quarta-feira, junho 19, 2013

O dia em que saí do armário... conservador


Rodrigo Constantino

"Sou reacionário: reajo contra tudo que não presta." (Nelson Rodrigues)

Se ser conservador é ter mantido uma postura cética de cautela ou mesmo aversão a essas badernas tomando conta das ruas com ímpeto revolucionário, como muitos me "acusaram", então a minha conversão está completa: eu posso me assumir um conservador. Acho que não é o caso, pois há muitos liberais com bom senso.

Mas uma coisa ficou mais clara para mim nesses dias: os meus amigos conservadores tiveram a postura mais madura e adequada nessa situação, enquanto os libertários - muitos deles - estavam brincando de revolucionários ao lado de socialistas, achando o máximo isso tudo, celebrando porque colocaram umas cem pessoas nas ruas (sério?).

Infelizmente, nossos colegas libertários ainda precisam amadurecer muito, deixar de ter sonhos infantis com grupos anônimos (covardes, portanto) que usam máscaras do Guy Fawkes e flertam com revoluções e radicalismo, ou que invadem a privacidade alheia em nome da liberdade e depois buscam refúgio na embaixada boliviana.

Não sabe brincar, não desce para o play! Agitar as massas é algo que a esquerda sabe fazer muito melhor, pois só faz isso, desde sempre, e porque as massas clamam por populismo, simplismo. Fazer coro a eles é ser massa de manobra de oportunistas de plantão. Quem aderiu a essa eufórica idéia de que um novo Brasil estava se formando nas ruas, deve estar pensando melhor agora (espero eu!).

Um pouco menos de Rothbard, e um pouco mais de Burke, Scruton, Sowell, Berlin, Kirk, Dalrymple, Jonah Goldberg, Ben Shapiro e, por que não?, Hayek e Mises! Fica a dica...  

45 comentários:

Alexandre R. disse...

Apoiado! Vi muita gente boa acreditando na balbúrdia... Vivemos dias de verdadeira histeria coletiva, infelizmente. Alguns anti-petistas fizeram pacto com o diabo para se livrar do PT. Mal sabem eles, que o monstro que estão alimentando pode ser MUITO pior do que o PT.

Diogo disse...

E um pouco de Olavo também!

Marcus Benites disse...

Provocação desnecessária aos "libertários" e aos "ancaps", que merecem a fúria do autor por não concordarem 100% com suas ideias, apenas 95%... A maioria de nós não se misturou à turba e o evento promovido pelos Libertários foi separado da bagunça e com finalidade exclusivamente de elucidação (ou não se deve tentar convencer os outros? Por que escrever um livro "Privatize já", então, com verbo no imperativo e tudo? Livro, aliás, de que gostei muito, e sou "ancap", pra se ver quão tolo é criar um conflito desnecessário com quem é próximo). A generalização foi imprópria e o ataque aos "quase iguais", no mínimo, improdutivo. Uma pena.

Thiago Cortês disse...

Caro Rodrigo, liberal ou conservador, você está se tornando uma grande referência pela lucidez e a ausência de necessidade de agradar seus leitores. Você saiu da camisa de força dos dogmas ideológicos, que obriga tantos libertários, liberais e conservadores a vomitar os mantras de sempre - que os desobrigam de pensar. Meus sinceros parabéns!

Anônimo disse...

Direto e sensato!

Eduardo Aguiar disse...

As manifestações em todas as cidades tinham grito em coro de que o movimento era apartidário. PSTU no Rio foi xingado, em outras cidades espancaram os militantes. O movimento que vemos hoje não é nem de longe ligado a organizações de interesse político (sejam sindicatos, organizações estudantis ou partidos).

. disse...

Pelo menos é um conservador que até agora mostrou que é de boa conduta, que sabe debater sem agredir a quem diverge de suas idéias e que discorda usando apenas argumentos. Torço bastante para que continue assim, já que existe tão pouca gente desse nível. Inclusive uma grande parte da direita brasileira (conservadores, liberais e libertários) não me agrada, pois agem como extremistas "detentores da verdade absoluta". Me uniria a todos estes para tirar os PTralhas e qualquer um que objetivasse um governo bolivariano do poder, mas, no dia que a esquerda sair do poder, ao mesmo tempo em que pouquíssimas pessoas (em todos os ideais políticos) aqui no Brasil sabe respeitosamente discordar das idéias dos outros?

Isso é EXTREMAMENTE preocupante, pois as poucas opções que temos de defensores do liberalismo econômico aqui no Brasil, não me inspiram confiança em suas índoles para termos um país melhor.

Joel Pinheiro disse...

Caro Constantino, se estivesse em São Paulo, você devia ter vindo ao protesto dos Libertários.

Não nos misturamos, em momento algum, com a marcha do MPL. Éramos um movimento independente (inclusive fisicamente - nossa base era em outro lugar), com propostas totalmente diferentes.

Quando a marcha do MPL cruzou conosco, fizemos questão de marcar essas diferenças com cantos, panfletos e argumentos. Posso dizer que falei com dezenas de pessoas e creio que todas elas saíram mais simpáticas à ideia de liberar a prestação de serviços de transporte (vans, taxis, mototaxis - que em São Paulo é proibido, ônibus).

Nenhum jornalista que passou por nós deixou de notar isso: éramos um protesto diferente, oposto em sua proposta, pelo qual a marcha estava passando.

Felizmente, quem estava com a gente não ajudou a engrossar o coro e a marcha dos estatistas.

. disse...

Pelo menos é um conservador que até agora mostrou que é de boa qualidade, que sabe debater sem agredir a quem diverge de suas idéias e que discorda usando apenas argumentos (claro que ninguém é perfeito). Torço bastante para que continue assim, já que existe tão pouca gente desse nível. Inclusive uma grande parte da direita brasileira (conservadores, liberais e libertários) não me agrada, pois agem como extremistas "detentores da verdade absoluta". Me uniria sim aos liberalistas (os que realmente quisessem nosso país melhor) para tirar os PTralhas e qualquer um que objetivasse um governo bolivariano do poder, mas, no dia que a esquerda sair do poder, ao mesmo tempo em que quase ninguém (em todos os vieses políticos) aqui no Brasil sabe debater respeitosamente?

Isso é EXTREMAMENTE preocupante, pois as poucas opções de defensores do liberalismo econômico que temos aqui no Brasil, não me inspiram confiança em suas índoles para termos um país melhor.

Anônimo disse...

ah, busca outra referência para pensar as "massas" pq o Le Bon tá bem defasado, já foi enterrado, por favor... se quiser te mando umas boas referências...mas tem que perguntar que não sou boba de mandar de mão beijada, colaboração só com os irmão da luta! ahahahahaha


Rody Cáceres disse...

Apoiado. Vou compartilhar no face.

Esdras Beline disse...

perfeito! Cheguei a esse mesmo raciocínio hoje cedo. Ler seu post me fez ver que não fui o único

Anônimo disse...

Através de Reinaldo Azevedo acabei de conhecer seu blog. Parabéns. Pelo bom conteúdo, vou deixar para ler com mais vagar amanha. Precisamos de gente como você.

Anônimo disse...

Bravo artigo. Zé Dirceu, José Sarney, Collor, Cabral, Alckmin, Haddad, Paes, Dilma, Lula e outros políticos devem estar adorando o seu artigo. Vamos ver se ficando atrás de sua biblioteca vc vai mudar o Brasil para melhor !!! Vc e o Reinaldo Azevedo saíram menores nessas manifestações. Uma pena

Anônimo disse...

Amigo Constantino,

Fica a dica... prá ti: um pouco menos de Reinaldo Azevedo, e um pouco mais de Augusto Nunes.

Vamos deixar o E. Burke para o próximo upgrade.

Atte,
Eduardo, um leitor assíduo e admirador sincero do teu trabalho.

Dayher Giménez disse...

Merece um sinceríssimo e altissonante "Deus seja louvado"! rs

Marcelo disse...

Mais Olavo também! [2]

Frédéric Bastiat disse...

Rodrigo, a julgar pelos seus últimos textos (com os quais concordo, diga-se de passagem), só posso concluir que você tem andado com os libertários errados.
Sou libertário (não sou ancap) e, assim como meus demais colegas libertários, não engrossei o coro dessa galerinha nas ruas, não. Apenas falamos contra a truculência da PM (quando houve), e contra a demência dos vândalos. Defendemos o direito ao protesto pacífico e respeitoso, ainda que não concordemos com a causa central. E claro, apoio também os libertários que foram às manifestações com propostas de cunho liberalizante para o Brasil. Enfim, reitero: os libertários com os quais você tem interagido parecem ser de uma vertente desorientada. Libertário de verdade não compactua com anonymous, por exemplo. Abraço!

Anônimo disse...

Vai ser difícil alquém montar nesse movimento. Começando pelo fato que a massa esta brigando por sempre ser mal montada. Vamos ver.

Por outro lado a culpa é única e exclusiva de nosso sistema que de democracia só tem a urna. O resto não funciona.

A própria urna funciona bem mal, afinal quem escolhe os candidatos? E depois eles são fieis a que?

Pepe Legal disse...

O caminho do conservadorismo e libertarianismo é o mesmo, tendo diferencas apenas na reta final. O caminho ainda nem foi percorrido e ambas as partes já perdem tempo com detalhes.
Livre-mercado e estado minimo deviam ser as palavras de ordem. Depois dessas conquistas (utopicas) se discute o resto.

Anônimo disse...

o evento promovido pelos Libertários foi separado da bagunça e com finalidade exclusivamente de elucidação

Se alguém tinha alguma dúvida de que esse pessoal vive no mundo da lua, e de que são um peso pra causa libertária, a prova está aí.
Naquelas circunstâncias nada podia ser separado da bagunça. Tanto é que a coisa mais comum foi a ação de baderneiros misturados.
E que palhaçada é essa de 'elucidação'? No meio da rua, de uma multidão gritando clichês esquerdistas você vai querer dar aula sobre a mitologia do São Rothbard é? Patético.

Você apenas confirmou tudo que já havia sido dito. Vocês ancaps são uns moleques que não tem noção de nada, mesmo depois de explícita o papel ridículo que fizeram ainda vem comemorar terem estado do lado de um movimento esquerdista.Patético.

Se você fosse honesto admitiria que foi apenas massa de manobra.
(Aliais, querer honestidade desse pessoal é querer demais, se eles fossem honestos mesmo mudavam o nome da tralha deles pra instituto Hoppe)

ntsr.

Pasquim disse...

Não importa quais espantalhos criem para os conservadores, eles são muito mais lúcidos e coerentes. Creio que isso se deva ao fato de termos uma abordagem muito mais ampla. Enquanto os liberais estão falando de livre mercado, nós nos preocupamos com economia, política, literatura, história, psicologia, direito...

Anônimo disse...

'que merecem a fúria do autor por não concordarem 100% com suas ideias, apenas 95%'

Deixe de ser hipócrita, são os liberais clássicos e minarquistas que são achincalhados diariamente naquele esgoto intelectual que é o site de vocês.Como o próprio Rodrigo disse 'pra vocês Mises e Hayek são esquerdistas, então acho que estou em boa companhia'

Bote uma coisa na sua cabeça seu imbecil: NÓS NÃO PRECISAMOS DE VOCÊS, nem o Rodrigo, nem o Olavo (pra quem não sabe no facebook o Olavo estraçalhou esses retardados recentemente) nem NINGUÉM. Se a direita se unir, vai ser SEM vocês.

Agora pode voltar pra sua choradeira eterna por uma anarquia sem sentido que não vai existir nunca.

Marcus Benites disse...

Ao anônimo das 7:54: Você consegue expor alguma ideia sem xingar seu oponente? Se não, lamento informá-lo, mas quem não se distingue da turba de esquerda é você, meu caro... De resto, são interpretações suas sobre o movimento dos Libertários (e eu não estava lá, só pra constar), que respeito, embora discorde delas. Sobre as críticas à "anarquia que não vai existir nunca", também acho que "mudar as coisas pelo voto" é de uma ingenuidade sem tamanho, e no entanto é o que foi defendido aqui (não você que, pelo visto, deve sonhar com uma "mudança de coturno", não?)... Em todo caso, ao contrário de você, que idolatra personalidades e ignora o fato de que elas possam dizer bobagens (agora Olavo de Carvalho é argumento de autoridade superior a Rothbard, valha-me Deus), estou sempre aberto a conversar. Mas há duas condições: que haja argumentação e não xingamentos; que a pessoa do outro lado não seja um "anônimo" (tem medo de quê, exatamente?). Um abraço.

Anônimo disse...

Está matéria prova que eles tem sim envolvimento com o PT, e pelas causas que ainda "lutarão" tem o braço armado do PT, o MST envvolvido...

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1298145-grupo-mantem-ato-hoje-na-paulista-e-diz-lutar-pela-tarifa-zero.shtml

Renato Calmon disse...

Eu até lia seus textos diários,e concordo em muitíssimos pontos com "suas" idéias, mas faz um bem a você mesmo e esquece as manifestações. Vai falar da quebra da Petrobrás,da inflação, porque parece que de povo você não entende. Eu estava lá e não tem bandeira política puxando o carro.Eu mesmo não tenho partido. Seus ataques de canal no Youtube não tiram ninguém do poder. Faz um favor: Vira o disco! Desliga a GLOBO!

Tiago Vieira Gomes disse...

No começo, Rodrigo, eu fiquei muito excitado com os protestos, porém, pensei um pouco e comecei a perceber a ideologia esquerdista por trás destes movimentos. Não acho nenhuma graça em brincar de Revolução... Ainda mais que, como bons leitores de História, sabemos que a grande maioria das revoluções só trouxeram sofrimento. A Revolução Russa é um exemplo.

Anônimo disse...

O Reinaldo Azevedo está mais preocupado com as eleições na Estado dele.
Brada aos quatro ventos que a manifestação é ilegal, imoral, reacionária, praticada por vândalos e "manipulados" em sua essência.
Tudo para defender seu PSDB e o sr.Alckmin.
O que se vê, em sua maioria é um tipo de nova manifestação no Brasil. Pessoas de todos os níveis e classe sociais, exigindo um basta para esta situação que o país atravessa.
Eu participai, como Liberal/conservador e não vi nenhuma bandeira ou partido liderando estas manifestações. Ao contrário, vários foram rechaçados, inclusive por mim, que não dou representatividade a nenhuma partido esquerdista extremista radical ou qualquer esquerda.
Rodrigo, um conselho; Procure entender o que significou este movimento e tente trazer para o nosso lado. O povo, em sua maioria, que lá esteve, está procurando mudanças.
Chega de pseudo defensores liberais, que não enxergam uma mudança de posicionamento da população, mesmo que esteja embaixo do seu nariz.
Queremos também é que nossos liberais mudem um pouco de comportamento.
Saiam de suas telas de TV e computador, vindo conhecer e procurar entender o recado que está sendo dado.
Vamos nós, os liberais, mudar a postura. Vamos derrotar o inimigo no campo deles, o povo já está pra lá de cansado desta turma do lulalá/dilms/fernando henrique.
Abs,
Altair Soares

Anônimo disse...

Amigos, por favor não se deixem levar pela emoção. O que o Rodrigo diz é 100% pertinente. Estamos fomentando algo que não podemos e não sabemos lidar. Isso só fortalece o inimigo, pois nesse jogo eles são muito melhores que nós.Nosso campo de batalha é outro. Pensem, leiam, reflitam...

Abraço,
André

Pasquim disse...

Cumpanhêiros, concordo com alguns dos comentadores. Afinal, a história mostra que os métodos usados nas atuais manifestações funcionam. olha só:

"um movimento espontâneo, antigovernamental, que se espalhou, aparentemente, sem liderança, direção, controle ou objetivos muito precisos."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Russa_de_1905

Anônimo disse...

Caro,Constantino.Agindo dessa maneira reacionária, vc está afastando todo o pouco apoio jovem que você tinha. Tenho 18,compartilho de ideais liberais e sempre fui oposição a esse governo esquerdista e estatista.Como oposição que sou, saio sim às ruas para protestar contra esta classe politica que não me representa!Como liberais,representamos uma pouca resistência a este pensamento de esquerda dominante no país.Assim, no momento que você mostra-se contra tais manifestações, perde o total apoio dos jovens do pais, que assim, encontram suas esperanças revolucionarias em pensadores de esquerda. Use a cabeça,Rodrigo,a juventude é essencial!

Anônimo disse...

Depois reclama que não recebe apoio dos mais jovens...trata-se de um movimento majoritariamente de caráter apartidário!Bandeiras do PSTU e PSOL muitas vezes foram VAIADAS nestes protestos. pô, cara, larga dessa, nao estamos numa revolução comunista, apenas estamos cobrando melhores condições de nossas autoridades!

Vânia Luz disse...

Estou em uníssono com o 2º, 22º comentários ... claro que concordo com o texto também. Embora eu não seja a favor de todos os pensamentos de Constantino, algumas de suas escritas são sensatas e podem ser absorvidas.

Rodrigo disse...

Com todo o respeito, mas a extrema suspeita dos conservadores para com o povo, sempre assombrados com 1793 e 1917, mostra o quão despreparados vocês estão para lidar com a realidade atual, ou pelo menos começar um diálogo com a massa da população de que vocês mesmos, com todo esse ar elitista, fazem parte. Prudência é algo útil, mas muitos conservadores me parecem ter mais problema com o povo nas ruas do que com qualquer outra coisa. Como vocês podem dizer que defendem um modelo bom se ainda nem fizeram as pazes com a democracia que existe desde o século XIX? Cadê a busca do contato com as pessoas comuns, fora da Academia e dos blogs endogâmicos?



Pasquim disse...

Rodrigo,

Não é que somos "elitistas" ou temos algum problema com o povo nas ruas, simplesmente olhamos para o passado como experiência real, analisando suas causas e efeitos. Não somos ingênuos de achar que porque algo aconteceu há muito tempo atrás não irá acontecer novamente porque estamos em outra era. Lei Tocqueville, a democracia na América, suas suspeitas são os fatos de hoje.

Tudo que Tocqueville aponta como os "perigos da democracia" são fatos hoje. Você acha que os tempos mudaram, e de fato mudaram para pior. O que era um risco autoritário é o cotidiano das mais consolidadas "democracias".

http://www.youtube.com/watch?v=74TvtPhBqoI

Anônimo disse...

Amigo Constantino,
E aquela papo interessante, "Direita Unida"? Ao que consta, só conversa. A direita brasileira quer ficar no canto do salão, fazendo beicinho, discutindo migalhas e reclamando que a esquerda fica com todas as moças bonitas. Com conservadores desse naipe, quem precisa de esquerdistas? Dois neurônios e uma sinapse são suficientes para constatar que o PSDBista Reinaldo Azevedo está adotando esse mesmo discurso. Lamentável a tua ingenuidade! Reitero: observa a postura do Augusto Nunes, na mesmíssima Veja. Enfim, estimo pela tua pronta recuperação e agradeço pela acolhida ao contraditório.
Um abraço de um leitor assíduo, que admira o teu trabalho e trajetória.

Anônimo disse...


Ôpa, esqueci de assinar.

Atte,
Eduardo S. P. (anônimo das 12:16 e 4:44 PM)

Anônimo disse...

Tudo para defender seu PSDB e o sr.Alckmin."

PSDBista Reinaldo Azevedo "

Tico se acha esperto e tenta sacar qual é a do Reinaldo. Teco vai na mesma linha. Vamos torcer que encontrem mais sinapses e virem esse disquinho "reinaldo é do psdb"

Tentam encontrar uma razão em seus minúsculos e delicados cérebros para justificar seu miolo mole voltado ao ATRASO.

Vão estudar!

Lucas disse...

Nem Hayek ou Mises conseguiriam permanecer impassíveis diante do que se passa hoje no Brasil.

Ir às ruas fazer uma catarse pode fazer bem até para um conservador como vc, Rodrigo. Falo isso numa boa, eu fui, experimentei, gostei.
Vou fazer de novo?
Dificilmente, mas recomendo. No mínimo, vc terá reafirmado sua postura. Seus argumentos para negar aderir ao movimento soam preconceituosos. Como espera que a teoria austríaca ganhe força sem a predisposição de seus defensores em anunciá-la publicamente?

Abraço

Lucas disse...

Outra coisa: como vc espera que a população se conscientize política e economicamente?
- Aguarda que a massa resolva, subitamente, acessar seu blog, resolver ler "a riqueza das nações", dps "intervencionismo - uma análise economica", dps "O mercado", "o caminho da servidão" e, por fim, "desnacionalização do dinheiro", para entender como precisam se livrar das amarras do Leviatã brasileiro?
De fato, as manifestações têm caráter radical e baderneira, mas há bons indícios de negação aos partidos de esquerda. O momento é propício à elucidação das massas via palanque, o que quer que seja. A presença de liberais não pode ser condicionada ao caráter do movimento, até pq que ele cresceu demais para ser definido como de esquerda. Essa é a nossa chance de fazer algo a respeito da ignorância do povo, sob a pena dele descambar de vez para os obscuro "caminho da servidão".

Anônimo disse...

Rodrigo Constantino : vc não nos representa. O Brasil querendo mudança e vc vem com Burke, conservador defensor do status quo ? Vc acha que o Brasil de 2013 é igual à França de 1789 ou a Rússia de 1917 ? Para sua informação, militantes petistas foram vaiados hj na Av Paulista. Entendo o Reinaldo Azevedo porque ele sempre foi o homem do PSDB paulista na imprensa. Agora vc ? Decepção

Rodrigo Sias disse...

Constantino,

Não perca tempo e venha logo para o campo conservador!

Também escrevi um artigo sobre as manifestações na minha coluna semanal no Brasil Econômico:

http://brasileconomico.ig.com.br/noticias/manifestacoes-sao-passe-livre-para-o-ressentimento_133210.html

Veja o que acha!

Um abraço,
Rodrigo






rodrigo disse...

Reinaldo não é do PSDB, mas com certeza ele gostaria de ser. Ou talvez do PV, do PMDB, de qualquer partido que não fosse "de mentirinha" e fizesse oposição a essa PIADA que é o governo brasileiro. Mas estamos no Brasil, e as coisas aqui são ridículas por natureza. Dizer q Reinaldo é de tal partido é confessar que não entende o que ele quer dizer. Mas não se assuste, isso é comum, cômodo, superficial, simplista, imediatista, ou seja, é a cara desse nosso povo.

Anônimo disse...

não creio no que propôs.Sou a favor de transformar o Brasil em um país com qualidade de vida europeu.Acho que a melhor maneira de destruir a esquerda é se apropriar daquilo que ela se julga dominar,ou seja,o populismo.

Anônimo disse...

com todo respeito, precisa se informar melhor sobre o movimento. Mesmo no movimento a maioria NÃO ERA de esquerda, grande maioria. Tanto que vaiaram e ate bateram em militantes de esquerda. Todos fizeram questão de mostrar que aqueles partidos NÃO nos representa. Se nao fosse essas pessoas, a esquerda dominaria toda a manifestaçao e ai sim o governo iria tentar de tudo pra agrada-los.

Quanto aos eventos do LIBER, foram mais pra espalhar ideias liberais pras pessoas, como falaram, muitos panfletos foram distribuidos, a maior parte das populaçoes nao conhece as ideias liberais, mas pensam parecido, so nao apoiam por convencimento

E aos retardados dos comentarios que tao xingando uns aos outros libertarios, conservadores, ancaps, como seja, deixam de ser infantis e burros. A esquerda domina quase tudo no Brasil(exatamente pela passividade da direita), e voces falando que nao se misturam um ao outro que pensam quase iguais...