segunda-feira, junho 07, 2010

Uma cultura "apenas" diferente



Deu na The Economist:

"In an attempt to stop child marriages, Saudi Arabia began issuing wedding contracts in which the bride's age must now be given. The move was prompted by cases of girls as young as eight being married off to much older men."

Meninas de 8 aninhos casando?! Para os relativistas culturais de plantão, isso não passa de uma "pequena diferença" cultural. E afirmar o contrário é ser um etnocentrista! Constatar o atraso cultural em diversos países islâmicos é ser um intolerante!

Como disse Thomas Sowell: "No one is more dogmatically insistent on conformity than those who advocate 'diversity'". É a ditadura do "politicamente correto".

3 comentários:

Graziela disse...

Se hoje em dia muitas pessoas se casam sem ter certeza se o terreno onde estão pisando é realmente seguro, que dirá uma criança que não tem qualquer formação suficiente para discernir o que é um casamento ... "No one is more dogmatically insistent on conformity than those who advocate 'diversity'" ... perfeito!

Marc disse...

Complementando: excisão do clitóris e circuncisão também, né ?

Bruno S disse...

Para eles é aceitável e crescem achando isso normal. Para nós não vai ser.

E para nós que dizemos ter grandes valores familiares e de proteção a infância e deixamos grande parte delas serem criadas feito vira-latas na esquina, sofrendo todo tipo de abuso, só se importando (consigo próprio) quando estas vem "incomodar"? Muitos chegam a dizer que tem que ser eliminados como vermes.

No entanto, estes mesmos colocam a mão na boca em horror ao ver notícias como estas, se preocupando com as pobres crianças do outro lado do mundo.

Não estou "jogando na cara" de ninguém em específico, é só uma reflexão de um comportamento geral.