sexta-feira, novembro 19, 2010

Brasil e Irã: negócios são negócios



NOVA YORK - A representação do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU) se absteve na quinta-feira da votação de uma resolução condenando amputações, chibatadas e o apedrejamento como forma de punição no Irã. Outros 56 países também se abstiveram e 44 votaram contra, mas o documento foi aprovado com o apoio de 80 integrantes da ONU. Uma resolução similar aprovada no ano passado obteve 74 votos a favor e 48 contra.

Comandada pela embaixadora Maria Luiza Viotti, a missão diplomática argumentou que o Brasil reconhece os problemas de direitos humanos no Irã, especialmente os das mulheres e de minorias como a comunidade Baha´i, mas avalia que o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad está avançando na cooperação com a ONU.

No texto do voto, a diplomacia brasileira afirma que as situações de direitos humanos devem ser examinadas de uma maneira "verdadeiramente holística, multilateral, despolitizada e não-seletiva". A embaixadora afirma que as resoluções sobre países específicos são as únicas, dentro do trabalho do Terceiro Comitê, "são as únicas que não passam por um processo de consultas abertas e transparente".

[...]

Comento: O grande humanista, presidente Lula, está apenas seguindo a máxima expressa por seu ministro das Relações Exteriores Celso Amorim quando escolhe ignorar as barbaridades praticadas pela teocracia iraniana. Eis a máxima: negócios são negócios! O Brasil estava em ótima companhia. Basta ver outros exemplos de países que se abstiveram de condenar o Irã na ONU: Butão, Nigéria, Equador, Guatemala, Benin, Angola, Zâmbia... E quem liga para mais uma mulher apedrejada pelo "crime" de adultério, mesmo o marido estando morto? Viva o relativismo cultural! É preciso ter uma visão "holística" da coisa, entendeu? Assim caminha a insanidade...

37 comentários:

Marc disse...

Haja estômago para ser brasileiro hoje em dia... Tenho vergonha de ser desse país.

robálo disse...

A política externa do Brasil nos torna o paladino dos aloprados,dos irresponsáveis,dos ressentidos.....
Parece que aos olhos do mundo estamos no mesmo pacote que Hugo Chávez, Ahmadinejad,Kadafi, Fidel Castro,Zelaya e todos os terroristas anti-americanos .Nossas simpatias já não podem mais ser escondidas e logo veremos as consequencias deste festival de decisões estapafúrdias e excêntricas, frutos da ideologia do subdesenvolvimento intelectual de nosso país.

Corruptocracia: Roubar é poder! disse...

Externamente, o governo Lula não criou nada de novo em termos de intercâmbios. O próprio comércio com países como Paquistão, Irã e Arábia Saudita já foi maior. As relações do Brasil com o Irã, que é o maior mercado do Oriente Médio, estão restritas a esse papo de guerrilheiro anti Wall Street que Lula leva com Ahmadinejah. Fica aí discutindo se o Irã pode ou não pode ter bomba atômica - uma besteira infrutífera, que só faz dar razões à indústria bélica norte-americana e ao seu grande consumidor, Israel.

Fica se enrolando com o Chávez, outro personagem a serviço dos interesses do Pentágono; vai em Cuba justo no dia em que morre um preso político. É só esse tipo de ambiente de contenda e de falta absoluta de ideais comerciais ou culturais, e até mesmo de ideias políticos elevados.

Burocratoparasita da União disse...

Na minha opinião, Lula é visto internacionalmente como um bonachão meio cretino, boa vida e largado, falador sem conhecimento de causa. É perdulário e está a frente de um país de dimensões continentais, muito rico, com grandes mercados, o típico cliente que uma administradora de cartão de crédito quer ter, e de preferência tendo dificuldades para manter a solvência.

Tudo isto que apregoam de "elevação social" durante o governo Lula, nada mais é do que o ambiente festivo numa sociedade que passou de uma economia poupadora para uma economia creditícia, financiada. Os dados são claros. Dívida pública de 10 mil reais por cabeça, dívida privada de 2,75 mil por cabeça, dívida externa de 1,5 mil por cabeça. Me diga se faz sentido cada família brasileira estar devendo quase 60 mil reais e ainda estar pagando quase 25 mil reais por ano em impostos.

Quem ficou com todo este dinheiro? Se tudo que o brasileiro consumiu ele pagou, não teve nada de graça. Quando precisou de saúde pública, ou segurança, ou educação, ele teve um serviço de baixíssima qualidade - mas pelo qual ele pagou, ao recolher os impostos.

Há quem diga que quando você se torna um grande devedor de banco, o banco passa a se preocupar com seus negócios. Mas quem tem patrimônio para cobrir passivos arranjados com leviandades, deve evitar cometer leviandades. Porque neste caso o banco terá maior interesse em tomar as garantias. E Lula é leviano. Mão aberta. Anda pelo mundo fazendo duas coisas: dizendo asneiras e distribuindo dinheiro. Angola, Bolívia, Cuba... Quem está fornecendo o dinheiro que Lula está torrando, sabe que Lula está hipotecando coisas boas, a Amazônia, um mercado de quase 200 milhões de consumidores, grandes reservas de petróleo e minérios em geral, só para falar no mais evidente.

Anônimo disse...

Burocrato,
o governo Lula talvez entenda que os grandes agentes financeiros internacionais precisam, mais do que nunca, de quem tome dinheiro oferecendo um mínimo de garantias. Afinal, a chamada "crise" foi simplesmente a queda do castelo de cartas em que se transformou esta "corrente da felicidade" em que se tronsformou o chamado capitalismo. O governo Lula pode estar certo torrando dinheiro como um adolescente bêbado - que é o que ele vem fazendo. Mas em que esta farra toda está sendo investida? Cultura, educação, desenvolvimento econômico? Não. A matriz econômica brasileira está empobrecendo.

tragier disse...

Ele pensa que está abafando. Pensa que está abafando ao aparecer ao lado de Fidel Castro, por exemplo. Ele não está abafando. Pelo simples fato de que Fidel Castro já morreu. O submarino lançador de mísseis que flutuava emboscado ao largo da Ilha, e por cujo esconderijo os soviéticos pagavam a Fidel 3,5 bilhões de dólares por ano, menos do que custava o próprio submarino, este ilustre hóspede foi embora. O próprio Gorbachov veio a Cuba agradecer a parceria e comunicar que a mamata havia acabado. Mas o Lula não pode entender isso - porque Lula não estudou.

VENCESLAU disse...

Esse 'esquerdismo' brasileiro em geral sempre preferiram defender os marginais/criminosos:

- Sequestradores
- Assassinos
- Invasores de terras
- Ditadores

Esse é o tipo de pessoa que eles chama de "exemplo" e modelo.

Gabriel Meurer disse...

Se continuarmos a trilhar esse caminho vamos nos igualar a Venezuela, Coréia do Norte, Turquia, Cuba e outros que compõem o eixo do mal. A nossa imagem de país democrático e que defende os direitos humanos vai por água abaixo...

O que me deixa mais intrigado com relação a isso é que os esquerdopatas do PT se orgulham da política externa adotada nos últimos anos pelo molusco... lamentável!!! Parabéns seus déspotas HIPÓCRITAS!

dilton disse...

O Brasil deve manter a linha de “ativismo diplomático”?

O CARTAGINES disse...

LÁ VAI O LULINHA PAZ E AMOR DAR COSTAS QUENTES PRA MAIS UM DITARDOZINHO, BARRELA E SEM CPF NISSO O LULA CAPRICHA, NAO É DE DESCONFIAR, PORQUE ELE GOSTA TANTO DESSE TIPO DE GENTE.. VAMOS FICAR DE OLHO MINHA GENTE

A diplomacia de Lula disse...

consiste em 3 pontos:

1 - Doar o patrimônio brasileiro aos países pobres;

2 - Doar camisa da seleção aos ricos;

3 - Ajudar todas as ditaduras sanguinárias.

Anônimo disse...

Lula, o ignorante vaidoso, toda vez que tenta aparecer usando algum acontecimento no exterior, quebra a cara.
Lá todo mundo já percebeu que Lula não passa de um mané!
Aqui ele é o manipulador dos ingênuos. Lá ele é o ingênuo manipulado!

Marianca d'Avila disse...

Este traste do Lula nunca perde a oportunidade de ficar quieto. Genti, como é que uma mulher pode estar incomodando o Governo por ter supostamente traido o seu marido ? .?
Eu quero ver ele falar isto é na frente do Tirano que vem matando, torturando e estruprando estudantes que se manifestam contra as atrocidades e loucuras deste aiatolá atômico.
Só seres inergúminos e perniciosos como Lula e Hugo Chaves para trocarem afagos com tirandos, ditadores, genocidas e todo bicho ruim do mundo.

Diógenes Gonçalves Leite L disse...

O mal de se viver em países totalitários é por causa disto. Não se tem liberdade alguma, até o corpo e consciência da pessoa pertence a outrem. Acho que o Brasil está caminhando um pouco para esse lado.

CIDADÃO disse...

CAMARADA AHMADINEJAD, MANDA ESSE URÂNIO LÁ PRO PT QUE ELES ENTENDEM DE ENRIQUECIMENTO.

Gê disse...

É com esses assassinos que o nosso estúpido governo se associa. Eu me envergonho dele e dos 85% de parvos que o aprovam.
Vergonha!

Anônimo disse...

A sensibilidade com os direitos humanos dessa turma tem cor e é vermelha. Prestem atenção nos argumentos dos petralhas defendendo o indefensável, a não interferência em assuntos de outros países. Acho que já se esqueceram de Honduras. Ah, tá! Honduras é diferente, lá havia companheiro prejudicado. Haja cara de pau! Finalmente, para refrescar os memórias curtas, é só lembrar as declarações delle no caso dos cubanos presos políticos que faziam greve de fome na prisão dos irmãos Castro.

fejuncor disse...

É inútil tentar demover um ignorante como Lula da Silva de seu oceano de obscurantismo, barbarismo, imoralidade. Lula é a personificação do degradado que veio dar nestas terras tropicais desembarcando das caravelas e avançando sobre o meio par derrubar, matar, derriçar, vandalizar e arrotar com a barriga cheia de pinga.

Inútil o escritor tentar demover os ignorantes de sua ignorância. Essas observações são importantes porque comportam um sumário da realidade dos fatos. Mas ninguém espere que este ignorante sequer repare que é o que é: um ignorante dantesco em pleno exercício de sua barbárie.

Henrique L disse...

Já argumentei milhares de vezes com conhecidas que votaram na Dilma que a dita cuja é conivente com ditaduras que assassinam e torturam mulheres. Mas parece que nada faz com que troquem de opinião!
Parecem aquela moçada da Universal: mostram o Macedo dizendo “ou dá ou desce” e os trouxas continuam pagando o dízimo!!!! Vai querer ser tapeado assim lá na ponte que partiu. Essa gente ME DÁ MEDO!!!!

teo_ocampo disse...

Isso é que é idade das trevas. Mas tudo bem....é a “autodeterminação dos povos” , né, Amorim e Lulla ......,,

Diego de Paula disse...

É preciso uma visão holística. Acho que não é qualquer um que consegue ver as coisas dessa maneira.

Eu não sei por que, mas continuo achando que barbarismo é barbarismo em qualquer lugar do mundo, independente de ter ou não uma visão sobrenatural.

##

ntsr disse...

Muito bizarro na entrevista coletiva depois de confirmado que tinha ganhado, a dilma falando: 'EU SOU CONTRA O APEDREJAMENTO DA IRANIANA'
É como alguém ser estúpido o suficiente pra falar que a agua é molhada ou que a terra é redonda achando que isso é uma grande coisa
Onde iremos parar...

... disse...

ABRIGANDO CRIMINOSOS E TERRORISTAS

Segundo o governo italiano, o benefício concedido pelo governo Lula a Cesare Battisti - condenado à prisão perpétua por quatro assassinatos na década de 1970, época em que militava no grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC) - tem "o indisfarçável objetivo de obstruir o seguimento do processo de extradição de Battisti, que tramita no Supremo", além de afrontar a Constituição Brasileira e os tratados internacionais.

Olivério Medina, ex-guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), a quem o Brasil deu amparo, foi beneficiado pelo instituto do asilo político.Se um monge tibetano fugindo das atrocidades chinesas, vier para o Brasil, será considerado refugiado. Medina é asilado, tem um status mais elevado do que refugiado, no Brasil. Em seu país de origem, ele foi condenado por homicídios, seqüestros, roubos etc, tudo corporificando ações terroristas. Em 1991, comandou um ataque a uma base militar, disto resultando vários mortos e feridos, além do seqüestro de 17 militares. O curioso é que, antes de entrar para a guerrilha, fora padre. Trocou a batina pela farda e a bíblia pelo fuzil.

MAS NÃO PROTEGENDO ESPORTISTAS

Erislandy Lara e Guillermo Rigondeaux são pugilistas cubanos. Eles integravam a delegação cubana nos jogos Panamericanos do Rio de Janeiro em 2007. Nunca roubaram, nunca tiveram posições políticas. Eles se retiraram da delegação e pediram asilo ao governo brasileiro. O governo negou e passou a procurá-los. Erislandy e Ghillermo precisaram se esconder no litoral norte do Rio de Janeiro. Duas semanas depois foram encontrados, presos e imediatamente deportados.

TERIAM SIDO EXECUTADOS?

Não se tem notícias concretas de seus paradeiros. Podem estar mortos, executados pelo regime cubano. Outra possibilidade é que tenham conseguido fugir numa segunda tentativa, desta vez para a Flórida, primeiro Erislany (em 2008) e depois Guillermo (em 2009). Da Florida teriam seguido para uma das nações da União Européia onde estariam, livres, praticando e ensinando esporte. Talvez alguma informação sobre eles possa ser conseguida, desde que pertinente, junto a representações diplomáticas da Bundesrepublik Deutschland, da République française ou do Reino de Espanha.

DEBOCHE

Em uma de suas festivas viagens a Cuba, coincidiu de Lula estar lá no exato momento em que Emiliano Zapata, dissidente do regime de Fidel Castro, morria por greve de fome. A declaração do presidente do Brasil, na oportunidade, constui-se uma das maiores afrontas aos direitos humanos e à luta da humanidade em busca de desenvolvimento político, fraternidade e igualdade:

“Eu acho que greve de fome não pode ser utilizada como um pretexto dos Direitos Humanos para libertar pessoas. Imagine se todos os bandidos que estão presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade”

Anônimo disse...

Rodrigo, leia NOM- socialismo reconfigurado, hedonista, panteísta, naturalista e por aí vai afora
Lula é apenas um vassalo dos PODERES que regem a NOM - ELE NADA MANDA...É apenas um bobo da corte
O objetivo é ATRASAR O BRASIL e destruir os EUA para implantação do fascismo mundial- uma colméia humana, de seres estúpidos, sem vontade, sonambulos - como são os petistas
Quem nada nesta coisa é a maçonaria inglesa e francesa

Anônimo disse...

Concordo plenamente com as penalidades do mundo islâmico para os casos de criminosos que atentam violentamente contra a vida das pessoas, tais como os assaltantes, sequestradores, terroristas, estupradores, etc.É isto que está faltando neste país da quase completa impunidade.O que são revoltantes, para mim, não são as penas em si, mas por serem também aplicadas contra pessoas erradas.

Paulo Roberto

Miguel disse...

"Negócios são negócios", diz o Governo Lula...

E depois somos nós, os liberais, que amamos o dinheiro sobre todas as coisas.

Anônimo disse...

Que ingenuidade é essa?

Negócios são negócios mesmo!

A ONU por acaso tem peito de lançar para voto uma condenação formal a Arábia Saudita, melhor amiguinha dos EUA, pela, por exemplo, punição de 200 chibatadas e 6 meses de cadeia por uma mulher ser VÍTIMA de estupro?

Não né? Esse país, de monarquia absolutista q faz o Irã parecer um passeio no parque, ninguém lembra, pq será?

De qualquer forma, Brasil poderia muito bem condenar este ato do Irã sem perder a parceiria. É só deixar claro que apesar das boas relações, não concorda com tudo que acontece.

ntsr disse...

Eu acho que isso de 'negócios' é só balela, gente como o lula só quer mais e mais poder.

Augusto Cezar disse...

Infelismente, a autodeterminação dos povos é legal, se legitima ou moral, é outra história. Está presente nas constituições de muitos estados democráticos. No entanto, tem se tornado desculpa/justificativa de homens de más companhias como o Lula; omissão em casos que arriscam os direitos humanos é vergonhoso. O que muito se discute, é o limite da autodeterminação dos povos, e eu acho que o limite da autodeterminação dos povos, desta autonomia, é claramente delineado quando há ameças internacionais(quando esta autonomia é napoleonica - como a ameaça de armas do Iran no nipe Sadan de ser) ou aos direitos humanos! O mundo globalizado precisa repensar autodeterminação de povos/lideres beligerantes - que vão levar além das fronteiras aquilo que se permitiu armar dentro -, principalmente com lideres/povos que querem impor seus valores REGIONAIS, ao mundo todo como esse louco lider do Iran.

Essa dilma vai ser a mesma merda eu acho!

Kitagawa disse...

O problema é que claramente esse imbróglio todo só ganhou holofotes por causa de interesses políticos específicos dos EUA. Outros países mais ditatoriais e mais sanguináros ganham vista grossa, desde que atendam aos interesses americanos. O Irã sabe disso, o governo brasileiro também. Isso é perseguição pura, e é bom que os Brasil não entre nesse coro manipulado e interesseiro. E o interesse aí não é pelos direitos humanos das mulheres, mas pelo acirramento, pelo confronto, até que se chegue num ponto em que se justifique um ataque.

ntsr disse...

Kitagawa, então um erro justifica outro?

AC disse...

Uma pergunta "fora de lugar": é correto dizer que a solução para a crise financeira mundial seria a China tornar-se um estado mais gastador, vale dizer, mais socialista, investindo em saúde, previdencia, etc, e criando algo como um salário mínimo que aumentasse o mercado consumidor chinês? As condições do trabalhador da China hoje não configuram "concorrência desleal" que, se corrigida, implicaria em mais consumo, aquecendo as economias em todo o mundo?

João disse...

E olhe que se trata de uma mulher... Mas para o "nosso guia", as pedradas serão, na verdade, apenas bolinhas de papel e "aquela mulher" se fingirá de morta para prejudicar o governo popular do companheiro e amigo ahmadinejad.

Kitagawa disse...

NTSR, o governo nunca justificou o "erro", nunca concordou com esse aspecto do sistema iraniano, nunca disse que isso está certo. Assim como do ponto de vista brasileiro, muita coisa não está certa em quase todos os países. O que o governo não concorda é com a seletividade que condena uns e libera outros segundo interesses economicos ou politicos. É contra essa lógica de que quanto mais poderoso ou amigo dos poderosos, mais se deve (ir)relevar aspectos dos direitos humanos. Veja que nesse sentido o Brasil é mais avançado que o EUA, já que aqui é ilegal o aborto e não tem pena de morte. No entanto vc nunca vai ver nosso governo condenando ou pressionando os EUA para mudar isso. E os EUA, assim como Irã, numa hipotese dessas diria: isso não é da conta de vcs.

ntsr disse...

off topic: Rodrigo, n vai cometar o mackenzie, os gays e a liberdade de expressão nao?

ntsr disse...

Kitagawa, se o governo brasileiro tivesse vergonha na cara sería o último do mundo a reclamar de dois pesos e duas medidas.O assassino italiano cesari batistti vai levar uma vida boa aqui pelo resto da vida, enquanto os atletas cubanos que pediram asilo aqui levaram um grande pé na bunda.

duvida disse...

Ainda existe algum ditadura sobrando pra Lula se aliar a ela?