quarta-feira, maio 04, 2011

Teorias conspiratórias

Rodrigo Constantino

A ausência até agora do corpo do terrorista mais procurado do mundo, executado pelo governo americano numa operação de grande sucesso, atiçou as emoções daqueles que amam teorias conspiratórias. Será que ele morreu mesmo? Será que ele já estava morto há anos e o governo americano aguardava um momento adequado para o anúncio?

Sempre fico espantado com a capacidade de alguns para ser atraído por estas teorias mirabolantes. O pior de tudo é que basta um pouco de reflexão e algumas perguntas básicas de bom senso para derrubar a maior parte destas teorias conspiratórias.

Vejamos o caso Osama Bin Laden: Obama comunica ao mundo sua morte, mas ele está vivo. Cáspita! Basta o sujeito gravar um vídeo novo, numa caverna qualquer, mostrando um jornal atual que fala da sua própria morte, rindo da cara do próprio Obama. Nada mais que uns dez segundos de fala, para o mundo vir abaixo para o Todo-Poderoso presidente americano: “Hey, Obama, estou aqui vivinho da silva, otário!”. Obama jamais seria eleito novamente, nem mesmo para síndico do prédio. Mas tem gente que acha que ele assumiria tal risco...

Ou pior: Osama estava morto há anos, mas o governo guardava esta carta na manga para o momento propício. Brincadeira! O cara mata o inimigo mais odiado dos americanos, enquanto enfrenta uma baita crise econômica, perdendo popularidade faz tempo, mas espera para dar o aviso depois. Obama é keynesiano, quase socialista, mas não é tão burro, muito menos maluco.

Na verdade, teorias conspiratórias conquistam tantos adeptos porque simplificam enormemente o mundo. Fica tudo mais fácil de ser compreendido quando “eles” controlam todos os fatos de uma cúpula ultra-secreta em alguma montanha distante. Tem gente que anda vendo filme demais e confundindo realidade e ficção. Aceitar a complexidade da vida, o dinamismo dos fatos, os conflitos de interesses de forças opostas, a imprevisibilidade do futuro, tudo isso demanda certa coragem, e é muito mais fácil pensar que “eles” dão as cartas. No mercado financeiro, onde eu trabalho, tem gente que adora acusar “eles” de manipulação, normalmente quando os preços estão indo contra suas apostas.

Ataque em 11 de setembro? Obra do próprio governo americano! Sério, tem gente que acredita nisso, e não são poucos! A internet está repleta de “argumentos” e “evidências” para “provar” esta teoria. Mas já pararam para pensar, fora outras tantas coisas, na quantidade de gente que teria de estar envolvida em tal conspiração? Bombeiros, jornalistas, o Congresso todo, incluindo oposição a Bush, são tantas pessoas que o absurdo da “tese” salta aos olhos. Mas isso não impede que a teoria conspiratória ganhe a rede, conquistando especialmente aqueles que desejam atacar o governo americano patologicamente. A esquerda brasileira, não custa lembrar, adora acusar qualquer crítico de sua ideologia de “agente da CIA”.

A lista continua. O homem jamais foi à Lua. Pode pesquisar, há “evidências” abundantes disso na internet. Ou então os eventos que culminaram no colapso soviético foram todos orquestrados pela própria KGB, num plano de dar inveja a Dan Brown ou Sidney Sheldon. Teorias conspiratórias podem ser fascinantes, não é mesmo? E penso que há outro motivo que atrai tanta gente a elas: faz com que eles se sintam parte de uma “elite” esperta, que não foi vítima das mentiras da “mídia”, da “alienação” dos grandes veículos de comunicação. Viu na Globo ou leu na Veja? Azar o seu, bobão!

Isso não quer dizer que todas as teorias conspiratórias estarão erradas. Mas, sem sombra de dúvida, a imensa maioria delas não passa de pura balela, montagens patéticas com leves pitadas de realismo para engambelar os sedentos por emoção e reducionismo. E cuidado, leitor! ELES estão de olho e sabem tudo que você pensa.

Assinado: Elvis Presley, que não só está vivo até hoje, como faz parte da cúpula que controla o mundo e forjou a chegada do homem à Lua.

PS: Se alguém deseja refletir sobre bons motivos para não mostrar o corpo do terrorista ou jogá-lo no mar, recomendo o blog de Reinaldo Azevedo, com quem não concordo sempre, mas que respeito pelo bom senso.

16 comentários:

João disse...

Obama está vivo, escondido num cafofo com Elvis e Eliza Samudio, que também não morreu - o goleiro Bruno garante.

Quanto ao tio Rei, apreciador de cigarros e omelete com bacon, resolveu não publicar mais opiniões contra a lei pela qual o estado proíbe um indivíduo adulto de consumir o que quiser e bem entender por sua própria conta e risco e só favorece os bandidos.
De vez em quando, algum passa, aí uns leitores carolas e burros respondem com lógica e educação inapelavelmente petralhas, são normalmente publicados, mas a resposta a eles é negada.
Legal, né?

João disse...

Ah, o Elvis morreu em 1977, o homem chegou (ops, teria chegado) à Lua oito anos antes.

Muito boa a síntese, descreve bem a a sensação de fazer esperto dos que sabem tudo que a "mídia" e o "governo estadunidense" escopndem. Ri bastante.

Anônimo disse...

RA só perde o bom senso quando assume a defesa do FHC ou do Serra. Então se torna o "liberal" mais tucano da face da terra. Sempre digo isso a ele e ele não publica. rsrs

Anônimo disse...

Criei minha teoria conspiratória sobre a morte de Bin Laden.

A morte de Bin Laden foi combinada entre ele e Obama em nome da causa islâmica. Como Bin Laden já havia feito o que podia, decidiu-se que ele morreria pela causa para que Obama se reelegesse e prosseguisse na missão como novo chefe da Al Qaeda. Nesta nova etapa da luta jihadista, o papel de Obama é o de facilitar a chegada dos fundamentalistas ao poder nos países muçulmanos, sem que recaia qualquer suspeita sobre o homem que matou Osama Bin Laden.

É ou não é uma jogada de mestre? Ou melhor: é ou não é uma boa teoria da conspiração? Rsrs.

Aviso desde logo que a teoria é minha e que será processado quem dela tentar se apropriar!!!! Rsrs

Estudantes disse...

Recomendo a leitura do site http://www.showdalua.com, 'provando' que o homem nunca pisou na lua, que a bomba atômica nunca existiu, que a terra não gira em torno do sol e muitas outras 'verdades' surpreendentes!

Anônimo disse...

Mas as versões oficiais sobre a suposta morte de Bin Laden são muitos contraditórias e ridículas, por exemplo, o fato de jogar o corpo de Bin Laden no mar. E cada uma versão diferente: "ah, matamos ele em confronto, ele estava fortemente armado", "não, ele estava desarmado e o matamos porque ele tentou fugir, mas como somos muitos bons, o acertamos..." Quem era a mulher que mataram? "Era a esposa dele" "não era esposa dele, era um escudo humano"a mulher morta era uma esposa do Bin Laden", "não, a mulher morta não era esposa do Bin Laden"aquelas mulheres era escudo humano do Bin Laden"...Percebe?
Há realmente quem diga que Bin Laden já estaria morto há muitos anos, e quem diz isso não é um comuna louco difusor das "teorias da conspiração", mas Paul Craig Robert, que foi secretário de REAGAN. Em 26 de dezembro de 2001, a Fox News publicou uma notícia dizendo que BL já estaria morto naquela época.

Da mesma forma, o atentado do 11 de setembro em 2001 não está muito claro, e há uma série de descalabros. Por que, por exemplo, cientistas que investigavam o atentado de 11 de setembro estão sendo perseguidos? A versão oficial sobre atentado também é contraditória, e tem muitas explicações a dever: tanto explicações científicas como criminal e judicial.

Anônimo disse...

'Por que, por exemplo, cientistas que investigavam o atentado de 11 de setembro estão sendo perseguidos?'

Fonte?

Anônimo disse...

Só faltou lembrar do Hugo chavez falando que o terremoto no haiti foi criado pelos EUA, com o tal haarp

Que por sinal era a arma do raio mortal criado pelo gênio Nikola Tesla, tecnologia que o governo americano se apropriou depois da morte dele

Aliais, até o tal do Hoppe também é chegado numa teoria da conspiração.Só não tenho paciência agora pra pesquisar mas parece que ele acredita num governo secreto manipulando os acontecimentos do mundo e plantando a nova ordem mundial.

Anônimo disse...

Constantino,

Você deve ter ciência que Obama se elegeu presidente sem que nenhum eleitor americano tenha visto sua certidão de nascimento. Somente três anos após eleito, ele fez o favor de provar para os eleitores de que nasceu nos EUA. Assim, as dúvidas sobre o que Obama diz ou faz decorrem da sua própria conduta.
Quanto a Bin Laden, desde 2002, quando Pervez Musharraf, então presidente do Paquistão, afirmou que o terrorista estava muito doente e precisava fazer hemodiálise, especulava-se que ele já tivesse morrido. Hoje, no Bom Dia, Brasil, o repórter Marcos Losekan disse que entrevistou várias pessoas que moram próximas à casa de Bin Laden e nenhuma delas nunca viu o terrorista. O repórter também acrescentou que em nenhum hospital de Islamabad o terrorista foi atendido para fazer hemodiálise.
Com certeza, Marcos Losekan também é um teórico da conspiração, não é?

JGould disse...

Uma coisa eu sei! Esse cara que espera ser recebido por 76 virgens, foi na verdade recebido pelo pai do Kid Bengala!!!

Constantino, vc se esqueceu de uma. JFK não morreu em Dallas, ele na verdade fugiu com a deliciosa Marilyn Monroe!!! Os 2 vivem em uma ilha e de vez em quando vc, quero dizer, Elvis canta "Love Tender" para embalar suas noites de amor.

Uma dúvida. O Fidel tá vivo ou aquilo que de vez em quando aparece é cópia do Madame Tussauds?

Allan Kelvin disse...

Existem teorias da conspiração de tudo que é lado. Dizem que o MST está programando uma revolução comunista e ela está próxima!!! Sarney era comunista, pois controlava os preços e nunca privatizou nada!!! Lula vai controlar a ONU e será presidente de um banco central mundial!!! Por isso Obama disse que ele era "o cara"... É fácil falar dos outros, o difícil é admitir que se faz a mesma coisa de outra forma...

Abrcs

Allan Kelvin

Anônimo disse...

O pessoal é muito seletivo na plantação e colheita de paranóias. Divulgam todo tipo de conspiração, menos a de elogiar Bin Laden, ao menos em público. Mas, em público e por escritos, fazem de tudo para descaracterizar a ação dos EUA. Ora colocando Bin Laden como desimportante, ora como tendo desprestigiado o Paquistão, ora por não mostrar o corpo etc. Mas não dizem que se ofereceriam para receber o Bin Laden aqui no Brasil, em caso dele ter sido preso. É de crer-se que será vista uma campanha inédita e inaudita contra o Big Mac nos próximos dias, semanas, meses e anos. Isso talvez seja anuviado pela divulgação de que Bin Laden consumia Coca-Cola e Pepsi-Cola. e por terem sido encontrados Euros em seus bolsos e não Reais ou Yuan/ Renminbi. O interessante, também, é não citarem muito as vítimas dos ataques confessadamente levados a cabo por Bin Laden e seu grupo.
Dawran Numida

Clube de Vienna disse...

Nunca confunda teorias conspiratórias com ceticismo saudável. Uma pessoa tem que ser completamente tola pra acreditar em tudo o que o governo diz. Na verdade, uma pessoa já é tola se acreditar em QUALQUER COISA que o governo diz. Abraço.

Kleber S. disse...

Rodrigo, ja' que voce tocou na chegada do homem 'a Lua, voce poderia por obsequio dar uma olhadinha no site do Smithsonian Institute, clicar nas fotos da missao da Apolo 11, e me explicar por que a foto do "lunar pad" do modulo lunar nao tem nem uma migalhinha de poeira sequer?

Aguardo ansioso seu veredito


Kleber S.

Miltom Dias disse...

Há outra hipótese pouco explorada, qual seja a de que Bin Laden era apenas um bobalhão que financiava a organização em troca de reverências divinas. Quando patrocinava a Equipe Williams, na fórmula 1, tinha ataques de vaidade e chiliques de bajulação. Acho que colocaram esse trouxa alí e entregaram pros americanos. O governo paquistanês merece tanta confiança quanto a palavra do Berlusconi...

Anônimo disse...

'Daily Bell: É possível que um número ínfimo de famílias incrivelmente ricas estabelecidas no centro financeiro de Londres seja parcialmente responsável por tudo isso? Essas famílias e seus líderes podem realmente estar em busca do governo mundial comandado pelas elites? Ou é tudo uma conspiração?

Hoppe: Não estou certo se conspiração ainda é a palavra certa, pois, nesse meio tempo, graças a pessoas como Carroll Quigley [historiador especialista em sociedades secretas], por exemplo, muito já se sabe sobre o que está acontecendo. Em todo caso, é certamente verdade que existem essas famílias incrivelmente ricas, residindo em Londres, Nova York, Tel Aviv e em outros lugares, que já perceberam o imenso potencial de enriquecimento pessoal que há no processo de construção de um império e de um estado mundial.

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=943