quarta-feira, agosto 02, 2006

Já Vai Tarde... Se For!



Rodrigo Constantino

Já coloquei uma champanhe no gelo. Uma Veuve Clicquot. A notícia merece tamanha celebração. Fidel Castro está internado, possivelmente beirando à morte. Antes que os “humanistas” critiquem o fato de se comemorar uma morte, de qualquer ser humano que seja, pergunto: quem não ficaria feliz com a notícia da morte de um Hitler? Certas pessoas não são humanas, mas sim monstros disfarçados em carcaça humana. Como nunca segui a ditadura do politicamente correto – tampouco respeitei a ditadura cubana, como tantos “artistas” e “intelectuais” brasileiros – pretendo sim beber em homenagem ao tão esperado falecimento do ditador cubano. Milhões de cubanos exilados em Miami estarão compartilhando deste momento feliz, assim como vários cubanos em Cuba mesmo, só que calados, com medo do que vem depois. A morte de Fidel deveria ser celebrada por qualquer um que defende a liberdade.

O que mais espanta no assunto Cuba é a ainda existência de tanta gente que defende o regime comunista imposto na ilha-presídio, depois de tudo que ele fez aos cubanos. Um misto de extrema ignorância com pura má-fé explica isso. A ideologia é uma máquina de trucidar fatos. Até hoje alguns jornalistas recusam-se a chamar Fidel do que ele é: um ditador. Referem-se a Fulgêncio Batista como ditador, mas chamam o barbudo assassino de presidente. Seria ele o presidente mais popular do mundo e da história, eleito com 100% dos votos por mais de 40 anos seguidos!

Não há absolutamente nada a se comemorar com o regime comunista em Cuba. Tudo piorou! A economia cubana, que era a quarta da região antes de Fidel, atualmente é a décima-quinta. Nessa trajetória, milhares foram mortos, a liberdade de expressão foi totalmente suprimida, oponentes políticos foram presos, boa parte da população, impedida de sair, tentou fugir no meio de tubarões, a miséria explodiu. Enfim, para ser um completo fracasso, teria que melhorar muito. E isso com bilhões de dólares enviados por ano pela União Soviética. Não foram suficientes. Um professor é obrigado a sobreviver com uns 10 dólares mensais, e ainda é forçado a repetir que o socialismo é o máximo! A lavagem cerebral, típica de regimes comunistas, é bastante atuante, inclusive em crianças. O “neoliberalismo” é o inimigo fictício, que justifica tanto terror e miséria por tantos anos. O embargo americano é usado também como bode expiatório para os males da ilha – que são infindáveis. Curiosamente, os comunistas repetem que praticar comércio com os americanos é ser explorado. Estão doidos para serem explorados agora!

No Brasil haverá uma certa comoção quando Fidel morrer de vez – e como vaso ruim demora para quebrar! Afinal, nosso presidente é camarada do ditador cubano, que recebeu de braços abertos e treinou em artes guerrilheiras o braço direito de Lula, José Dirceu, ex-ministro todo-poderoso do governo. Embaixadores e ministros do governo não cansam de elogiar o ditador cubano. Intelectuais, de suas confortáveis mansões, também elogiam o ditador. Até mesmo alguns “padres” vivem enaltecendo o regime assassino da ilha do Caribe. Não resta dúvida que as pessoas honestas desse país terão um misto de sentimentos: felicidade com a morte de Fidel e nojo com a reação de determinadas figuras brasileiras.

Mas não importa. Tomamos um Engov e seguimos em frente. Pelo menos o mundo terá um ditador assassino a menos, e Cuba terá a possibilidade de respirar um ar mais livre. Fico triste nessas horas por não crer em inferno, pois gostaria de imaginar Fidel por lá na eternidade. Fidel já vai tarde... se for mesmo! E estamos torcendo muito por isso...

PS: O filme do cubano Andy Garcia sobre Cuba, no qual estrela Dustin Hoffman, praticamente passou despercebido pela nossa mídia, e está no ar somente no Unibanco Arteplex, aqui no Rio. Enquanto isso, filmes que fazem propaganda pró-comunista, como Olga ou Diários da Motocicleta, são divulgados aos quatro ventos, aplaudidos de pé pelos nossos "intelectuais". Preciso de mais um Engov...

61 comentários:

Pedro Jorge disse...

Uma Veuve Clicquot? Tá podendo hein !!!??? Será que se você estivesse tomando refrigerante Dole os seus artigos teriam o mesmo ponto de vista?

Rodrigo Constantino disse...

Pedro Jorge, COM CERTEZA! Afinal, regimes como o cubano são infinitamente piores justamente para os mais pobres! O capitalismo beneficia, e muito, as massas. Um dia vc ainda vai entender essa obviedade...

Tiago Sant'Anna disse...

Rodrigo, incrível, mas você tem leitores comunistas! Vamos ver se com a leitura dos artigos eles vão se convencendo de como os mercados funcionam.

Apenas uma questão trivial para os defensores de Fidel: num mundo não muito distante, existe um tipo de regime em que as pessoas morrem para sair. Em balsas precárias, rodeados de tubarões e sob a linha de fogo da fronteira. Existe outro sistema em que as pessoas morrem para tentar ENTRAR. Ora, não precisa nem entender de economia para dizer qual dos dois é melhor. (MUITO melhor, já que as pessoas arriscam a própria vida para dele participar). Não entendo porque nenhum repórter nunca levantou essa questão para o Chico Buarque (aliás, entendo sim).


Obs. O artigo que define Champanhe é masculino (por ser referir ao vinho dessa região)

Juliano Camargo disse...

Rodrigo, o Granma publicou uma carta do chefe máximo onde ele culpou a visita à reunião do Mercosul pela piora de seu quadro de saúde. Até que enfim o Mercosul serviu para alguma coisa!

Aqui não vai ter Champagne, mas lembrando Chico Buarque, já estou cantarolando:
"Apesar de você... amanhã há de ser..."

abraços

Luis Eduardo disse...

ahahah Cara seus artigo são um lixo. Voce defende um pensamento unico e uma verdade absoluta, bem ao modo "Fidel Castro". Fala em lavagem cerebral, mas não tem um minimo de ponderação, assumindo uma ortodoxia idiota. Sua prepotencia não lhe permite ver que vc não é o dono da verdade, nem os manuais financistas que vc leu e nem todos os livros que eu li. Acorda!

Rodrigo Constantino disse...

Luis Eduardo,

Normalmente alguns reagem assim quando critico, com argumentos, a esquerda. Mas olha, fique à vontade para apresentar contra-argumentos aqui no meu blog, tá?! Ainda não vi nenhum... apenas agressões chulas, típicas de esquerdistas.

Marian disse...

Quanta incoerência, meu Deus!

Quem conhece Fidel e Cuba, como não acredita em demônio e inferno?

Rodrigo Constantino disse...

Opa! Muita calma nessa hora! Não acredito em inferno APÓS essa vida. Durante ela, Cuba é justamente isso: um inferno!

Luis Eduardo disse...

Quem te disse que eu sou de esquerda?? Qual agressão eu lhe fiz?? Meus argumentos estão no comentario anterior: seus artigos impõe aos leitores opiniões formadas por supostas verdades absolutas de um pensamento unico. Aqui vai mais um argumento: Você julga as pessoas de dentro do seu mundinho financeiro, assim como fez comigo.

Tiago Sant'Anna disse...

Luis Eduardo, desculpe interromper mas.. "Qual agressão eu lhe fiz??"(pergunta dirigida ao Rodrigo)
Como assim? "Lixo, idiota, prepotência e acorda!" são termos ofensivos no mundo real. Não sei se na novilíngua isso virou elogio. Releia seu post.

Luis Eduardo disse...

Tá bom!! Retiro a pergunta, ahahahha.

Sergio Oliveira disse...

Eu nunca fui a Cuba, mas moro nos Estados Unidos. Qualquer cubano que comparar Cuba com Estados Unidos vai concluir que Cuba é um inferno! O Brasil então perto dos Estados Unidos seria o quê?

O imigrante cubano ilegal na Flórida está mais ou menos como o Brasileiro em San Diego. Trabalha poucas horas por dia em qualquer sub-emprego, ganha 2000 dólares por mês e vive como rei, com direito a Cherokee na garagem, viagens e vida boa.

As migalhas da economia americana podem saciar muitas pessoas de Cuba e do Brasil. Nesse contexto realmente fica difícil comparações e muitos cubanos devem achar que o dia que Fidel sair do poder, Cuba vai virar Estados Unidos.

Coitados...

Não dá para saber o quanto Cuba seria diferente hoje se não tivesse havido a revolução do Fidel. Como estão os países democráticos da América Central?

Acredito realmente que sem o embargo as coisas estariam muito melhor para Cuba. Tirando isso não consigo enxergar (não sou economista) mais nenhuma diferença entre ter ou não ter fidel.

Democracia é muito legal quando funciona. Quando temos um legislativo facinante como o nosso aqui e um Judiciário conivente como esse nosso aqui, a Democracia vira uma palavra bonita na boca dos intelectuais e nada mais...

Pedro Campany Ferraz disse...

A arrogância é o tom dos liberais. O bobo da corte das elites continua dando seu espetáculo com suas prosas liberais e acreditando que a liberdade do capital e do mercado são os cenários de um mundo livre dos opressores. Gostaria de vê-lo falando esses receituários (nem neoliberais, dignos do séc XVIII) andando de ônibus ou de trem.
"O capitalismo faz bem para as massas", vou guardar esta no meu caderninho de capa vermelha!
Pessoas fogem de Cuba, e a desculpa é o regime ditatorial de Fidel e da miséria das massas cubanas. Pessoas fogem do Brasil pra "América". Qual o motivo?
Marroquinos fogem para a Europa. Qual o motivo?
Chineses, Angolanos e Mexicanos fogem de seus países paar tenatr a vida em países que impõem a cartilha q vc reza (veja bem, impõem, mas não dão o exemplo, vide Doha). Qual o motivo?
Te vejo no Cirque Du Soleil!

Rodrigo Constantino disse...

E eis que o idiota útil volta a aparecer por aqui, novamente sem argumentos e apenas xingando.

Bom, se o capitalismo é bom para as massas ou não, creio que basta vc perguntar como vivem os pobres nos EUA, com carros, TVs, computadores, casas etc, e como vivem os pobres na Coréia do Norte.

Sobre ir para os EUA, de fato, marroquinos e brasileiros também vão. Afinal, o regime aqui também é longe do Capitalismo Liberal, sendo estatolatra demais. Mas aqui não somos forçados a ficar. Em Cuba sim! Tanto que eles precisam se jogar no meio de tubarões para tentar chegar a Miami.

É, ainda tem JENTE que defende Cuba. Não corremos o menor risco de dar certo...

Sergio Oliveira disse...

Pedro,

Pega leve, amigo. Ou argumenta direito ou vai procurar sua turma. Aqui podemos ter opiniões divergentes mas sem ofensas pessoais. Por favor contenha o nível das suas respostas...

Mercado livre e capitalismo ajuda as massas sim, amigo. Esse negócio de Socialismo e Comunismo já virou história. Não deu certo nem tinha como dar !!!

O que eu sou contra é essa democracia brasileira. Essa sim só serve a camada dominante!!!

Pedro Ferraz disse...

O mais engraçado é que a miopia do liberal burro (pq há liberais inteligentes) não sabe como responder pq a rodada de Doha fracassou. Vamos lá bobo da corte, tente decifrar este enigma liberal...

Rodrigo Constantino disse...

Pobre Pedro...

Aguarde no local! O próximo artigo, por acaso, será sobre isso. Claro, ele trará argumentos, fatos, lógica, tudo que vcs esquerdistas não suportam. Restará o xingamento mesmo, como de praxe. Parece que vc já até se adiantou, antes de ver o artigo... hehehe

Luis Eduardo disse...

Rodrigo, vc vive no mundo da fantasia mesmo... "Mas aqui não somos forçados a ficar. Em Cuba sim!" Vc acha que as pessoas vão pra onde se não quiserem ficar no Brasil? Pros EUA? Vc não deve saber a dificuldade que é conseguir um simples visto de turista! Voce saberia me dizer qual a porcentagem da população que tem dinheiro pra comprar uma passagem de avião? Ahhhh vc só deve estar pensando nas classes com poder aquisitivo, como sempre...

Sergio Oliveira disse...

Argumenta direito sem chingamentos o mané! Com esse teu linguajar tu só vai parar em emprego público...

Doha, ou melhor, porra! O que Doha tem haver com isso?

Rodrigo Constantino disse...

Luis Eduardo, coerção = ação HUMANA. Em Cuba, o povo é impedido de sair por COERÇÃO. Aqui, SE for o caso, é por falta de verba. Ora, sou escravo por não poder ter o carro zero que gostaria?! Ninguém me IMPEDE de ter o carro. Sacou? Um dia vc entende...

Leandro M. Deon disse...

Cuba sem embargo possivelmente estaria um pouco melhor, mas Cuba sem comunismo certamente estaria muito melhor.

A propósito, como crítica ao artigo, a frase citando Cuba (antes de Fidel) como a "quarta economia da região" pode ser mal interpretada (região qual? o continente? ou apenas o Caribe?)

Cuba tinha o terceiro PIB de toda América Latina no início da década de 50.

Pedro Ferraz disse...

Sérgio, eu posso até conseguir um emprego público com meu linguajar, mas vc, com seu português, não consegue nem um estágio voluntário....

Rodrigo, estou ansioso por seus argumentos sobre Doha para vê-lo "justificar o injustificável".

Luis Eduardo disse...

Vc enrola e não responde a pergunta. As pessoas vão pra onde? Os EUA não estão dispostos a aceitar a nossa massa de fudidos e pelo que sei nenhum outro país esta. Portanto, se as pessoas não estão impedidas de sair elas estão impedidas de entrar, o que dá no mesmo.

Mateus disse...

Rodrigo, deixe os comunistas de butique espernearem e xingarem. É tudo que lhes resta. Estaremos brindando pela morte de mais ditador genocida safado!
Ele logo encontrará seu amiguinho argentino no colo do capeta!

Pra quem gosta e sonha com mais mamata estatal, onde vcs ganham, fingem que amam pobres, mas eles que se fodam se vc estiver mamando nas longas tetas do Estado, só lamento. Daqui, só torço para que esse ranço socialista saia logo do Brasil pra podermos crescer e ter emprego e qualificação pra todos.

Deviamos seguir exemplos como Irlanda, Hong Kong e tantos outros, mas preferimos seguir Cuba e Venezuela. E aí? Onde fica a lógica comunista, quando esses últimos são um lixo e os liberais só se desenvolvem e a miséria praticamente acaba?

Rodrigo Constantino disse...

Luis Eduardo,

se para vc não faz diferença alguma criar um muro para impedir a SAÍDA do próprio povo ou criar um muro para impedir a ENTRADA de imigrantes, não posso fazer nada. Procure um psiquiatra, já!

No mais, liberais defedem o livre trânsito de mão-de-obra sim. E os EUA, ainda longe do ideal, ao menos absorvem quase 2 milhões de imigrantes por ano, todos vindo de países mais esquerdistas, em busca de oportunidade e maior liberdade. Mas vc, curiosamente, condena o destino, não a origem, onde reside o problema, e cujo modelo vc aplaude.

Luis Eduardo disse...

Rodrigo, me explica o que o psiquiatra tem haver com a estória?? Me parece que vc sempre quer desviar o foco da conversa. Já te disse que não sou comunista e não fiz nenhum julgamento aqui sobre EUA ou sobre Cuba, mas como eu disse anteriormente vc forma esse pré-conceito sobre as pessoas. Agora, pra te deixar um pouco mais surpreso: Tb considero Fidel Castro um ditador! Meu ponto é o seguinte: Vc vive em um mundo imaginario que só exite nos livros que le e nos artigos que escreve. Defende verdades absolutas que le nos manuais liberais e não tolera pontos de vista diferentes. Eu procuro não me fechar em uma unica fonte de sabedoria e busco absorver o que há de bom em cada uma delas, na diversidade de cada regime político ou economico. Contudo, pra isso é preciso um senso crítico e valores morais, coisas que pelo visto não são ensinadas no IBMEC. Foi por essa minha curiosidade por outros pontos de vista que possam vir a agregar ao meu conhecimento, que eu entrei no seu sitio, mas seus artigos são muito ruins e não tem nada aqui que da pra ser aproveitado. Acorda cara!!!

Rodrigo Constantino disse...

Luis Eduardo, EU tenho preconceito e vc afirma que aprendi tudo que sei no IBMEC, com desdém?!?!?! hehehe

Quanta incoerência! Eu leio muita coisa do outro lado, da esquerda. Minhas verdades vem de uma longa reflexão honesta, de muita leitura, de questionamentos. Não vem da fé, nem mesmo nesse relativismo que "cada lado tem algo bom", típico do politicamente correto e hipócrita. O que tem de bom Cuba?!

Boa sorte na sua busca por conhecimento, Luis.

Lisavieta disse...

Há também o filme "A História de Arturo Sandoval" ("For Love or Country: The Arturo Sandoval Story"), também com o Andy Garcia. Vale a pena conferir.

Pedro Ferraz disse...

Rodrigo a literatura de esquerda que vc diz ler é digna de Pasquim, pois suas posições são extremamente caricatas, nem o Plínio Arruda Sampaio defende a esquerda como vc apresenta.

E é só por essa "distorção doutrinária" que venho postando meus comentários aqui, para que o debate demonstre a diversidade de posições da realidade brasileira.

Num comment passado vc foi chamado de "sábio da gávea", o que mostra como carecemos de um debate maior sobre os temas abordados neste espaço.

Na boa, concordo com o Luis Eduardo no pedido para vc sair de seu castelo da Disney e tentar enxergar melhor a realidade ao seu redor.

Quem só anda de elevador social não sabe com é a área de serviço....

Pedro Ferraz disse...

Sobre Cuba,

Neste instante milhões de crianças passam fome no mundo, nenhuma delas é cubana!

O melhor sistema da saúde da América.

Todos tem um acesso livre ao sistema educacional.

O esporte é levado a sério e traz oportunidades a todos os talentos desenvolverem-se.

Entre outras coisas....

Rodrigo Constantino disse...

Pedro, seu sensacionalismo não me comove. Ficou claro apenas que vc não tem um argumento sequer, tendo que apelar constantemente. E diferente do que vc diz, conheço muito bem a esquerda.

Rodrigo Constantino disse...

"Neste instante milhões de crianças passam fome no mundo, nenhuma delas é cubana!"

Falso. Crianças e adolescentes se prostituem por um prato de comida. Mulheres diplomadas idem.

"O melhor sistema da saúde da América."

Falso. Uma mentira repetida mil vezes vira uma "verdade". Sugiro procurar saber como é de verdade a saúde lá. É precária.

"Todos tem um acesso livre ao sistema educacional."

O verdadeiro analfabeto é o que aprende a ler e não lê. Lá existe UM único jornal, estatal. São DOUTRINADOS ideologicamente, transformados em verdadeiros idiotas úteis, como alguns que frequentam meu blog.

"O esporte é levado a sério e traz oportunidades a todos os talentos desenvolverem-se. "

Uau! Deve ser lindo ter um time bom de basquete enquanto um professor vive com $10 por mês...

Pedro Ferraz disse...

Rodrigo, sobre o sistema de saúde cubano, sugiro:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/01/302517.shtml

Sistema de saúde de Cuba é melhor que dos EUA
Por Nicholas D. Kristof 13/01/2005 às 19:04

Outras coisas sobre Cuba:

É o país americano com maior número de PhDs per capita;

Sobre a prostituição em Cuba, esta triste relaidade não é causada pelo sistema político econômico da ilha governada por Fidel, pois aqui no Brasil ou em qualquer país em graves condições econômicas este quadro ocorre;

"- Há prostitutas (e prostitutos) em todos os lugares de mundo, e em Cuba também. Lá, como no Brasil, vender o corpo não é crime. A diferença é que a prostituição em Cuba não é questão de sobrevivência, mas de opção de vida em busca de um melhor padrão de consumo proporcionado pelo dólar. Aumentou, na década de 90, em decorrência do enorme crescimento do fluxo de turistas e de estrangeiros."
http://www.unb.br/ceam/nescuba/artigos/pano115.htm

Sobre o sistema educacional cubano:

O Sistema educacional cubano é considerado um dos melhores do mundo e conta atualmente com 100% de escolarização na faixa etária de 6 a 11 anos e com um percentual de 0,2% de analfabetismo entre pessoas com mais de 15 anos.

"O verdadeiro analfabeto é o que aprende a ler e não lê." Pelo visto sua fonte de doutrinamento liberal é a mesma, Bob Fields, Bretton Woods e os livros do Malan e Cia. Já lestes a "Arte da Política"?

Acho que se o Delfim Neto passasse por aqui, ele puxaria sua orelha....

Rodrigo Constantino disse...

hehehehe

a fonte dele: midiaindependente! hahahaha
não poderia ser mais hilário!

Façamos o seguinte, Pedro: vc vai morar em Cuba, eu em Miami! OPS! Mas temos milhões de cubanos querendo justamente ir para Miami!!! E sabe quantos americanos querem ir morar no "paraíso" cubano? Nem mesmo Jimmy Carter! hehehe

Toma logo a pílula e acorda desse Matrix, rapaz!

Pedro Ferraz disse...

Outra informação importante:
Cuba ocupa a 52ª posição do ranking de IDH e o Brasil a 65ª.

Os três primeiros páíses são: Noruega, Suécia e Islândia países com regimes de governo de centro esquerda, com social democratas e trabalhistas no poder, desenvolvendo políticas de pleno emprego e siustemas públicos de ensino e saúde.

Logo, não são os países pregadores do liberalismo que garantem as melhores qualidades de vida a suas populações.

Sobre o artigo do sistema de saúde de Cuba:

Foi uma reportagem do The New York Times de 12/01/2005, ou será q este jornal é mais um instrumento de opressão ideológica do Gran General Fidel?

Rodrigo Constantino disse...

O cara é mesmo um outdoor de chavões!

IDH é subjetivo, os dados cubanos não podem ser checados pela falta de transparência.

O NWT é um jornal com forte simpatia pela esquerda.

Os escandinavos são mais liberais em economia do que vc imagina, e são ricos A DESPEITO do welfare state, não por causa dele.

Tenho artigos embasando melhor cada um desses pontos, pois, diferente do que vc disse, conheço muito bem os chavões da esquerda. São patéticos!

Pedro Ferraz disse...

O "IDH é subjetivo"?! Patético é isso. Paro aqui.

Tania Rocha disse...

Ola, coloquei o seu post no meu blog...adorei o que vc escreveu sobre o Fidel assassino....otimo!
Visita meu blog:http://cinderelaserebela.blog.terra.com.br/

Um abraço,
Tania Rocha

bruno palandrani disse...

Realmente nunca tinha ouvido falar nesse tal filme, Rodrigo

Henrique Teodoro disse...

Nossa, eu fico envergonhado de ver que eu falava as mesmas coisas que esse Pedro Ferraz e o tal Luis Eduardo...

Mas um dia eles vão ficar sabendo que:

- O New York Times NÃO É o jornal mais importante dos EUA, nem o mais lido e TODO AMERICANO SABE que ele é um jornal de esquerda...

- Os clássicos países escandinavos, "de esquerda mas desenvolvidos" são muito mais liberais que o Brasil na economia. E outra, Alguns tem população menor que a cidade do Rio de Janeiro, com PIB muitas vezes maior. Assim é fácil, né?

- O IDH de qualquer país socialista SEMPRE será subjetivo. Como você vai coletar dados VERDADEIROS num país onde qualquer informação é dada pelo Governo??? Como você vai checar a realidade se o Governo só mostrar o que ele quer, só te fornecer os dados que ele quer???

Meu caro Pedro, sinto muito mas essa você não pensou nem um pouco.

Por que vocês não pegam os maravilhosos rankings dos países mais desenvolvidos e dos países mais liberais e comparam? Que coisa!! São parecidíssimos!

E não venham com a história de metrópole-colônia pq Austrália também foi colônia... PENAL ainda por cima e está desenvolvida! Que coincidência! Ela também política liberal!!

Paulo disse...

Nota sobre os escandinavos: no índice de liberdade economica (http://en.wikipedia.org/wiki/Economic_freedom), suas posições são:
Dinamarca: 8°
Finlandia: 12°
Suécia: 19°
E tem ainda a Islandia em 5°.

Todos entre os 20 mais livres, dentre 157 avaliados.
Brasil em 81°, Cuba em 150°.

Pedro Ferraz disse...

Interessante este índice de liberdade econômica que utiliza como parâmetro de medida:
"less corruption."

Gostaria de saber como eles fazem essa medição.

Partir da premissa que o país mente seus dados para organismos internacionais como a ONU é, no mínimo, ingenuidade, pois os dados coletados são verificados por outros órgãos internacionais.

O mais engraçado é defender que só os países socialistas irão mentir seus dados. Se partirmos dessas premissas, a utilização de qualquer índice no debate será inválido.

Mas, utilizando o mesmo ranking apresentado pelo Paulo, acho interessante que o Kwait(18°)e os Emirados Árabes (16°) estão na frente da Alemanha, do Chile e de Taiwan(22°), que ganham das Ilhas Maurício e Portugal(27°), que ganham de Trinidad e Tobago (31°) que ganham da Itália, do Japão e da Noruega(36°).

Por um acaso a Noruega é a número 1 em IDH.

Para vcs que defendem o liberalismos como fonte de felicidade social, gostaria de destacar que neste ranking não aparecem os paraísos fiscais como as Ilhas Virgens Britânicas ou ilhas Cayman, talvez pq o índice delas agregue-se aos países centrais.

Sobre quem falou da Austrália, vc precisa mudar seus livros de história e geografia.

E, in fine, esse índice da wikipédia é tão realista que El Salvador está melhor cotado que a Argentina, e disparado, 27° a 86°!

Anônimo disse...

Perguntemos...

O que seria Cuba hoje se a revolução nunca tivesse acontecido?

A indústria de turismo - destruída e reconstruída por Castro - sempre teria sido uma das maiores do Caribe. A infraestrutura de turismo, hoje restrita a estrangeiros, seria compartilhada entre turistas e a classe média-alta nativa. Ah, mas isso gera desigualdade, vão dizer os nossos amigos esquerdistas...

A Bacardi e outras empresas nunca teriam escapado de Cuba, suas fábricas nunca teriam sido expropriadas e sucateadas por Castro. A mesma coisa para a indústria de charutos e outros produtos que dariam a Cuba uma posição privilegiada no mercado de bebidas e bens de luxo. Industrialização em Cuba? Mais uma trapalhada da revolução patrocinada pelos
soviéticos.

Semelhanta à Costa Rica e Porto Rico, uma Cuba livre e estável teria tudo para atrair a indústria de dispositivos médicos, drogas, e também a indústria eletrônica, graças ao seu capital humano que não foi inventado por Fidel, muito pelo contrário: foi expulso ou condicionado a viver sob a tirania.

Haveria, ainda assim, uma forte imigração para os EUA. A diferença é que estes imigrantes voltariam para Cuba, investiriam em Cuba. O capital internacional faria investimentos massivos na economia cubana. De fato, neste exato momento que o Lider Máximo convalesce, o capital internacional já está procurando nos mercados uma maneira de investir na Cuba pós-Fidel, apostando, é óbvio, em uma queda do regime.

Marian disse...

Desculpa, gente, mas eu só consegui perceber que eles querem apenas um vistinho e uma passagem para Miami, como todo esquerdista.

E a Hilde Angel, chorando no Fantástico, uma "indenizaçãozinha" básica.

Seu Creisson disse...

ô seu Pedro "Campari",Eu ando de oinbus e sô liberal....e ingnorante. se sê inteligente é ser comunista, perfiro sê uma mula(ou seria um Lulla?) vô bebe pela liberdade de cuba. Com Campari, inspirado em tú. sô ingnorante e cum equiiio.....

os Estados do Norte do país(região amazônica) tem um IDH maravilhoso. se dúvida, dá uma olhada nas estatisticas do IBGE, e no entanto........não são digamos,um exemplo de qualidade de vida..........

Cuba é lógico que a marca das:

ORGANIZAÇÕES TABAJARAAAAAAAAA.....

porque resolve o pobrema de todos...

num intendeu?

Tem um artiguio interessante sobre isssio no:
www.institutoliberal.org.br(procure o artigo:estado tabajara)


um abraço do seu creisooooooooooooon......(com equiio)

Eduardo Alex disse...

É Rodrigo, o seu estilo liberal é o oposto perfeito do estilo comuna deles: cheio de utopia! Vá lá q a ilha é uma porcaria, mas daí vc qrer passar a idéia de q Cuba nos dias de Batista era também grande coisa, é portar-se como um Emir Sader às avessas. A economia poderia ter estado nas alturas naqles dias, uma pena não ter atendido a todos. O seu santo mercado, por não atender a todo mundo, proporcionou o desejo de muitos por Fidel. Para qm não tem nada meu caro, migalha é banquete. Se liberais como vc fossem menos utópicos, teriam mais aceitação por essas plagas. Ou será q não perceberam como devem agir por aqui?

Paulo disse...

Pedro, o índice não é da wikipedia, é da Heritage Foundation. É um índice que mede 50 variáveis, entre elas corrupção.

E como voce pôde ver, a Noruega, em 30°, é sim a pior colocada entre os países escandinavos, mas mesmo assim está razoavelmente bem colocada (são 157 países avaliados).

Sinceramente não vejo porque a surpresa no fato de que El Salvador está melhor cotado que a Argentina... Este é um índice de liberdade econômica, é óbvio que não é o unico fator que influi na qualidade de vida em um país, mas com certeza um dos principais...

Rodrigo Constantino disse...

"Vá lá q a ilha é uma porcaria, mas daí vc qrer passar a idéia de q Cuba nos dias de Batista era também grande coisa, é portar-se como um Emir Sader às avessas."

Eduardo, e onde exatamente passei isso? Relatei apenas um DADO objetivo, sobre o tamanho da economia cubana antes de Fidel. Sei que aquilo já era uma droga antes. O que não impede de ter ficado uma droga muito pior, um verdadeiro inferno, depois.

Henrique disse...

Sobre o caso da Austrália, escreva "penal transportation" na Wikipédia e leia o primeiro parágrafo. Colônia penal, SIM. Com o tempo deixou de ser, lógico. Mas começou assim.

Sobre manipulação nos dados fornecidos à ONU:

Os países capitalistas podem mentir dados? Podem, mas é mais difícil esconder.
Nos países socialistas NÃO HÁ OPÇÃO. Só podem entrar onde o governo deixa, ver o que o governo deixa e TODAS AS FONTES são do governo.

Entendeu a diferença?

Bianco disse...

Rodrigo,
É a primeira vez que visito sua página. Sempre tenho lido seus artigos no MSM e no Diego Casagrande.
É sempre aterrador, para um comunista, quando alguém desmascara seu deus-estado. Ficam desorientados e raivosos quando descobrem que sua divindade era postiça.
Só não entendo por que você perde tempo batendo boca com os petralhas e comunistas. Faça como o Reinaldo Azevedo: mande-os para os sites deles, onde podem deitar, rolar e focinhar, como hienas na carniça e uivar uns para os outros com os seus focinhos vermelhos.
Argumentar com essa gente não adianta.

Bianco disse...

O problema é se o Diabo estiver com medo de, quando se juntar a Che, o Fidel tirar o tinhoso do comando do inferno e deixar aquele lugar igual a Cuba. Aí vai ficar realmente insuportável. O "Bicho" certamente sabe o que sucedeu à Fulgencio Batista.

Bianco disse...

Argumentar com essa gente não adianta...é o mesmo que tentar converter Hassan Nasrallah ao Judaísmo! Filtre esses idiotas e os mande para o espaço. A coisa que eles realmente temem é a lógica dos argumentos e a verdade dos fatos, principalmente a verdade histórica sobre a ideologia genocida que pregam. Olavo que o diga.

Deixar essa gente entrar no site é o mesmo que servir uma mesa com pratos maravilhosos e soltar um bando de babuínos junto com os convidados.

Quanto à frase "Fico triste nessas horas por não crer em inferno, pois gostaria de imaginar Fidel por lá na eternidade".

Não fica triste não. Nem tudo está perdido. Leia o livro do Pe. Gabriele Amorth (Um exorcista conta-nos). Ou a sua entrevista em ( http://www.lepanto.com.br/DCsat2.html ). Também há muitos testemunhos dos Santos da Igreja, como São Pio de Pietrelcina, p. ex. ( http://www.filhosdepadrepio.com/omal.html).

Talvez o facinoroso que prometeu o paraíso aos cubanos e lhes entregou o inferno na Terra, ainda tenha que prestar contas...

Hugo disse...

A quando das últimas noticias sobre o estado de saúde Del Comandante Fidel Castro, muitas das vozes anti-cubanas (leia-se capitalistas e neo-liberais) se levantaram para mais uma vez, tal qual videntes, preverem a morte do que para eles é um ditador cruel e consequentemente do regime que lidera.
Temos pena meus amigos, podem recolher os salgadinhos, os couverts, os papelinhos, os balões, as serpentinas e até o fogo de artificio....Fidel está para durar, por muito que isso vos custe!

Poderia acabar por aqui este meu texto mas para aqueles que andam menos informados, ou que não procuram a informação aqui vão alguns factos:

- Antes da revolução cubana, o analfabetismo atingia a esmagadora maioria da população. Hoje, nas faculdades de medicina cubanas estudam milhares de alunos do Terceiro Mundo, além dos 20 mil cubanos. Tudo isto sem gastarem um único centavo. O povo cubano é um povo culto e participativo Discute e intervém na vida política e social.

- Antes da revolução, a estimativa de vida em Cuba ao nascer, era de 59,6 anos e nos países desenvolvidos cerca de 66,1 anos. Actualmente, os nascidos em Cuba têm uma esperança de vida de 77. Há países em África, onde actualmente a esperança de vida ao nascer atinge apenas os 38 ou 39 anos.

- Antes da revolução, a taxa de mortalidade infantil, em Cuba, era de 118 para cada mil nados vivos. Dados de 23 de Julho de 2006, referem que a mortalidade infantil em Cuba foi de 5,56 para cada mil nados vivos.

- Posso falar também do bloqueio económico a Cuba que dura há 42 anos, bloqueio este imposto pelos E.U.A., da dificuldade das relações comerciais com outros países e da dificuldade de aquisição de bens essenciais.

- Por fim vamos as famosas Eleições. Em Cuba existem eleições para as Assembleias Municipais de Poder Popular (democracia directa) de dois em dois anos. Cada pessoa do bairro ou da localidade vota no seu representante. Aquele ou aquela que ali vive e viverá, leva para o poder central as demandas, as opiniões e os anseios da população daquele lugar. Nesse tipo de eleição, o protagonista é o povo, o voto é secreto, livre e o escrutínio é público. Quem trata das urnas são as crianças, algo singular neste mundo.Segundo a lei cubana, uma localidade precisa ter sempre mais de um candidato. Não há eleições com candidatos únicos. Para se eleger o candidato ou candidata precisa-se alcançar mais de 50% dos votos. Depois, os eleitos precisam prestar contas periodicamente aos seus eleitores e podem ter seus mandatos revogados a qualquer momento se o povo assim decidir.Outra coisa interessante no processo cubano é que os delegados eleitos para as Assembleias de Poder Popular não recebem nada por isso.

Esta é a verdade que é escondida, sabe-se lá porquê, pelos meios de comunicação social ao serviço dos estados capitalistas, mas meus amigos quando a informação não chega até nós, temos o dever de ir procura-la! Foi o que eu fiz!

CUBA SIM! BLOQUEIO NÃO!

VIVA FIDEL E A REVOLUÇÃO!

Rodrigo Constantino disse...

A existência de débeis mentais que, mesmo com acesso à internet e tudo, ainda defendem um genocida como Fidel Castro, é a prova de que ainda não corremos o menor risco de dar certo!

Ah sim: Costa Rica melhorou seus indicadores de forma MUITO mais avançada que Cuba, sem receber bilhões da URSS, sem matar milhares de inocentes no Paredon, sem prender todos os oponentes políticos, sem que o Estado tivesse que controlar tudo, e sem milhões se lançando ao mar, no meio de tubarões, para chegar a Miami. Quem ainda defende Fidel, dá um atestado de imbecilidade.

Reginaldo Almeida disse...

Rodrigo,

Infelizmente comunismo é como religião, quem não acredita em céu e inferno, só vai se dar conta quando chegar lá.

Imagino que as pessoas que defendem a grande educação, a grande saúde, e a grande expectativa de vida cubanos, ou nunca esteve lá, ou nunca conversou com algum cubano. Ainda não estive por lá, mas conheço um bom número de cubanos, todos bastante esclarecidos, e nenhum, se não fosse pelos seus laços de familia, gostaria de se lembrar onde nasceram.

Um país que prega a igualdade do seu povo e trata estrangeiros como reis, porque estes tem dólares, não pode pregar a igualdade. Num estado policial onde todos podem dizer o que quizerem, desde que não seja contra o regime, não é uma democracia. E se o mercado e a economia de mercado são tão ruins como apregoam os que defendem a derrocada de Doha, por que Cuba se ressente tanto do bloqueio dos EUA?

Que país é esse que exige visto de saída? Qua país é esse que cobra visto de entrada para os seus próprios cidadãos?

Esses brasileiros deveriam ir a cuba,e tentar viver como os cubanos... Pago uma passagem de ida e volta para quem quiser passar um ano por lá, sem receber dinheiro de fora do país, e sem levar dólares na cueca...

Reginaldo Almeida disse...

Antes que eu me esqueça, é muito bonito e conveniente ser um comunista como o Chico Buarque, que defende o regime de cuba, e compra um apartamente na "ille de saint louis" em Paris, avaliado em uns 3 milhões de dólares.

Comunista com o dinheiro dos outros, até eu, é só chamar que eu vou!

Bianco disse...

Vejo algumas pessoas falarem em "bloqueio" dos EUA a Cuba. Isso é uma desiformação proposital espalhada pelos amantes de Fidel. Bloqueio é quando um país isola um outro, geralmente num período de guerra, como ocorre momentaneamente com o "bloqueio naval de Israel ao Líbano". No caso de Cuba não existe bloqueio coisa nenhuma. O que há é um "embargo comercial", imposto pelos EUA tão somente "aos cidadãos e empresas americanas", impedindo-os de comerciarem com Cuba. Dito de outro modo: Cuba não consegue vender ou comprar dos EUA, entretanto "SEMPRE PÔDE MANTER RELAÇÕES COMERCIAIS COM O RESTO DO MUNDO". Mas, mesmo podendo negociar com o mundo inteiro, exceto com os porcos capitalistas americanos, o regime del comandante só conseguiu produzir miséria, escassez, fome e propaganda.
Então, culpa-se um tal "bloqueio americano" inexistente e espalha-se a mentira mundo afora para que os desinformatas e idiotas úteis façam eco.

Pedro Ferraz disse...

Costa Rica,

quintal norte americano que virou paraíso de aposentadoria dos EUA?
País com a principal commodity: bananas?

A renda melhororu graça a esse fenômen imobiliário recente, ou preciso lembrar da História da Costa Rica?

Constantino, vc já foi melhor em comparações.

Reginaldo Almeida disse...

Pedro,

Me dá teu endereço que eu te mando uma passagem ida-e-volta a Cuba, com um intervalo de 1 ano, pra você exercer lá a profissão que você exerce no Brasil. Que tal? Sem dólares na cueca, tem que viver com o fluxo de caixa de um cubano e dividir um casa de 3 comodos com 7 familias.

Pedro Ferraz disse...

Reginaldo,

olha q eu posso ir e não voltar mais...

Aí seria o sonho do todos vc, não?

E para "dividir um casa de 3 comodos com 7 familias" não precismaos ir a Cuba, basta irmos perto de onde moram nossos empregados domésticos ou do escritório e vermeos realidade similar, num país capitalista...

Lourival M. de Souza Jr. disse...

Esse Pedro Ferraz é uma piada...

Duvido muito que a saúde e a educação de Cuba sejam lá essa maravilha toda que a esquerda prega...

E mesmo se fossem, eu pergunto: vale a pena trocar sua liberdade de fazer o que quiser com sua vida, de ir para onde quiser, de gastar seu dinheiro ganho honestamente como bem entender e de outras coisas por um sistema de saúde e de educação dito "modelo"??? A vida não é só escola e hospital, não...

Tenho cada vez mais certeza de que o comunismo é uma religião como outra qualquer, e seus seguidores são tão fanáticos quanto o mais fanático dos islâmicos xiitas ou o mais carola dos cristãos...