quinta-feira, maio 13, 2010

O Corte do Ilusionista



Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Hoje resolvi começar uma nova dieta. Pretendo cortar 500 calorias no meu consumo diário. Como tenho consumido cerca de 3.000 calorias, vou passar a consumir apenas 4.000 a partir de hoje. Um corte de 500 calorias! Não, eu não sou tão ruim assim em matemática – estudei em escola particular. É que eu tinha previsto para este ano um consumo diário de 4.500 calorias, e resolvi cortar 500 na minha nova dieta. Aprendi com o governo, principalmente com o ministro Guido Mantega.

O ministro fez estardalhaço na imprensa para comunicar o “corte” de R$ 10 bilhões nos gastos públicos para conter a inflação. Não obstante o fato de que este montante é uma “gota no oceano” da gastança estatal, como colocou Miriam Leitão, resta destacar que o corte é falso, uma retórica enganadora. O governo pretende cortar sobre o orçamento previsto, não sobre os gastos efetivos. Os gastos previstos no orçamento do governo ultrapassam os R$ 1.700.000.000.000,00 (um trilhão e setecentos bilhões), incluindo a previdência e o refinanciamento da dívida pública. Desta montanha de desperdício dos nossos impostos, o governo resolveu “tirar” algo como 0,6%. Mas notem que os gastos públicos este ano ainda serão maiores que no ano passado. E o governo fala em corte de gastos para conter a inflação!

O Tesouro aportou mais de R$ 100 bilhões apenas no BNDES, para emprestar aos grandes grupos empresariais do país. A dívida pública bruta já passa dos 60% do PIB, crescendo sem parar. O governo inchou a máquina estatal, distribuiu bolsa para todo mundo, elevou o crédito por meio dos bancos estatais, e agora fala num “corte” de R$ 10 bilhões para conter a inflação! Algo análogo a um playboy que vive com renda de R$ 100 mil mensais comunicar a seguinte medida de austeridade: “A partir de hoje vou deixar de comer na pizzaria uma vez por mês!”

Mais respeito aos “contribuintes” seria bom. Abusem da corrupção e da incompetência nos gastos dos nossos impostos, mas não abusem de nossa inteligência! Chamar de corte de gastos um aumento efetivo já é ridicularizar os súditos de Brasília. Menos, ministro. Olha a Grécia aí, mostrando o destino dos governantes ilusionistas...

13 comentários:

Graziela disse...

Veja só como é contraditório. Já falei que tenho uma empresa, trabalho com vendas para órgão público. Vejam só, há tantos funcionários ociosos, e se consegue criar uma morosidade incrível nos processos.

Semana passada, um órgão telefonou para minha empresa, cobrando por uma certidão vencida, que estava prestes a sair a renovação. Providenciamos, pois a alegação é que sem ela não haveria homologação da compra.

Uma semana e meia depois nos telefonam, avisando que outra certidão estava vencendo, e que sem ela não poderiam homologar.

Simplesmente mandei minha sócia ligar de volta, e questionar o porquê de tanta demora, que se andarmos nesse ritmo, eles vão esperar todas as certidões vencerem para fazer alguma coisa!!!

Sendo assim, gatos astronômicos sustentando empregados ociosos, que eu vejo aqui em meu município como isso é claro, há funcionário para levar cafezinho de uma esquina a outra, há o outro que pega a garrafa e leva para a cozinha, e o que lava a garrafa. Ou seja, dinheiro jogado no lixo, e ainda surge essa falácia ridícula de que estão fazendo corte de gastos quando na realidade só fazem é inchar o governo cada vez mais e mais!!!

fejuncor disse...

Por obséquio, lembra dum louco duvidando ser possível enxugar 1 bilhãozinho... tinha razão. É de fato virtualmente impossível, no Brasil, onde até quando promovem “corte” o gasto sobe.

Capetinha (sou macho) disse...

É verdade que o Brasil só foi descoberto pelo resto do Mundo depois que o Lula assumiu a Presidencia ?
É mentira dizer que o Brasil foi descoberto no dia 22/04/1500 .?

fejuncor disse...

Assim como você só sabe que Uganda existe, por causa de Idi Amim.

amauri disse...

Boa noite Rodrigo
Voce já leu esta materiahttp://oglobo.globo.com/economia/mat/2010/05/13/renda-de-trabalhadores-qualificados-tem-queda-de-ate-12-76-revela-estudo-do-ipea-916574492.asp se leu voce pode dar uma tradução destes dados?
Grato
Amauri

froesjr disse...

Vamos cortar os gastos dos cartões corporativos da presidência. Da ajuda de custo de deputados e senadores. Vamos cortar os DAS, todos os auxilíos a que todos da máquina do governo tem direito, vamos cortar as despesas com a TV do LULA, Gráfica do Congresso. Os milhares de assessores, etc.... façam as contas, estes 10 bi seriam atingidos facilmente.
Mas este (des)governo que ai está não faz é nada. Nada. Os maiores cortes serão na educação, saúde e previdência, aí de tabela o governo reafirma que o rombo. Só maracutaia , NUnca na história deste país os Bancos lucraram tanto, as comissões atingiram números nunca dantes imaginados (aguardem o anúncio de compra dos RAFALE).

bubulicious disse...

Nada sufoca mais o crescimento econômico e prosperidade como nosso oneroso, exorbitante, obsceno, opressivo sistema de taxação sem representação. Nada ameaça nosso futuro como uma nação de liberdade, como a política fiscal do regime petralha de governo. A historia comprova que qdo as cotas de impostos são diminuídas, a arrecadação aumenta da mesma forma que uma maré alta, levanta todos os barcos. Vide a MP do Bem. Isso não e uma conversa fiada ou uma falsa platitude, mas um provado fato histórico. Diminuindo os impostos e regulamentos que custam caro p/ cumprir as pessoas e as empresas lançarão a forca integral e energia de um mercado livre, gerando uma enorme prosperidade e promovendo uma estabilidade fiscal. Sem ter que encarar a triste decisão de: ou pago os excruciantes impostos ou coloco comida na mesa.

daniarriba disse...

Gasta desmesuradamente e ainda tem a empáfia de afirmar que é para conter "crescimento"? Ai Ai .. Bah!

ntsr disse...

offtopic
Cotas pra negros agora até na pós graduação, se depender da Dilma
Agora diga se esse país não é mesmo uma maravilha!!

Rubens Toledo disse...

Sem eira nem beira, só descontrole.
Ontem os setores financeiros do (des)governo do PT comemoravam o sucesso da administração em relação à economia. O presidente chegou a comemorar o "milagre" alcançado em sua gestão!
Hoje "descobriram" que meteram os pés pelas mãos.
E agora, quem paga a conta? Você, trabalhador honesto, digno e responsável vai pagar a conta.
Enquanto isso, aqueles que causaram o estragao vão gozar das benesses de seus cargos, sem perderem um único privilégio.

Junckes Corrêa, Felipe disse...

Não haveria sacrifício nenhum se cada Ministério não praticasse atos que na sua somatória segundo pesquisa elevada a efeito pela FGV perfazem R$ 41,5 bilhões por ano, todos ligados a corrupção, o valor total é relativo a 20.000 cargos de confiança distribuídos pela União em troca de favores. Seria interessante cortar estes gastos porque Santa Catarina por ex. esta vivendo uma situação de catástrofe muito seria. Deixo aqui a minha sugestão.

Junckes Corrêa, Felipe disse...

Como estampa na parede da Fiesc no Itacorubi um enorme outdoor “BR-101: o descaso com SC precisa acabar”.

Foto: http://www.clicrbs.com.br/rbs/image/6400499.jpg

O governo federal não pode seguir nos "punindo" por termos enquanto estado mais virtudes.

ntsr disse...

'Não, eu não sou tão ruim assim em matemática – estudei em escola particular'

É uma pena mas até as particulares não são grandes coisas
Pra começar o currículo é imposto pelo mec, e tome filosofia e sociologia esquerdista
E depois, até nas outras matérias parece que pro colégio o sentido delas é o vestibular, ou seja, decoreba e dicazinhas de como resolver questões e evitar cascas de banana são mais importantes do que ter uma noção de como são as coisas do mundo real