sexta-feira, outubro 05, 2012

Manada de tribufus


Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Tenho uma filha com dez anos de idade que empreende uma “batalha” diária comigo na tentativa de me convencer a deixá-la assistir a novela “Avenida Brasil”, da Rede Globo. Como considero inadequado o conteúdo para a sua idade, não deixo. Seu principal “argumento” é: “Todas as minhas amigas assistem”.

Qualquer pai conhece essa estratégia. É muito difícil manter sua própria convicção sobre o certo e o errado quando há enorme pressão de grupo. Quando “todos” fazem uma coisa, ainda que seja uma coisa considerada errada, temos uma ótima desculpa para seguir com a manada. Keynes percebeu isso quando disse que a sabedoria mundana ensina que é melhor para a reputação fracassar convencionalmente do que ter sucesso não convencional.

Digo isso porque confesso que está cada vez mais difícil encontrar bons exemplos de comportamento econômico mundo afora. Sim, é verdade que nossa equipe econômica precisa melhorar muito para ser apenas medíocre. Sim, é fato que Guido Mantega e sua trupe estão plantando as sementes da próxima crise nacional. Mas um cínico (ou uma criança) poderia muito bem rebater: “Todos estão fazendo a mesma coisa!”

Como é que posso criticar o protecionismo do nosso governo, quando países mais liberais manipulam sua taxa de câmbio de forma escancarada? Como atacar nossa moeda “fixa”, quando até a Suíça resolve criar um peg com o euro? Como condenar o relaxamento do superávit fiscal, quando “austeridade” passou a ser palavrão no mundo desenvolvido? Neste concurso de feiúra mundial, o governo brasileiro consegue disfarçar seus defeitos, misturando-se aos demais tribufus na sala.

Mas os erros dos outros não justificam nossos próprios erros. Protecionismo comercial, manipulação cambial, déficit fiscal, expansão de crédito público, tudo isso deve ser condenado. Não importa que a Suíça e os Estados Unidos pratiquem cada vez mais destes expedientes nefastos. Nosso governo não conta com uma licença para fazer besteiras só porque o mundo parece ter enlouquecido de vez.

Digo ao ministro Mantega o mesmo que digo para minha filha: Não me importa que os outros sejam irresponsáveis; essa novela não é adequada e ponto final.       

10 comentários:

Anônimo disse...

reprimir uma coisa, pode estimular outras. nossas geraçoes aprenderam a driblar as censuras vindas de nossos pais. o fato é que existe essa novelas, que eu nunca assiti porque não vejo TV há muitos anos, mas a geraçao da sua filha assiti e comenta. não seria melhor assitir com ela e explicar-lhe as bobagens que a história mostra? isso poderá ajuda-la a desenvolver um senso critico junto com a curiosidade que é natural. e depois, se ela tem acesso a internet, não é ingenua.

Abrs!
Marcia

André disse...

O melhor é a foto e o título do artigo kkk.O pior é que o Brasil é um trubufu que sai caro para quem paga.A Suíça é até um tribufu com preço justo mas o Brasil é um tribufu que cobra preço de miss universo.

Junior disse...

O André disse tudo!

Celso Costa disse...

O fato é que o Brasil não está seguindo ninguém, e sim os outros que estão seguindo. Talvez o espelho brasileiro seja a Argentina. Até quando teremos esse tipo de política econômica???
Incentivo as montadoras !!!!

Anônimo disse...

Concordo que o argumento "a maioria faz assim", não faz sentido, mas não acho que seja justo proibir a sua filha de ver novelas, por "poder influenciar", os japoneses tem muito contato com jogos violentos e tem uma das menores criminalidades do mundo.

Não creio que entretenimento possa influenciar mais que o meio. Afinal, lembro que já joguei jogos polêmicos, que foram até proibidos em alguns países como Doom com 6 anos de idade. É preciso deixar claro para a sua filha, que novelas são uma palhaçada em que é praticamente sempre o mesmo roteiro. Novelas só servem para curar insonia, afinal, ficar acordado vendo aquilo é impossível.

Leandro disse...

Vivemos num mundo de relativismo moral, onde o que é certo é considerado errado, e o que é erado é considerado certo. A moda hoje é ser malandro, "vida loka", e quem naõ adere a isso, e prefere estudar e trabalhar, é considerado pelos colegas do grupo como um "idiota" e sofre até bullying. Pois é, não tem jeito mesmo, ou revertemos este relativismo moral e resgatamos os valores tradicionais, ou o futuro da nossa civilização está ameaçado...

Anônimo disse...

Deixa a garota ver a Carminha ser desmascarada ! Só faltam duas semanas para a novela acabar.

Anônimo disse...

Firme aí Rodrigo! Quando ela crescer ela vai te agradecer.
Não tem o menor sentido comparar com jogos, um jogo violento ninguém leva a sério, já a mídia imunda de hoje é bem séria na intenção de influenciar mesmo
E influenciar na direção do o lixo moral dos 'valores' de hoje

Betopernambuco disse...

MINHA ,HOJE CASADA E MUITO BEM, NUNCA ASSISTIU NOVELAS DA GLOBO,,,SEMPRE NEGOCIEI COM ELA E EXPLIQCAVA O PORQUE. A MAE DELA TAMBEM VIGIAVA A TV,,,,HOJE TENHO UMA FILHA ADULTA NORMAL,DONA DE CASA,RESPEITADORA DE SEU DEVERES MATRIMONAIS,,,COM FILHOS,,,TODO OS PAIS QUE AMAM SEUS FILHOS DEVEM FAZER ISSO MESMO,,,,PARA DEPOIS NAO CHORAREM LA'GRIMAS DE VERGONHA

Bruno disse...

Por favor, não coloque mais essas aberrações pra ilustrar seus posts. Eu leio seu blog no trabalho! hehehe