos pobres e lá mais o raio?

Ora porras, se ele diz que não há onde cortar gastos, mesmo com uma carga de quase 40% do PIB,
(isso mesmo depois de alterar a fórmula de calculo para anabolizar o PIB em cima do crescimento do governo na era Lulla. Ou seja, basta alterar a formula, mudar uns pesos e proto! faz o milagre: o PIB cresce!)
..se não há onde cortar gastos, como ele afiram, o que ele defende, para que 50% dos brasileiros tenham "nivel superior". Esse papo punheta de "oh! educação! ...educação! ...blá bláblá" (na verdade não é um truísmo, mas só pretensão) porra, essa conversa mole e pegajosa, é que na sua pretensão truista se faz ainda se faz politicamente correta. Essa preocupação com povos africanos, com os pobres e "educação oh! educação" como se a fórmula do sucesso (se fosse, então Cuba seria potencia economica e não miserável, afinal, diz o traste que metade dos cubanos têm nivel superior).

Ora porras! de onde então quer ele tirar recursos para os investimento que ele diz serem necessários? ...seria aumentar ainda mais os impostos?

Ou a lenga lenga do pulha é apenas o papagueamento de de pretensos truismo regado a demagogia, pieguismo politicamnte correto.

...hehehe! ...TERIA SIDO ÓTIMO DIZER-LHE:

"E#u sei que o senhor é muito economico, aliás o senhor sempre estudou em colégio publico, não é mesmo?"

...seria uma boa espetada no fanfarrão pustulento, embusteiro de granja. Destes que são mesmo é de galinhagem, espetáculo dele.

Abs
C. Mouro

Anônimo disse...

Cadê a Polícia???

Olhem só que gangue: Tomas Balduino (bispo do Capeta), Requião e Piedad Córdoba (FARC) juntos.

Eles vão debater a “Democratização dos meios de comunicação”, ou seja, entregá-los ao PT.

----------------------------------

25/04/2008 - 20h42 - Atualizado em 25/04/2008 - 20h50

Fórum Social do Mercosul debaterá problemática da região em Curitiba
Da EFE

São Paulo, 25 abr (EFE).- Representantes dos países latino-americanos debaterão entre amanhã e a próxima segunda-feira, na cidade de Curitiba, a problemática da região no Fórum Social do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

A organização comunicou hoje que o governador do estado do Paraná, Roberto Requião, inaugurará amanhã na Universidade Federal do Paraná (UFPR) o encontro "que se realiza em um novo marco político e social no continente, com a experiência de Governos populares".

Entre os participantes, destacam-se o bispo Tomas Balduino, presidente da Comissão Pastoral da Terra do Brasil; a senadora boliviana Maria Esther Udaeta; o deputado venezuelano José Mora Siguaraya e a senadora colombiana Piedad Córdoba, entre outros.

As discussões estarão centradas sob os eixos temáticos: Água: bem público e direito humano; Paz e soberania; Agenda dos trabalhadores para o desenvolvimento; Democratização dos meios de comunicação; Poder local e Superação do analfabetismo.

Além dos seis painéis previstos para os três dias do encontro, ocorrerão outros eventos paralelos como feira, oficinas com shows e apresentações culturais. EFE

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL427177-5602,00.html

Augusto Araújo disse...

nao sei se foi nesse momento (assisti antes)

mas Ciro diz q nao existe almoço gratis

he he he, ele quis dar uma de entendido das maximas liberais

Constantino, foi muito bom esse debate como um exercicio

o Ciro eh traquejado mesmo, ficava perguntando de onde ia cortar gasto, etc, etc

ficava interrompendo o debate, nao deixava os outros terminarem a fala

quando se escreve nao existe esse tipo de problema, apenas a correta concatenaçao das ideias

a hora q ele falou da Africa na globalizaçao, no padrao de consumo q nao eh o mesmo, pelamor de Deus, aquele cara eh idiota, repetiu cliches

tb falou do Reagan, citando ele como intervencionista pra competir com os japoneses, muito estranho

eu acho q as dificuldades sao conceituais mesmo, Ciro citou Cuba q logo vc refutou, de q adianta ter educaçao se eles sao doutrinados e pauperrimos

bom acho q valew o exercicio mesmo, nao deu pra aniquilar o Ciro mas eu um preparatorio pra outros debates q poderao vir

Thiago disse...

Francamente, que bobagem essa sua, Constantino, de publicar seu debate com Ciro Gomes (que na verdade foi extensivo a outros membros que compunham a mesa no programa) como um mero lance de rivalidade entre os dois, dividido em "rounds". Mania essa de nossos dias de maniqueizar tudo. Estamos vivendo, parece, uma nova polaridade de fundamentalismo intelectual, digno de países fissurados em seitas. Ninguém dialoga mais com ninguém, agora qualquer encontro de idéias se resume, como neste caso, em Fulano Vs. Cicrano. Me desculpe, mas isso é de uma estupidez sem tamanho, apenas abre margem para considerações truculentas, obsessivas.

Pelo visto, Rodrigo, você não percebeu que Ciro Gomes, concorda, em muito, com você, mas apenas desejava aprofundar o problema que você propunha. Ambos concordam que o Estado está inchado, mas Ciro, colocando números sobre a mesa, questionava se cortes com a máquina administrativa aliviriam qualquer coisa de relevante em seu orçamento. Você, em sua fixação pela simples idéia de cortes públicos, não pôde perceber que Ciro alertava para uma falência da estrutura de finanças do Governo, sua relação com a estrutura econômica do país, os impedimentos e ciladas que nos são inflingidos nesse domínio.

O problema era muito mais fundo, Ciro tentava apontar. Em mais de um momento o deputado ainda quis alertá-lo "Eu estou do seu lado", mas você não conseguiu compreender, optando por fazer ilações de Ciro com Cuba (citada como exemplo extremo) ou enquadrar seu pensamento como representante daquele do PT, o que é absolutamente falso.

Como bem disse o Olavo de Carvalho, ontem, tratou-se, entre vocês dois, de um "diálogo de abismos", basicamente por que movido por uma inflexibilidade sua, de, perdoe uma vez mais, teórico viciado, impotente a um diálogo mais complexo com um político de ampla formação estadista, como Ciro Gomes - que você prefere reduzir a mero demagogo carreirista.

Vivemos, pelo visto, nas trevas da dicotomia mais xiita neste país, que não leva a sério a discussão de seus desafios.

titus flavius vespasianus disse...

Ô Thiago, como é que vc advinhou o que eu ia falar???
.
Analogicamente é como time grande jogar com time pequeno... o menor faz um estardalhaço danado.
.
Rodrigo, essas suas exposições do debate lembram a alegria DE PINTO NO LIXO e MOSQUITO NA BOSTA

leo disse...

eh aqui virou cemítério foi??