sexta-feira, outubro 22, 2010

Fanfarronice sem limites



Rodrigo Constantino, para o Instituto Liberal

O presidente Lula chegou ao fundo do poço. Sua atuação nesta campanha já tinha revoltado qualquer pessoa que sabe a diferença entre estadista e populista. O presidente escolheu ridicularizar seu cargo e partir como garoto-propaganda de sua candidata, misturando de forma perigosa governo e partido. Mas o que ele disse agora ultrapassou qualquer limite. Sua postura é digna de um típico caudilho latino-americano. Lula se parece cada vez mais com Chávez, seu camarada venezuelano.

Que Lula jamais respeitou fatos, isso é conhecido. Mas dessa vez ele resolveu ignorar fotos! De forma precipitada, o presidente chamou de “farsa” a agressão sofrida pelo candidato José Serra por petistas. Usando sua única fonte de “cultura”, o futebol, ainda comparou o caso ao do goleiro Rojas, que fingiu ter sido atingido por um foguete no jogo. Não satisfeito, o irresponsável presidente-garoto-propaganda ainda atacou a honra do respeitado médico Jacob Kligerman, que atendeu Serra, insinuando que ele faria parte da farsa. Lula sabe jogar baixo.

Em vez de repudiar a violência dos manifestantes petistas, que confundem argumento com pancadaria, o presidente Lula preferiu atacar a vítima, acusando Serra de mentiroso. Mas a verdade é que não se trata de novidade esta postura agressiva dos petistas. Quando eles correm risco de perder suas boquinhas e privilégios, eles rapidamente se tornam bárbaros. Basta lembrar as privatizações, com vários petistas mobilizando a turba para agredir aqueles que defendiam o progresso. Ou então Mário Covas sendo agredido por “professores”, após José Dirceu ter incitado a violência, afirmando que os tucanos deveriam “apanhar na rua e nas urnas”. “O argumento pela intimidação é uma confissão de impotência intelectual”, constatou Ayn Rand.

Não se sabe ainda quem vai ganhar esta eleição, pois confiar nas pesquisas desses institutos exige um elevado grau de fé, uma vez que todos erraram feio no primeiro turno. Mas uma coisa é certa: a democracia republicana já sai como a grande derrotada. O maior responsável por isso é o próprio presidente Lula, que deveria ser o guardião das instituições republicanas, mas que não passa de um grande fanfarrão.

7 comentários:

Francisco disse...

Há anos acredito que quando julgamos que quando "algo chegou ao fundo do poço", somos excessivamente otimistas.

Aguardemos os próximos passos de "Noço Guia".

Anônimo disse...

Rodrigo
Fanfarrão?
Peloamordedeus!
O dicionário não tem uma palavra que adjetive o noçoguia...
Qualquer pessoa analfabeta como ele, criada em ambiente sórdido tem mais dignidade que ele.
É o espírito que é ruim: lula se fez desrespeitando e desafiando os principios legais vigentes e acostumou de tal maneira que ele sequer sabe o que é Constituição: tanto não sabe que uma vez deputado constituinte recusou junto com o partido a assiná-la.
valores para ele somente o da 51 e juramento somente em fogueira de São João que se dissolve quando a fogueira apaga.

Troiano disse...

Quando o mais alto mandatário de um país democrático não obedece os outros poderes constituídos quais sejam o legislativo e o judiciário, para mim só quer dizer uma coisa: ele se acha dono do poder absoluto e quer se transformar num outro ditador.

joao felipe m disse...

pobre de espirto, ignorante, hipocrita e sodomita maldito

cavalo de borracho disse...

Por duvidar da integridade do médico que atendeu Serra, Lula deveria ser processado...

MARIA disse...

É vergonhoso um presidente agir assim! é inadmissível que um chefe de estado tenha esse tipo de comportamento.
E o mais vergonhoso é ainda ver a candidata beneficiada com esse crime eleitoral está crescendo nas pesquisas.

votuporanga disse...

CABO ELEITORAL GASTANDO NOSSO DINHEIRO PRA CAMPANHA DELA...



VIAJANDO COM NOSSO AVIÃO, NOSSO DINHEIRO.....



CORRUptOS