terça-feira, março 02, 2010

O Caminho da Servidão

Rodrigo Constantino, O Globo

“Raramente se perde qualquer tipo de liberdade de uma só vez.” (David Hume)

Com o avanço do governo Obama sobre as liberdades dos americanos, a venda do livro “O caminho da servidão”, de Hayek, disparou nos Estados Unidos. Os americanos entendem que a perda da liberdade costuma ser gradual: a água vai esquentando e o sapo acaba escaldado sem notar. É justamente disto que Hayek fala no livro. Nós, brasileiros, temos muito a lucrar com este alerta. Principalmente agora, que a candidata do governo tem defendido abertamente um Estado mais interventor ainda.

Para Hayek, não é possível existir liberdade pessoal e política quando a liberdade econômica é progressivamente abandonada. A transição do feudalismo, com sua rígida hierarquia, para o modelo com mais liberdade individual do Ocidente está bastante associada ao crescimento do livre mercado. Os trabalhadores dos países capitalistas passaram a desfrutar de uma liberdade de escolha que poucos séculos antes seria impensável, mesmo para nobres.

Sem a liberdade econômica, as demais liberdades também acabam. Quanto mais o governo planeja a economia, menos liberdade sobra para os planos dos indivíduos. Os defensores do planejamento central demandam o controle de toda a atividade econômica de acordo com um único plano, considerando que os recursos da sociedade devem ser direcionados para o serviço de determinados fins, por eles traçados. Isto vai contra o argumento liberal em favor do melhor uso possível das forças de competição como meio de coordenação dos esforços humanos.

O único meio possível para praticar este planejamento central é através de um governo autoritário. A vontade arbitrária dos governantes não irá respeitar as diferentes preferências individuais. As minorias dissidentes serão forçadas a seguir o ideal coletivista. Acaba-se sob uma tirania da “maioria” que, na prática, representa a ditadura dos governantes que falam em nome do povo, mas agem para seus próprios benefícios. Um “socialismo democrático” não passa de uma ilusão. A Venezuela é mais um triste exemplo disto.

Quando o governo tem poder para decidir sobre tudo na economia, o império da lei é substituído pelo poder discricionário do governante. Todos acabam reféns do governo. Controlando o crédito, por exemplo, o governo controla indiretamente as empresas. Não foi por acaso que Marx colocou entre as metas do seu “Manifesto Comunista” a “centralização do crédito nas mãos do Estado”. Vale lembrar que sob o governo Lula, o crédito público aumentou assustadoramente, por meio dos bancos estatais. O governo brasileiro já controla quase a metade de todo o crédito no país.

Mas o PT acha pouco. Em seu programa de governo para os próximos anos, o partido defende o fortalecimento do Estado, que no Brasil já é um monstrengo obeso e ineficiente. Quase a metade de tudo que é produzido pela iniciativa privada vai parar nos cofres públicos como impostos. Em troca, o povo recebe estradas assassinas, hospitais decadentes, ensino de péssima qualidade, elevada criminalidade, além de muita tutela e um espetáculo de corrupção. Será que a solução é aumentar ainda mais o papel do governo? Qual o limite? Venezuela? Cuba?

A “Alcatraz” caribenha, aliás, ilustra o ponto de chegada deste caminho da servidão. Um povo miserável, mantido prisioneiro no próprio país, enquanto o ditador e seus aliados podem usufruir das benesses capitalistas, como carros alemães e uniformes da Nike, ícone do “imperialismo ianque”. É este o modelo que o povo brasileiro deseja?

78 comentários:

Saturnino Braga disse...

Caro Rodrigo,

Tenho algumas críticas ao seu artigo que li no jornal essa manhã. Primeiro, os parágrafos finais parecem demagogia...Cuba? Venezuela? Ora, convenhamos que o processo democrático não foi ameaçado pelo governo Lula. Não teve plebiscito para mais uma reeleição ou nenhuma emenda constitucional nesse sentido.

Achei um clichê a sua caracterização de um povo sem escola, estradas ruins, saúde abandonada e criminalidade crescente. Por favor, apresente dados, é o mínimo para quem circula em um meio de comunicação de massas.

Uma injustiça histórica falar que Marx pregou o controle total do Estado: O que Stálin e Mao fizeram não foi, definitivamente, o que Marx pregou.

Por último, antes de falar de Cuba, pense em El Salvador,pense no Haiti. É como estaria Cuba se não fosse a revolução castrista. Problemas com direitos humanos e censura com certeza são graves. Mas, já que gosta de clichê, o povo cubano tem acesso a um sistema de saúde excelente, educação de qualidade e universal e igualdade social.

Saudações,

Pablo Saturnino Braga

Rodrigo Constantino disse...

Prezado Pablo, seguem as respostas:

"Cuba? Venezuela? Ora, convenhamos que o processo democrático não foi ameaçado pelo governo Lula. Não teve plebiscito para mais uma reeleição ou nenhuma emenda constitucional nesse sentido."

Lula sentiu que este caminho não era muito viável no Brasil, que ainda tem instituições mais sólidas. Não creio que ele não DESEJASSE isso. Ele vive elogiando ditadores, incluindo Chávez e Fidel. Estou errado?

"Achei um clichê a sua caracterização de um povo sem escola, estradas ruins, saúde abandonada e criminalidade crescente. Por favor, apresente dados, é o mínimo para quem circula em um meio de comunicação de massas."

Em artigo de 3.500 caracteres com espaço, vc não pode esperar um tratado. Mas creio ser bem conhecido do público-alvo tais codições. O Brasil é líder em mortes nas estradas, que estão caindo aos pedaços; em educação é melhor nem comentar: ficamos na rabeira em todos os testes internacionais; nossa taxa de homicídio per capita é recordista mundial etc.

"Uma injustiça histórica falar que Marx pregou o controle total do Estado: O que Stálin e Mao fizeram não foi, definitivamente, o que Marx pregou."

Idéias têm consequências. As idéias de Marx levam inexoravelmente a Stalin, Mao, Fidel, Pol-Pot etc. Marxismo e liberdade são opostos. Os MEIOS marxistas levam aos FINS tirânicos, sempre.

"Por último, antes de falar de Cuba, pense em El Salvador,pense no Haiti. É como estaria Cuba se não fosse a revolução castrista. Problemas com direitos humanos e censura com certeza são graves. Mas, já que gosta de clichê, o povo cubano tem acesso a um sistema de saúde excelente, educação de qualidade e universal e igualdade social."

E vc ainda fala de clichês! Cuba tem uma saúde que é um LIXO, faltam os remédios mais básicos, e até o ditador precisa de médicos espanhóis quando fica doente. Educação de qualidade? Doutrinação ideológica, vc quer dizer? O povo não pode nem mesmo escolher o que ler, e vc chama isso de EDUCAÇÃO? Mais respeito aos leitores do meu blog, por favor. Aqui não somos idiotas úteis que repetem as baboseiras esquerdistas sem reflexão crítica. Cuba é um lixo, PIOROU muito em todos os sentidos depois de Fidel. A ilha ERA melhor que os vizinhos antes, em saúde e educação. Com o socialismo, tudo piorou, muito! Compare Cuba com Costa Rica.

hugofpontes disse...

''Mas, já que gosta de clichê, o povo cubano tem acesso a um sistema de saúde excelente, educação de qualidade e universal e igualdade social.''

Eu vou te dizer... Haja paciência.

Collovini disse...

Educação de qualidade em Cuba, pelamordedeus... deve ser boa mesmo a educação lá, pois mesmo os barcos sendo proibidos na ilha os cubanos já chegam a idade adulta sabendo navegar. Rodrigo, que tal mais essa, agora o governo brasileiro quer uma AduboBrás, dá pra acreditar? Se bem que vai ser fácil, Brasília é a maior produtora de "merda per capita" (literalmente) do país.

ntsr disse...

Vc montando uma empresa nos states e dando emprego pra uns cinco americanos, eles te deixam ficar por lá.
Muito mais realista lutar por liberdade onde o povo sabe o que é isso, ou pelo menos devia saber, pela própria história.

Junckes Corrêa, F disse...

Será que meu cálculo está certo?

Os brasileiros pagaram, em impostos, em 2009, R$ 5,6 mil por cabeça. Este é o total recolhido em impostos pela Corruptocracia, divido pelo número de habitantes do País.

Algumas estimativas feitas por economistas, dizem que cerca de 15% dos impostos recolhidos retornam ao cidadão na forma de benefícios sociais. Mas há quem diga que este retorno mal chegue a 7,5%. Digamos que 12% retornem ao cidadão.

Isto significa que, dos R$ 5.600,00 pagos, só retornaram R$ 672,00. Se pegarmos o que foi roubado de cada brasileiro (R$ 4.928,00) e multiplicarmos pelo número de habitantes (192 milhões), teremos o total roubado no Brasil em um ano: R$ 936.320.000.000,00.

NOVECENTOS E TRINTA E SEIS BILHÕES E TREZENTOS E VINTE MILHÕES DE REAIS.

Ou seja, quase um trilhão de reais.

Será que meu cálculo está certo?

hugofpontes disse...

Mais uma dos ''irmão'' do nosso alucinado presidente:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u701078.shtml

lingvo-shatanto disse...

posted by Rodrigo Constantino

Vale lembrar que sob o governo Lula, o crédito público aumentou assustadoramente, por meio dos bancos estatais. O governo brasileiro já controla quase a metade de todo o crédito no país.

Ao que eu li, antes da crise não era isso o que acontecia.

Após a crise, com a retração dos bancos privados, por medo dos calotes e os conseqüentes prejuízos, o Governo teve de abrir as burras dos bancos oficiais, para suprir "a espontaneidade" da atuação dos bancos privados no "livre" mercado.

Sem a continuidade da oferta de crédito para livre tomada de empréstimos, como estaria a economia do Brasil hoje.

Não por acaso, o país-líder do "livre" mercado teve de também abrir, diretamente, as burras do tesouro para tapar o rombo dos maiores bancos americanos.

Sob esse prisma o Governo Lula até que foi conservador e menos intervencionista do que o EUA do Barack Hussein e que baita de intervenção foi ali praticada, com todos os CEO's desses bancos implorando, de chapéu na mão, a ajuda oficial, e garantir no final do ano balanços positivos, distribuindo, descaradamente, aos seus consultores "yuppies", todos seguidores da doutrina do Hayek, altas gratificações de fim de ano, como se tudo estivesse na maior normalidade.

Este ano a farra continua, pois boa parte desses bancos, já sairam do pendura e tudo voltou à aparente'normalidade'.

Quanto às suas queixas quanto à saúde, educação, segurança, e escancarado nível de corrupção, a culpa não é só do Governo Lula não, pois isso nunca foi novidade no Brasil.

Se há corrupção, é porque a maioria dos políticos são corruptos, mas eles não praticam esse crime sozinho, sempre junto de um corrupto existe um corruptor, que geralmente é um empresário ou uma dessas grandes empresas que são os principais atores do "livre" mercado.

Mas, também pudera, político tem que ter postura ética e moral ilibada, os atores do "livre" mercado, não, afinal estão apenas cuidando de seus negócios.

OJ disse...

Só mesmo um mentecapto cego para dizer que saúde e educação em Cuba é boa.
Haiti está na mesma ilha que a República Dominicana,(quanta diferença) mas não teve um Papa Doc ditador Ladrão.
Porque o Lula e seus asseclas não vão para hospitais públicos quando adoecem se é tão bom?
Estou disposto a fazer uma vaquiha para mandar para Cuba (definitivamente) todos os que acham que lá é bom.
Cuba sem Fidel? Provavelmente seria uma Las Vegas Caribenha com riqueza circulando a vontade.

OJ disse...

Eu tive oportunidade de ter longas conversas com um Cubano em Luanda, Angola .
Ele era gerente de um restaurante em que eu costumeiramente jantava.
Ele ganhava US$ 1.500,00 por mês, o que em Luanda é uma miséria, mas achava que estava no paraíso, enquanto eu achava que estava no inferno apesar de ganhar 20 vezes mais.
O pobre coitado sentava comigo toda noite e ficavamos conversando por horas enquanto ele me contava as agruras da vida em Cuba e se maravilhava com as coisas do Brasil.
Havia anos ele tentava levar a mulher e os filhos para Luanda e não conseguia.
Aí está a diferença entre liberdade e comunismo. Luanda é uma bosta, pior do que os piores suburbios das grandes cidades no Brasil, mas para um Cubano era o melhor lugar do mundo.

ntsr disse...

'Não por acaso, o país-líder do "livre" mercado'

lingvo, há muito tempo eles n sao mais líderes nesse assunto, se vc acompanhasse o blog saberia

lingvo-shatanto disse...

lingvo, há muito tempo eles n sao mais líderes nesse assunto, se vc acompanhasse o blog saberia

By Blogger ntsr, At 5:23 PM

É verdade que eu não li ainda a maior parte dos artigos do Rodrigo e comentários que lhes acompanham, mas do pouco que eu li, só consigo depreender que a "liderança" sempre pertenceu aos EUA.

Se não é esse país, qual seria hoje? A China?

Só se é a Inglaterra de a Inglaterra de Thatcher, de Tony Blair e Gordon Brown que sempre ofereceram a cara à tapa para alardear as vantagens do "livre" mercado e da desregulamentação da economia e induzir outros "ingênuos" a seguir seus passos.

Mas parece que lá a coisa também não anda boa, com a crise. Ou lá o "livre" mercado já deu a volta por cima?

lingvo-shatanto disse...

se vc acompanhasse o blog saberia

By Blogger ntsr, At 5:23 PM

Parece que Rodrigo mantém muito bem cuidado seu arquivo com todos os artigos anteriores.

Se vc. me indicar quais, lerei com prazer e toda a humildade, pois tb. quero me louvar em suas lições sobre o assunto.

Se não me convencer dos argumentos, por óbvio não me vejo obrigado a com eles concordar, ou pelos menos me vejo no direito de questionar determinadas afirmações, sempre trazendo à baila "alguns exemplos ilustrativos", mesmo que isso destoe da opinião da quase unanimidade dos que acompanham este blogue, pois, afinal, toda unanimidade é burra.

Quem não vibra na mesma nota, aplica-se um carimbo: "é socialista", cujo conteúdo semântico para eles equivale aos menos honrosos adjetivos que a língua de Camões nos proporciona.

Diversidade, inclusive, de opiniões, é bom e eu gosto...

ntsr disse...

Vc pode ir na barra de pesquisas e botar 'heritage foundation' ,o blogger mesmo mostra artigos em que ele comenta mas enfim, esse é o ranking
http://www.heritage.org/Index/Ranking.aspx

ntsr disse...

Em jan de 2009 tem um artigo chamado 'a hora de ajustar as velas', fala sobre cingapura por ex

Anderson disse...

O tal Saturnino Braga deve estar na comunidade do Orkut que apóia Dilma Rousseff. Tem os pensamentos formatados daquele povo de lá, que não aceita contra-argumentos de forma alguma e acham que o governo de Lula é uma maravilha. Estou com muito medo que essa bandida terrorista seja eleita presidente. Aonde iremos com ela?

lingvo-shatanto disse...

ntsr said...

Vc pode ir na barra de pesquisas e botar 'heritage foundation' ,o blogger mesmo mostra artigos em que ele comenta mas enfim, esse é o ranking.

Visitei a página indicada e o ranking lá exposto.
Quem está exposto com 1o. lugar é Hong-Kong, que hoje nada mais é do que uma zona franca da China. Não vale, portanto.

Afora as economias da Austrália e do Canadá que se encontram a frente da dos Estados Unidos, os demais países ali nominados têm o valor de PIB a níveis irrisórios, não merecendo sequer serem considerados.

Se vc. examinar sob esse prisma, das maiores economias, verá que o Brasil se coloca em 8o. ou 9o lugar, dentre todas, superando todos os demais países do BRIC, o que me pareceria uma posição deveras favorável.

Esses pequenos países ou se abrem ou racham, o que não é o caso do nosso.

A própria China que é o "cara" do momento fica em penúltimo lugar nesse ranking, acima somente da Russia e nem porisso está nem aí para esta história de ranking de 'livre mercado', pois só abre naquilo que lhe interessa.

Ao falar em país líder do "livre mercado" eu quiz me referir àquele que vem desenvolvendo o maior esforço para convencer os demais países a aderirem à tese das primícias do "livre" mercado, se bem que quando é para proteger o seu mercado interno manda tudo para as cucuias, e os outros que se lixem para tentar obter autorização da OMC para compensar os prejuízos com sobretaxas tarifárias sobre as importações dos EUA.

ntsr said...

Em jan de 2009 tem um artigo chamado 'a hora de ajustar as velas', fala sobre cingapura por ex

Quanto ao artigo por vc. referido, li-o, e vi que versa sobre a declaração de Lula de que a crise para o Brasila não passava de uma Marolinha, no que parece que acertou, e Rodrigo é quem tem de rever esse artigo e fazer o "mea culpa", pedindo desculpas por suas previsões equivocadas.

A Tsunami por ele prevista - engraçado pedindo intervencionismo do Estado para barrar-lhe os efeitos maléficos à economia brasileira - não aconteceu.

Menu del dia disse...

Gostei desse debate...boa participação a do lingvo-shatanto. Como é bom ouvir instrumentos tocando em contraponto e assim compondo em harmonia uma bela composição: mais sons, mais diversidade. Agora, quanto ao Saturnino...ê rapaz, caiu no blog errado...vá pro vermelho que lá serás aplaudido, infelizmente.

Germano Machado disse...

Caro lingvo-shatanto:

Sobre o seguinte trecho dos seus comentários:

"Se há corrupção, é porque a maioria dos políticos são corruptos, mas eles não praticam esse crime sozinho, sempre junto de um corrupto existe um corruptor, que geralmente é um empresário ou uma dessas grandes empresas que são os principais atores do 'livre' mercado.

Mas, também pudera, político tem que ter postura ética e moral ilibada, os atores do 'livre' mercado, não, afinal estão apenas cuidando de seus negócios."

Devo dizer que compartilho totalmente desta sua percepção. A questão da corrupção é uma estrada de mão dupla em que apenas um dos lados costuma ficar sob os holofotes. Creio até que já vi fragmentos (provavelmente involuntários) deste seu raciocínio em outro post do dono deste blog. Dê uma olhada neste link:

http://rodrigoconstantino.blogspot.com/2010/01/o-cancer-da-corrupcao.html

A maioria dos comentários é interessante, mas há um trecho que me parece cair como uma luva para o que vc disse:

"Quando o sucesso de uma empresa depende da canetada de um burocrata, parece lógico que a corrupção será fomentada."

Lógico? É de lascar! Como diria aquela personagem gordinha do Zorra Total, "ah, se precisa de canetada, aí corrupção póóóóóóde".

Abs

Eduardo Trindade disse...

Rodrigo, concordo com quase tudo que falas. Contudo, é preciso que sejas menos parcial e ASSUMAS (ou se informe a respeito) que a idéia do ESTADO FORTE é também a plataforma do teu candidato, JOSÉ SERRA. Ou seja, no Brasil, como sempre: "Se correr, o bicho pega, se ficar, o bicho come"...
Seja com Dilma ou com Serra, teremos a mesma idéia do Estado Forte, então, deixa de ser ingênuo (ou muito espertalhão) e para de ficar rotulando apenas o PT de partido do Estado Maior...

Eduardo Trindade disse...

By the way, há,na EXAME de janeiro, excelente reportagem exatamente sobre essa semelhança nas políticas de um ou outro candidato ao governo (Dilma e Serra).

Rodrigo Constantino disse...

Eduardo, eu não discordo de vc. Tenho um artigo "A Escolha de Sofia" onde justifico meu voto no Serra, com a ajuda de um Engov. O PT aparelhou o Estado todo. E isso precisa ser desfeito, mesmo que por um esquerdista do PSDB que também defende Estado forte. Além disso, o fator ideológico na política externa é muito mais forte no PT, e tem causado estragos incalculáveis na nossa diplomacia.

Saturnino Braga disse...

Caro Rodrigo e demais que me citaram,

Não pude responder ontem mas o faço hoje. Primeiramente, não sou partidário do PT, e não estou usando argumentos fabricados. Falei de fontes porque moro no Rio de Janeiro e , fatalmente, o índice de criminalidade nos dois últimos anos caiu. Isso pode ser conta do poder municipal, estadual ou federal. Whatever. Ideias tem responsabilidade...ok, então o seu vangloriado Hayek é responsável pela bancarrota financeira internacional que fizeram milhões perderem seus empregos(veja bem, eu discordo disso). Os ideais de Marx não levam necessariamente a fins tirânicos...alguns ideais que ele defendeu foram o fim da expoliação do povo e a igualdade de condições de trabalho, que, em última análise, resultaram nos tais direitos trabalhistas que usufruimos. Na minha opinião, a sua crítica contra a denominada esquerda me parece totalmente fabricada e pouco construtiva. Sabemos que as posições políticas hodiernamente têm uma distinção pouco precisa e nuances muito tênues. Agora, ficar apenas batendo naqueles ditos da esquerda parece que não ajuda no debate sobre o Brasil. A direita não erra? Quem é a direita?

Por fim, me desculpe, mas sugiro que leia algo sobre Cuba no momento pós-revolução. Com Batista, tratava-se de um dos países mais miseráveis que dividia sua soberania com os EUA. No famoso livro Veias abertas da América Latina, Eduardo Galeano apresenta os índices sociais nos 10 anos após a revolução. Não são desprezíveis, embora devamos levar em conta que os indicativos sociais eram horríveis antes da revolução e qualquer melhora em termos numéricos apareceria de forma um pouco exagerada. Mas tenho certeza que está precipitado quando fala que Cuba era melhor antes da revolução. O país mal era independente. Enfim, não podemos esquecer as inúmera tentativas de golpe financiados pelos EUA que alimentaram, e muito, a paranoia castrista e o aumento da repressão.

Att,

Pablo

lingvo-shatanto disse...

ntsr said...

Vc pode ir na barra de pesquisas e botar 'heritage foundation' ,o blogger mesmo mostra artigos em que ele comenta mas enfim, esse é o ranking
http://www.heritage.org/Index/Ranking.aspx

Senti falta do IDH dentro dos critérios de classificação dos países.

Há um que fala em liberdade de trabalho, mas é piada, a liberdade é para o empresário contratar e, o mais importante, despedir quando lhe convier sem qualquer óbice.

Vou dar uma pesquisada, pois o que se diz por aqui(o Rodrigo) é que "livre" mercado promove e generaliza o progresso.

Sendo assim, uma comparação do "ranking" com o IDH dos países respectivos deve bater, n'é? Mas eu tenho cá minhas dúvidas.

ntsr disse...

'Há um que fala em liberdade de trabalho, mas é piada, a liberdade é para o empresário contratar e, o mais importante, despedir quando lhe convier'

E qual o problema? Lingvo, parece que tu acha que montar uma empresa é fácil, que todo emprego é eterno, que toda empresa dura pra sempre, que pra sobreviver as empresar n precisam diminuir de tamanho as vezes, por causa das circunstancias externas
O dinheiro de uma empresa vem DOS CONSUMIDORES comprando o que ela faz, nao é da boa vontade de empresário nenhum n.

Junckes Corrêa, F disse...

Saturnino, quando foi que teve a última eleição em Cuba? Será que não foi aquela vencida por Fulgêncio? Que mané embargo que EUA que nada, a ilha ruiu quando Gorbachov mandou vagabundo ir trabalhar.

ntsr disse...

'alguns ideais que ele defendeu foram o fim da expoliação do povo e a igualdade de condições de trabalho, que, em última análise, resultaram nos tais direitos trabalhistas que usufruimos.'

Que só fazem prejudicar quem eles dizem que ajudam.Quer um exemplo? Salário mínimo:
(obs, em 02:32 )
http://www.youtube.com/user/FightBadIdeas#p/u/14/-k6PBWi3OlM

Saturnino Braga disse...

Corrêa, eu não falei de democracia, falei de melhoria nos indicativos sociais. Agora, já que tocou no assunto, o processo eleitoral na Cuba de Fulgêncio era totalmente enviesado, o voto não era universal...impressionante como para atacar o Castro vocês defendem até uma das figuras mais corrompidas da história política do continente, o tal de Fulgêncio Batista...

Rodrigo Constantino disse...

Saturnino, eu falo por mim: reconhecer que Fidel é AINDA PIOR que Fulgêncio, em TODOS os sentidos, não é DEFENDER Fulgêncio, mas sim mostrar como Fidel é RUIM mesmo.

Rodrigo Constantino disse...

Os indicadores sociais de Cuba ANTES de Fidel eram bem melhores que a média da América Latina, eis o fato. Em termos de médicos por habitantes, por exemplo, já era um dos países com maior quantidade. Fidel conseguiu DESTRUIR o país inteiro, tornar o povo todo miserável e escravo. Eis a "conquista" socialista.

E olha que ainda contou com mesada bilionária da URSS por anos!

Saturnino Braga disse...

Rodrigo, me esqueci de um comentário. Por favor, não se esqueça que o Lula foi um dos pontas de lança na de defesa pela democracia brasileira, desde a década de 1980. O homem é um defensor da democracia e chegou ao poder legitimamente. Se ele se aproxima de Castro e o outros ditadores, então você deve questionar a política externa de Amorim e do Itamaraty, que procura incentivar um papel do Brasil como protagonista do cenário mundial e favorável ao diálogo como meio de resolução das querelas internacionais.

Saturnino Braga disse...

pior do que Fulgêncio? destruiu um país? O povo cubano sequer tinha uma consciência de nacionalidade meu caro. Cuba era uma espécie de Porto Rico. Estive em Cuna ano passado e, pode acreditar, as pessoas não são escravas e não pedem esmola na rua, coisa comum aqui no Brasil, que o doga nosso Rio de Janeiro. Os carros de lá com certeza são mais velhos do que os daqui. Nós trocamos carros por valores...

Rodrigo Constantino disse...

"Cuba era uma espécie de Porto Rico."

Pois é. E vc prefere Cuba a Porto Rico! Pode ir viver lá se quiser.

I rest my case.

Rodrigo Constantino disse...

"Estive em Cuna ano passado e, pode acreditar, as pessoas não são escravas e não pedem esmola na rua, coisa comum aqui no Brasil, que o doga nosso Rio de Janeiro. Os carros de lá com certeza são mais velhos do que os daqui. Nós trocamos carros por valores..."

Não, eu acredito que vc MENTE ou fecha os olhos para a realidade. Cuba é um lixo, Havana é uma grande favela, nas farmácias faltam os remédios mais básicos, o povo não tem acesso a internet (não podem ler este blog, que vc pode para defender o modelo deles) etc.

Saturnino, acorda! Defender Cuba neste blog é piada de mau gosto. Eu não tolero gente que defende nazismo ou comunismo aqui não. Eu não tolero INTOLERANTES!

Rodrigo Constantino disse...

"Se ele se aproxima de Castro e o outros ditadores, então você deve questionar a política externa de Amorim e do Itamaraty, que procura incentivar um papel do Brasil como protagonista do cenário mundial e favorável ao diálogo como meio de resolução das querelas internacionais."

Putz! Chegou um pior que o Everardo... ou será ele usando o nome do Saturnino Braga???

Saturnino, Lulla conversa com o Irã, e ataca os EUA. A dimplomacia brasileira foi jogada no LIXO sob o governo Lulla, com seu Itamaraty do B (MAG, aquele débil mental). O governo Lulla flerta com o que há de pior no mundo, com as piores ditaduras. E vc ainda vem aplaudir?

Rapaz, faça um favor para seu país: vá viver em Cuba!

Rodrigo Constantino disse...

"Nós trocamos carros por valores..."

Sei, valores como MATAR dissidentes, PRENDER quem questiona a ditadura, BATER em mulheres que mostram a realidade em blogs etc.

"Valores" de um PSICOPATA.

Saturnino Braga disse...

Meu caro,

Não se preocupe que não me posiciono mais no seu blog. Estou acostumado com o debate civilizado e não com ofensas. E não me cofunda, meu nome é Pablo, sou parente do Saturnino Braga e não ele. Faço mestrado em RI na PUC, sou colega inclusive do Guilherme que é professor no departamento de economia, no qual vossa senhoria se formou. Se quiser aparecer para um debate será bem vindo. Aqui toleramos os intolerantes.

Apesar de sua falta de educaçnao não vou me rebaixar. A intolerância que você me acusa me parece ser uma estratégia sua para fugir do debate, uma estratágia típica dos covardes, como foi Fulgêncio Batista. Você me entendeu errado, não estou defendendo o modelo cubano, só estou pedindo que não distorça a realidade, como o senhor fez na coluna do Globo.

Meu amigo, vivendo em Cuba, nos EUA, ou na China, serei sempre brasileiro, convicto de que meu país é cheio de problemas mas é o melhor país do mundo. E tenho plena convicção que o respeito que o Brasil goza hoje no mundo tem parte da diplomacia do Lula. (O senhor leu a reportagem do the economist sobre o Brasil?). Pode ter certeza que não irei me refugiar em Cuba ou qualquer outro lugar pelos destemperos de alguém que pensa que está discutindo Brasil, mas, no fundo, só quer chamar a atenção.

No mais, não se esqueça de que a mesma arrogância que demonstrou com suas últimas respostas é a típica posição dos ditadores que tanto o senhor critica.

ntsr disse...

'Você me entendeu errado, não estou defendendo o modelo cubano'

Nem um pingo.vamos ver, o que vc disse mesmo?

'Estive em Cuna ano passado e, pode acreditar, as pessoas não são escravas'

Rodrigo Constantino disse...

"Aqui toleramos os intolerantes"

O sujeito vem defender o regime cubano no meu blog e agora se faz de ofendido! Não tenho saco para essa gente.

Como vc reagiria, Saturnino, se alguém fosse na sua casa defender HITLER?

Pois é, vc acha o caso muito diferente. Eu não! Fidel é um ASSASSINO, um PSICOPATA que escravizou um povo todo. Eu não tolero no MEU blog defensores de um ditador desses!

"Não devemos aceitar sem qualificação o princípio de tolerar os intolerantes senão corremos o risco de destruição de nós próprios e da própria atitude de tolerância." (Karl Popper)

Rodrigo Constantino disse...

"No mais, não se esqueça de que a mesma arrogância que demonstrou com suas últimas respostas é a típica posição dos ditadores que tanto o senhor critica."

Pronto. Era o que faltava para a CANALHICE total. Agora minha reação, no MEU blog, a um cara que vem defender o pior ditador de todos os tempos da América Latina, me coloca no mesmo barco deste ditador, porque sou 'autoritário' ao não aceitar no MEU blog a defesa de tiranos!!!

Olha, o cara é "educado" e ainda estuda na PUC. Fica ofendido com minha reação. Mas defende os VALORES da ditadura cubana!!!!

Ah, vai te catar!

ntsr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ntsr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ntsr disse...

'Olha, o cara é "educado" e ainda estuda na PUC. Fica ofendido com minha reação. Mas defende os VALORES da ditadura cubana!!!!'

Ta vendo pq o problema do brasil n é educação

Junckes Corrêa, F disse...

"Consciência de nacionalidade" não enche barriga.

Saturnino Braga disse...

no meu BLOG! = No meu país!

a diferença entre você e os ditadores é apenas o alcance limitado do seu poder. Deus nos livre um governante com tamanha arrogância...eu não defendo os valores de ditadura nenhuma, só acho uma irresponsabilidade alguém radicalizar o debate em um meio de comunicação de tamanho alcance como o que vc publica. Agora, se não consegue ouvir críticas sem ficar nervosinho é sinal de que não está preparado para as responsabilidades que cabem a alguém que escreve no Globo. Uma pena, mas você rebaixou o nível do jornal...

escravizou o povo? o seu conceito de escravidão está meio deturpado.
A sua demagogia lembra a de um menino do ensino médio

"Não tenho saco para essa gente"

Autor: Rodrigo Constantino, mas para Hitler essa fase cairia bem.

Rodrigo Constantino disse...

"Não se preocupe que não me posiciono mais no seu blog"

Nunca podemos acreditar num socialista!!!

Saturnino, o blog é PROPRIEDADE PRIVADA. Na SUA casa, vc não escolhe quem entra, quem fica, quem sai? A "sua" casa é do POVO, da "mãe Joana"?

A comparação é boa: os irmãos Castro tratam a ilha toda como PROPRIEDADE PRIVADA... deles! É um feudo particular, e o povo é formado por ESCRAVOS.

E vc aplaude... muito educadamente, mas aplaude.

Rodrigo Constantino disse...

"eu não defendo os valores de ditadura nenhuma, só acho uma irresponsabilidade alguém radicalizar o debate em um meio de comunicação de tamanho alcance como o que vc publica."

Agora não defende mais? Antes dizia que os cubanos trocavam carros novos por VALORES. Mas não defende mais esses valores? Decida-se!

Ah, sempre isso, a "radicalização". Notem, não é o Lulla que radicalizou ao DEFENDER OS ASSASSINOS CASTRO! Não! Sou EU o radical, porque chamo ditador de... ditador!

É dureza...

ntsr disse...

'escravizou o povo? o seu conceito de escravidão está meio deturpado.'

Se o povo cubano é livre pq o governo deles n deixa eles sairem de lá?

Rodrigo Constantino disse...

"Agora, se não consegue ouvir críticas sem ficar nervosinho é sinal de que não está preparado para as responsabilidades que cabem a alguém que escreve no Globo."

Ouvir críticas eu consigo. O que eu não consigo (sem um Engov) é ler gente "educada" defendendo DITADORES ASSASSINOS. Isso me dá profundo nojo, eu confesso.

Rodrigo Constantino disse...

"escravizou o povo? o seu conceito de escravidão está meio deturpado.
A sua demagogia lembra a de um menino do ensino médio"

De fato, de onde eu fui tirar essa idéia maluca de que um povo que não pode sair da ilha, não pode acessar livremente a internet, abrir seus próprios negócios, ler diferentes livros e jornais da sua preferência, ou criticar abertamente o governo, é um povo escravo?!?!?!?!

Que coisa maluca, não?!

Rodrigo Constantino disse...

"Não tenho saco para essa gente"

"Autor: Rodrigo Constantino, mas para Hitler essa fase cairia bem."

Ah sim, agora sou obrigado a ter SACO para aturar comunistas falando bem de ditadores assassinos no meu blog, caso contrário, sou um Hitler! hehehe

A coisa ficou feia. Pede para sair de fininho, Saturnino...

ntsr disse...

Rodrigo, essa foi uma demonstração da mentalidade típica nos meios universitários, 'intelectuais', principalmente nas áreas de humanas.
Acho q responde bem a tua pergunta:
'É este o modelo que o povo brasileiro deseja?'

é.

Junckes Corrêa, F disse...

Sinceramente, nem na Carta Capital eu esperaria ver frases tão boçais! Cáspita Cuba é uma ilha grande e tropical, com terra suficiente para alimentar a todos, caso fosse bem gerida. O que será que falta aos cubanos que só os US podem fornecer??? Molho Barbecue? Bic Mac?

Façam um favor a si mesmos e aos leitores e estudem história e geografia, negada! Leiam sobre os esforços e obsessão de Fidel em criar o maior produtor de açúcar mundial e onde essa iniciativa autoritária, que deve ter sido uma das maiores monoculturas da história levou o país e a produção de alimentos.

Ademais desde 2000 os EUA vendem comida e remédios a Cuba, após um projeto do presidente Clinton . O problema é o modelo e sua lógica de incentivos. Qq idiota sabe disto.

Saturnino Braga disse...

Não peço para sair, não me acovardo.
Agora pare e pense...aturar comunistas! Pode me chamar do que quiser, mas convenhamos, isso foi algo que a ditadura brasileira sempre fez com os opositor: rotulá-los. "comunistas subversivos!" Simplificá-los. Aloou, a guerra fria ja acabou. Mais uma vez, a tática dos ditadores. E mais uma vez eu falo: não defendo a ditadura cubana, mas sei bem que escravidão é quando o homem é transformado em mercadoria (por favor não me fale que os cubanos são escravizados, mantenha o mínimo de coerência perante ao capítulo mais triste da história brasileira: a escravidão dos negros)

não falei que vc é igual ao Hitler. Mas algumas ideias que vc apresentou seriam ferrenhamente defendidas por ele.

Saturnino Braga disse...

que bom que vc tem um monte de puxa-sacos pra te defender. Vcs não estão acostumados com opiniões contrárias, portanto, estão pouco preparados para um debate civilizado e democrático...

Rodrigo Constantino disse...

"Não peço para sair, não me acovardo."

Não, foi vc mesmo quem disse que não ia mais participar. Mas estou acostumado a não acreditar em esquerdistas. Ainda bem!

"não defendo a ditadura cubana"

Sério mesmo? Pois ficamos todos com a impressão contrária... por que será? Nada pior que um socialista, além de um socialista envergonhado!

"mas sei bem que escravidão é quando o homem é transformado em mercadoria"

O povo cubano é MERCADORIA dos Castro. Gado bovino, suas vidas, suas almas, seus pensamentos pertencem à DITADURA! Acorda, rapaz!

"que bom que vc tem um monte de puxa-sacos pra te defender."

Por que vc os acusa de puxa-saquismo apenas porque concordam comigo? Não podem? Devem concordar com vc para não serem puxa-sacos?

"estão pouco preparados para um debate civilizado e democrático..."

Uai, vc está aqui no meu blog defendendo os "valores" cubanos, e vem falar que não estamos preparados para debate democrático?!?!

Ficou doido de vez?

hugofpontes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hugofpontes disse...

Ai, ai... Esquerdistas NUNCA conseguem entender coisas BÁSICAS? PRIMÁRIAS!

Rapazes... Que vergonha!
Pura psicose. Façam um favor... Evitem esse vexame. Fiquem nos seus lugares, ou se mudem pra Cuba. Só não vale voltar ... Vão sentir o gostinho de viver num lugar democrático de verdade!

ntsr disse...

'que bom que vc tem um monte de puxa-sacos'
Esse é o nível civilizado de debate que a gente espera de vcs

'não falei que vc é igual ao Hitler. Mas algumas ideias que vc apresentou seriam ferrenhamente defendidas por ele.'
O que mostra que, ou vc n sabe o que um liberal defende, ou vc n sabe o que o Hitler defendia, ou os dois
Nazi é a contração de nacional-socialista.O próprio Goebbels falou muitas vezes que o que eles queria n ia ser muito diferente da URSS n

'mas sei bem que escravidão é quando o homem é transformado em mercadoria'
escravidão é quando um homem tem a SUA LIBERDADE sufocada por outro.
A diferença é que pra vcs isso é aceitável se for pra criar um bem maior como um suposto paraiso comunista na terra

Saturnino Braga disse...

acreditar em esquerdista? acredite em mim, esse termo está fora de uso e é rechaçado no meio acad§emico. Vc seria um direitista?

Ok de socialista pode me chamar. Talvez não saiba a diferença entre socialismo e comunismo. O socaislismo é uma filosofia de vida e não um regime político. É o projeto de complementação da filosofia iluminista, que acredita na razão e na ciência, na razão como fundamento da moral e na razão como instrumento para a construção do dem da humanidade. A razão que traz o esclarecimento e a emancipação do ser humano no seu sentido mais completo.Acredite, você pode seu um socialista de direita, um socialista cristão, um socialista capitalista. Viu que legal. Se quiser, pode me chamar de socialista brasileiro.

Puxa-sacos...sabe porque falei isso: vocês não discordam, nunca! Impressionante. e quando alguém discorda é aquela balela: comunista safado bla bla bla

ntsr disse...

'Puxa-sacos...sabe porque falei isso: vocês não discordam, nunca! Impressionante.'

Pq vc n acompanha o blog, eu discordo em muita coisa: drogas, freud, israel por ex

Rodrigo Constantino disse...

"um socialista capitalista"

hehehehe

É cada besteira!

Saturnino, nós discordamos sim. O ntsr, por exemplo, é contra a legalização das drogas (que eu defendo) e acha que psicanálise é embuste (eu levo mais a sério).

É que discordar de um socialista defensor de Cuba é fácil, é ponto pacífico entre qualquer ser pensante.

Saturnino Braga disse...

ser pensante

é cada besteira

Rodrigo Constantino disse...

E vc acha que um ser pensante poderia defender o regime cubano, ora bolas?!?!?!

Saturnino Braga disse...

ok, fechem-se em seus mundinhos e seus consensos fictícios. Obrigado por todos os preconceitos, foi enriquecedor. Só peço gentilmente para que alguns colegas meus (não são comunistas e nem comem crianças) leiam nosso diálogo (eu sei em Cuba isso não existe, nem no Irã bla bla bla)

ps: rótulo é pra mercadoria. Seres humanos (pensantes ou não) são bem mais complexos do que alcunhas arbitrárias

hugofpontes disse...

''O socaislismo é uma filosofia de vida e não um regime político.''

Ai, ai...

''É que discordar de um socialista defensor de Cuba é fácil, é ponto pacífico entre qualquer ser pensante.'' (2)

Facinho, facinho.

Saturnino Braga disse...

dicionário Constantino

pensante: os que pensam como eu

não pensantes: comunistas, nazistas, socialistas, esquerdistas e outros do gênero

hugofpontes disse...

''ok, fechem-se em seus mundinhos e seus consensos fictícios. Obrigado por todos os preconceitos, foi enriquecedor. ''

Que piada sem graça... Preconceitos não... CONCEITOS!

O que o esquerdismo faz com a cabeça das pessoas não é MESMO brincadeira!

hugofpontes disse...

''pensante: os que pensam como eu''

Engraçado, você não está todo ofendido justamente pelo fato de que neste blog ninguém é primário pra cair nesses papinhos socialistas humanitários duplipensantes?

''não pensantes: comunistas, nazistas, socialistas, esquerdistas e outros do gênero''

Nessa tu acertou em cheio.

ntsr disse...

'Seres humanos (pensantes ou não) são bem mais complexos do que alcunhas arbitrárias'

E justamente porisso n faz sentido apoiar um sistema que condena as diferenças individuais ( entre outras coisas )

Stefano disse...

oh.. claro.!!!! a globo entende mui to bem de democracia!!

Simon Hartog e Romero Machado que a digam!!!!

fejuncor disse...

Ntsr defende repressão ao tráfico? Desde quando?

ntsr disse...

fejuncor, n é pq eu condeno o álcool que eu tenho que apoiar a maconha.Vc quer viver em negação, viva, só o q importa pra mim é estar c a consciência limpa de ter falado que álcool é droga sim, cria dependência química, faz danos IRREVERSÍVEIS no cérebro e mata tb.

Denis Diniz disse...

Saturnino Braga...É coisa de família mesmo, né? Assisti uma palestra com o Saturnino, o original, certa vez. Ele era senador na ocasiao. Foi um pouco antes dele exigir de chefe de executivo do Rio o cumprimento de um acordo político que era no fundo uma fraude ao processo eleitoral. Um grande democrata certamente, esse tiozinho Saturnino.

No debate citado comecei a fazer alguns questionamentos ao ilustre senador que o deixou um tanto perplexo. Foi tão constrangedor que a mesa simplesmente me censurou. Todos democratas...

Gostaria que o convite feito ao Constantino fosse estendido aos leitores do Blog. Eu teria um enorme prazer em paricipar olho no olho. Mesmo estando na platéia deles eles não aguentam.

A melhor definição para escravo é aquele que não pode vender sua força de trabalho. Em cuba o homem não pode ser mercadoria simplesmente por que lá não há mercado(não estou falando do paralelo obviamente)

Falando bem educadamente: o caara que vem defender Cuba aqui citando seu sistema de saúde e educação é um brincalhão. Com todo respeito. Veias abertars da América latina? Faça o favor!!!

Rodrigo Constantino disse...

Denis, peço que ignore os comentários do tal do Everardo, pois serão sempre apagados. Trata-se de um cara com sérios problemas mentais, ou então um petralha PAGO para poluir meu blog e tentar me levar a criar filtro novamente, o que prejudica o dinamismo dos debates.

O pobre coitado SABE que eu apago TODOS os seus posts sem ler, mas continua escrevendo 20 comentários por dia. Manicômio é o local adequado para um sujeito desses...

Saturnino Braga disse...

DENIS,

Se quise rme ofender meu amigo vai ter que utilizar outros artifícios. "tiozinho" ou "original Saturnino" são mesmices que a minha família se depara cotidianamente. O convite serve para você e qualquer um meu caro. Um exemplo: o departamento de RI da PUC vai realizar uma palestra sobre o Haiti, dia 9 de março às 15 horas. Eu convidei meu "tiozinho" e ele está animado para comparecer. Agora, por favor não crie o constrangimento de ofendê-lo como tentou fazer a mim e a minha família. Sem essa de brincalhão, senão meu caro você vai passar uma vergonha pública (como deve ter passado nesse debate e acha que se saiu muito bem). Ah, e o debate é sobre o Haiti e não sobre a conspiração comunista que assola o país

agora, imprecisões conceituais a parte: o homem que não pode ser mercadoria????? Porra então é livre quem pode se vender??? Eu não me vendo, então, sou escravo! Ai ai ai...

Para esnobar Eduardo Galeano é porque, certamente, nunca o leu. Eu te garanto, ele não é comunista...ele não vai te comer, pobre criança

ntsr disse...

'o homem que não pode ser mercadoria????? Porra então é livre quem pode se vender??? Eu não me vendo, então, sou escravo! Ai ai ai...'

Vc fumou o q mesmo hein

Rafaela disse...

Gente, não adianta discutir com IDIOTAS sem caráter. Quem não tem caráter costuma querer confundir (e se confunde) os outros para se justificar. Saturnino (ou Pablo), vc é completamente RIDÍCULO! Não fala coisa com coisa. Tem mesmo que moderar o blog, senão acaba dando margem para essas colocações descabidas.