terça-feira, novembro 09, 2010

Liberalismo em 12 livros

Alguns colegas liberais acharam a lista anterior muito extensa, o que poderia gerar confusão ou mesmo afastar potenciais leitores interessados no liberalismo (vivemos num mundo corrido demais, com excesso de informação, onde tempo é um bem de luxo, sem falar que muitos são preguiçosos mesmo). Portanto, resolvi reduzir a lista para apenas 12 livros, a maioria em português. Por que 12? Porque eram 12 apóstolos, ora! Brincadeira. É porque assim vocês podem separar um livro para cada mês do ano de 2011. Quando o ano acabar, serás um liberal com embasamento, não resta dúvida! Vamos à lista:

1- Democracia na América, de Tocqueville
2- O caminho da servidão, de Hayek
3 - A revolta de Atlas, de Ayn Rand
4- As seis lições, de Mises
5- A Lei, de Bastiat
6- Economia em uma lição, de Hazlitt
7- 1984, de George Orwell
8- A rebelião das massas, de Ortega y Gasset
9- A liberdade, de John Stuart Mill
10- Em busca de um mundo melhor, de Karl Popper
11- Free to choose, de Milton Friedman
12- A conflict of visions, de Thomas Sowell

Agora sim, não tem mais desculpa! Quem não for um liberal preparado até o final de 2011 é porque gosta mesmo de viver imerso nas profundezas do pântano esquerdista!

25 comentários:

leandro disse...

Não tem o 2º tratado sobre o governo. Pelo menos para mim, foi de longe mais importante do que Friedman. Claro que quem puder ler os dois que leia, mas a argumentação liberal de Locke é extraordinária.

Anderson disse...

Muito obrigado pela relação de livros Rodrigo! Eu estou entre os que pediram para você colocá-la aqui. Mas, sem querer ser chato (e já o sendo), que tal colocar no blog em destaque essa relação? Poderia ter essa lista como "livros recomendados" ou algo assim. Bom, é só uma sugestão... Digo isso por que essa lista vai entrar nos arquivos (como todos os seus artigos) e possivelmente outras pessoas não a verão no futuro. De qualquer forma, já copiei a lista para ter comigo. Um abraço!

Anônimo disse...

Rodrigão, o Revolta de Atlas leva um ano para ser lido... (e eu acho meio chato, mas isso é uma questão de gosto). Troca pelo Locke!

Anônimo disse...

Caramba, tem bastante coisa interessante no "libertyfund.org"!

Collection: Classics of Liberty;
http://oll.libertyfund.org/?option=com_staticxt&staticfile=show.php%3Fcollection=71&Itemid=27

Collection: An Introduction to the Study of Liberty - Works to Begin with:
http://oll.libertyfund.org/?option=com_staticxt&staticfile=show.php%3Fcollection=70&Itemid=27

Paulo H. O.

Gustavo disse...

E quais seriam os 12 livros para conhecer melhor o inimigo socialista?
Das Kapital, Manifesto Comunista, Mein Kampf, e o q mais?

Rerisson C. disse...

Eu já li O caminho da servidão. E parte de 1984.

Gilberto Hauer disse...

Olá, Constantino.

Em se tratando da sua citação de Popper, não poderia deixar de fazer um breve comentário sobre o título que foi dado à obra, na língua portuguesa. O mesmo no original é: Auf der Suche nach einer besseren Welt – Vorträge und Aufsätze aus deiβig Jahren . Apenas a primeira parte deste título, “ Auf der Suche nach einer besseren Welt” foi traduzida, para produzir o título em português, como: “Em busca de um mundo melhor” .

Entendo que o tradutor pudesse ter imaginado que a sua tradução para o título viesse a ser mais atraente para um eventual leitor. No entanto, considero que produz um tom romântico demais, tendo em vista a natureza do assunto abordado. Daí que, para mim, o texto original permitiria, poderia e até deveria ter sido traduzido como: “Em busca de uma visão mais adequada do mundo”.

Devendo-se acrescentar que, à luz da sua epistemologia falseacionista, ´visão mais adequada do mundo´ seria: aquela visão de mundo da qual o referido mundo não “discordasse”.

Washington Fajardo disse...

e filmes?

Lucas disse...

Não tenho preguiça de ler, na verdade pra mim é um grande prazer. Acontece que ultimamente não tenho tempo pra ler nada. Bem que você podia fazer mais vídeos no youtube que assim pelo menos ouço enquanto trabalho.

Gonçalves disse...

Rodrigo,
Sei que nenhuma lista é exaustiva, mas permito-me citar um livro que considero essencial, devendo não apenas estar entre os 50 mencionados, mas entre os 10 mais significativos. Trata-se de Man, Economy and State, do Murray Rothbard. Quem quiser, pode encontrá-lo no site do Ludwig von Mises Institute.

Rodrigo Constantino disse...

Obrigado a todos pela participação. A lista não se esgota aqui, claro. Teria vários outros livros para recomendar. Tentei preparar uma lista sucinta que fosse suficiente para dar base a qualquer liberal.

Sobre filmes, o Instituto Mellenium está preparando uma lista de recomendações, e eu ajudei com alguns nomes. Depois eu crio minha lista.

ntsr disse...

Tem algum desses de distribuição gratuita?
Rodrigo, vai comentar o ENEM não?

Adriano disse...

As duas versões da série televisiva Free to Choose que deu origem ao livro homônimo de Milton Friedman estão disponíveis gratuitamente em
http://miltonfriedman.blogspot.com, juntamente com algumas ótimas entrevistas com ele. Imperdível!

Adriano disse...

Poucos sabem, mas o livro Free to choose, de Milton Friedman, teve tradução para o português:

FRIEDMAN, Milton. FRIEDMAN, Rose. Liberdade de Escolher: O Novo Liberalismo Econômico. Trad. Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Record, 1980.

Creio que o livro não esteja mais sendo impresso, mas há exemplares à venda em muitos sebos: http://www.estantevirtual.com.br/qtit/liberdade-de-escolher.

livemusic disse...

Ótima lista, Rodrigo!

Lembrando que alguns desses livros estão disponíveis para leitura no site do Mises Brasil, segue o link:

http://mises.org.br/Ebooks.aspx?type=99

Augusto Cezar disse...

Rodrigo, valeu mesmo indicação bibliográfica, dos dois posts. Abraço

PS: Você mandou bem no debate sobre as cotas

Anônimo disse...

Faltaram dois indispensáveis: Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley) e O Papalágui (Erich Scheurmann).

Obrigada pela lista. Sucesso!

Joel Castro disse...

E começa os estudos...
Obrigado!

Anônimo disse...

Ótima lista. A propósito, aqui um texto muito bom também:

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=668

ntsr disse...

'que tal colocar no blog em destaque essa relação? Poderia ter essa lista como "livros recomendados" ou algo assim. Bom, é só uma sugestão... Digo isso por que essa lista vai entrar nos arquivos (como todos os seus artigos) e possivelmente outras pessoas não a verão no futuro. '
[2]

Germano disse...

"Nascimento da Biopolítica"
E qualquer texto do Colóquio Walter Lippmann.
Aí, vamos ver até onde vai as consequencias do liberalismo.

Germano disse...

Ou "vão", hahahh.
Mas, reconheço, a lista é boa. Controlando pela variável "ser um liberal", coeteris paribus, como diriam os econometristas.

Germano disse...

Acrescenta aí:
"Law, Legislation and Liberty", do Hayek. Os 3 volumes, claro.
Vale, no mínimo, pela cultura estupenda do Hayek.

Fabinho disse...

Pena apenas metade da metade destes livros estejam disponiveis para vender traduzidos e possam ser encontrados numa saraiva da vida. pq de resto.

estou lendo o facismo de esquerda pela sua recomendação do seu vídeo, é realmente um ótimo livro.

Anônimo disse...

Rodrigo, sou pedagoga, caminhando pela trilha incerta da economia e me deparei com você e seus escritos sobre Mises. Estou procurando seu livro Uma luz na escuridão pois vou citá-lo na dissertação de mestrado em Ciências da Educação de tema geral "A Gestão Democrática" O conceito de Ação Humana" de Mises coaduna com a ideia de ação e ação corresponsável que pretendo investigar na gestão democrática da escola pública. Como faço para adquirir?