domingo, outubro 31, 2010

O lado bom da coisa

Rodrigo Constantino

Prezados leitores, na vida, creio eu, devemos sempre tentar enxergar as coisas pelo lado bom, sem deixar o realismo de lado, naturalmente. A vitória de Dilma é sim um fato profundamente lamentável para todos os brasileiros que colocam a ética no topo da hierarquia de valores, que respeita a democracia limpa, as liberdades individuais e o Estado de Direito. Mas há um efeito de sua vitória que pode ser favorável a longo prazo para a democracia liberal: unir a oposição!

Não foram poucos os colegas liberais que chegaram a repetir este lado no primeiro turno. Alguns até disseram que não votariam em Serra, e sim anulariam, pensando nisso. Como Serra não é liberal nem de perto, estes colegas pensaram que sua vitória poderia anestesiar um pouco os liberais, algo que a vitória de Dilma sem dúvida não fará. Eu sempre respondia que este era um jogo muito arriscado. Eu entendo a lógica, mas não gosto de brincar com fogo, ainda mais perto de um barril de gasolina. O ideal para quem defende a liberdade era derrotar Dilma logo, sem dúvida (e aqui vai minha bronca aos que anularam o voto). Mas, agora que o resultado está dado, então podemos focar neste lado positivo.

O país está dividido, e quase a metade da população está claramente indignada com o governo do PT. Além disso, vários, mais esclarecidos, estão cientes do perigo que as instituições republicanas correm. O Manifesto pela Democracia é prova disso. E são pessoas de diversas tendências ideológicas, não apenas liberais. Existem social-democratas mais esclarecidos, conservadores, liberais, libertários, até mesmo milhões de pessoas sem ideologia política alguma, mas todos unidos por uma causa comum: preservar nossa democracia e nossa liberdade do projeto lulo-petista de poder. Eis o momento de unir estas pessoas todas em torno de uma luta comum!

O sapo pode acabar escaldado se a água for esquentando aos poucos. Mas se a temperatura subir rápido demais, ele pode se dar conta do perigo e pular fora da panela. Dilma no poder pode representar exatamente esta elevação da temperatura da panela. E toda ação tem uma reação, como sabia Newton. Portanto, liberais, conservadores, social-democratas civilizados, libertários, defensores da democracia republicana do país todo, UNI-VOS! Não é hora de relaxar ou de esmorecer. De minha parte posso garantir: a luta continua! Não será esta vitória de Dilma que nos fará desistir da causa pela liberdade. E não aceitamos intimidação, pois sabemos lutar pelo que é correto. Que venham os petralhas, agora ainda mais ousados e animados! Saibam que haverá uma barreira tentando impedir qualquer tentativa de golpe autoritário neste país. O Brasil não é a Argentina, tampouco a Venezuela. Vamos em frente, que o trabalho continua!

28 comentários:

Anônimo disse...

Perdemos a batalha mas ñ a guerra 8)

Leyanie Neves disse...

Concordo com você. Agora a oposição acordará de vez dessa letargia longa que vive. Esse resultado tem o efeito de uma bomba na Democracia e no estado de Direito que estão ameaçados pelos PTalibans.

Anônimo disse...

Rodrigo, vamos com calma . A democracia não sofre tanto perigo assim como você afirma. O máximo que pode ocorrer é uma ou outra política populista , uma esmolinha para o pobre. O Brasil sempre esteve errado , a diferença é que com Lula os pobres conseguiram sugar um pouco das tetas do Estado, nos governos anteriores só os funcionários públicos e empresários conseguiam fazer isso , no Brasil até empresário gosta de uma ajudinha do Estado. Não se esqueça que foi o governo do pt que aprovou a reforma da previdência em 2003 , é claro que foi necessário comprar a base aliada inteira com o famoso mensalão. Aqui no meu Estado muito coronel da polícia que ganhava mais de 50 mil por mês tiveram os salários reduzidos ao teto do governador . O Pt tem suas qualidades !

Anderson disse...

Vale destacar que mais de 77 milhões (eleitores de Serra, nulos e abstenções) NÃO votaram em Dilma contra seus 55,3 milhões de eleitores. A maioria absoluta NÃO apóia a ex-guerrilheira. Nada como um dia após o outro...

Rafael Hotz disse...

Rodrigo, se as tendências pró-ciclo econômico em operação no país se intensificarem devido a maluqices fiscais, monetárias e cambiais, a merda vai explodir na cara da guerrilheira.. É uma "oportunidade" que temos para se livrar dos intervencionistas hardcore por um tempo...

Francisco Luis disse...

É difícil já ter ânimo no dia de hoje para continuar a luta. Muitas vezes sinto uma vontade tremenda de abandonar de vez o barco, o país e tentar não olhar para trás, mas sei que essa é a pior decisão a ser feita. Pois independente de onde eu esteja sei que terão milhares de pessoas indignadas com esse governo. O que nos resta é "fiscalizar" o governo, não só prestandoo atenção nas contas públicas, mas exigindo um pouco de democracia verdadeira nesse país.

Marco Antonio Menezes disse...

Quem liderará esta união? Aonde está o lider? Como estancar a "revolução bolivariana" que Dilma deseja? Por sorte Néstor Kirchner faleceu. Menos um.

Dick disse...

Concordo plenamente, Constantino!
Você é um digno cidadão guardião da democracia! Não podemos parar! Foi isso que eu sugeri ontem:
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=73071&tid=5533836989521157401

Anônimo disse...

Rodrigo,

Quero servir-me de seus conhecimentos de economia e fazer-lhe uma pergunta: Tem razão Gerald Celente quando afirma que a economia americana entrará em colapso até 2012? E como uma pessoa despreparada como Dilma reagiria a esse evento? Já imaginou PT e PMDB tendo de lidar com uma catástrofe?

^^PalhaciTa^^ disse...

VIVA A CORRUPÇÃO!!!!

Rodrigo Constantino disse...

Desconfie de qualquer um que diga saber quando vai vir a crise. Que existem problemas sérios ainda no mundo, isso é fato. Mas a coisa pode estourar em 2012, em 2013 ou só lá para 2016! Ninguém tem como dizer...

Quinta da Canoa disse...

O MST tava escondidinho. Agora vai retornar sua linda rotina de invasões, quebradeiras e violência às pessoas.

Cris N disse...

Eu infelismente espero tudo de ruim.Não vou ficar querendo me enganar com isso.Alguém que em 60 anos só fez oq não presta.... não tem como melhorar agora

Anônimo disse...

É para isto que servem as derrotas Rodrigo. Eu queria muito a vitória agora. Mas certamente devemos assumir uma posição clara sobre ser oposição daqui nestes 4 anos. Vale lembrar que o PSDB assume 7 governos estaduais. Somados os governos oposicionistas, mais da metade do PIB está sendo governado pela oposição. É hora de enriquecer verdadeiramente o lado que aparentemente saiu derrotado, mas que está maduro e consciente do seu papel. Fazer oposição de forma clara e direta! Esta eleição mostrou o poder individual das pessoas. Temos um candidato derrotado que teve 43 milhões de votos. Vejamos por tanto que motivo levou essa gente as urnas para este candidato. Mais importante agora é entender que que o voto de oposição, é justamente aquele que preenche os setores que mais tem condições de mobilização com base em ideais. Duvido, duvido mesmo que esta maioria que o PT conseguiu, tenha condições de combater uma oposição unida e bem arquitetada. Vale lembrar que destes votos do PT...pelo menos metade votou com estômago e um cartão de bolsa familia no bolso.

O meu voto, foi baseado em fome de liberdade!

Peterson

Gabriel Meurer disse...

Espero que esteja certo Constantino, espero que nosso país não se iluda como a Venezuela se iludiu um dia. Que não troquemos nossa liberdade por nada!

Espero também, como você, que todos nós liberais, libertários e qualquer um que preze pela liberdade esteja vigia, pois a liberdade tem um preço e esse preço é a eterna vigilância:

"Maybe I did well and maybe I led the battle but nobody ever said we were going to win this thing at any point in time. Eternal vigilance is required and there have to be people who step up to the plate, who believe in liberty, and who are willing to fight for it." -- Milton Friedman

Abraços

Ricardo disse...

Meu caro, democracia no Brasil não pode viver apenas de guerrinha partidária. Todos nos queremos um país mais justo e igual para os brasileiros, independênte de cor, raça ou credo.
Não sou contra PSDB e muito menos a favor de PT, mas acho que já está ridículo essa troca de acusações de partidos governo após governo. Serra perdeu por se preocupar mais em atacar do que viabilizar suas promessas de campanha.

Através de uma comunidade do orkut eu vim parar aqui nesse blog, e invado tal espaço para relatar que estou chocado em perceber que por causa de uma mera eleição, pessoas ditas "patriotas" se entregam ao bairrismo.

Pelo que parece, não importa o conjunto de idéias, mas apenas o partido que ira parar no poder.

Não entendo o motivo de haver criticas tão severas a certos programas criados para favorecer famílias de baixa renda que não tem nada para comer.

Antes que muitos aqui me venham com ofensas de baixo nível, confesso que votei no Serra pois acredito que ele seria o candidato mais bem preparado.

Sou trabalhador de baixa renda, e embora muitos aqui discordem da "minha opinião", é inegável que o atual governo nos permitiu uma qualidade de vida melhor.

O país precisa de união de todos para se tornar uma nação econômicamente desenvolvida.
Acho que nesse ponto, essa guerrinha partidária coloca tudo a perder.

Abraço!

bebeto_maya disse...

Rodrigo, você viu o primeiro discurso de Dilma: Já bradou a velha luta de classes típica do seu partido.

Este fato, para além de minha pessoa, é uma demonstração do avanço democrático do nosso país: pela primeira vez uma mulher presidirá o Brasil. Já registro portanto aqui meu primeiro compromisso após a eleição: honrar as mulheres brasileiras, para que este fato, até hoje inédito, se transforme num evento natural.

E é assim. Se Obama se omitiu, pelo menos discretamente, de falar sobre sua etnia, Dilma não se fez de rogada. Esperemos pelo pior: Dilma é o politicamente correto em estado puro, muitas ditaduras de minorias vão se erguer agora. A nossa sociedade será tomada por pessoas privilegiadas, não pelo mérito, mas pelas condições biológicas.

Rogério PC disse...

Belas palavra de ordem, mas sendo mais pragmático, como fazer isso? Como defender as instituições democráticas desses contínuos ataques?

Um exemplo: sempre achei um absurdo a postura de Lula a favor da candidatura da Dilma em claro desrespeito à legislação eleitora, mas o que poderia fazer de concreto? Escrever para o TSE reclamando? Do que adiantaria?

Ricardo disse...

A petralha foi eleita no Dia das Bruxas! Uma data conveniente pra ela!

Anônimo disse...

Maravilha Rodrigo....

Voce consegue com sua maneira racional expressar os sentimentos de quase a metade da população brasileira, das quais eu me incluo.

É preciso levar este texto para a mídia. O que podemos fazer?

Conte conosco!

Adalberto Evangelista de Souza

ntsr disse...

Rodrigo, tu separou liberais de libertários, why?

ntsr disse...

Rodrigo, tem um limite entre otimismo e fuga da realidade.Numa terra que a maioria admira e vota em ladrões, mentirosos, terroristas, assassinos, e onde essa mesma maioria se multiplica como ratos (por interesse, estupidez ou até falta de opção)vc ta comprometendo a paz e o futuro dos seus filhos achando que essa p**** tem jeito

Erick Skrabe disse...

Talvez possamos pegar emprestados alguns conselhos de Mises sobre o Boom e o Bust.

Talvez o "Bust" da liberdade q estamos sofrendo hj (e q iríamos sofrer do Serra, ainda q em menor escala) seja útil para a sociedade se repensar.

O populismo tem perna curta.

Anônimo disse...

Rodrigo qual é a sua opinião sobre as filhas dos militares terem direito a pensão vitalicía se forem solteiras ? Não seria melhor começar a cortar a mamama estatal começando por aí? Deixa o Bolsa Família por último .

Pedro Júnior disse...

Rodrigo, veja pelo lado bom estes fatos tambem: se o Serra ganhasse ele teria q administrar a bomba relogio da divida publica interna/externa, agora o negocio ta no colo da Dilma. Outra bomba que vai estourar no colo dela eh a bolha de credito / imobiliaria. Graças a estas duas bombas o Lula posou de grande economista/administrador sendo que na verdade foi um grande tomador de emprestimos so que a fatura vai ter que ser paga pela sua companheira de armas. Ja imaginou a oposiçao ganhar e accontecer este desastre economico com ela no poder. O povao iria aclamar o Lula ao poder.

Anônimo disse...

Constantino, se as suas palavras de união expressas ontem estão vazias de uma real intenção, ou então, são apenas a lembrança oportuna, é verdade, no que diz respeito ao comportamento dos outros, não retome contato com o Olavo de Carvalho, não tente unir os conservadores a partir da sua própria iniciativa.
Se suas palavras de ontem são apenas retórica, não convide do professor para uma conversa desarmada e franca - eu tenho certeza que se vocês chegarem a um acordo, isso fará muito bem a todos.
Agora, se a tal união da direita tiver sido lembrada somente para encher de tinta o papel branco, fique na sua, como impávido colosso. Não vou criticá-lo, realmente não é fácil perdoar, precisa ser grande.

Romaguera disse...

Rodrigo, me considero um liberal. E como tal, entendo q a diversidade de opiniões deve ser respeitada.
O exercício de poder no Brasil nunca foi exatamente ético, cobrar isso do PT é entendível pois foi um dos partidos q mais combateram esse ponto antes de entrar no poder.
Infelizmente, achar q teremos solução no curto prazo é besteira, depende de investigação e diminuição relativa do Estado na vida das pessoas. E para isso, a gente precisa crescer e ter/formar empresários q colaborem nesse sentido.
Mesmo sendo um liberal, por outro lado, entendo q cada indivíduo tem direito à condições mínimas de vida. Cada sociedade arca com essas condições mínimas da melhor forma q puder.
Acreditar q o Lula não tem aprovação alta, questionando pesquisas acho meio ingênuo. Aprovação de governo não se materializa em votos. Até pq tem gente q pode achar q tá bom, mas q pode melhorar (esse era o discurso inicial da oposição antes de incitar as hostes reacionárias desse país).
Achar q, como liberal, vc estará melhor representado pelo Serra, é um direito seu. Mas confesso q a escalada reacionária do careca me assustou bastante. Sou favorável à liberdade de imprensa, religião, democracia e outras coisas mais.. Estarei sempre em oposição ao PT se forem de encontro a esses assuntos (coisa q até o momento eles tem respeitado até mais do q o FHC), mas minha opinião é de q brincar com fogo seria colocar o Serra no poder..
Abs,

ntsr disse...

'Mesmo sendo um liberal, por outro lado, entendo q cada indivíduo tem direito à condições mínimas de vida.'

Mas isso nunca para no mínimo.Não existe limite pras promessas dos políticos nem pro comodismo de quem ganha as coisas sem esforço.Na noruega tem até gente que processa o governo falando que tem o DIREITO do governo pagar uma prostituta pra ele, pq faz bem pra saude mental