quarta-feira, setembro 01, 2010

Eu sou você amanhã



Morre venezuelano debilitado por greve de fome contra Chávez

CARACAS - O agricultor venezuelano Franklin Brito morreu na segunda-feira à noite em um hospital militar de Caracas, depois de manter durante meses uma greve de fome para exigir do governo do presidente Hugo Chávez revisão da expropriação de suas terras. Brito, de 49 anos, mantinha jejuns intermitentes havia cinco anos.

A propriedade dele, de 24 hectares, no estado sulista de Bolívar, havia sido tomada em 2003 - parte dos cerca de 2,5 milhões de hectares expropriados nos últimos anos pelo governo Chávez. Em dezembro, Brito suspendeu a greve por uma semana, após o governo ter proposto devolver suas terras, mas retomou o protesto depois, dizendo que a expropriação não havia sido formalmente revogada.

Em meio a sua última greve de fome, em dezembro, as autoridades o internaram à força no Hospital Militar Carlos Arbelo, alegando que necessitava de avaliação psicológica por causa da deterioração de sua saúde em razão do persistente protesto.

"O esgotado corpo de Franklin Brito deixou de respirar", informou a família em um comunicado lido na TV Globovisión. "Franklin vive na luta do povo venezuelano pelo direito à propriedade, o acesso à Justiça, a vida em liberdade e o respeito dos governos aos direitos humanos", diz ainda o texto.

A morte de Brito poderia afetar Chávez num momento da crucial campanha para a eleição legislativa de 26 de setembro, na qual o líder venezuelano espera conservar dois terços do Parlamento para poder seguir adiante com seu projeto socialista.

Brito havia se tornado um símbolo para os partidos de oposição e grupos de direitos humanos na Venezuela.

Comento: O camarada de Lula caminha em passos largos rumo ao modelo cubano, e já tem sua morte por greve de fome. Desta vez, Lula não poderá compará-lo aos criminosos comuns, presos em São Paulo. A vítima não era um preso político; apenas um indivíduo que não aceitou o crime do estado de expropriação. É o socialismo fazendo suas vítimas, como sempre. Eis o ideal de modelo pregado pelo PT! Se Cuba pode dizer para a Venezuela "eu sou você amanhã", a Venezuela cada vez mais pode dizer o mesmo para o Brasil. Se depender da corja petista que está no poder...

5 comentários:

Thiago Cortês disse...

Já imagino os intelectuais orgânicos berrando que Franklin Brito era um "latifundiário", "agente da CIA", "reacionário", "Darth Vader", etc.

Que fique claro: ele morreu por defender seu direito, sua liberdade, e não necessariamente defendendo uma ideologia. Isso quem faz são os esquerdistas xiitas, que até matam em nome dos seus dogmas.

ntsr disse...

' Se a Venezuela pode dizer para Cuba "eu sou você amanhã", o Brasil cada vez mais pode dizer o mesmo para a Venezuela.'

ruim de lógica...é cuba que diz pra venezuela 'sou vc amanhã'

Rodrigo Constantino disse...

De fato, ntsr. Foi falta de atenção, na pressa. Já consertei.

Rafael Gargalhão disse...

Pensarão os socialistas: "Já vai tarde". Para essa gente, a morte é o destino adequado para os "contra-revolucionários".

Corruptocracia: Roubar é poder! disse...

Digam-me: Onde ficaram DOIS TRILHÕES que o Brasil deve? Quem embolsou esta grana?