segunda-feira, dezembro 21, 2009

Maldito Aquecimento Global



Pelo menos 40 pessoas morreram castigadas pelo frio na Europa. Na Alemanha, o frio da madrugada de sábado atingiu -33,6 ºC na cidade de Funtense, na Baviera. Na França, a madrugada de domingo foi uma das mais frias do ano, com 24 ºC negativos no norte do país. Já nos Estados Unidos, as nevascas interromperam os serviços de transporte público, levaram as empresas a cancelarem voos e dificultaram as compras de Natal um fim de semana antes do feriado. Cerca de 56 centímetros de neve eram esperados para cair na noite de sábado na região de Baltimore e Washington. Essa é a pior tempestade de neve a atingir a área desde fevereiro de 2003.

Tudo isso se deve ao AQUECIMENTO GLOBAL. Não é mesmo? Se 40 pessoas morrerem de CALOR durante o verão, os ambientalistas engajados vão logo culpar o aquecimento global. Se há furacões, é culpa do aquecimento global, independente dos piores furacões americanos terem ocorrido no começo do século XX. Tudo passou a ser culpa do aquecimento global. É uma situação análoga a jogar uma moeda onde cara eu ganho, coroa você perde. Se há mais frio em algum lugar do planeta, é por causa do aquecimento global. Se há mais calor, idem. Por isso o novo termo em voga, "mudanças climáticas", que protege melhor a seita verde de constrangimentos - já que falar em aquecimento global durante a maior nevasca dos últimos tempos pode parecer estranho.

Quem nunca viu a foto do urso polar abandonado no meio de um bloco de gelo derretendo, como "prova" do aquecimento global? Mas e se mostrarem o aumento da população de ursos polares em outro local? E se mostrarem lugares na Antártida onde o gelo está, de fato, aumentando? Talvez isso não fosse interessante na estratégia de criar pânico, vender alarmismo, pregar o Apocalipse iminente. O planeta vai derreter! É culpa do homem, das indústrias, do seu carro, do capitalismo! Precisamos de mais poder no governo, mesmo que países socialistas sejam mais poluidores em termos relativos! Diante desta retórica alarmista e oportunista, representada pelo seu melhor ícone, Al Gore, alguns dados precisam ser ignorados - ou manipulados. E chamam isso de ciência?

A partir de hoje, lembrem-se: se pessoas morrerem de calor, ou de frio, tanto faz, pois é tudo culpa do maldito aquecimento global.

27 comentários:

Tiago disse...

Eu moro numa das regiões mais quentes da França e mesmo aqui chegou a nevar. É relativamente raro neve por aqui.

De qualquer forma, esse debate do aquecimento global é complicado, a gente fica sem ter em que acreditar na real. Não que eu defenda mais poder a governos, mas você já viu esse site http://www.skepticalscience.com/ ?
Ele responde cada um dos argumentos dos céticos...

Adamos Smithson disse...

A análise do Rodrigo está mais uma vez correta.

Quando se analisa uma série temporal, basta observar um trecho de queda para deduzir que existe uma grande tendência de queda, ou que não há uma tendência de alta.

Ainda mais tratando-se do clima global, uma variável linear e facilmente modelável. Basta observar um dia de frio em uma determinada cidade e pronto, esfá provado que o aquecimento global é uma grande mentira, C.Q.D.. Isso, meus amigos, é ciência.

Rodrigo Constantino disse...

Adamos, não é questão de alguns pontos fora da curva, mas sim a PARCIALIDADE com que "ambientalistas" tratam os fenômenos. O mesmo tipo de notícia, que por si só não quer dizer muito sobre o futuro do clima, seria tratado de forma totalmente diferente caso fosse em prol da tese do aquecimento. Haveria headlines em tudo que é jornal, mostrando os impactos catastróficos do aquecimento, matando gente de calor.

Entendeu agora?

Adamos Smithson disse...

Nisso eu concordo com você, sem ironias.

Existem os cientistas do aquecimento global, que trabalham com ciência de verdade. Existem, também, os não cientistas que não fazem ideia do que estão falando. Acontece que o fato destes existirem não invalida a ciência praticada por aqueles.

A reportagem da Globo sobre "a diminuição das calotas polares prova que o aquecimento global é causado pelo homem" foi provavelmente feita por repórteres idiotas e direcionada certamente para telespectadores ignorantes. O efeito não prova a causa.

Já os relatórios do IPCC e o famoso relatório Stern, esses sim são científicos. Me surpreende ver que tem gente que dá mais atenção para o "programa sobre o gelo que passa depois da novela" do que para uma série de trabalhos científicos que podem ter um grande impacto para a nossa espécie.

lRhapsody disse...

Existem os eco-chatos, os eco-bobos e os eco-vivos. Estes últimos são os piores. Procuram arrancar dinheiro para torar vantagem e preservar seus empregos e pseudo-pesquisas. O aquecimento global é a maior palhaçada. Hoje têm crianças pequenas dizendo que não vão poder viver quando tiverem 20 anos porque o planeta está condenado. Estão espalhando o terror baseados em dados manipulados. Vergonha!

Jota Fagner disse...

alguém aqui já leu ao Ambientalista cético?

Rodrigo Constantino disse...

Sim, Jota. Eu li este e o "Cool It", do mesmo autor (Bjorn Lomborg). Recomendo ambos.

Adamos Smithson disse...

Alguém leu o relatório do IPCC? Claro que não, né? O pessoal por aqui só lê algo quando já sabe de antemão que a conclusão vai ser aquela que ele gostaria de ler.

Recomendo a TED Talk sobre o perigo de se ouvir apenas uma história.

Rodrigo Constantino disse...

Adamos, se vc quer "ouvir apenas uma história", basta ligar a TV e abrir os jornais. Só tem uma história sendo contada: que o derretimento do planeta é iminente, e que a culpa é do homem (capitalismo).

ntsr disse...

Agora por outro lado...
Com ou sem aquecimento global, como é que a economia vai crescer pra sempre,tirando recursos da terra,sem a terra crescer pra sempre?

Rodrigo Constantino disse...

ntsr, vc é malthusiano?

Resposta: vai crescer através dos GANHOS DE PRODUTIVIDADE, através dos avanços tecnológicos.

Hoje se produz muito mais com muito menos! Viva o capitalismo...

ntsr disse...

Não sou malthusiano, so penso que mesmo a melhor e menor tecnologia precisa de alguma materia prima
Eu sei que antes precisava derrubar trocentas arvores pra fazer livros, hoje tem o kindle e tal, mas mesmo o kindle precisa de matéria prima...eu fico imaginando as coisas daqui há uns 500, 600 anos...
Eu sei que em Israel por ex, tem tecnologia pra crescer plantas debaixo da terra,eu sei que o canadá tem cidades inteiras debaixo da terra, mas mesmo isso não dá pra crescer pra sempre

Rodrigo Constantino disse...

Eu confesso que se preocupar com algo daqui a 500 anos não faz parte do meu estilo!

Já pensou a turma na Idade Média pensando como seria o planeta em 2010?!?!?! Quanto eles teriam acertado? E se falassem para os romanos que um dia o planeta teria 9 bilhões de habitantes?!?!?!

Vamos pensar nos próximos 30, 40 anos, que já está bom demais!

ntsr disse...

Eu sei que nao é nem uma questao de capitalismo x socialismo pq os paises socialistas tb sao porcos na hora de usar os recursos da terra, acho que eh uma coisa inerente à humanidade mesmo, crescendo feito louca...talvez a única solução seja mesmo colonizar outros planetas, mas aí a questão é: o que fazer com o bixo azul?

Adamos Smithson disse...

Rodrigo, tirar qualquer conclusão sobre um assunto como o Aquecimento Global baseando-se Na história que a mídia catastroficista e não-científica divulga seria tão estúpido quanto fazê-ló baseando-se em livros não-científicos de autores que não possuem qualquer tipo de formação ou experiência com qualquer tipo de ciência natural.

Me impressiona a quantidade de gente que gosta de dar palpite sobre o asunto sem ter lido nenhum texto científico sobre o assunto.

Nadia disse...

O termo "aquecimento global" pode levar a certos equivocos. O frio não vai necessariamente sumir... O que teremos são processos de desertificação, com alternância entre o extremamente quente (e seco) e o demasiado frio. Como no Saára.

Adamos Smithson disse...

Não, Nadia. Aquecimento global significa que em todos os lugares do mundo e a qualquer momento as temperaturas vão estar maiores do que antes.

Se um dia uma medição mostrar uma temperatura de uma cidade menor do que a do dia anterior, isso significa que o aquecimento global é uma mentira criada pelos comunistas e pelo george soros para dominar o mundo!!!!11!!1

samuel disse...

Gostaria de corroborar o comentário de ntsr said...
Pelos cartazes (Industrialmente impressos) empunhados pelos manifestantes em Copenhagen: "PLANET NOT PROFIT" vê-se que são ideológicos e anti capital. Embora o inventário do comunismo após seu desabamento, mostrarem terem sido eles os maiores destruidores da natureza: investimentos irracionais, inadequados aos fins a que se propunham, destruidores, sem preocupação ecológica, os aquecimentistas estão fazendo da luta ambientalista uma luta política do pobre contra o rico, uma arma para fazer o capitalismo morrer pelos dados meteorológicos e evitando assim que enxerguemos o que realmente importa: crescimento populacional, exaurimento dos recursos da terra, ignorância do ser humano, etc...

Adamos Smithson disse...

Quem ouve o pessoal falando que o aquecimento global é coisa de pobre contra rico pensa que o assunto foi inventado pelo Brasil ou pela Africa. Os mais preocupados com o assunto são os Europeus, principalmente na parte rica da Europa (Alemanha, Países Nórdicos, França, Inglaterra, e por aí vai).

Alexander Queiroz disse...

Rodrigo, acompanho seu blog a algum tempo ja, lhi seu livros,
em especial priseoneiros da liberdade. o que devo elogiar,
ele me ajudou muito em discursoes no meu curso de geografia, aonde praticamente todos os professores e alunos são comunitas, porque acham romatico. usam grandes cabelos e falam em poesia.

porem nesse caso do aquecimento eu ja estudei algumas coisas, sou sexto semestrita em ciencias da terra. pela universidade do estado da bahia, e acho que voce desta vez esta errado. a imagem do urso é realmente apelativa, porem variaçãoes de temperatura fazem parte do sistema de ajuste do natural do globo. infelizmente isso é algo dificil de provar.

no entanto voce não pode negar, o que homem comete abusos sobre o meio ambiente,desde pelo menos a revolução industrial, e não estou dizendo que o progresso seja ruim, o que digo é que precisamos aprender a conviver com ele.
de maneira consiente, assim com na economia por exemplo, afinal esse mundinho azul, é o unico que temos, é preciso viver bem, com os frutos da ciencia e do progresso, mais tambem é preciso, aprender a respeitar.

espero que não me enteda mal.
estou de acordo com praticamente todas suas opiniões sobre politica e economia, mais seu conhecimento sombre geografia e climatologia é realmente pobre.

Gilberto Hauer disse...

Concordo plenamente com o seu raciocínio! Pior é que, também nesta questão, está cada vez mais em uso o recurso de designar como científico o que não é. Então, evocando declarações que nada têm de científicas, mas afirmando-as como tais, pretendem dar credibilidade aos seus discursos que não passam, única e exclusivamente, de político-ideológicos.

Inclusive, costumam fazer uso de afirmações que atribuem a supostos cientistas. Mas ignoram que mesmo que tivessem sido feitas por esses tais cientistas, de título, isso, por si só, não garantiria a cientificidade das afirmações. E muitas delas não passariam, de fato, de meras especulações metafísicas!

Como sabemos, em ciência, faz-se previsão; e existem regras metodológicas a serem seguidas, para que uma previsão possa ser aceita como científica. Contudo, o que esses metafísicos fazem mesmo são “profecias”, já que não observam aquelas regras.

Além do mais, abusam dessa coisa ridícula que, em Epistemologia, se descarta como válida, por caracterizar o delírio “antropocentrista”: achar que o Ser humano seja o centro do Universo e, por isso, possa mudá-lo, quando quiser.

Só mesmo o Lula e a sua “cumpanheirada” esquerdista, no Brasil e no muuuundo, para propor, por exemplo, que se possa fazer cessar os efeitos da força “G”, da gravidade, por meio da ação política, qual seja, para exemplificar, por uma “medida provisória” ou um decreto presidencial.

Aprendiz disse...

Como acreditar no aquecimento global se há um clima de caça às bruxas contra os cépticos? O debate não aconteceu como devia, artigos cientificos que não agradam aos poderosos são rejeitados por pressão política nas revistas, editores que aceitam artigos de cépticos são ameaçados, e isso vem ocorrendo há anos.

Imaginem um jovem cientista apresentando um trabalho a um colega experiente. O jovem chega a um resultado que enfraquece a tese do aquecimento global. Seu colega mais velho lhe diz "Não tente publicar isso, rapaz, você não conseguirá, será perda de tempo. E mesmo que conseguir, poderá prejudicar sua carreira. Além disso, pense na nossa universidade. Esse tipo de trabalho espanta o financiamento".
Então o jovem cientista muda sua metodologia, não porque tenham percebido algo errado nela, nem porque alguém tenha apontado algum erro, mas apenas porque seus resultados não são politicamente aceitáveis. Se, com a nova metodologia, seu trabalho apresenta resultados mais palatáveis, ele vai em frente e publica. Se os resultados "ruins" continuam, abandona o tema e dedica-se a outra linha de pesquisa.

Qual o resultado estatístico da pressão constante, por anos, de agentes políticos e econômicos, numa direção preferencial, sobre as pesquisas climáticas?

Tiago disse...

Adamos,

Mas quem falou que a Europa não tem um marxismo fortíssimo? As críticas ao capitalismo aqui são ferrenhas.

Eu trabalho na Fraça. Recebo junto com todos os meus holleriths propagandas marxistas que os sindicatos obrigam as empresas a mandar. Os sindicatos aqui têm mais poder e são ainda mais agressivos que no Brasil... aqui eles chegam a seqüestrar patrão, ameaçam explodir a empresa (literalmente!) e, pior, saem impunes.
Sindicatos do setor público então, greve é esporte pra eles...

Tiago disse...

Voltando ao assunto do tópico, acho que os céticos em aquecimento global antropogênico deveriam dar uma olhada no site que eu coloquei logo no primeiro comentário que fiz.

De forma alguma vou defender mais poder a governos, ainda menos numa escala mundial.. e também acho que existe muito alarmismo, como houve com a gripe suína... mas completamente desacreditar na tese do AGA é difícil, a gente não tem conhecimento suficiente pra isso, e querendo ou não, a maioria dos cientistas não rejeita...

Eu fico divido nessa discussão... por "instinto" tendo a não confiar muito numa tese sustentada principalmente por dinheiro roubado. Mas o fato é que ter uma opinião baseada em "instinto" não é lá muito científico...

fejuncor disse...

Reduzir 36,234117% das emissões FUTURAS de CO2 só pode ser uma grande piada "bolada" pela cabeça de algum top-top Garcia. Não entendo por que esta gente não propôs a redução de 98%, soaria muito melhor e se coloca então um nariz de palhaço a opereta bufa ficaria completa.

Tmb discordo do modo como as discussões sobre esse tema são colocadas (impostas) as metas voluntárias estão parecendo apostas em jogo de pôquer 38%, 40%, 45%... completamente não criveis sobretudo se considerarmos o foco das políticas, com base na esqurdista idéia de privações sobre o consumo - um caminho inverosímil.

Bizarro como vêm tratando isso, a coisa está virada ao avesso realmente, até editorias como a Exame já enviesam por esse lado. Numa reportagem recente ela passou um pano para China (que inaugura uma termelétrica a carvão por semana) como a “vedete da economia de baixo carbono”, enquanto espetava os EUA. Sim, estranho mesmo, aquele país que há pouco alcançou o posto de maior poluidor do planeta.

“Os vermelhos serão verdes?” http://portalexame.abril.com.br/revista/exame/edicoes/0957/mundo/vermelhos-serao-verdes-514136.html?page=1

Everardo disse...

Alexandre Queiroz, você concorda com quase todas as opiniões do Rodrigo sobre política e economia? Pelo que você diz, discorda de todas...

Hess disse...

é isso aí, Constantino!!

esse negócio de aquecimento global é uma balela e estão fazendo mesmo uma tempestade em bidê de louça.
pois além de tudo já passamos o ponto de retorno e nem adianta parar de passear de Humvee, pombas!!
ai ai !!!...