quarta-feira, agosto 11, 2010

Serra no JN

Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

Antes de começar este comentário, preciso confessar que nunca fui muito com a cara – e com as idéias – de José Serra. Sua trajetória na militância esquerdista, seja na UNE, seja como economista da Cepal, sempre me incomodou, e ainda o faz. Dito isso, preciso admitir que o candidato tucano foi muito bem na entrevista do Jornal Nacional. Passou calma e confiança, e conseguiu se colocar como alguém pós-Lula, ou seja, preocupado com o futuro, e não com o passado. Foi convincente na imagem de quem está acima da rixa FHC-Lula, interessado em aproveitar os acertos de ambos e rejeitar os erros de ambos.

Outro gol de Serra foi focar na questão da experiência, do currículo, lembrando que não se governa um país na “garupa”, como um fantoche de terceiros. Serra insistiu que Lula não é candidato a cargo algum, e que, concluído seu governo, ele sai de cena. Isso visa a confrontar a mensagem do próprio Lula que, desesperado com a incapacidade de sua pupila andar com as próprias pernas, declarou que Dilma será apenas outro nome para “Lula” nas urnas. Falso. Quem está concorrendo ao cargo mais poderoso do país é Dilma Rousseff, não Lula.

Serra justificou a aliança com o PTB, partido envolvido no “mensalão”, alegando que a responsabilidade pelos erros é individual, e que o PTB apóia o PSDB com base programática, mas que ele, enquanto presidente, não aceita compactuar com o crime. Essa mensagem é útil, quando se lembra que o PT passa a mão na cabeça de seus próprios “aloprados” e que os réus de formação de quadrilha continuam apitando dentro do partido – alguns inclusive bem próximos do núcleo da campanha de Dilma.

Outro ponto forte da entrevista foi quando Serra deixou claro que entre pagar pedágios ou morrer nas estradas federais, a primeira opção é muito melhor. E ainda aproveitou para denunciar que o governo Lula investiu apenas um terço dos R$ 65 bilhões arrecadados com a Cide desde 2003, imposto cuja única finalidade é melhorar a qualidade das estradas no país.

Por fim, Serra defendeu a escolha de Índio da Costa como vice da chapa, frisando seu papel na aprovação do projeto “Ficha Limpa”, mais uma bola dentro. Tenho que reconhecer que o tucano foi bem na entrevista de maior audiência da televisão brasileira, e lamento apenas que o casal de entrevistadores não tenha levantado a questão do “mensalão” durante a entrevista com Dilma. Ficou faltando isso, e as Farc, claro.

Enquanto os liberais continuam órfãos de representantes na política, não resta muita dúvida: por eliminação, e principalmente para frear o projeto autoritário petista em curso, é tomar um Engov e ir de Serra mesmo!

17 comentários:

RRG disse...

Sou leitor de seu blog, me chamo Rodrigo também, e fico realmente triste de que todos no Brasil com inclinação libertária somos orfãos políticos em maioria lotados no sul/sudeste, somos refens na prisão estatal montada pelos coroneis sarneys, calheiros e pelos neo coroneis lulas, genros etc, que em 8 anos iniciaram o processo de reconstrução da mega tênia estatal que havia iniciado no governo militar.

oneide teixeira disse...

nosso povo esta no limite de tolerância para com o governo(estado)apesar da aparente apatia ante os escandalos,o descontentamento esta aumentando dentro do povo e vejo isso por exemplo nos alunos que agridem os professores,como sendo um indicio de "odio" ao estado das coisas,odio da sociedade que temos de tantas lutas em vão,tantas esperanças caidas no esquecimento.
Collor era a esperança de um pais moderno,fernando henrique era a esperança acabando com a inflação,lula era a esperança do fim do rentismo (rent-seek).
Agora temos um pais sem esperança Serra,dilma, marina não farão um pais moderno,aliaram-se aos rentistas(corupção,especulação,favores estatais)aos ideais ultrapacados , a inflação retornara com força e por fim teremos uma ditadura sei la de esquerda ou direita so espero não estar aqui pra ver isso denovo,pq podem ter certeza meu nome estara nos desaparecidos.
Parafraseando malcolm x.
Se você implora por liberdade você nunca será livre,a liberdade e algo que você tem que conquistar,se você não mostar que esta disposto a pagar o preço da liberdade,nosso povo será o escravo do seculo XXI,qual e esse preço?O preço da liberdade é a morte.
RRG bom termo tenia estatal gostei muito, mas ela nasceu no governo vargas ela ja ta parasitando a mais tempo,ja deve estar infestado o corpo do nosso povo,esta agora indo en direção do cerebro,criando zumbis que gritam luuuuulaaaaa llluuuuallaaaa.

ITAGUAÇÚ disse...

Serra foi impecável. Cordato. Tranquilo. Deu uma aula ao poste de Lulla.

fejuncor disse...

Jóia, vão acabar as estradas "suíças" do governo Lula. Bom para o Brasil. Apertaram o Serra. É trabalho do jornalista, tentar pegar o entrevistado em contradições. E ele esbanjou cortesia e mostrou firmeza. A melhor entrevista da série.

Débora Leal disse...

Também gostei bte da entrevista! Fale um pouco sobre a indignação do Lula com relação à entrevista da Dilma na segunda-feira... Beijos.

SW / Lucas M. Felisbino T. disse...

Agora tocou em um ponto crítico para mim. Eu moro em Rondônia e bem, nó só temos uma unica estrada federal (BR-364) e é esburacada. Temos poucas estradas asfaltadas, o povo daqui já é acostumado a ter pick-up ou SUV para poder andar no estado todo na época de chuvas. A situação melhorou um pouco com a entrada do Ivo Cassol como governador, o político "menos pior" daqui em Rondônia.

Isto tudo sem falar que Rondônia ainda possui uma estrada federal decente, vá ver Amazonas (em que maioria é transporte hidroviario), Mato Grosso, Pará...

E depois (posso estar enganado), mas o nosso despresível Presidente Lula, usa dinheiro do nosso país para construir uma estrada na Bolívia, uma estrada que irá ajudar todos os traficantes latino a traficarem drogas para quem? Para o Brasil. Se ele fizer o mesmo na Colômbia e Venezuela, está se revelando que realmente apoia as Farc.

valentim disse...

oneide,
Voce acredita que algum dia o Brasil vai ser um país de 1º mundo......
pergute ao C.A.de Almeida, Dilma vence no 1º turno
a ignorância de boa parte do povo brasileiro vai nos impedir de crescer

Corruptocracia: Roubar é poder! disse...

Qq estado brasileiro pode ser desenvolvido. Temos “ilhas” de prosperidade de fazer inveja ao primeiro mundo. Serra gaúcha, alguns locais em Floripa; convido a conhecer os bairros em loft que estão sendo construídos na região de Cacupé. Mas enquanto os estados estiverem subjugados pela estrutura arcaica, corrupta, criminosa, incompetente, da União, vamos continuar sendo um bolsão de subdesenvolvimento.

Servulo disse...

Só não gostei da tal da "experiência anterior". O Lula não tinha, a Dilma tem pouca, mas esse argumento pode justificar o Maluf, por exemplo. No mais, Serra é esquerdista de outra ala, a que tem que prometer. Isso nós sabemos como funciona.

Anônimo disse...

Mas infelizmente os analfabetos políticos não enxergam isso! Reflexo disso é que Dilma tá bombando no Nordeste, no RJ, em MG.

Serra tem que focar em levar pro 2 turno e com pouca diferença de votos.
Pra isso o ataque seria a melhor defesa. Próxima semana com o ini´cio do horario leitoral espero que ele faça valer a pena o horário. Um misto de projetos dele e com críticas a DILMA.

Anônimo disse...

Quem falar em punições e leis mais severas pra bandido ganha meu voto!! Pena de Morte em situações extravagantes e Leis Mais Rigorosas pra outras situações.
Instalar via satélite aqueles lances que filma 24h o Brasil inteiro, de última ponta. E se não existir, investir em um projeto nisso. Aí o cara faz um B.O. aí analisam por vídeo o suspeito se de fato for comprovado que ele é culpado, colocar punição rigorossima pra ele. Ah, e a pessoa teria que andar com a indentidade aonde fosse. A indentidade teria um chip q quando necessário seria utilizado pra provas e tal. Talvez de bilhões de reais nesse tipo de investimento, mas seria um ótimo investimento. O Google mesmo ja tem esse tipo de coisa, e dias de hoje n da pra pensar em privacidade. Quem não deve,n teme.

Anônimo disse...

Pra quem não lembra em 2002, Serra tava atrás de Ciro Gomes e com as sucessivos ataques a ele passou Ciro e foi pro 2 turno. Ele tem que usar essa estratégia, não pode deixar de atacar. Tudo menos DILMA.

E eu insisto, investimento pesado em SEGURANÇA e SAÚDE. Educação o cara que quer sobressai. Acho que com o que falei com rigorisidade em bandidos, monitoramento 24h, eles acabariam tendo q estudar pra não roubar ou fazer babaquices mais. No caso, to falando em agressao fisica e roubos, mortes, etc.

El Cabong disse...

Deus me livre!
Se um dia as idéias do anônimo das 9:52 colarem, me avisem antes, que irei para a Coréia do Norte ou para as montanhas da fronteira do Afeganistão com o Paquistão controladas pelo Taliban, que eu serei mais livre lá.
Por que o brasileiro tem essa Síndrome de Estocolmo em relação ao Estado... o Estado coloca voto obrigatório, serviço militar obrigatório, impostos de Suécia com serviços de Somália, Detran emitindo multas de infrações onde o carro nunca esteve (e o coitado do motorista tendo que fazer trocentos recursos até provar que não cometeu a infração), BNDES agindo como um politburo para escolher quais as empresas que receberão o dinheiro subsidiado, guardas podendo parar o cidadão e ferrá-lo por um copo de cerveja, mas que liberam um carro com indícios de ter cometido atropelamento num túnel interditado em troca de propina.

E aí nego vem falar de mais Estado, Estado com câmeras em tudo que é lugar? Só pode estar de saca...

ntsr disse...

'quem não deve não teme'
O problema dessas coisas é o precendente, a desculpa pra aumentar o governo sempre vai ser a coisa mais linda do mundo, na hora do abuso de poder ninguém vai poder fazer nada, já vai ser tarde demais

Anônimo disse...

Alguém já ouviu falar em Mario Oliveira, candidato a presidência pelo PT do B.
http://www.mariooliveira.com.br/profiles/blogs/tv-estadao-entrevista-mario

Julek disse...

Seria melhor para o país ter um social-democrata como Serra agora, para evitar que o pior aconteça, caso o gerenciamento da máquina federal continue sendo feito da mesma maneira.

Passamos uma fase boa na economia, e o sistema financeiro do país não foi afetado pela crise, por já ter passado por reformas nos governos do PSDB.

Quando o PT pegou o governo realmente ainda estava com dificuldades financeiras. Mas a equação já estava equacionada, resultados amargamente conquistados, novamente, pelo PSDB, que arcou com o custo de fazer estas reformas impopulares.

O Brasil na mão do PT passa por enormes riscos. Um destes riscos é a deterioração fiscal, que destruiria as conquistas macro do PSDB. Dependendo do cenário externo isso poderia acontecer nos próximos 10 anos.

O problema é que se a gente esperar até o PT quebrar o país, o PT avançaria suas idéias autoritárias aos poucos em várias áreas, como já tem feito. Quem pegar o país depois teria uma estrutura completamente infiltrada por ideologia na educação, saúde, imprensa, e decretos autoritários em várias áreas. E todo o controle de estatais, sindicatos e fundos de pensão ainda na mão do PT.

samuel disse...

Se eleita Dilma, o PT e a tchurma fica no governo e LULA? LULA Vai para S Bernardo ou Roma... 2014? Não haverá mais eleição no Brasil. Lula será desnecessário... e será mais um estorvo que qualquer outra coisa. É o PT no governo. O simplório do Lula que se cuide....
Única opção para ele estar vivo em 2014 é continuar havendo regime democrático. Com a noiva do Shrek Dilma ( e a tchurma) não há essa garantia...
O PT é o maior risco Institucional que esse país já viveu.