quarta-feira, setembro 01, 2010

A culpa de Fidel



Fidel assume culpa pela onda homofóbica em Cuba há 50 anos

HAVANA - O ex-presidente (sic) cubano Fidel Castro assumiu a culpa pela onda homofóbica empreendida por seu governo há quase cinco décadas, quando marginalizou os homossexuais e os enviou a campos de trabalho agrícolas forçados, acusando-os de serem "contrarrevolucionários", disse ele ao jornal mexicano "La Jornada".

Fidel afirmou na segunda parte de uma entrevista publicada nesta terça-feira que é o principal responsável pela perseguição aos homossexuais na ilha há 50 anos e lamentou não ter corrigido essa falha por estar envolvido na defesa do país.

- Sim, foram momentos de grande injustiça, uma grande injustiça! Fomos nós que fizemos, fomos nós(...) Estou tentando diminuir minha responsabilidade em tudo isso, porque, pessoalmente, eu não tenho esse tipo de preconceito - disse. - Escapar da CIA, que comprava tantos traidores, às vezes entre pessoas próximas, não era coisa fácil. Mas, no fim, de todas as formas, se tem que assumir a responsabilidade, assumo a minha. Não vou jogar a culpa nos outros - acrescentou.

Comento: Ótimo! El Coma Andante assume a culpa pela homofobia em Cuba. Agora resta "apenas" reconhecer a culpa pela extrema miséria do povo, pelas dezenas de milhares de mortos no paredon, pelas famílias destroçadas pelas fugas da ilha-presídio, pela doutrinação ideológica das crianças inocentes, pelo patrulhumamento e espionagem dentro das próprias casas dos cubanos, pela supressão total da liberdade de imprensa, política, civil. Acho que é "só" isso. Mas foi um começo. Antes tarde que nunca. Fidel está com 84 anos, sendo que 50 deles foram destinados ao cargo de ditador assassino. Vamos dar mais um tempo para ele assumir outras culpas...

3 comentários:

Daniel disse...

Não só isto. É bom colocar a simpatia de certos representantes do movimento Gay aos regimes esquerdistas, ou certo apego a esquerda uma vez que consideram os opositores a estes, os reacionários que combatem as suas causas.
Vão lá fazer parada gay em Havana ou na Moscou de até 30 anos atrás.

Ponta das Canas disse...

Vindo de alguém que nunca assumiu responsabilidade por nada - tudo foi "culpa do embargo" - admitir uma falha assim tão espontaneamente, por sinal, somente para esse caso específico? Mero preconceito velado. É incrível, mas nas entrelinhas ele está querendo se gabar porque “perseguiu as bix@s” ou coisa que o valha, como devem ser os pensamentos a esse respeito na sua cabeça anacrônica. Acreditem. Conheço essa raça.

Corruptocracia: Roubar é poder! disse...

Cuba recebia mesada do Kremlin para manter o território disponível no tabuleiro estratégico da Guerra Fria. Esta mesada acabou. E agora todos percebem que Fidel gastou mal o dinheiro, não fez poupança, e Cuba está morrendo de fome.

Fidel foi esperto. Mas esperteza não é inteligência.