terça-feira, dezembro 01, 2009

O ‘mensalão’ do DEM



Rodrigo Constantino

Os novos escândalos em Brasília suscitam reflexões sobre o sistema político totalmente podre no país. O governador José Arruda foi pego num profundo esquema de corrupção. As imagens dos vídeos, ao contrário do que afirma o presidente Lula, falam por si só. Não há como negar fatos tão escancarados. Ou Arruda era chefe de uma quadrilha, ou fazia parte dela, de forma passiva. A desculpa esfarrapada de que o dinheiro servia para comprar panetones para crianças carentes ofende o bom senso daqueles que ainda o possuem nesse país. O Brasil virou mesmo um grande circo, e os palhaços somos nós!

O primeiro ponto a ser abordado é o estágio de metástase que o câncer da corrupção chegou no Brasil. Todos os grandes partidos parecem verdadeiras máfias organizadas, com as metas de chegar ao poder, desviar recursos públicos e se perpetuar na mamata. Como explicar milhões gastos em campanhas para receber um salário de poucos milhares? Haja altruísmo! Claro que a realidade é outra: a política virou um negócio lucrativo para mafiosos. Gente inescrupulosa é atraída para a política para “se dar bem” à custa dos nossos impostos. Eis a verdadeira luta de classes existente no país: de um lado consumidores dos impostos, e do outro os pagadores. Quando as vantagens de ser um parasita são grandes demais, o resultado é cada vez menos hospedeiro pagando a conta.

Os principais partidos estão cada vez mais parecidos. O PT teve seu esquema nacional de “mensalão”, o PSDB teve o seu em Minas Gerais e agora o DEM apresenta sua versão no Distrito Federal. Iludem-se aqueles que sonham com a chegada de um novo partido “diferente de tudo isso que está aí”, formado por santos honestos e preocupados somente com o “bem-geral”. A política é um jogo sujo, e acaba atraindo os piores tipos. Claro que existem exceções, mas esse “jogo democrático” não passa de uma guerra pelo poder, onde os fins justificam quaisquer meios. Alguém realmente acha que o PV de Marina Silva seria tão diferente no poder? Alguém acredita que Ciro Gomes mudaria tudo isso?

A mudança não vai ocorrer através do próprio meio político, com a tomada de poder pelos “bons revolucionários”. O corporativismo dessa gente é de assustar. Mesmo políticos “concorrentes” ficam receosos nessas horas, tímidos nos ataques, sem demandar medidas drásticas e imediatas, justamente porque sabem que amanhã podem ser eles no vídeo. Todos têm rabo preso. Além disso, parece paradoxal esperar um grande programa de redução do poder político através da conquista do próprio poder político. Não é por aí que vem alguma mudança estrutural. Mas de onde ela virá então?

Eis onde surge a importância da luta no campo das idéias. Somente mudando a mentalidade da maioria das pessoas poderemos mudar essa realidade lamentável. Educando as massas, enfim! Mas não através do próprio governo, naturalmente. Como esperar educação liberal, de boa qualidade, que estimula um olhar crítico, justamente através daquele interessado em manter o povo na completa ignorância? O governo tem interesse em manter o povo refém, reverenciando o próprio governo como uma espécie de deus. Somente quando esta mentalidade mudar haverá menos escândalos de corrupção. Afinal, esta é diretamente proporcional à concentração de poder e recursos no governo. Quando o sucesso de uma empresa depende da canetada de um burocrata, parece lógico que a corrupção será fomentada. É preciso retirar o governo da economia!

Outra causa importante da corrupção é a impunidade. Uma reforma no Judiciário é fundamental, para reduzir a morosidade dos julgamentos. Acabar com os privilégios dos políticos também é primordial para evitar que tudo acabe em “pizza”. Mas, novamente, isso só será viável através da mudança da mentalidade das pessoas. Enquanto os eleitores votarem nos políticos corruptos porque recebem migalhas em troca, porque estão satisfeitos com a economia etc., o recado será perverso: a imoralidade não tem custo. É preciso dar um basta a isso, eliminar da vida pública aqueles que, pelo menos, foram pegos roubando. Isso não vai garantir que os novos eleitos sejam honestos, pelos motivos expostos acima. Mas ao menos será um recado um pouco mais duro para os que foram pegos com a boca na botija. O recado das urnas já é um começo.

Por fim, os liberais só têm a agradecer pelo fato de o PFL ter mudado de nome para DEM. Nessas horas fica mais claro porque o movimento liberal deve ser apartidário, lutando principalmente no campo das idéias. Um partido como o DEM não deve mesmo usar o termo “liberal” em sua sigla. O que César Maia tem de liberal, por exemplo? Qual o programa do DEM que realmente defende valores liberais? Nós, liberais, não queremos ligações com fisiologistas de “direita”, que pregam concentração de poder no governo.

Claro, o DEM pode abrigar algumas pessoas sérias e até com genuíno viés liberal. Até torço para que essas pessoas consigam expulsar os velhos caciques do partido e mudar sua cara. Mas qual a probabilidade real disso? A esperança é a grande falsária da verdade! Não parece mais provável que essas pessoas sérias é que serão eliminadas do partido? Infelizmente, sim. Por isso, quando me perguntam por que não entro para a política, respondo que não toleraria o seu jogo sujo, e por conseqüência não sobreviveria por muito tempo nela (ou literalmente). Prefiro tentar mudar alguma coisa através de artigos como esse. É mais saudável para minha saúde física e mental.

33 comentários:

Everardo disse...

Acredito, Rodrigo, que a tecnologia e a imprensa, juntamente com a renovação nos quadros do Ministério Público e na Polícia federal têm colaborado na descoberta e apuração dessas práticas, que não acontecem somente aquí e somente agora. São antigas e acontecem em quase todos os países.

Antonio Abreu disse...

A política, pelo menos a do Brasil, tende a ser interpretada, cada vez mais, como sinônimo de corrupção, impunidade e enriquecimento ilícito. Não é para menos, os maus exemplos estão aí. A política não se parece mais com sua antiga definição etimológica que relembra a filosofia clássica. Talvez essa seja a verdadeira intenção dessa “máfia” e elite política que nos são apresentadas incondicionalmente. O sufrágio é uma ilusão, e a democracia é uma dúvida.

fejuncor disse...

Consórcio de corrupção. Nenhum partido escapa pois é ela que move o governo, o único motivo de existir a União "Todo poder emana da corrupção e em seu nome é exercido".

Há uma cultura de corrupção e há uma institucionalização da corrupção. A corrupção está industrializada, ela se aprimora num ritmo mais forte do que outros campos da sociedade, e tomou conta do Estado.

O Brasil não tem mais solução a não ser a dissolução da federação. Não adianta insistir nesta república federativa que aí está. Ela foi tomada pelo crime organizado, pela corrupção. E as quadrilhas que a dominaram não vão soltar o osso.

Quanto antes aceitarmos essa realidade, melhor.

ntsr disse...

É o que acontece depois do pão e circo, o império desaba.

ntsr disse...

(off topic)Rodrigo, pq tu nunca comentou sobre aquela blogueira cubana que fala o que a esquerda brasileira adoraria que ninguém soubesse?
http://portalimprensa.uol.com.br/portal/ultimas_noticias/2009/11/09/imprensa31947.shtml

Ela Fala de como é lenda aquela história de que não falta comida, produto de limpeza e todas essas coisas de que se precisa. Fala de como o filho dela aprende a dizer na escola que quer morrer heroicamente pela revolução...

Rodrigo Constantino disse...

Estou esperando ler o livro dela para escrever algo. Já comprei. Agora falta ler.

GD 24 disse...

Não existe mágica. Sem reforma politica e educação nada muda.

Sou micro empresário e desisti de vender para o estado e prefeituras. Sempre tem mutetra.

Gostaria de seguir carreira politica. Como? um vereador em Florianópolis gasta mais de 1 milhão para se eleger. Dá prá ganhar isso em 4 anos?

É evidente que o sistema tá podre. Bem intencionado ou não você acaba ficando refem do sistema.

ntsr disse...

(off topic 2)
Outra coisa que vc podia comentar era que(tirado do blog do mordechai)'Um grupo de hackers interceptou e publicou e-mail trocados entre cientistas em favor da teoria do aquecimento global nos quais eles se mostram preocupados porque as informacoes colhidas na ultima decada nao mostram o aquecimento apregoado.

Ao contrario do publicado pelos cientistas que criaram a tesse do aquecimento global, a populacao de Ursos Brancos polares tem aumentado a tal ponto que estes estao entrando nos povoados esquimos a procura de comida. Uma reportagem de ontem mostrada num dos Canais Canadenses, os Inuits afirmaram nem eles nem seus bisavos nunca viram tantos Ursos brancos Polares na regiao, especie que estaria em extincao face ao aquecimento global.'

samuel disse...

"Todo poder emana da corrupção e em seu nome será exercido".
Ajunte-se a este lema a ideologia e V terá a mais inexorável máquina de corrupção jamais montada neste país, o PT. É preciso cooptar com a roubalheira porque ela é do seu partido E de sua ideologia.
É preciso sim formar no Brasil um partido político para que as idéias liberais que V defende, sejam ouvidas nas Assembléias também.

Sergio Oliveira Junior disse...

PERFEITO !!! Sempre falo no meu blog que o problema do Brasil não é político, nem econômico, nem social, nem porcaria nenhuma. É um problema filosófico, isto é, a mentalidade do brasileiro é ao avesso.

Religião (reza que Deus resolve), compaixão por qualquer crápula, imoralidade, impunidade, baixa auto-estima, falta de ética, honra e valores, dependencia de deus, do estado (Lula resolve!), ou de quem quer que seja, coletivismo, misticismo, etc. Tudo isso representa o Brasil.

Responsabilidade individual, justiça, tolerancia zero com criminosos de qualquer tipo, individualismo, meritocracia, liberdade individual, racionalismo, etc. Isso representa os EUA.

Tive a sorte de poder morar em ambos os países por um bom tempo para ter essa visão clara na minha cabeça. Não fui apenas a Disney.

Só no campo das idéias que se conseguirá alguma coisa. Pode demorar 500 anos, mas assim como a escravidão foi abolida tenho esperança que um dia a BOSSALIDADE e a IGNORÂNCIA sejam finalmente exterminadas.

Mais no meu blog: http://soliveirajr.blogspot.com/

Felipe Santos disse...

"É o que acontece depois do pão e circo, o império desaba." - ntsr

Absolutamente perfeito!!! :-)


PS: O artigo também está muito bom...

fejuncor disse...

A "ingenuidade" toda simulada pelo pelego Everardo, convinceeente... Tamanho descaramento mesmo quando assunto é roubo descarado e vertiginoso não se constrange em tentar embair a conversa de que “na verdade são as apurações dessas práticas que melhoraram”. Opa! Então a noção de que a corrupção aumenta, por esse lado, pode ser até comemorável! Não há limites para cara-lisisse realmente.

fejuncor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fejuncor disse...

Trata-se da posição oficial, empurrar tal achaque a massa ignara, fingindo ser uma “conquista” sua inclusive (vejam só) o aumento dos escândalos. Falsificação dos fatos levada ao extremo. Por que o governo não se vangloria do aumento vertiginoso da violência?

Este conluio de ladrões, vigaristas e falsários que é o Estado, arrota os índices econômicos positivos como se fossem seus. Os resultados são alcançados pela sociedade produtiva quando ela consegue vencer o burocratoparasitismo, a corrupção, o braço curto, o corpo mole de um governo retrógrado que cria dificuldades para vender facilidades, que é patrocinado pelo descaminho e pelas formas organizadas de contravenção, corrupção e crime.

Toma para si o mérito de quem trabalha. Por que ele não toma para si a responsabilidade pelo crescimento do crime, este sim um "mérito" seu?

Nilo disse...

O mais incrível disso tudo é que todo mundo sabe que acontece em todos os estados do país e na hora da eleição, a grande maioria é reeleita como os velhos conhecidos Sarney, Roriz e o lendário ACM.

danioudan disse...

Belo artigo Rodrigo. Ontem vimos a Sra. Ministra da Casa Civil, Dilma, em propaganda televisiva nacional. Bem que ela forçou bem pra dar um sorriso e imitar a 'simpatia' e o 'carisma' do presidente Lula, mas ficou bem forçado..., isso me fez imaginar o que nos aguarda em 2010 nas eleições para presidente!

Everardo disse...

Ora, fejuncor, a grande maioria do povo brasileiro é honestíssima. Além do mais, eu não falei que a corrupção aumenta, mas que as apurações estão mais eficazes e, por isso, apuram-se mais esquemas, antigos. Esse do DEM é praticado em todos os estados há décadas, ainda quando ele era ARENA (pois foi de lá que ele veio). O do PT (partido mais novo) foi recebido "em plena operação" do PSDB (Azeredo é testemunha e o operador Marcos Valério também).
Precisamos não desviar a atenção da ponta do iceberg chamado Maluf/Eucatex, que representa o da época dos militares e somente agora está exalando mau cheiro. Nós, brasileiros, não somos ladrões nem os defendemos. E a forma de orgnanização do estado brasileiro não tem culpa. A corrupção veio nas naus. Existia no império. Nós é que temos que combatê-la.

Everardo disse...

Sérgio, a ética dos EUA como nação me faz lembrar a daquele pastor, que mantinha uma família exemplar, orava e fazia as refeções em profunda gratidão. Era um perfeito código de valores orais. Mas, à noite, todos dormindo, ele saia para assaltar, estuprar e matar em outras residências. A ética interna, às vezes, difere da ética externa...

ntsr disse...

'Nós, brasileiros, não somos ladrões nem os defendemos.'

Ah nem um pingo, um povo que a única ambição na vida é virar funcionário público, ganhar dez mil por mês às custas dos contribuintes otários
Quero ver quando chegar dia inevitável onde não vai ter mais ninguém pra sustentar o governo.Eu vou achar muito engraçado

fejuncor disse...

Tem gente que aconselha não reelejer os malandros. Até que é boa idéia. Deve ser a acomodação ao cargo que torna o político cada vez mais corrupto. Afinal, o que um deputado ou um senador, ou um funcionário de um ministério qualquer, um burocratoparasita, tem para fazer senão achar uma maneira de enriquecer? Acho inevitável que o político reeleito se torne corrupto, crescendo no processo de corruptocracia generalizada que se apoderou da União.

Portanto concordo com a idéia de não reelejer os malandros.. Mas acho que não adianta espantar as moscas enquanto o cocô não é retirado. Não reelejer um vagabundo só garante que outro vagabundo tome o lugar do anterior. Nos diretórios de partidos políticos circulam sempre nomes dispostos, gente competente em roubalheira. E este nomes podem ser colocados nas cadeiras desocupadas. O problema é este: não adianta espantar as moscas porque elas voltam. É preciso retirar o cocô do qual elas se nutrem.

A União virou o rol da vagabundagem. É ministro frequentando marchinha de maconha, presidente semi-analfabeto atendendo a corrupção e deixando roubar no interior e no exterior, deputados federais usam passagens aéreas numa festa frenética e o presidente da Câmara paga 150 mil reais por um laudo que atesta que a farra é legal.

O Congresso é um antro de malfeitores, chefes de organizações regionais especializadas em esbulho, corrupção e crime.

Rodrigo Constantino disse...

"Mas acho que não adianta espantar as moscas enquanto o cocô não é retirado."

Adorei essa tirada.

fejuncor disse...

Everardo, o esporte predileto de todo imoral é chamar os outros de falsos moralistas.

Isso demonstra um desejo de ser alçado à moral. Porém, por algum motivo oculto, não consegue. Então pra se mirar no espelho dia após dia deseja trazer abaixo todos que têm firmeza de caráter - somente assim sentir-se-á parte de uma sociedade.

Everardo disse...

Concordo com você, fejuncor.

fejuncor disse...

Não vem que não tem. Jogar o coitado do empreendedor, aquele pequeno comerciante que depende basicamente do SEU esforço, que acorda cedo para atender a clientela pq precisa vender para pôr o pão à mesa, no mesmo balaio dessa corja perdulária de sanguessugas. É isso que faz a ironia contida no teu texto.

PedroAdãO disse...

Tempos atrás Lula levou 3 Bi pra Angola, lembro este episódio só a título de curiosidade, aproveitando o ensejo.

Por que a Angola tomou US$ 40 milhões do Japão para modernizar os portos?

Que curiosidade. O Lula levou 3 bilhões de reais para Angola e este dinheiro sumiu. Mas para obras em dois portos de Angola, Lobito e Namibe, o Japão emprestou para Angola o dinheiro necessário, cerca de 40 milhões de dólares.

Angola é o segundo maior país lusófono do Atlântico sul e um dos maiores litorais também. A integração portuária do Brasil com Angola seria objetivo geopolítico básico. Mas três bilhões de reais desaparecem enquanto um país do Pacífico, o Japão, com meros 40 milhões de dólares, impõe-se no cenário.

Curioso. Ou é incompetência, ou é má fé.

fejuncor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fejuncor disse...

Prezado Pedro,

MP 446, DL 6698, Angola, instalações da Petrobrás na Bolívia, Usina no Equador, esbulho dos aposentados, vandalismo sobre a Caderneta de Poupança, filho bilionário, cartões corporativos, mensalão.... Já mudaram até a Constituição para roubar...

Vergilio disse...

Antes e Hoje – Inversão de Princípios
Antes: “uma imagem vale mais que mil palavras”
Hoje: “Imagens não falam por si. Há todo um processo de investigação".
O deputado Ronaldo Caiado disse que “a sujeira não vai ser jogada para baixo do tapete”, mas os nossos menestréis da moralidade estão dando 10 dias para o governador Arruda se defender. É sempre assim, apesar das imagens dizerem por si só, tanto o governo como a nossa oposição de merda precisam de um longo tmpo para construírem um aterro sanitário para conseguirem esconderem tanta sujeira.
Essa inversão de princípios é uma das poderosas estratégias para dominar a humanidade através da mudança do conceito das coisas. O que era mau passou a ser bom, e o que era bom, passou a ser mau e então, acostumados ao mal, não fazem mais o bem.
Exemplo de alguns princípios que estão invertidos:
Os econômicos (honesto é quem é desonesto), / Os sociais (educado é quem se porta de modo irreverente), / Os profissionais ou de trabalho (bobo é que ganha o pão trabalhando, esperto é quem ganha a vida na malandragem).
Essa inversão de princípios tem alguns objetivos impressionantes:
Tornar impossível discernir a verdade do erro; / Substituir a realidade pela fantasia; / Criar e estabelecer uma realidade baseada na mentira; / Tornar a sociedade prisioneira da mentira, da fantasia, da ilusão, da sedução do que está errado.
Essa é a ação da operação do erro na prática, e as pessoas gostam de ser enganadas; é a aplicação do ditado que diz: “me engana que eu gosto”.
A inversão dos princípios é muito útil para a introdução dessa doutrina da corrupção, pois as pessoas tornam-se levianas quanto a necessidade de discernir o certo do errado. Isso permite que o erro se sustente, e se perpetue.
Trata-se de um processo gradativo de mudança da verdade para a mentira, levando a crer na mentira em razão do tempo longo que leva para essa troca, que torna a troca imperceptível. As pessoas passam a crer então na mentira mais do que na verdade anterior que ela substituiu, e não questionam se o que crêem é realmente confiável. Pobre Brasil.

fejuncor disse...

Bem nessa, Vergílio. Talvez pior legado da passagem do PT pela presidência seja a cultura do antivalor. É assim que procuram fazer crer que a corrupção é algo com que devemos aprender a conviver ao invés de combatê-la e fazê-la extinta. O país dos petralhas é aquele no qual todo esperto se dá bem e todo honesto é um idiota pronto a ser passado pra trás.

Everardo disse...

fejuncor, não sei qual o seu prejuízo pessoal com Lula, mas você está exagerando. Filho BIlionãrio? Ponha loga TRIlionário. É tudo falso e faz mais efeito. Ódio mata.

fejuncor disse...

Por Maurício Lima | 03/04/2009

"Seja mais discreto, Lulinha?

Ex-monitor do Zoológico de São Paulo, Fábio Luís da Silva criou uma empresa e, pouquíssimo tempo depois, fechou acordo milionário com a Oi/Telemar. Seu pai, mais tarde, comparou tal sucesso ao do jogador de futebol Ronaldo, hoje no Corinthians. Um seria o fenômeno dos gramados, o outro, no mundo dos negócios.

Desde então, e lá se vão mais de três anos, os rumores sobre a trajetória meteórica do pupilo de Lula só aumentaram. Uns dizem que ele tem comprado fazendas cinematográficas, outros garantem que ele possui empresa de biodiesel, é sócio de frigorífico e de uma penca de outros negócios que o governo tem apoiado ou financiado nos últimos tempos. Vamos combinar que o garoto não deve estar metido em todas estas encrencas ao mesmo tempo. Seria, de fato, uma performance de fenômeno. As histórias, porém, não param de circular.

Contribui (e muito) para tal profusão de boatos o comportamento, digamos, espalhafatoso do filho do presidente. Ontem, por exemplo, ele almoçou com amigos no restaurante La Tambouille, um dos mais sofisticados da capital. Nas últimas semanas, tem sido visto também na academia Reebok, do Cidade Jardim, o mais novo shopping de luxo da capital paulista. Detalhe: alguns desses deslocamentos são feitos de helicóptero.

Nada impede que um empresário bem-sucedido cruze os céus paulista a bordo de um helicóptero ou coma nos melhores restaurantes de Paris, Londres ou Nova York. Mas em se tratando do filho do presidente e das suspeitas que pairam sobre sua ascensão, não seria melhor adotar um estilo de vida mais austero? O que há de errado em ir de carro, ou mesmo de moto, para a academia?"

Aprendiz disse...

Acusações contra esquerdistas?

São sempre falsas. Foi assim que Stalin chegou lá. É uma espécie de tique nervoso do esquerdista, ele ouve alguma acusação contra algum "cumpanheiro" e já nega, antes mesmo de pensar. Ele acredita em todas as desinformações, minimizações, justificações, seja o que for.

É deprimente ver alguém nesse estado. Se vivesse em 1940, jurria que todas as acusações contra Stalin era falsas. Se vivessem em 1970, jurarria de pés juntos que pol Pot era um amor. Não mudam nunca.

Lí narrativas interessantes, de prisioneiros no Gulag que julgavam que o que lhes acontecia era escondido homem forte do partido. Até hoje aquele arquiteto centenário imbecil diz "foi Béria, aquele calhorda".

Não tentem curar Everardo. Ele ama sua doença.

fejuncor disse...

As empresas estatais, Correios e Petrobrás no destaque, tornaram-se financiadoras de esquemas de favorecimento político-eleitoral. Uma ONG da secretária do PT da Bahia recebeu milhões para organizar "festas tradicionais" pelo interior do Estado e estas "festas tradicionais" são comícios da candidata do governo, a mesma que auxiliou a retirada de 6 bilhões de reais do BNDES para uma negociata envolvendo duas operadoras de telefonia que deram como garantia uma holding de gaveta que não vale nada.

Acusação nada, são fatos já consumados.